Impact of interprofessional education on graduate graduation: an integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.10085

Keywords:

Interprofessional education; Graduate education; Inter-professional relations.

Abstract

Interprofessional education (IPE) is based on a strategy, that students from two or more professions learn about others and among themself, in order to provide effective collaboration and improve health outcomes. Over the years, EIP has been strengthening among countries, working in the change of the traditional model of teaching in institutions. However, it is clear that its practice in the post-graduate scope has been little discussed. Thus, this article aims to analyze the impact that interprofessional education offers for the teaching and learning of graduate students. It is an integrative review of articles published in the electronic journals, such as, Pubmed, Scielo, Lilcas, and Scopus, through which it gathered a quantity of 09 articles. Studies have shown that IPE is capable of improving interprofessional attitudes in teamwork, giving new meaning to work practices, in addition to providing a closer relationship between students and professionals, increase confidence, attitude and co-responsibility. A number of barriers been identified in the training of professionals capable of collaborative work and a large presence of traditional education in their training. It is necessary to expand the discussions involving the subject, in order to provide ways to improve future studies and interventions on the implementation of an interprofessional education in the scope of postgraduate studies.

Author Biographies

Raíra Kirlly Cavalcante Bezerra, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Graduada em Nutrição pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE); Pós-graduada em Saúde da Família, pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB); Especialista na categoria Residente em Saúde da Família pela Escola de Saúde Pública do Ceará. Atualmente Mestranda em Saúde e Sociedade, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN).

Anny Mayara de Araújo Oliveira , Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Enfermeira. Especialista em Urgência, Emergência e Terapia Intensiva pela Faculdade Integrada de Patos (2018). Especialista em Saúde Materno Infantil na modalidade Residência Multiprofissional pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020). Pós-graduanda em Enfermagem Obstétrica pela INESP (2019-2020). Mestranda do Programa Saúde e Sociedade da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (2020-2022) Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Campina Grande- UFCG (2016). Extensão Universitária - UFCG (2015). 

Ezequiel Soares da Silva , Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Cursando Mestrado acadêmico em Saúde e Sociedade pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Pós graduação em Fisiologia do exercício e Treinamento Funcional pela Faculdade Vale do Jaguaribe, Bacharel Educação Física pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. 

Liebson Henrique Bezerra Lopes , Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Graduado em administração de empresas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN (2012), possuo formação técnica em Mecatrônica pelo Centro de Estudo e Pesquisa em Educação Profissional, CEPEP (2013). Mestrando em Saúde e Sociedade pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Cláudio Cezário Fernandes , Universidade Potiguar

Graduado em enfermagem pela Universidade Potiguar (UnP) Campus Mossoró/RN, Pós-graduado em Nefrologia pela FAVENI - Faculdade venda nova do imigrante.

Thales Allyrio Araújo de Medeiros Fernandes, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Farmácia - Análises Clínicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2002) , mestrado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005) e Doutorado em Ciências Biomédicas pela Universidade Estadual de Campinas (2014). Atualmente é professor Adjunto IV da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Líder do Grupo de Pesquisa Biologia e Epidemiologia das Doenças Infecciosas e Genéticas, e Coordenador Local do Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Bioquímica e Biologia Molecular. 

Ellany Gurgel Cosme do Nascimento, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Formação acadêmica em Enfermagem, pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, no ano de 1997 e Doutorado em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no ano de 2015. Em complemento à formação participei de cursos de especialização em epidemiologia, saúde da família, obstetrícia, autogestão em saúde, formação pedagógica em enfermagem; além de vários cursos de atualizações.

References

Abreu, C. L., Silva, C.S.C., Dos Santos, K.HM.R., & Conceição, S.S. (2020). Educação Interprofissional em Saúde e seu Impacto na Atenção Integral. Revista Cenas Educacionais, 3(e8869), 1-14.

Arruda, G. M. M. S., Barreto, I., Pontes, R., & Loiola, F. (2016). Educação interprofissional na pós-graduação em saúde: dimensões pedagógicas interprofissionais em uma Residência Multiprofissional em Saúde da Família. Tempus Actas de Saúde Coletiva, 10(4), 187-214.

Barr, H .(2015). The Genesis of a Global Movement. CAIPE: London.

Batista, N. A., & Batista, S. H. S. D. S. (2016). Educação interprofissional na formação em saúde: tecendo redes de práticas e saberes. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20(56), 202-204.

Batista, N.A. (2013). A educação interprofissional na formação em saúde. Capozzolo AA, Casetto S, Henz AO, organizadores. Clínica comum: itinerários de uma formação em saúde. São Paulo: Hucitec.

Bezerra, J. G. D. V., Azevedo, D.C., & Sampaio, F. (2018). Desafios da formação para o trabalho interprofissional no contexto da reabilitação. Revist. Port.: Saúde e Sociedade, 3(1), 680-693.

Câmara, A. M. C. S., Cyrino, A. P., Cyrino, E. G., Azevedo, G. D., Costa, M. V. D., Bellini, M. I. B., ... & Reeves, S. (2016). Educação interprofissional no Brasil: construindo redes formativas de educação e trabalho em saúde. Interface, 20(56), 9-12.

Cooper, D., Kim, J., Duderstadt, K., Stewart, R., Lin, B., & Alkon, A. (2017). Interprofessional oral health education improves knowledge, confidence, and practice for pediatric healthcare providers. Frontiers in Public health, 5, 209.

Costa, M. V. D. (2016). A educação interprofissional no contexto brasileiro: algumas reflexões. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20(56),197-198.

Costa, M. V. D., Patrício, K. P., Câmara, A. M. C. S., Azevedo, G. D., & Batista, S. H. S. D. S. (2015). Pro-Health and PET-Health as interprofessional education spaces. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 19, 709-720.

Edwards, S., Molina, P. E., McDonough, K. H., Mercante, D. E., & Gunaldo, T. P. (2017). Integrating an interprofessional education experience for physician assistant students into a human physiology course. The journal of physician assistant education: the official journal of the Physician Assistant Education Association, 28(3), 146.

Edwards, S., Molina, P. E., McDonough, K. H., Mercante, D. E., & Gunaldo, T. P. (2018). The potential of interprofessional education to translate physiology curricula effectively into future team-based healthcare. Advances in Physiology Education, 42(2), 354-359.

El-Awaisi, A., Wilby, K. J., Wilbur, K., El Hajj, M. S., Awaisu, A., & Paravattil, B. (2017). A Middle Eastern journey of integrating Interprofessional Education into the healthcare curriculum: a SWOC analysis. BMC medical education, 17(1), 15.

Ercole, F. F., Melo, L. S. D., & Alcoforado, C. L. G. C. (2014). Revisão integrativa versus revisão sistemática. Revista Mineira de Enfermagem, 18(1), 9-12.

Frenk, J., Chen, L., Bhutta, Z. A., Cohen, J., Crisp, N., Evans, T., ... & Kistnasamy, B. (2010). Health professionals for a new century: transforming education to strengthen health systems in an interdependent world. The lancet, 376(9756), 1923-1958.

Griggio, A. P., Silva, J. A. M. D., Rossit, R. A. S., Mieiro, D. B., Miranda, F. M. D., & Mininel, V. A. (2020). Analysis of an interprofessional education activity in the occupational health field. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 28(e3247).

Haber, J., Hartnett, E., Allen, K., Crowe, R., Adams, J., Bella, A., ... & Vasilyeva, A. (2017). The impact of oral‐systemic health on advancing interprofessional education outcomes. Journal of dental education, 81(2), 140-148.

Harrison-Bernard, L. M., Naljayan, M. V., Eason, J. M., Mercante, D. E., & Gunaldo, T. P. (2017). Effectiveness of interprofessional education in renal physiology curricula for health sciences graduate students. Advances in Physiology Education, 41(4), 594-598.

Harrison-Bernard, L. M., Naljayan, M. V., Mercante, D. E., Gunaldo, T. P., & Edwards, S. (2019). Longitudinal interprofessional education in a graduate physiology course. Advances in physiology education, 43(2), 241-245.

Herath, C., Zhou, Y., Gan, Y., Nakandawire, N., Gong, Y., & Lu, Z. (2017). A comparative study of interprofessional education in global health care: a systematic review. Medicine, 96(38).

Homeyer, S., Hoffmann, W., Hingst, P., Oppermann, R. F., & Dreier-Wolfgramm, A. (2018). Effects of interprofessional education for medical and nursing students: enablers, barriers and expectations for optimizing future interprofessional collaboration–a qualitative study. BMC nursing, 17(1), 13.

Hosoda, M., Isozaki, K., Morita, S., Sakanoue, N., Kaji, K., & Takayanagi, K. (2005). Interprofessional education for physical therapists. Journal of Physical Therapy Science, 17(2), 115-118.

Kim, Y. J., Radloff, J. C., Stokes, C. K., & Lysaght, C. R. (2019). Interprofessional education for health science students’ attitudes and readiness to work interprofessionally: a prospective cohort study. Brazilian Journal of Physical Therapy, 23(4), 337-345.

Koche, J. C. (2011). Fundamentos de metodologia cientifica. Petrópolis: Vozes.

Lapkin, S., Levett-Jones, T., & Gilligan, C. (2012). A cross-sectional survey examining the extent to which interprofessional education is used to teach nursing, pharmacy and medical students in Australian and New Zealand universities. Journal of interprofessional care, 26(5), 390-396.

Levine, C. B., Ansar, M., Dimet, A., Miller, A., Moon, J., Rice, C., ... & Sarraj, H. (2019). Student Evaluation of Interprofessional Experiences Between Medical and Graduate Biomedical Students. Journal of research in interprofessional practice and education, 9(1),274.

Lima, A. F. S., de Lemos, E. C., & de Cerqueira Antunes, M. B. (2019). Educação Interprofissional em Saúde e a promoção da integralidade do cuidado: uma revisão de literatura. Cadernos do Cuidado, 3(2).

Olson, R., & Bialocerkowski, A. (2014). Interprofessional education in allied health: a systematic review. Medical education, 48(3), 236-246.

Organização Mundial da Saúde. (2010). Marco para ação em educação interprofissional e prática colaborativa.

Peduzzi, M., Norman, I. J., Germani, A. C. C. G., Silva, J. A. M. D., & Souza, G. C. D. (2013). Educação interprofissional: formação de profissionais de saúde para o trabalho em equipe com foco nos usuários. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 47(4), 977-983.

Pereira, A.S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. 1ª. ed. Santa Maria, RS: UFSM, NTE.

Reeves, S. (2016). Why we need interprofessional education to improve the delivery of safe and effective care. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20(56), 185-197.

Rossit, R. A. S., Freitas, M. A. D. O., Batista, S. H. S. D. S., & Batista, N. A. (2018). Constructing professional identity in Interprofessional Health Education as perceived by graduates. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22, 1399-1410.

Van Schaik, S., Plant, J., & O'Brien, B. (2015). Challenges of interprofessional team training: a qualitative analysis of residents' perceptions. Education for Health, 28(1), 52-57.

World Health Organization. (1976). Continuing education of health personnel. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe.

You, P., Malik, N., Scott, G., & Fung, K. (2017). Current state of interprofessional education in Canadian medical schools: Findings from a national survey. Journal of Interprofessional Care, 31(5), 670-672.

Published

19/11/2020

How to Cite

Bezerra, R. K. C., Oliveira , A. M. de A. ., Silva , E. S. da ., Lopes , L. H. B. ., Fernandes , C. C., Fernandes, T. A. A. de M. ., & Nascimento, E. G. C. do. (2020). Impact of interprofessional education on graduate graduation: an integrative review. Research, Society and Development, 9(11), e39491110085. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.10085

Issue

Section

Review Article