Proposal for an environmental health indicator (ISA) for sanitation analysis on the Federal University of Sergipe campus-São Cristóvão, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11515

Keywords:

Basic sanitation; Environmental health indicator; Environmental impacts.

Abstract

In Brazil, there is a great deficiency when it comes to drinking water supply, sewage collection and treatment, collection and correct disposal of solid waste, as well as better management of water resources and care for public health in urban centers. There are several laws, ordinances and resolutions that determine how these services should be offered to people, however, more than half of the Brazilian population does not have these rights ensured, finding themselves in unhealthy situations. Because of this, the State Sanitation Council in the State of São Paulo (CONESAN), in 1999, created a model that allowed local authorities to assess the environmental health of a given region. Thus, the present study aimed to assess, based on the adaptation of the CONESAN methodology, the health condition of the University city Prof. José Aloísio de Campos, located in São Cristóvão SE. Adaptation was necessary due to local specificities and due to the focus of the research being strongly based on basic sanitation on campus. The environmental health indicator for this study was called ISA-UFS, which considered as specific sub-indicators: Water Supply, Solid Waste, Sanitary Sewage, Urban Drainage and Vector Control. From the results obtained, it was possible to interpret the current sanitation situation of the campus to a condition of Medium Health (ISA-UFS = 0.66), with potential for improvement after making simple changes in sanitation services such as daily cleaning of roads and increased frequency of solid waste collection.

References

Albuquerque, M. M. (2013). Indicador de Salubridade Ambiental (ISA) como instrumento de análise da salubridade do ambiente da comunidade de Saramém em Brejo Grande (SE). Dissertação (Mestrado) em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal do Sergipe, São Cristóvão.

Almeida, M. A. P. (1999). Indicadores de Salubridade Ambiental em Favelas Urbanizadas: O Caso de Favelas em Áreas de Proteção Ambiental. Tese (Doutorado) em Engenharia de Construção Civil e Urbana da Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Baggio, D. B. (2013). Aplicação do Indicador de Salubridade Ambiental (ISA) no município de Cocal do Sul - SC. Dissertação (monografia) em Engenharia Ambiental, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma.

Bastos, A. L., Gama, R. S., Cavalcante, A. S. G., & Gama, J. A. S. (2014). Adaptação e aplicação do Índice de Salubridade Ambiental (ISA) para o município de Marechal Deodoro/AL. In: Congresso Norte Nordeste de pesquisa e Inovação-Anais, São Luís.

Brustin, P., Tischner, A., Dias, L., Barbado, N., & Reis, A. (2020). Aplicação do índice de salubridade ambiental (ISA) para diagnóstico de áreas urbanas: um estudo dos municípios de Maringá-PR e Sarandi-PR. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 9, 234-252.

Cabral, A. C. (2015). Indicador de Salubridade Ambiental relacionado ao consumo de energia e água em municípios lindeiros e não lindeiros ao Lago de Itaipu da Bacia Hidrográfica do Paraná III. Dissertação (Mestrado) em Engenharia em Energia na Agricultura, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel.

Conselho Estadual de Saneamento (CONESAN). (1999). ISA-Indicador de Salubridade Ambiental - Manual Básico: Conesan.

Oliveira, G., Scazufca, P., & Pires, R. C. (2020). Ranking do saneamento 2020. São Paulo: Instituto Trata Brasil; <http://www.tratabrasil.org.br/saneamento-no-brasil>.

Lei Estadual Nº 7.750, de 31 de março de 1992. Dispõe sobre a Política Estadual de Saneamento, e dá outras providências. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. <http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1992/lei-7750-31.03.1992.html>.

Levati, M. (2009). Aplicação do Indicador de Salubridade Ambiental (ISA) para Áreas Urbanas. Estudo de Caso: Município de Criciúma-SC. Dissertação (mestrado) em Engenharia Ambiental da Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma.

Santos, R. F., Cabral, A. C., Frigo, E. P., Bastos, R. K., Plácido, H. F., & Pinto, L. P. (2015). Aplicação de Indicadores no município de Palotina - PR. Brazilian Journal of Biosystems Engineering, 9, 84-89.

Santos, F. F. S. (2016). Adaptação do Indicador de Salubridade Ambiental (ISA) para Análise do Saneamento Básico na Cidade de Brejo Grande/SE. Dissertação (mestrado) em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

Silva, S. S. S. (2020). Proposta de Adaptação do Índice de Salubridade Ambiental (ISA/FNS) ao município de Florianópolis (SC) com aplicação da metodologia Delphi.

UFS/COPAC. (2018). Anuário estatístico da UFS: 2016-2018. São Cristóvão: UFS.

Published

04/01/2021

How to Cite

SOUZA, B. S.; AMAZONAS, C. S. de A.; TORRES, N. H.; FERREIRA, L. F. R. Proposal for an environmental health indicator (ISA) for sanitation analysis on the Federal University of Sergipe campus-São Cristóvão, Brazil . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e9110111515, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11515. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11515. Acesso em: 4 mar. 2021.

Issue

Section

Engineerings