Situacional diagnosis of consultation in the basic health network in the Municipality of Belém, State of Pará, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11803

Keywords:

Clinical pharmacy; Pharmaceutical clinical services; Pharmaceutical care; Pharmaceutical consultation; Primary health care.

Abstract

The objective was to carry out the situational diagnosis of the pharmaceutical consultation in the Basic Health Units (BHU) in the city of Belém. This is a cross-sectional study of a descriptive character with a qualitative approach, carried out through data collection, from July to August 2020, through the application of an adapted questionnaire, based on the instrument used in the National Survey on Access, Use and Promotion of Rational Use of Medicines (PNAUM), which was composed of eighteen (18) open and closed questions about the activities of management actions and assistance actions, managed by pharmacists in the UBS, seeking to obtain information about the real scenario of the activities performed by these professionals, as well as, to identify their clinical performance in a more comprehensive way and how it is performed in the work routine. . Among the results, it was found that only three UBS develop practices related to clinical pharmaceutical services. Among the reasons for the absence of this practice in the other UBS, the lack of infrastructure, the lack of human resources and the unavailability of time by the pharmaceutical professional were identified. The executed proposal is an initial strategy for the subsequent implementation of the pharmaceutical consultation service in the municipal health network in Belém, considering the evidence through the situational diagnosis that proves the absence of the service in a standardized way.

References

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2019/vigimed.

Akerman, M., & Freitas, O. D. (2017). Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos (PNAUM): avaliação dos serviços de atenção farmacêutica primária.

Andreoli, G. L. M., & Dias, C. N. (2015). Planejamento e gestão logística de medicamentos em uma central de abastecimento farmacêutico hospitalar. RAHIS-Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 12(4).

Araújo, P. S., Costa, E. A., Guerra Junior, A. A., Acurcio, F. D. A., Guibu, I. A., Álvares, J., & Leite, S. N. (2017). Atividades farmacêuticas de natureza clínica na atenção básica no Brasil. Revista de Saúde Pública, 51, 6s.

Araújo, S. Q., Costa, K. S., Luiza, V. L., Lavras, C., Santana, E. A., & Tavares, N. U. L. (2017). Organização dos serviços farmacêuticos no Sistema Único de Saúde em regiões de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 22, 1181-1191.

Arruda, C., Lopes, S. G. R., Koerich, M. H. A. D. L., Winck, D. R., Meirelles, B. H. S., & Mello, A. L. S. F. D. (2015). Redes de atenção à saúde sob a luz da teoria da complexidade. Escola Anna Nery, 19(1), 169-173.

Barbosa, M. M., Garcia, M. M., Nascimento, R. C. R. M. D., Reis, E. A., Guerra Junior, A. A., Acurcio, F. D. A., & Álvares, J. (2017). Avaliação da infraestrutura da assistência farmacêutica no sistema único de saúde em Minas Gerais. Ciência & Saúde Coletiva, 22, 2475-2486.

Barbosa, P. (2018). Farmacêuticos da Sesma passam por qualificação visando à ampliação do atendimento. http://agenciabelem.com.br/Noticia/165332/farmaceuticos-da-sesma-passam-por-qualificacao-visando-a-ampliacao-do-atendimento

Barros, D. S. L., Silva, D. L. M., & Leite, S. N. (2020). Serviços farmacêuticos clínicos na atenção primária à saúde do brasil. Trabalho, Educação e Saúde, 18(1).

Costa, K. S., & Nascimento Jr, J. M. (2012). HÓRUS: inovação tecnológica na assistência farmacêutica no Sistema Único de Saúde. Revista de Saúde Pública, 46, 91-99. https://www.scielo.br/pdf/rsp/2012nahead/ao4223.pdf

Costa, K. S., Tavares, N. U. L., Nascimento Júnior, J. M. D., Mengue, S. S., Álvares, J., Guerra Junior, A. A., & Soeiro, O. M. (2017). Assistência farmacêutica na atenção primária: a pactuação interfederativa no desenvolvimento das políticas farmacêuticas no Sistema Único de Saúde (SUS). Revista de Saúde Pública, 51, 2s.

Da Cruz, W. M., de Queiroz, L. M. D., & Soler, O. (2020). Cuidado farmacêutico para utentes de farmácia comunitária privada: Revisão sistemática. Brazilian Journal of Development, 6(10), 78682-78702.

Dal Molin, S. S., Borges, M. S., & Picolo, J. D. (2018). Análise dos custos e formação do preço de venda da prestação de serviços farmacêuticos em uma farmácia comunitária. In Congresso Sul Catarinense de Administração e Comércio Exterior (Vol. 2).

De Farmácia, C. F. (2016a). Serviços farmacêuticos diretamente destinados ao paciente, à família e à comunidade: contextualização e arcabouço conceitual: Conseho Federal de Farmácia, 200.

De Farmácia, C. F. (2016b). Programa de Suporte ao Cuidado Farmacêutico na Atenção à Saúde (PROFAR); Conselho Federal de Farmácia.

De Freitas, G. R. M., Luna-Leite, M. D. A., De Castro, M. S., & Heineck, I. (2016). Principais dificuldades enfrentadas por farmacêuticos para exercerem suas atribuições clínicas no Brasil. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 7(3).

De Lima, É. D., Da Silva, R. G., Ricieri, M. C., & Blatt, C. R. (2017). Farmácia clínica em ambiente hospitalar: enfoque no registro das atividades. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 8(4).

Lansing, A., de Souza, J., Fernandes, L. C., de Castro, L. C., & Kauffmann, C. (2017). O farmacêutico em serviço de atenção secundária à saúde: atuação em equipe multiprofissional para promoção do uso racional de medicamentos. Revista Destaques Acadêmicos, 9(3).

Leite, S. N., Manzini, F., Álvares, J., Guerra Junior, A. A., Costa, E. A., Acurcio, F. D. A., & Farias, M. R. (2017). Infraestrutura das farmácias da atenção básica no Sistema Único de Saúde: análise dos dados da PNAUM-Serviços. Revista de Saúde Pública, 51, 13s.

Luquetti, T. M., Santos, J. B., Bitencourt, G. R., Castilho, S. R., & Elias, S. C. (2017). Serviços farmacêuticos na atenção primária à saúde: Percepção dos farmacêuticos. Diversitates Int J, 09 (3).

Mattos, L.V. (2015). Assistência farmacêutica na atenção básica e Programa Farmácia Popular do Brasil: uma análise crítica das políticas públicas de provisão de medicamentos no Brasil. Dissertação (Saúde Pública). https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14059

Melo, D. O. D., & Castro, L. L. C. D. (2017). Pharmacist's contribution to the promotion of access and rational use of essential medicines in SUS. Ciencia & saude coletiva, 22, 235-244.

Ministério da Saúde (2015). Cuidado farmacêutico na atenção básica: serviços farmacêuticos na atenção básica à saúde. Resultados do projeto de implantação do cuidado farmacêutico no Município de Curitiba. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/resultado_projeto_implantacao_cuidados_farmaceuticos.pdf

Ministério da Saúde (2016a). Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica no Âmbito do Sistema Único de Saúde (QUALIFARSUS). Eixo estrutura atenção básica: Instruções Técnicas. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/qualifarsus_programa_nacional_qualificacao_farmaceutica.pdf

Ministério da Saúde (2016b). Componente Avaliação dos Serviços de Assistência Farmacêutica Básica: introdução, método e instrumentos. Serie Pnaum- Pesquisa Nacional sobre o Acesso, Utilização e promoção do Uso Racional de Medicamentos no Brasil. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/componente_populacional_introducao_metodo_instrumentos.pdf

Ministério da Saúde (2017). Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

Ministério da Saúde (2019). Secretaria de atenção primária à saúde. Departamento de saúde da família. Gestão do Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica. http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/Livro_Atencao_basica_Farmaceutica_SET2019.pdf

Naves, J. D. O. S., & Silver, L. D. (2005). Avaliação da assistência farmacêutica na atenção primária no Distrito Federal. Revista de Saúde Pública, 39(2), 223-230.

Nicoletti, M. A., & Ito, R. K. (2018). Formação do farmacêutico: novo cenário de atuação profissional com o empoderamento de atribuições clínicas. Revista Saúde-UNG-Ser, 11(3/4), 49-62.

Oenning, D., Oliveira, B. V. D., & Blatt, C. R. (2011). Conhecimento dos pacientes sobre os medicamentos prescritos após consulta médica e dispensação. Ciência & Saúde Coletiva, 16, 3277-3283.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. https://repositorio. ufsm. br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica. pdf.

Pereira, M. G., Prado, N. M. D. B. L., & Krepsky, P. B. (2017). Resultados de seguimento farmacoterapêutico a pacientes hipertensos em farmácia comunitária privada na Bahia. Revista Baiana de Saúde Pública, 41(2).

Pereira, N. C., Luiza, V. L., & Cruz, M. M. D. (2015). Serviços farmacêuticos na atenção primária no município do Rio de Janeiro: um estudo de avaliabilidade. Saúde em Debate, 39, 451-468.

Prefeitura Municipal de Belém. http://www.belem.pa.gov.br.

Ribeiro, V. F., Sapucaia, K. C. G., Aragão, L. A. O., Bispo, I. C. D. S., Oliveira, V. F., & Alves, B. L. (2015). Realização de intervenções farmacêuticas por meio de uma experiência em farmácia clínica. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 6(4).

Rossignoli, P., Pontarolli, D. R. S., Corrêa, L. G. P., de Lima Germano, J., Pontarolo, R., & Fernandez-Llimos, F. (2019). Inovação em serviços farmacêuticos clínicos no componente especializado da assistência farmacêutica do Estado do Paraná. Revista de Saúde Pública do Paraná, 2(1), 125-139.

Santos, D. de M., Monteiro, C. M. de O., & Damascena, C. G. The characterization of health groups implemented by family health teams and Nasf-AB in a regional in the Municipality of Jaboatão dos Guararapes. Research, Society and Development, 09 (12). 10.33448/rsd-v9i12.11160. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11160.

Santos, V. D., & Nitrini, S. M. (2004). Indicadores do uso de medicamentos prescritos e de assistência ao paciente de serviços de saúde. Revista de Saúde Pública, 38(6), 819-834.

Secretaria de ciências, Tecnologias e Insumos Estratégicos (2014). Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Cuidado Farmacêutico na Atenção básica. Capacitação para implantação dos serviços de clínica farmacêutica. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cuidado_farmaceutico_atencao_basica_saude_2.pdf

Silva, D. Á. M., Mendonça, S. D. A. M., Oliveira, D. R. D., & Chemello, C. (2018). A prática clínica do farmacêutico no núcleo de apoio à saúde a família. Trabalho, Educação e Saúde, 16(2), 659-682.

Soler, O., Sinimbu, A. V., de Figueredo, D. C., dos Santos Vieira, H. K., da Rocha Galucio, N. C., Pinheiro, P. D. N. Q., & Ledo, Y. (2017). A Reorientação Da Assistência Farmacêutica Na Secretaria Municipal De Saúde De Belém (Pa): Relato de experiência. Revista Eletrônica de Farmácia, 14(4).

Published

17/01/2021

How to Cite

TAVARES, M. L. D.; SILVA, V. G. da; ROCHA, H. M. S. G.; VIEIRA , A. P. B. F.; PINHEIRO, P. de N. Q. .; SILVA, M. V. S. da .; ANDRADE , M. A. de . Situacional diagnosis of consultation in the basic health network in the Municipality of Belém, State of Pará, Brazil . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e33310111803, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11803. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11803. Acesso em: 25 feb. 2021.

Issue

Section

Health Sciences