The impact of HIV diagnosis on pregnancy or post birth and its effects on women’s life: integrativeliterature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13157

Keywords:

Gestation; Childbirth; Maternity; Diagnosis; HIV; Nursing.

Abstract

Objective: To synthesize the knowledgeproduced in the scientificliterature in the lastfiveyears, about the impact of the diagnosis of the HumanImmunodeficiencyVirus (HIV) in pregnancy or postpartum and its effects on the lives of women.Methodology: This is an integrativeliterature review of a qualitativenature, with primarystudiespublished in the time frame from 2015 to 2020, in Portuguese and English, in the MedLine, Lilacs and BDEnfdatabasesthrough the Virtual Health Library (VHL), and PubMed, usingsearch strategies, according to the specificities of the databases in question. Results: 11 primarystudieswereselected, from which the following categorieswereextracted: 1) Feelings of women when receiving the diagnosis of HIV during pregnancy or postpartum; 2) Implications of disclosing the diagnosis to the partner, familymembers and others. 3) Motherhood and HIV, the mainchallengesfaced by mothers after diagnosis. 4) The role of health professionals in assisting pregnant women and women who have recentlybeen diagnosed with HIV. Conclusion: This literature review reinforces the need for more studies that address the implications of HIV discovery during pregnancy or postpartum and that enable health professionals to understandaboutthese implications so that strategies can be devised to minimize them. It is hoped that this study may arouseinterest in the topicaddressed, so that work and also actions that can contribute to the promotion of the health of women diagnosed with HIV in Basic Health Units (UBSs) or maternityunitsthrough interventions based on interventions are developed. in the demandsfound with the use of strategies that meet the individual needs of eachwoman, that promote quality of life and enable the re-signification of life after HIV diagnosis.

References

Alencar, J. T. (2018). O Atendimento Multiprofissional Ofertado à gestantes HIV + no Núcleo de Assistência Henfil em Palmas TO; Revista Humanidades e Inovação. 5(11)

Andrade, R. G &Irriart, J. A. B. (2015). Estigma e discriminação: experiências de mulheres HIV positivo nos bairros populares de Maputo, Moçambique; Cad. Saúde Pública, 31(3):565-574.

Alvarenga, W. A., Nascimento, L, C., L., C. L Fabbro, M. R. C., Bussadori, J. C. C., Melo, S. S. S., Cartagena-Ramos, D., & Dupas, G. (2019). Mães vivendo com HIV: a substituição do aleitamento por fórmula láctea infantil; Rev. Bras. Enferm. 72(5).

Araújo, E. J., Quirino, E. M. B., Pinho, C. M., Andrade, M. S. (2018). Percepção de enfermeiros executores de teste rápido em Unidades Básicas de Saúde; Rev. Bras. Enferm. 71(1).

Bastos, R. A., Bellini, N. R., Vieira, C. M., Campos, C. J. G., & Turato, E. R. (2019). Fases psicológicas de gestantes com HIV: estudo qualitativo em hospital. Revista Bioética, 27(2), 281-288.

Brasil, Ministério da Saúde. (2020). Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Brasil, Ministério da Saúde. (2018). Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais, Brasília.

Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. (2017). Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais. Cuidado integral às pessoas que vivem com HIV pela Atenção Básica: manual para a equipe multiprofissional. Brasília.

Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. (2018). Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais;Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Crianças e Adolescentes, Brasília.

Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. (2018). Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis; O que você precisa saber sobre o HIV e a amamentação cruzada. Brasília.

Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. (2019). Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis, Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Prevenção da Transmissão Vertical do HIV, Sífilis e Hepatites Virais, Brasília.

Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria da Vigilância em Saúde. (2019). Programa Nacional de DST/ Aids. Boletim epidemiológico AIDS/DST. Brasília; 2019. ISSN 1517 1159.

BRASIL, Ministério da saúde, Secretaria de Saúde do Distrito Federal. (2018). Sociedade Brasileira de Infectologia;Brasil.

Brito, J. L. O. P., Pôrto, S. C. A, Sousa, M. J. F., Neto, V. L. S., Silva, R. A R. (2017). Diagnósticos, Intervenções e Resultados Esperados de Enfermagem para Pacientes com HIV/Aids: Revisão Integrativa. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Volume 21 Número 2 Páginas 165-172 2017. ISSN 1415-2177

Domingues, R. M. S. M., Saraceni, & Leal, M. C. (2018). Notificação da infecção pelo HIV em gestantes: estimativas a partir de um estudo nacional;Rev Saúde Pública.

Faria, E. R., & Piccinini, C. A. (2015). Representações maternas no contexto do HIV: gestação ao segundo ano da criança.Psicologia Em Estudo, 20(4), 625-637.

Fernandes, P. K. R. S., Miranda, D. P. R., & Vasconcelos, L. D. P. G., Revelação diagnóstica para o HIV no pré-natal: dificuldades e estratégias de enfrentamento das mulheres; Revenferm UERJ, Rio de Janeiro, 2017; 25:e12114.

Guimarães, J. V., Martins, M. D., Cruz, S. S., & Guimarães, M. R, (2019). Assistência do enfermeiro obstetra à puérpera com HIV em alojamento conjunto. São Paulo: Revista Recien. 2019; 9(28):37-43.

Hernandes, C. P., Rocha, R. K., Hausmann, A., Appelt, J. B., & Marques, C. M (2019). Análise qualitativa dos sentimentos e conhecimentos acerca da gestação e do HIV em gestantes soropositivas e soronegativas / Qualitative analysis of feelings and knowledge'sabout pregnancy and HIV in seropositive and seronegative pregnant women. J. Health Biol. Sci. (Online).

Leite, T. L. S., Kretzer, M., Traebert, J., & Nunes, R. D. (2019). HIV na gestação: pré-natal, parto e puerpério; Ciências & Saúde.

Lingen-Stallard A., Furber. C. & Lavender, T. (2016). Testing HIV positive in pregnancy: A phenomenological study of women's experiences. Midwifery. 35:31-8

Leite, K., & Traebert, N. (2019). Fatores Associados à Prematuridade em Gestantes Portadoras do Vírus HIV em um Estado do sul do Brasil; Arq. Catarin Med.

Lewandowski. D. C., Camavarro, M. C., Pereira, M. D., Maia, G. N., Schuck, L. M., Sanches, I. R. (2017). Maternidade e HIV: revisão da literatura brasileira (2000-2014). Arq. bras. psicol. 69(2).

Lima, S. S., Silva, L. C. S., Santos, M. V., Martins, J. P., Oliveira, M. C., Brasileiro, M. E. (2017) HIV na gestação: pré-natal, parto e puerpério; Ciências & Saúde

Lôbo, A. L. S. F., Santos, A. A. P., Pinto, L. M. T. R., Pinto, L. M. R, Rodriguês, S. T. C., Barros, L. J. D., Lima, M. G. T. (2018). Representações sociais de mulheres frente a descoberta do diagnóstico do HIV. Rev Fund Care Online.

McLeish J, & Redshaw, M. (2016). We have beaten HIV a bit': a qualitative study of experiences of peer support during pregnancy with an HIV Mentor Mother project in England. BMJ Open.

Medeiros, D. S., & Jorge, M. S. B. (2018). A invenção da vida na gestação: viver com HIV/aids e a produção do cuidado; Sex., Salud Soc. (Rio J.) no.30 Rio de Janeiro.

Mesquita E. B. S., Maia, N. M.F. S., Mesquista, E. B. S., Santos, E. B., Silva, M. G., Fonseca M. V. S., Pereira, L. B. M., Mesquita, A. B. S. Oliveira, A. F. S., & Brito, C. A. R. S. (2019). Sentimentos de mães com HIV frente a não amamentação; Atena Editora.

Oliveira, A. D. F., Vieira, M. C. A., Silva, S. P. C., Mistura, C., Jacobi, C, S., & Lira, M. O. S. C., Repercussões do HIV no cotidiano de mulheres vivendo com AID; J. res.: fundam. care. online 2015. 7(1):1975-1986.

Pacheco, B. P., Nobre, C. M. G., Costa, A. R., Nornberg, P. K. O., Medeiros, S. P., Gomes, G. C. (2019). Síndrome da imunodeficiência humana na criança: repercussões para a família / Humanimmunodeficiencysyndrome in children: repercussions for the family; Rev. enferm. UFPE on line; 13(1): 15-22.

Pereira, A. S., Shtsuka D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da Pesquisa Científica, UFSM.

Payán, D. D., Derose K.P., Fulcar M. A., Farías, H., & Palar, K. (2019). “It Was as Though My Spirit Left, Like They Killed Me”: The Disruptive Impact of an HIV-Positive Diagnosis among Women in the Dominican Republic.

Pinto, M. D., Maia, G. N., Pereira, M D., & Levandowski, D. C. (2017). Mães adolescentes que vivem com o HIV: uma investigação qualitativa sobre a "Constelação da Maternidade". Psicol. clin. 29(3).

Renesto, H. M. F., Falbo, A. R., Souza, E., & Vasconcelos, M. G. (2014). Enfrentamento e percepção da mulher em relação à infecção pelo HIV; Rev Saúde Pública.

Rahim, S. H., Gabatz, R. I. B., Soares, T. M. S., Milbrath, V. M & Schwartz, E. (2017). Gestantes e puérperas soropositivas para o hiv e suas interfaces de cuidado. Revenferm UFPE on line., Recife, 11(10):4056-64.

Santos, K. L., Rodrigues, S. T. C., Santos, A. A. P., Sanches, M. E. T. L, Lucena, T. S., & Vieira, M. J. O. (2020). Transmissão vertical do HIV em gestantes: consulta coletiva como estratégia para redução; Braz. J. of Develop, Curitiba, 6(9), 66920-66931.

Silva, A. N., Santos, A. M. G., Cortez, E. A., & Cordeiro, B. C. (2015). A família como rede de apoio às pessoas que vivem com HIV/AIDS: uma revisão na literatura brasileira; Ciênc. saúde coletiva. 20(4).

Silva, C. M., Alves, R. S., Santos, T. S., Bragagnollo, G. R., Tavares, C. M., & Santos, A. A. P. (2018). Panorama epidemiológico do HIV/aids em gestantes de um estado do Nordeste brasileiro. Revista Brasileira de Enfermagem.

Souza, F. L. P., Clark, L. M., Lelis, B. D. B., Dusso, M. I. S., & Leite, A. M. (2019). Sentimentos e significados: HIV na impossibilidade de amamentar / Feelings and meanings: HIV in the impossibility of breastfeeding; Rev. enferm. UFPE on line; 13: [1-7].

Spindola, T., Dantas, K. T. B., Cadavez, N. F. V., Fonte, V. R. F. D., & Oliveira, D. C. (2015). Maternity perception by pregnant women living with HIV. Invest. educ. Enferm. 33(3).

Tostes, M. F. P & Galvão, C. M. (2019). Implementationprocess of the surgicalsafaty checklist: integrativa review. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 27(3104).

Willcocks, K., Evangeli, M., Anderson, J., Zetler, S., &Scourse, R. (2016). I Owe Her So Much; Without Her I Would Be Dead &quot: Developing a Model of Mother-Infant Bonding Following a Maternal Antenatal HIV Diagnosis; J Assoc Nurses AIDS care.

Published

11/03/2021

How to Cite

CAVALCANTE, M. A. E. da S. .; RODRIGUES, S. T. C. .; SANTOS, A. A. P. dos .; SANCHES, M. E. T. de L. .; ALVES, S. M. .; SANTOS, L. T. O. dos .; ALVES, T. L. . The impact of HIV diagnosis on pregnancy or post birth and its effects on women’s life: integrativeliterature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e17010313157, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13157. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13157. Acesso em: 14 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences