PROEJA under the perspective of STS Education and Critical Mathematical Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i12.11171

Keywords:

Youth and Adult Education; Emancipatory and Critical Education; Mathematics teaching.

Abstract

The National Program for the Integration of Professional Education with Basic Education in the Modality of Education of Youth and Adults (PROEJA) has an important role in Professional and Technological Education. This modality of education has historically been excluded from public policies related to the area. In this context, Education in Science, Technology and Society (STS) and Critical Mathematical Education (EMC) are shown as potential paths to integral and emancipatory formation, based on criticality, autonomy and other needs of the fundamental dimensions of life. The objective is to analyze whether the official documents of the medium level PROEJA are in compliance with the theoretical assumptions of STS and EMC Education. For this, the PROEJA Base Document for Technical Professional Education at Medium Level and also the Common National Curricular Base (BNCC) were analyzed. These documents were selected because they are both public and also because they are guidelines for all Brazilian courses in the modality. The methodology used is of a qualitative and documentary analysis. It was evidenced that both present, although not directly, STS Education in its precepts. For the EMC, it was found that only BNCC presents evidences in respect to this movement, even though it does not explicitly emphasize the approach. Several similarities were reported in the documents with what is expected from a formation based on both approaches.

References

Agudo, M. de M., & Teixeira, L. A. (2018). A Educação de Jovens e Adultos e a Pedagogia Histórico-Crítica: uma aproximação necessária. Crítica Educativa, 3 (3), 171-184.

Albrecht, E., & Maciel, M. D. (2020a). Avaliação do ENADE: considerações sobre CTS e educação matemática crítica (2014 - 2017). Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar. 6 (17), 416-427.

Albrecht, E., & Maciel, M. D. (2020b). Educação CTS e Educação Matemática Crítica nas diretrizes para os cursos de Licenciatura em Matemática. Research, Society and Development, 9 (7), 1-17.

Azevedo, L. A., Oto Shiroma, E., & Coan, M. (2012). As políticas públicas para a educação profissional e tecnológica: sucessivas reformas para atender a quem? Boletim Técnico do Senac, 38 (2), 27-40.

Bazzo, W. A., Palacios, E.M.G., Galbarte, J. C. G., Linsingen, I. V., Cerezo, J. A. L., Luján, J. L., & Valdés, C. (2003). Introdução aos estudos CTS Ciência, Tecnologia e Sociedade. Madri: OEI.

Ciavatta, M., & Ramos, M. (2011). Ensino Médio e Educação Profissional no Brasil: Dualidade e fragmentação. Revista Retratos da Escola, 5 (8), 27-41.

Ceolim, A. J., & Hermann, W. (2012). Ole Skovsmose e Sua Educação Matemática Crítica. Rpem, 1 (1), 9-20.

Cury, C. R. J. (2006). Entrevista - Educação Profissional: cidadania e trabalho. Boletim Técnico do Senac, 32 (1), 46-55.

Cutcliffe, S. (1990). Ciencia, tecnología y sociedad: um campo interdisciplinar In M. Medina, & J. Sanmartín (Eds.). Ciencia, tecnología y sociedade: estúdios interdisciplinares en la universidad, en la educación y em la gestión pública. Barcelona: Anthropos.

Decreto n. 5.154, de 23 de julho de 2004. (2004). Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 20 outubro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5154.htm

Decreto n. 5.478, de 24 de junho de 2005. (2005). Institui, no âmbito das instituições federais de educação tecnológica, o Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA. Brasília, DF. Recuperado em 10 outubro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5478.htm

Decreto n. 5.840, de 13 de julho de 2006. (2006). Institui, no âmbito federal, o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA, e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 10 outubro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5840.htm

Freire, P. (1981). Ação cultural para a liberdade (5ª ed.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Frigotto, G. (2007). A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica. Educ. Soc., 28 (100), 1129-1152.

Frigotto, G., & Ciavatta, M. (2011). Perspectivas sociais e políticas da formação de nível médio: avanços e entraves nas suas modalidades. Educ. Soc., 32 (116), 619-638.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Educação 2019). Recuperado em 03 novembro, 2020, de https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101736_informativo.pdf

Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. (1996). Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília, DF. Recuperado em 06 dezembro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2005). Fundamentos de metodologia científica (6ª ed.). São Paulo: Atlas.

Martins, J. de S. (2002). A sociedade vista do abismo: Novos estudos sobre exclusão, pobreza e classes sociais (4ª ed.). Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes.

Ministério da Educação. (2007). Documento Base do PROEJA: Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade da Educação de Jovens e Adultos: educação profissional técnica de nível médio/ensino médio. Brasília, DF. Recuperado em 14 outubro, 2020, de http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf2/proeja_medio.pdf

Ministério da Educação. (2018). Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF. Recuperado em 09 novembro, 2020, de http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf

Ministério da Educação. (2020). Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja): conheça a história e as ações do programa nacional de integração da educação profissional com a educação básica na modalidade de educação de jovens e adultos (proeja). Recuperado em 20 outubro, 2020, de http://portal.mec.gov.br/proeja/proeja-apresentacao

Parecer CNE/CEB n. 29/2006. (2006). Reexame do Parecer CNE/CEB n. 36/2004, que aprecia a Indicação CNE/CEB n. 3/2004, propondo a reformulação da Resolução CNE/CEB n. 1/2000, que definiu Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos. Brasília, DF. Recuperado em 09 novembro, 2020, de http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=14346-pceb029-06&category_slug=outubro-2013-pdf&Itemid=30192

Pinheiro, N. A. M., & Bazzo, W. A. (2009). Caso Simulado no Ensino-Aprendizagem de Matemática: ensinar sob uma abordagem crítica. Bolema, 22 (32), 101-122.

Resolução n. 3, de 21 de novembro de 2018. (2018). Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, DF. Recuperado em 09 novembro, 2020, de https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/51281622

Resolução n. 6, de 20 de setembro de 2012. (2012). Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Brasília, DF. Recuperado em 20 outubro, 2020, de http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11663-rceb006-12-pdf&category_slug=setembro-2012-pdf&Itemid=30192

Santos, B. de S. (2010). Um discurso sobre as Ciências. São Paulo: Cortez.

Sbrana, M. F. C. (2017). A contextualização da matemática a partir da abordagem CTS na Educação Matemática Crítica. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do ABC, Santo André, SP, Brasil.

Sbrana, M. de F. C., Albrecht, E., & Aguiar, M. (2019). A abordagem CTS e a educação matemática crítica como estratégia de ensino-aprendizagem na formação de professores de matemática. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 12 (2), 3-26.

Skovsmose, O. (2001). Educação Matemática crítica: a questão da democracia. Campinas: Papirus.

Skovsmose, O. (2008). Desafios da Reflexão em Educação Matemática Crítica. Campinas: Papirus.

Published

27/12/2020

How to Cite

SOUZA, K. A. de F. .; ALBRECHT, E. . PROEJA under the perspective of STS Education and Critical Mathematical Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 12, p. e40291211171, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i12.11171. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11171. Acesso em: 9 feb. 2023.

Issue

Section

Education Sciences