The Hermeneutic Game in Gaming Times

Authors

  • Marcos Pinheiro Dias Universidade Franciscana - UFN
  • Carlos Henrique da Costa Barreto Universidade Franciscana - UFN
  • Marcos Alexandre Alves Universidade Franciscana - UFN
  • Taís Steffenello Ghisleni Universidade Franciscana - UFN https://orcid.org/0000-0002-5405-9492

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v8i7.1110

Keywords:

Teaching; Education; Gamification; Hermeneutics.

Abstract

The present work is immersed in the context of the changes brought about by the insertion and growth of games in society - especially in the field of education - where two important practices complement each other: the hermeneutic game and gamification. Thus, we have as a general objective to relate hermeneutic practice to gamification, specifying in the main concepts related to these models, as well as their phenomena and teaching strategies, taking into account traditional methodologies and the influence of new technologies and media on the formation of the individual. As a conclusion after conducting an exploratory research, it is noted how every day new issues related to the theme of the game with the learning function or teaching method appear, a factor that points to a future of teaching more and more gamificado and dynamic.

Author Biography

Marcos Alexandre Alves, Universidade Franciscana - UFN


References

ALVES, M. A. (2011). O modelo estrutural do jogo hermenêutico como fundamento filosófico da educação. In: Ciência & Educação, v.17, n.1 p.235-248.

BARTH, L. W. (2007). O homem pós-moderno, religião e ética. In: Teocomunicação, Porto Alegre, v. 37, n. 155, p. 89-108, mar.

HUIZINGA, J. (2004). Homo Ludens: o jogo como elemento de cultura. São Paulo: Perspectiva.

JENKINS, H. (2009). Cultura da convergência: a colisão entre os velhos e novos meios de comunicação. São Paulo: Aleph.

LOPES, L. (2009). Personagens e estereótipos: Estudo sobre representação visual de personagens com base em estereótipos. Universidade do Vale do Itajaí, Pós-Graduação em Propaganda e Marketing.

LEVY, P. (1998). A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução: Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Editora Loyola.

MENDES, C. L. (2006). Jogos eletrônicos: diversão, poder e subjetivação. São Paulo: Papirus.

NOVA, C.; ALVES, L. (2002). A comunicação digital e as novas perspectivas para a educação. Artigo apresentado no I Encontro da Redecom, Salvador.

PAPERT, S. (2008). A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Trad. Sandra Costa. Porto Alegre: Artmed.

PEREZ, C.; BARBOSA, I. S. (Orgs). (2008) Hiperpublicidade, v.2: atividades e tendências. São Paulo: Thomson Learning.

RANHEL, J. (2009). O conceito de jogo e os jogos computacionais. In: SANTAELLA,

Lúcia; FEITOZA, Mirna (org.). Mapa do jogo: a diversidade cultural dos games, São

Paulo: Cengani Learning.

RECUERO, R. (2009). Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina.

RETROBITS. A era do vídeo game. Documentário Discovery Channel. (2007). Recuperado em 17 maio 2016, de: https://www.youtube.com/watch?v=9n2VagiqY6w

SATO, A. K. O. Do mundo real ao mundo ficcional: a imersão no jogo. In: SANTAELLA, L.; FEITOZA, M. (Orgs.) (2009). Mapa do jogo: a diversidade cultural dos games. São Paulo: Cengage Learning.

GRONDIN, J. (1999). Introdução à hermenêutica filosófica. São Leopoldo: Editora Unisinos.

MISSAGGIA, J. (2012). A hermenêutica em Heidegger e Gadamer: algumas confluências e divergências. Griot – Revista de Filosofia, Amargosa: 2012. Recuperado em 25 jun. 2014 de dezembro/2012/www.ufrb.edu.br/griot

MCGONIAL, J. (2010). Gaming can make a better world. TED. Recuperado em 21, agosto, 2018, de https://www.ted.com/talks/jane_mcgonigal_gaming_can_make_a_better_world

PANTOJA, A. da S.; PEREIRA, L. M. (2018). Gamificação: como jogos e tecnologias podem ajudar no ensino de idiomas. Estudo de caso: uma escola pública do Estado do Amapá. Estação Científica (UNIFAP), Macapá, v. 8, n. 1, p. 111-120, jan./abr

Published

16/05/2019

How to Cite

DIAS, M. P.; BARRETO, C. H. da C.; ALVES, M. A.; GHISLENI, T. S. The Hermeneutic Game in Gaming Times. Research, Society and Development, [S. l.], v. 8, n. 7, p. e13871110, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i7.1110. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/1110. Acesso em: 24 sep. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences