Teleworking: considerations and implications of employment relationships for workers’ health

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11995

Keywords:

Teleworking; Pandemic; Mental health.

Abstract

The COVID-19 pandemic caused significant impacts on the labor market, boosting new arrangements and heavily affecting relationships with the work itself and among employees. Aspects related to working conditions, established links, structure and functioning of organizations and the social function of employment were strongly affected. Therefore, the aim of this article is to understand the impacts of teleworking on workers’ mental health. To achieve this purpose, a bibliographic search was carried out based on scientific references approaching this theme. The results indicate both advantages and disadvantages of teleworking for the organizations and employees. However, we believe that a primary focus of organizations should be directed towards the management of the effects of these new work arrangements to improve health and promote quality of life and well-being for workers.

References

Abbad, G. S., & Legentil, J. (2020) Novas demandas de aprendizagem dos trabalhadores face à pandemia do COVID-19. Os impactos da pandemia para o trabalhador e suas relações com o trabalho [recurso eletrônico] / Organizadora, Melissa Machado de Moraes: Artmed, SBPOT, 2020. – (Coleção o trabalho e as medidas de contenção da COVID-19: contribuições da Psicologia Organizacional e do Trabalho, v.2, p.45-57. https://www.sbpot.org.br/publicacoes.

Antunes, R. (2018) O privilégio da Servidão: um novo proletariado de serviços na era digital: Boitempo. ISBN:9788575596296

Barros, S. C., Alvaro, J. L., & Borges, L. O. (2018) Significados do trabalho e do dinheiro: quais suas funções sociais?. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 18, 282-290. 2018. http://dx.doi.org/10.17652/rpot/2018.1.13395.

Bentivi, D. R. C., Carneiro, L. L., & Peixoto, A. de L. A. (2020) Trabalhadores em arranjos alternativos de trabalho diante da COVID-19. Os impactos da pandemia para o trabalhador e suas relações com o trabalho [recurso eletrônico] / Organizadora, Melissa Machado de Moraes: Artmed, SBPOT, 2020. – (Coleção o trabalho e as medidas de contenção da COVID-19: contribuições da Psicologia Organizacional e do Trabalho,2, 15-22. https://www.sbpot.org.br/publicacoes

Bernardo, M. H., Garrido-Pinzón, J., & Sousa, C. C. (2015) Psicologia Social do Trabalho: possibilidades de intervenções. In Bernardo, M. H. Guzzo, R. S. L., & Souza V. L. T. (Orgs.), Psicologia Social: perspectivas críticas de atuação e pesquisa (pp. 91-114): Alínea. ISBN: 978-85-60501-16-8

Borges, L. O., & Barros, S. C. (2015) Inventário do Significado do Trabalho. In K. Puente-Palacios, & A. L. A. Peixoto (Orgs.), Ferramentas de diagnóstico para organizações e trabalho. 232-260: Artmed.

Borges, L. O., & Mourão, L. (2013) Motivação e Significado do trabalho. In, L.Borges, Alves-Filho e Tamayo, A. ( Orgs.). O Trabalho e as organizações: Atuações a partir da Psicologia: Artmed.

Borges, L. O., & Albuquerque, F. J. B. (2014) Socialização Organizacional. In: Zanelli, J. C., Borges-Andrade, J. E. & Bastos, A. V. B. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. (2ª ed.) Dados eletrônicos: Artmed.

Borges-Andrade, J. E., & Sampaio, N. S. De P. (2019) Aprendizagem e Desenho do Trabalho. Rev. Psicol., Organ. Trab., Brasília, 19(4), 859-866. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198466572019000400016&lng=pt&nrm=iso

Borges-Andrade, J. E., & Sampaio, N. S. De P. (2020).Work Design and Learning in the Context of the Pandemic. Home office guidelines in the COVID-19 pandemic [electronic form]. Brasília: SBPOT. (Collection: Work and containment measures for COVID-19: contributions from Work and Organizational Psychology in the pandemic context), 1, 11-18,. https://www.sbpot.org.br/publicacoes

Breakwell, G. Et Al. (2010) Métodos de pesquisa em psicologia. Tradução Felipe Rangel Elizalde; revisão técnica: Vitor Geraldi Hasse. (3ª ed.): Artmed.

Cardoso, A. C. M., & Lima, C. R. de. (2020) A negociação coletiva e as possibilidades de intervenção nas situações de risco à saúde no trabalho. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. 45 elocation e2. 10.1590/2317-6369000004118

Codo, W., Sampaio, J. J. C., Hitomi, A. H. & Bauer, M. (1995) A síndrome do trabalho vazio em bancários. IN: Codo, W. & Sampaio, J. J. C. (Orgs.). Sofrimento psíquico nas organizações: saúde mental e trabalho (pp. 316-330): Vozes.

Coelho-Lima, F., & Bendassolli, P. F. (2020) Trabalhadores e Trabalhadoras na Informalidade: Intervenções Possíveis. Os impactos da pandemia para o trabalhador e suas relações com o trabalho [recurso eletrônico] / Organizadora, Melissa Machado de Moraes: Artmed, SBPOT, 2020. – (Coleção o trabalho e as medidas de contenção da COVID-19 contribuições da Psicologia Organizacional e do Trabalho, 2, 35-44. https://www.sbpot.org.br/publicacoes

Dejours, C., Abdoucheli, E., & Jayet, C. (1994) Psicodinâmica do trabalho: contribuições da escola dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento e trabalho: Atlas.

Druck, G. (2011) Trabalho, precarização e resistências: novos e velhos desafios? Caderno CRH, 24(1), 2011. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792011000400004&lng=en&nrm=iso .

Castro, M. C. D. E., Araujo, I. C., Maia, P. L. O, Luquini, I. De M. A. M. & Fernandes, G. M. (2019) Precarização e flexibilização do trabalho no Brasil. Braz. J. of Develop., Curitiba, 5(12), 29688-29703. 10.34117/bjdv5n12-115

Ferreira, M. S., & Falcão, J. T. da R. (2020) Trabalho em Contexto de Pandemia, Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho: Diretrizes Essenciais. Os impactos da pandemia para o trabalhador e suas relações com o trabalho [recurso eletrônico] / Organizadora, Melissa Machado de Moraes. Artmed, SBPOT, 2020. – (Coleção o trabalho e as medidas de contenção da COVID-19 : contribuições da Psicologia Organizacional e do Trabalho, 2, 23-33. https://www.sbpot.org.br/publicacoes

Lei Nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e as Leis n º 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de julho de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Brasília, DF, 2017.

Filardi, F., Castro, R. M. P. De & Zanini, M. T. F.(2020) Vantagens e desvantagens do teletrabalho na administração pública: análise das experiências do Serpro e da Receita Federal. Cad. EBAPE.BR 18(1) Rio de Janeiro Jan./Mar. 2020. https://doi.org/10.1590/1679-395174605

Fonseca; A. R. L. A., & Pérez-Nebra, R. (2012) A epidemiologia do teletrabalhador: impactos do teletrabalho na saúde mental. Cad. psicol. soc. trab. 15(2) São Paulo. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-37172012000200011&lng=pt&nrm=iso

Franco, T. M. A., & Faria, M. G. D. (2013) A terceirização/subcontratação do trabalho no Brasil e sua interconexão com a saúde mental no trabalho. In Ferreira, J. J., & Penido, L. O. (Org.), Saúde mental no trabalho: coletânea do fórum de saúde e segurança no trabalho do estado de Goiás (pp. 469-486). https://bibliotecaprt21.files.wordpress.com/2013/09/livro-saude-mental-no-trabalho-2013-prt18.pdf

Gondim, S., & Borges, L. O. (2020) Meaningfulness and meanings of home-office work: challenges for emotional regulation. Home office guidelines in the COVID-19 pandemic [electronic form]. Brasília: Artmed, SBPOT, 2020. (Collection: Work and containment measures for COVID-19: contributions from Work and Organizational Psychology in the pandemic context), 1, 1-7. https://www.sbpot.org.br/publicacoes.

Hazan, E. M. F. (2013) A falta de estabilidade no emprego e o desemprego como fatores de risco para a saúde mental do trabalhador. In Ferreira, J. J., & Penido, L. O. (Org.), Saúde mental no trabalho: coletânea do fórum de saúde e segurança no trabalho do estado de Goiás (pp. 177-200). Goiânia: Cir Gráfica.

Ministério da Saúde. (2001) Doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde: MS.

Pereira, A. S et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica [recurso eletrônico] / A [et al.]. (1a ed.) –: UFSM, NTE, 2018.

Yin, R. (2016). Pesquisa Qualitativa do início ao fim: Penso. ePUB. ISBN 97885- 84290833.

Published

25/01/2021

How to Cite

ARAUJO, I. C.; LUQUINI, I. de M. A. M. . .; CASTRO, M. C. D. e; MAIA, P. L. O. .; ESTEVES, D. P. . Teleworking: considerations and implications of employment relationships for workers’ health . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e50010111995, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11995. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11995. Acesso em: 15 apr. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences