Evaluation of the Sleep Disorders in patients submitted to Polissomnography

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11738

Keywords:

Polysomnography; Sleep wake disorders; Syndrome of Obstructive Sleep Apnea.

Abstract

Objective: To characterize the sleeping disturbs of patients submitted to a polysomnography and establish their associations with epidemiological ranges. Methods: Transversal study, observational, conducted by analyzing data of 101 patients submitted to polysomnography at the Laboratory of Sleep Medicine of HUMAP, Campo Grande, MS, Brazil. The data used were the polysomnography itself and patronized grades (somnolence scale of Epworth and Berlin Questionnaire). Results: The high risk for Syndrome of Obstructive Sleep Apnea (SOSA) was identified in 83% of the evaluated patients. About the polysomnographic results, 77% were diagnosed with SOSA, being most of them female. In the patients with SOSA, 95,5% were obese or overweighed. The excessive daytime sleepiness was detected in 51,2% of the patients diagnosed with SOSA. Conclusion: The prevalence of sleeping disorders was high, being the patients that were diagnosed with SOSA most of them female, with a bigger SED frequency, overweighed and obese and with high blood pressure. These were relevant risk factors for a respiratory syndrome.

Author Biographies

Izabela dos Santos Barbosa, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Estudante de graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande MS, Brasil.

José Carlos Souza, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Psiquiatra, PhD em Saúde Mental, professor do curso de Medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS.

Paulo de Tarso Guerrero Muller, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Pneumologista, Pós-Doutor e docente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina, Campo Grande MS, Brasil.

Paola Oliveira Cavalcante Brito, Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian

Pneumologista, Hospital Universitário Maria Aparecida Predrossian, Laboratório do Sono - Serviço de Pneumologia e Fisiologia Respiratória, Campo Grande MS, Brasil.

Caroline Torres Augusto, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Pneumologista, Docente em Pneumologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faculdade de Medicina, e membro do corpo clínico do Hospital Universitário Maria Pedrossian em Campo Grande, MS.

 

Isabella de Azevedo Cardeliquio Cantarelli, Universidade do Vale do Sapucaí

Estudante de graduação em Medicina pela Universidade do Vale do Sapucaí, Pouso Alegre, MG.

References

American Academy of Sleep Medicine. (2014). International Classification of Sleep Disroders, 3ed. Diagnostic and coding manual. American Academy of Sleep Medicine.

Deepak Shrivastava, M. D., Syung Jung, M. D., Mohsen Saadat, D. O., Roopa Sirohi, M. D., & Keri Crewson, M. D. (2014). How to interpret the results of a sleep study. Journal of Community Hospital Internal Medicine Perspecties, 4(5), 1-4.

Galli, G., Piaggi, P., Mattingly, M. S., Jonge, L., Courville, A. B., Pinchera, A., Santini, F., Csako, G., & Cizza, G. (2013). Inverse relationship of food and alcohol intake to sleep measures in obesity. Nutrition & Diabetes, 3, e58.

Gonçalves, D. A. R. (2016). Descrição de parâmetros polissonográficos relacionados à insônia e à fragmentação do sono em pacientes com diagnósticos de condições otorrinolaringológicas que causam obstrução nasal. [Dissertação de Mestrado em Ciências Médicas, Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília, Brasília].

Jeddi, S., Asl, A. N., Asgari, A., & Asghar, G. (2016). O efeito da privação de sono na função cardíaca e tolerância à lesão de isquemia-reperfusão em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 106(1), 41-48.

Kanda, G. M., Priore, N. C., Toledo, C., Shimizu, R. N., Arata, Y. P., Gonzaga, C., Bertolami, A., Amodeo, C., & Minuzzo, L. (2018). Perfil clínico e laboratorial de pacientes com e sem apneia obstrutiva do sono. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 16(2), 108-112.

Kim, S. Y., Sim, S., & Choi, H. G. (2017). High stress, lack of sleep, low school performance, and suicide attempts are associated with high energy drink intake in adolescents. PLoS One, 12(11): e0187759.

Kubota, A. M. A. (2013). Aspectos da insônia no adulto e a relação com o desempenho ocupacional. [Trabalho de Conclusão de Curso, Curso de Graduação em Terapia Ocupacional, Universidade de Brasília, Brasília].

Luyster, F. S., Strollo, P. J. J., Zee, P. C., & Walsh, J. K. (2012). Sleep: A health imperative. Sleep; 35(6), 727-734.

Manzoli, J. P. B, Correia, M. D. L, & Duran, E. C. M. (2018). Conceptual and operational definitions of the defining characteristics of the nursing diagnosis Disturbed Sleep Pattern. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 26, e3105. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.2582.3105

Matnei T., Deschk, M. A. S., Sabatini, J. S., Souza, L. P., Santos, R. F., & Camargo, C. H. F. (2017). Correlação da Escala de Sonolência de Epworth com alterações na polissonografia na avaliação da sonolência excessiva diurna em pacientes com síndrome da apneia-hipopneia obstrutiva do sono. Medicina (Ribeirão Preto), 50(2), 102-108.

Morais, R. S. (2012). Prevalência de insônia em gestantes. [Trabalho de Conclusão de Curso, Curso de Graduação em Fisioterapia, Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande].

Moreno, C. R. C., Santos, J. L. F., Lebrão, M. L., Ulhôa, M. A., & Duarte, Y. A. O. (2018). Sleep disturbances in older adults are associated to female sex, pain and urinary incontinence. Revista Brasileira de Epidemiologia; 21(Suppl 2), E180018.

Morrison, I., & Riha, R. L. (2012). Excessive daytime sleepiness and narcolepsy--an approach to investigation and management. European journal of internal medicine, 23(2), 110-117.

Neves, G. S. M., Macedo, P., & Gomes, M. M. (2017). Sleep Disorders: Up to date (1/2). Revista Brasileira de Neurologia, 53(3), 19-30.

Ohayon, M. M., Chen, M. C., Bixler, E., Dauvilliers, Y., Gozal, D., Plazzi, G., Vitiello, M. V., Paskow, M., Roach, A., & Hirshkowitz, M. (2018). A provisional tool for the measurement of sleep satisfaction. Sleep Health 4, 6-12. https://doi.org/10.1016/j.sleh.2017.11.002

Pereira, A. R. S. (2013). Hábitos de sono em estudantes universitários. [Dissertação de Mestrado em Ciências Farmacêuticas, Universidade Fernando Pessoa, Faculdade de Ciências da Saúde, Porto].

Pereira A.S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria, RS: Ed. UAB/NTE/UFSM.

Piccin, C. F., Beck, M. C., Oliveira, L. C. A., Cóser Neto, R. F., Cóser, P. L., Scapini, F., & Silva, A. M. V. (2015). Obesidade e variáveis polissonográficas em pacientes com apneia obstrutiva do sono. O Mundo da Saúde, 39(3), 299-306.

Pissulin, F. D. M., Pacagnelli, F. L., Alda, M. A., Beneti, R., Barros, J. L., Minamoto, S. T., Weber, S. A. T. (2018). Tríade síndrome da apneia obstrutiva do sono, DPOC e obesidade: Sensibilidade de escalas de sono e de questionários Respiratórios. Jornal Brasileiro de Pneumologia, 44(3), 202-206.

Ribeiro, C. R. F., Silva, Y. M. G. P., & Oliveira, S. M. C. (2013). A qualidade ruim do sono de acadêmicos de medicina. Anais eletrônicos do 12º Congresso Brasileiro de Medicina da Família e Comunidade. Belém.

Santos, L. C, Castro, N. J., Ruback, O. R., Trigo, T. J. B., & Rocha, P. M. B. (2014). Transtornos do ciclo sono-vigília / Circadiano - uma revisão de literatura. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, 7(2), 38-43.

Sateia, M. M. D. (2014). International Classifi cation of Sleep Disorders-Third Edition. CHEST; 146(5), 1387-1394.

Silva, H. G. V., Moreira, A. S. B., Santos, V. R., Santos, S. O., & Rêgo, A. F. B. (2014). Factors associated with obstructive sleep apnea severity: Obesity and excessive daytime sleepiness. Revista Brasileira de Cardioogia, 27(2),76-82.

Talhada, L. C. R. M. (2012). Qualidade do sono, saúde e estilos de vida. Estudo com a população activa portuguesa. [Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde, Universidade da Beira Interior, Covilhã].

Zanuto, E. A. C., Lima, M. C. S., Araújo, R. G., Silva, E. P., Anzolin, C. C., Araujo, M. Y. C., Codogno, J. S., Christofaro, D. G. D., & Fernandes, R. A. (2015). Distúrbios do sono em adultos de uma cidade do Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia, 18(1), 42-53. http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201500010004

Published

20/01/2021

How to Cite

BARBOSA, I. dos S.; SOUZA, J. C.; MULLER, P. de T. G. .; BRITO, P. O. C.; AUGUSTO, C. T.; CANTARELLI, I. de A. C. . Evaluation of the Sleep Disorders in patients submitted to Polissomnography. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e40110111738, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11738. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11738. Acesso em: 25 feb. 2021.

Issue

Section

Health Sciences