Hypothermia in extracorporeal circulation in cardiac surgery

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.10987

Keywords:

Hypothermia; Extracorporeal circulation; Cardiac surgery.

Abstract

This article aims to understand the importance of hypothermia during cardiopulmonary bypass. It emerges with the premise of understanding the importance of hypothermia induced in performing cardiac surgery with cardiopulmonary bypass (CPB), however, it is necessary to understand that the emergence of CPB in cardiac surgery was a milestone in the history of health, allowing the direct manipulation of the heart in many pathologies hitherto considered incurable. An integrative review methodology was used, with a search for existing articles in the literature. The search for articles was carried out between the months of June and August 2020. For the study, national articles published in full were used, the strategy of using each descriptor in isolation associated with the filters of interest available in the Virtual Health Library was adopted. (VHL), with LILACS (Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences) and SCIELO (Scientific Electronic Library Online) databases, using the following descriptors: Hypothermia, Extracorporeal Circulation, Cardiac Surgery. We have identified an important point that this research supports, showing that temperature control during the operative process, both in the hypothermia period, is necessary to decrease metabolism. Hypothermia is a procedure that transcends our expectation, this makes it possible to stop circulation completely for an hour or more, and after warming up, see the patient return to his state of homeothermal metabolism and life. This study allowed a reflection on the performance of cardiac surgeries, disseminating knowledge about the importance of using hypothermia in this type of surgery. In conclusion, despite many technological advances, hypothermia still persists in not being used to avoid pathophysiological complications. Therefore, it is essential to describe the mechanisms that are positive in the use of hypothermia.

References

Abreu, T. T. (2014). Análise da variação de eletrólitos após cirurgia cardíaca com uso de circulação extracorpórea. Monografia (Conclusão de Curso) Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Medicina da Bahia, Salvador.

Barbosa, N. F., Cardinelli, D. M., & Ercole, F. F. (2010). Determinantes de Complicações Neurológicas no Uso da Circulação Extracorpórea (CEC). Arquivo Brasileiro Cardiologia, 95(6): e151-e157.

Barros, S. R., Bandeira, M. M., & Leite, J. R. A. P. (2019). Principais complicações da circulação extracorpórea em cirurgias cardíacas em um Hospital da Região Norte. Saber Científico, Porto Velho, 8(1), 103 – 110.

Dienstmann, C., & Caregnato, R. C. A. (2013). Circulação extracorpórea em cirurgia cardíaca: um campo de trabalho para o enfermeiro. Rev. SOBECC, 18(1): 35-43.

Freitas, L. M. R., Santos, L. C. B., & Oliveira, J. B. (2017). Circulação extracorpórea e desiquilíbrio hidroeletrolítico. Journal Health NPEPS, 2(1):285-297.

Hueb, T. O., & Hueb, W. (2012). Revascularização do miocárdio com e sem circulação extracorpórea. Rev. Bras. Medicina, 70(1/2), 39-45. http://moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=5324.

Kakihara, K. S. (2018). Validação de um guia de boas práticas para o cuidado realizado pelo enfermeiro ao paciente em circulação extracorpórea. Trabalho de conclusão de curso, referente à disciplina: Trabalho de conclusão de curso II (INT5182) do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, como requisito parcial para obtenção do Grau de Enfermeiro. Florianópolis.

Lima, G., Cuervo, M. (2019). Mecanismo da Circulação Extracorpórea e Eventos Neurológicos em Cirurgia Cardíaca. Revista da sociedade portuguesa de anestesiologia. 28(1).

Longo, A. R. T. (2011). Sistemas de aquecimento cutâneo para prevenção da hipotermia em cirurgia cardíaca: revisão sistemática. Dissertação apresentada a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, para obtenção do título de mestre em ciências. Ribeirão Preto.

Neves, D. S. et al (2016). A atuação do enfermeiro perfusionista na cirúrgica cardíaca. Revista Saúde, 10(1).

Pereira, C. H. (2013). A enfermeira, como perfusionista, na circulação extracorpórea. Trabalho de Conclusão apresentado à Universidade Federal do Rio Grande do Sul como requisito parcial para a conclusão do Curso de Graduação em Enfermagem.

Santos, M. B. et al (2018). Comparação dos resultados iniciais entre cirurgias de revascularização do miocárdio com e sem circulação extracorpórea. Arquivos Catarinenses Medicina, 47(2):170-181.

Sartorio, C. et al (2012). Atuação do enfermeiro frente aos efeitos da circulação extracorpórea. Enfermagem Brasil. 11(2).

Silva, M. A. P. (2016). Relevância da proteção miocárdica durante a circulação extracorpórea em Porto Velho, Rondônia. Tese apresentada à Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva, como requisito obrigatório para obtenção do título de Mestre em Terapia Intensiva. Porto Velho, RO.

Souza, M. H. L., & Elias, D. O. (2006). Fundamentos da circulação extracorpórea. (2a ed.), Centro Editorial Alfa Rio. https://sbcec.com.br/br/images/blog/livromariahelena.pdf. Acesso em: 20 agost. 2020.

Torrati, F. G., & Dantas, R. A. S. (2012). Circulação extracorpórea e complicações no período pós-operatório imediato de cirurgias cardíacas. Acta Paul Enferm.25(3):340-5.

Published

18/03/2021

How to Cite

CARNEIRO, T. de C. Hypothermia in extracorporeal circulation in cardiac surgery. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e33510310987, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.10987. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/10987. Acesso em: 12 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences