Knowledge of nurses about the importance of the use of care protocols: Collective subject discourse

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11186

Keywords:

Pressure ulcer; Intensive care units; Patient safety.

Abstract

Objective: to investigate the knowledge of intensive care nurses about prevention and risk assessment related to PPL and the importance of using nursing care protocols. Methods: This is an exploratory-descriptive study with a qualitative approach. The participants in this study are composed of intensive care nurses, ICU coordinating nurse and nursing manager, in addition to nurses responsible for the Dressing and Patient Safety Commission, totaling ten participants. Data were collected between March and December 2019. Individual semi-structured interviews were applied and later, the respondents' responses were transcribed in full and analyzed through the Collective Subject Discourse. Results: The analysis of the statements was based on six questions, which resulted in nine CSDs. The responses were subdivided into “Category A” and “Category B” when two different types of responses were obtained. As a result, questions 1, 2 and 3 show CSD in categories A and B, while questions 4, 5 and 6 only have CSD in “Category A”. Conclusion: The study enabled a better understanding of the conditions experienced by nurses working in the ICU, pointing out potentials, difficulties and limitations in the prevention and treatment of PPL.

References

Adamczyk, S. P., Castro, E. C. L. S., Freitas, T. M., Santos, W. B., Marques, F. R., & Kutzke, J. L. (2017). Métodos utilizados pela enfermagem na identificação da lesão por pressão: uma revisão sistemática da literatura. Revista Gestão & Saúde, 17, 1-9.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2017). Assistência Segura: Uma Reflexão Teórica Aplicada à Prática Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília (DF); 2017. http://www.saude.pi.gov.br/uploads/divisa_document/file/374/Caderno_1_-_Assist%C3%AAncia_Segura_-_Uma_Reflex%C3%A3o_Te%C3%B3rica_Aplicada_%C3%A0_Pr%C3%A1tica.pdf

Aranaz-Andrés, J. M., Aibar-Remón, C., Limón-Ramírez, R. A., Amarilla, A., Restrepo, F. R., Urroz, O., & Gonseth-García, J. (2011). Prevalence of adverse events in the hospitals of five Latin American countries: results of the ‘Iberoamerican study of adverse events’ (IBEAS). BMJ Quality & Safety, 20(12), 1043-1051.

Araújo, A. A., & dos Santos, A. G. (2016). Úlceras por pressão em pacientes internados em unidades de terapia intensiva: revisão integrativa da literatura. Ciência & Saúde, 9(1), 38-48.

Campoi, A. L. M., Engel, R. H., Stacciarini, T. S. G., Cordeiro, A. L. P. D. C., Melo, A. F., & Rezende, M. P. (2019). Permanent education for good practices in the prevention of pressure injury: almost-experiment. Revista brasileira de enfermagem, 72(6), 1646-1652.

Cardoso, D. D. S., Carvalho, F. M. O., Rocha, G. B. D., Mendes, J. R., Cardoso, S. D. B., & Rocha, F. C. V. (2019). Conhecimento dos enfermeiros sobre classificação e prevenção de lesão por pressão. Rev. pesqui. cuid. fundam, 560-566.

Conselho Regional de Enfermagem. (2015). Guia para construção de protocolos assistenciais de enfermagem. São Paulo (SP): COREN-SP; 2015. https://portal.coren-sp.gov.br/sites/default/files/Protocolo-web.pdf.

Debon, R., Fortes, V. L. F., Rós, A. C. R., & Scaratti, M. (2018). The nurses’ viewpoint regarding the use of the braden scale with the elderly patient. Revista de Pesquisa: Cuidado é fundamental online, 10(3), 817-823.

Fernandes, L. M., da Silva, L., de Oliveira, J. L. C., de Souza, V. S., & Nicola, A. L. (2016). Association between pressure injury prediction and biochemical markers. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 17(4), 490-497.

Figueiredo, T. W. B., Mercês, N. N. A. D., Lacerda, M. R., & Hermann, A. P. (2018). Developing a nursing healthcare protocol: a case report. Revista Brasileira de Enfermagem, 71, 2837-2842.

França, A. P. F.M., Castro Rassy, M. E., Portilho, R. D. C. B., Montalvão Serrão, A. C. F., França, A. S., & Silva Miranda, E. D. S. (2019). Conhecimento de enfermeiros sobre o manejo de lesões por pressão em unidade de terapia intensiva. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 11(8), e576-e576.

França, J. R. G., Saousa, B. V. N., & Jesus, V. S. (2016). Cuidados de enfermagem na prevenção de lesões por pressão em unidades de terapia intensiva: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 11(1), 16-31.

Galvão, N. S., Serique, M. A. B., Santos, V. L. C. D. G., & Nogueira, P. C. (2017). Knowledge of the nursing team on pressure ulcer prevention. Revista brasileira de enfermagem, 70(2), 294-300.

Krauzer, I. M., Dall'Agnoll, C. M., Gelbcke, F. L., Lorenzini, E., & Ferraz, L. (2018). The construction of assistance protocols in nursing work. REME Rev min enferm.[internet], 22, 1-9.

Lefèvre, F., & Lefèvre, A. M. C. (2003). O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa; desdobramentos. In O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa; desdobramentos (pp. 255-255).

Maia, C. S., Freitas, D. R. C. D., Gallo, L. G., & Araújo, W. N. D. (2018). Notificações de eventos adversos relacionados com a assistência à saúde que levaram a óbitos no Brasil, 2014-2016. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 27, e2017320.

Mazzo, A., Miranda, F. B. G., Meska, M. H. G., Bianchini, A., Bernardes, R. M., & Pereira Junior, G. A. (2018). Teaching of pressure injury prevention and treatment using simulation. Escola Anna Nery, 22(1).

Mendonça, P. K., Loureiro, M. D. R., Frota, O. P., & Souza, A. S. D. (2018). Prevenção de Lesão por Pressão: ações prescritas por enfermeiros de centros de terapia intensiva. Texto & Contexto-Enfermagem, 27(4).

Ministério da Saúde. (2014). Documento de referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília (DF); 2014. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/documento_referencia_programa_nacional_seguranca.pdf

Ministério da Saúde. (2013). Portaria nº 529 de 1º de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Brasília (DF); 2013a, http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Ministério da Saúde. (2013). Protocolo para prevenção de úlcera por pressão. Brasília (DF); 2013b. https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/ulcera-por-pressao

Ortega, D. B., D’Innocenzo, M., Silva, L. M. G. D., & Bohomol, E. (2017). Análise de eventos adversos em pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Acta Paulista de Enfermagem, 30(2), 168-173.

Paim, L., Trentini, M., Madureira, V. S. F., & Stamm, M. (2008). Pesquisa convergente-assistencial e sua aplicação em cenários da enfermagem. Cogitare Enfermagem, 13(3).

Santos, L. R. C. L., & Lino, A. (2018). Riscos de lesão por pressão: aplicação da Escala de Braden em terapia intensiva. ESTIMA. Braz. J. Enterostomal Ther, 16(818), 1-7.

Silva C. B., Silva D. G., Carvalho L. L., Goulart C. D. L., Silva A. L. G., & Angri D. (2017). Ocorrência de eventos adversos em Unidade de Terapia Intensiva Neopediátrica: qualidade assistencial de enfermagem. Rev Epidemiol Control Infect, 1;7(4).

Sousa, B. V. N., França, J. R. G., & Jesus, V. S. (2016). Cuidados De Enfermagem Na Prevenção De Úlceras Por Pressão Em Unidades De Terapia Intensiva: Uma Revisão Sistemática. Revista brasileira de saúde funcional, 1(2), 16-16.

Sousa, R. C., & Faustino, A. M. (2019). Nurses’ understanding about the pressure injury prevention and care/Conhecimento de enfermeiros sobre prevenção e cuidados de lesão por pressão. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 11(4), 992-997.

Vargas, R. G., & Santos, L. P. (2019). Prevenção de lesão por pressão em UTI-aplicabilidade da Escala de Braden. Revista Pró-UniverSUS, 10(1), 162-165.

Published

06/01/2021

How to Cite

LIMA, R. M. L. de S. .; MOURA, M. V. de .; MATOS, J. da C.; WALTER, K. C. .; OLIVEIRA, A. C. G. D. P. da C. .; ARAÚJO, V. S. .; CAVALCANTE, E. S. .; NUNES, V. M. de A. .; SILVA, M. S. da .; SISNANDO, M. S. M. . Knowledge of nurses about the importance of the use of care protocols: Collective subject discourse. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e15810111186, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11186. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11186. Acesso em: 25 jan. 2021.

Issue

Section

Health Sciences