Interprofessionalism and its perceptions a study with participants of the Education through Work for Health Program

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13015

Keywords:

Knowledge; Interprofessional education; Integrality in health.

Abstract

Objective: To understand the perceptions of the members of Education through Work for Health Program (PET- Health) about the concept and context of “interprofessionality”, in view of the relevance of the theme in the academic and professional environment. Methodology: The research is a qualitative study carried out through an in-depth interview in which an electronic device was used for recording and later, the interview was transcribed and submitted to the Lexical Mechanized Content Analysis technique with the aid of the IRAMUTEQ software that resulted in a corpus. The text segment defined five classes divided into two axes. Results: The general corpus consisted of 12 texts, separated into 142 text segments (ST) with 91 ST (64.08%). 5,094 occurrences (words, forms or words) emerged, 864 distinct words and 413 with a single occurrence. The text segments were sized and classified in the Descending Hierarchical Classification Analysis (CHD), which defined five classes divided into two axes. Axis 1, called constitution and practices of interprofessionality, composed of class 05 and; there is a discussion of the meanings of the practical dimension about interprofessionality presenting the actions and their composition; sub-axis 1.1, called the practical dimension of interprofessionality, which consists of classes 04 and 01; axis that is related to the conduct of the actions to be carried out; and axis 2, called concepts and functions of interprofessionality, formed by classes 02 and 03.Conclusion: It was found that the development of PET-Saúde, based on interprofessional education, contributes to a better training in health, with curricular integration, diversification of learning scenarios, articulation of the university with health services, ethical, humanistic and critical-reflexive dimension within an expanded understanding of health.

Author Biography

Ana Paula de Souza Cunha, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

 

 

References

Almeida, R. G. D. S., Teston, E. F. & Medeiros, A. D. A. (2019). A interface entre o PET-Saúde/Interprofissionalidade e a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Saúde Debate, 43 (Especial. 1), 97-105.

Arnemann, C. T., Kruse, M. H. L., Gastaldo, D., Jorge, A. C. R., Silva, A. L. D., Margarites, A. G. F. e Condessa, R. L. (2018). Práticas exitosas dos preceptores de uma residência multiprofissional: interface com a interprofissionalidade. Interface-Comunicação, Saúde e Educação, 22 (Supl. 2), 1635-1646.

Arruda, L. D. S. & Moreira, C. O. F. (2017). Colaboração interprofissional: um estudo de caso sobre os profissionais do Núcleo de Atenção ao Idoso da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (NAI/UERJ), Brasil. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22 (64), 199-210.

Bainbridge, L., Nasmith, L., Orchard, C., & Wood, V. (2010). Competencies for interprofessional collaboration. Journal of Physical Therapy Education, 24 (1), 6-11.

Bridges, D., Davidson, R. A., Soule Odegard, P., Maki, I. V. & Tomkowiak, J. (2011). Interprofessional collaboration: three best practice models of interprofessional education. Medical education online, 16, 6035.

Camargo, B. V. & Justo, A. M. (2013). Tutorial para uso do software de análise textual IRAMUTEQ. Florianopolis-SC: Universidade Federal de Santa Catarina.

Ellery, A. E. L. (2014). Interprofissionalidade na Estratégia Saúde da Família: condições de possibilidade para a integração de saberes e a colaboração interprofissional. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 18(48):213-5.

Farias-Santos, B. C. D. S. & Noro, L. R. A. (2017). PET-Saúde como indutor da formação profissional para o Sistema Único de Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 22 (3), 997-1004.

Freire Filho, J. R., Silva, C. B. G., Costa, M. V. D. & Forster, A. C. (2019). Educação Interprofissional nas políticas de reorientação da formação profissional em saúde no Brasil. Saúde em Debate, 43 (Especial. 1), 86-96.

Freire Filho, J. R., Magnago, C., Costa, M. V. D. & Forster, A. C. (2018). Cursos de especialização ofertados no âmbito do Mais Médicos: análise documental na perspectiva da Educação Interprofissional. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22 (Supl. 2), 1613-1624.

Griggio, A. P., Mininel, V. A. & Silva, J. A. M. D. (2018). Planejamento de uma atividade de educação interprofissional para as profissões da Saúde. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22 (Supl.2), 1799-1809.

Lima, A. W. S. D., Alves, F. A. P., Linhares, F. M. P., Costa, M. V. D., Coriolano-Marinus, M. W. D. L. & Lima, L. S. D. (2020). Percepção e manifestação de competências colaborativas em discentes da graduação em saúde. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 28:e3240.

Moraes, M. M. D. S., Roner, M. N. B., Rocha, E. M. S. & Maia, R. M. D. C. S. (2019). Interdisciplinaridade e interprofissionalidade: uma estratégia de ensino-aprendizagem na área de Parasitologia. Revista Docência do Ensino Superior, 9, e013548.

Olenick, M., Allen, L. R. & Smego Jr, R. A. (2010). Interprofessional education: a concept analysis. Advances in Medical Education and Practice, 1, 75-84.

Oliveira, P. S., Barbosa, A. A., Anjos, A. C. B., Silva, A. O., Cunha, A. P. S., Silva, C. H., Rolim, I. A. A., Barros, V. S., Santos, C. S., Lemos, G. S. (2020). Percepção de universitários participantes do pet-saúde interprofissionalidade sobre o planejamento estratégico situacional. Saberes Plurais Educ. Saude, 4 (2), 111-123.

Orchard, C. A., King, G. A., Khalili, H. & Bezzina, M. B. (2012). Assessment of Interprofessional Team Collaboration Scale (AITCS): development and testing of the instrument. Journal of continuing education in the health professions, 32 (1), 58-67.

Pereira, A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Recuperado de: em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pereira, P. M. (2016). A educação interprofissional e o Pró PET-Saúde USP-Capital 2012/2014: a percepção de tutores, preceptores e estudantes. Dissertação de Doutorado. Faculdade de Odontologia, Escola de Enfermagem e Faculdade de Saúde Pública. Universidade de São Paulo.

Pinheiro, R. & Ceccim, R. B. (2006). Experienciação, formação, conhecimento e cuidado: articulando conceitos, percepções e sensações para efetivar o ensino em integralidade. Ensinar saúde: a integralidade e o SUS nos cursos de graduação na área da saúde. Rio de Janeiro: IMS/UERJ: CEPESQ: ABRASCO.

Pires, D. F. & Costa, M. V. D. (2020). A puericultura como proposta de educação interprofissional [recurso eletrônico]. Natal: SEDIS/UFRN.

Previato, GF e Baldissera, VDA (2018). A comunicação na perspectiva dialógica da prática interprofissional colaborativa em saúde na atenção primária à saúde. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22 (Supl. 2), 1535-1547.

Reeves, S. (2016). Porque precisamos da educação interprofissional para um cuidado efetivo e seguro. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20 (56), 185-197.

Rodrigues, L. P., de Mendonça, F. T. N. F., Escoura, C., Lopes, P. F. G., Ferreira, M. A. & Silva Santos, A. (2018). Sala de espera: espaço para educação em saúde. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social, 6 (3), 500-507.

Rosa, J., Barth, P. O. & Germani, A. R. M. (2011). A sala de espera no agir em saúde: espaço de educação e promoção à saúde. Perspectiva, Erechim, 35(129), 121-130.

San Martín-Rodríguez, L., Beaulieu, M. D., D'Amour, D. & Ferrada-Videla, M. (2005). The determinants of successful collaboration: a review of theoretical and empirical studies. Journal of interprofessional care, 19 (Supl.1), 132-147.

Silva, N. E. K. & Ayres, J. R. D. C. M. (2009). Estratégias para comunicação de diagnóstico de HIV a parceiros sexuais e práticas de saúde. Cadernos de Saúde Pública, 25 (8), 1797-1806.

Silva, R. R., Silva, V. E. R., Araújo, H. F. P. & Amorim, A. R. N. (2017). A importância da interprofissionalidade na atenção à criança com microcefalia: um relato de experiência da fisioterapia. Cadernos de educação, saúde e fisioterapia, 4 (8).

Souza, R. N. de., Barbosa, L. A. S., Torres, F. J. R., Moreira, A. T. B., Freitas, C. A. S. L., Lomeo, R. da C., Dias, M. S. de A., Vasconcelos, M. I. O. (2020). Painel interativo: uma estratégia para desvelar olhares sobre a interprofissionalidade. Research, society and development, 9 (10), e2609108392.

Toassi, R. F. C., Olsson, T. O., Lewgoy, A. M. B., Bueno, D. & Peduzzi, M. (2020). Ensino da graduação em cenários da atenção primária: espaço para aprendizagem interprofissional. Trabalho, Educação e Saúde, 18 (2), e0026798.

Zwarenstein, M., Goldman, J. & Reeves, S. (2009). Interprofessional collaboration: effects of practice‐based interventions on professional practice and healthcare outcomes. Cochrane database of systematic reviews, 8 (3), CD000072.

Published

06/03/2021

How to Cite

ANJOS, A. C. B. dos; BARBOSA, A. A.; SILVA, A. O. da; CUNHA, A. P. de S.; SILVA, C. H.; ROLIM, I. A. A.; OLIVEIRA, P. S. de; BARROS, V. S.; SANTOS, C. S.; LEMOS, G. da S. Interprofessionalism and its perceptions a study with participants of the Education through Work for Health Program. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e5610313015, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13015. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13015. Acesso em: 14 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences