Burnout’s Syndrome and Impostor Syndrome: a correlational study

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13344

Keywords:

Burnout; Impostor Syndrome; Nursing.

Abstract

Objective: The present study aimed to demonstrate the relationship between Impostor Syndrome and Burnout Syndrome in the context of study and professional performance in the area of ​​Nursing. Methodology: For this purpose, a descriptive study was carried out, with a quantitative and correlational character, in which 106 people participated, being these Nursing students (60.4%) and Nursing professionals (39.6%). These responded to the Maslach Burnout Inventory and Clance Imposter Phenomenon Scale. Results: As a result, it was found that the participants had higher mean scores for the Burnout Syndrome compared to the Impostor Syndrome. In addition, there were positive and significant correlations between the general factor of the Impostor Syndrome and the factors depersonalization (r = .57; p < .01) and emotional exhaustion (r = .44; p < .01), characteristic of the Burnout Syndrome, as well as with the general Burnout factor (r = .51; p < .01). Conclusion: It is argued that the syndromes investigated in this study have significant implications for the physical and mental health of individuals and their well-being in general. It is hoped that the results obtained will direct new investigations on the theme and, later, support the development of intervention strategies to Burnout and Impostor Syndromes in the context of professionals working in health.

Author Biographies

Aldení Ramos de Oliveira, Centro Universitário de Patos

Acadêmico do Curso de Bacharelado em Enfermagem no Centro Universitário de Patos - UNIFIP. Pós-graduando em Urgência e Emergência e UTI - UNIFIP. Possui interesses nas áreas Assistencial e Atendimento Pré-hospitalar.

Thereza Christina Garcia Bezerra, Centro Universitário de Patos

Mestranda em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba, Psicóloga pelo Centro Universitário de Patos – UNIFIP (2019), Especialista em Avaliação Psicológica – UNIFIP (2020), Especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho – FAVENI (2020). Formação em Gestores de Recursos Humanos pela DS & Associados Consultoria Organizacional (2018). Psicóloga Organizacional e Docente do Centro Universitário de Patos (UNIFIP) e Consultora em Psicologia Organizacional e Gestão com Pessoas na T3 Assessoria e Gestão de Negócios.

Tessya Hyanna Almeida Oliveira, Centro Universitário de Patos

Graduada em Psicologia pelas Faculdades Integradas de Patos – FIP (2015). Mestre em Saúde Coletiva, com linha de pesquisa em Saúde do Trabalhador, pela Universidade Católica de Santos. Especialista em Avaliação Psicológica pelo Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ. Formação em Gestores de Recursos Humanos pela DS & Associados Consultoria Organizacional. Especialista no curso Gestão em Serviços Sociais e Políticas Públicas pela Universidade Cândido Mendes. Psicóloga com abordagem da Terapia Cognitiva Comportamental (TCC). CEO da @t3assessoria. Docente do curso de Bacharelado em Psicologia e Gerente de Gente e Gestão do Centro Universitário de Patos - UNIFIP.

Alessandro Teixeira Rezende, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em Psicologia (2016) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), mestrado em Psicologia Social pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia Social da UFPB (2019) e atualmente cursa doutorado pelo mesmo programa. É integrante do núcleo de pesquisa Bases Normativas do Comportamento Social (BNCS). Possui interesse na área de Fundamentos e Medidas em Psicologia (Psicometria: elaboração, adaptação e validação de instrumentos psicológicos), metodologia de análise de dados (quantitativa e qualitativa), Psicologia Social (especialmente no estudo dos valores humanos, crenças e preconceito sexual) e Avaliação Psicológica (formação, atuação e ensino).

Camilla Vieira de Figueiredo, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação (2018) e mestrado (2020) em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), cursando atualmente doutorado em Psicologia Social pela mesma instituição (PPGPS/UFPB). Seus interesses de pesquisa centram-se principalmente nas áreas de Psicologia Social (com ênfase nos estudos sobre preconceito, discriminação sexual e de gênero, relações intergrupais e identidade social) e Fundamentos e Medidas em Psicologia (elaboração, adaptação e validação de instrumentos psicológicos).

Tarciana Sampaio Costa, Centro Universitário de Patos

Enfermeira. Docente dos cursos de bacharelado em Enfermagem e Psicologia do UNIFIP. Doutora em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP).

References

Abacar, M., Aliante, G., & António, F. (2020). Burnout em professores do ensino secundário. Research, Society and Development, 9(7), e545973776-e545973776.

Andrade, M. C. M, & Siqueira Junior, A. C. (2014). Estresse ocupacional no serviço de atendimento móvel de urgência. Rev Min. Enferma, 18(2), 376-383.

Batista, J. B. V., Carlotto, M. S., Coutinho, A. S., & Augusto, L. G. D. S. (2010). Prevalência da Síndrome de Burnout e fatores sociodemográficos e laborais em professores de escolas municipais da cidade de João Pessoa/PB. Revista Brasileira de Epidemiologia, 13(3), 502-512.

Benevides-Pereira, A. M. T. (2002). Burnout: O Processo de Adoecer Pelo Trabalho. In A. M. T. Benevides-Pereira, Burnout: quando o trabalho ameaça o bem-estar do trabalhador (pp. 21-92). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Bezerra, T. C. G., Barbosa, L. H., G. M., Vione, K. C., Athayde, R. A. A., & Gouveia, V. V. (no prelo). Escala Clance do Fenômeno Impostor: Adaptação brasileira. Psico-USF.

Carlotto, M. S., & Câmara, S. G. (2020). Escala de Avaliação da Síndrome de Burnout em Estudantes Universitários (ESB-eu): construção e evidências de validade. Research, Society and Development, 9(7), e171974013-e171974013.

Clance, P. R., & Imes, S. A. (1978). The imposter phenomenon in high achieving women: Dynamics and therapeutic intervention. Psychotherapy: Theory, Research & Practice, 15(3), 241-247.

Cooper, C. L. (2007). A natureza mutante do trabalho: o novo contrato psicológico e os estressores associados. In A. M. Rossi, P. L. Perrewé, S. L. Sauter (Orgs.), Qualidade de vida no trabalho: perspectivas atuais da saúde ocupacional (pp. 3-8). São Paulo: Atlas.

Diehl, L., & Carlotto, M. S. (2020). Síndrome de Burnout em professores: Diferenças entre níveis de ensino. Research, Society and Development, 9(5), e62952623-e62952623.

Hazlett-Stevens, H. (2012). Mindfulness-based stress reduction for comorbid anxiety and depression: case report and clinical considerations. The Journal of Nervous and Mental Disease, 200(11), 999-1003.

International Stress Management Association (ISMA) (2017). Burnout: mais próximo do setor da saúde do que se imagina. Recuperado de http://www.ismabrasil.com.br/img/estresse105.pdf

Jantsch, N., Costa, A. E. K., & Pissaia, L. F. (2018). Síndrome de Burnout: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 7(1), e1371191-e1371191.

Lancet, T. (2020). COVID-19: protecting health-care workers [Editorial]. Elsevier Public Health Emergency Collection, 395(10228), 922.

Lima, F. R. B., Lima, D. L. F., Oliveira, A. A. R., Ferreira, E. O., & Pacheco Neto, P. (2018). Identificação preliminar da síndrome de burnout em policiais militares. Motricidade, 14(1), 150-156.

Lopes, A. R., & Nihei, O. K. (2020). Burnout em estudantes de Enfermagem: preditores e associação com empatia e autoeficácia. Revista Brasileira de Enfermagem, 73(1), e20180280.

Monteiro, L. (2020). OMS classifica a Síndrome de Burnout como doença. Recuperado de https://super.abril.com.br/saude/oms-classifica-a-sindrome-de-burnout-como-doenca/

Moreira, H. D. A., Souza, K. N. D., & Yamaguchi, M. U. (2018). Síndrome de Burnout em médicos: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 43(3), e3.

Oliveira, A. P. S. D., Oliveira, A. L. D. S., Prado, R. M. D., Vasconcelos, A. M. V., Silva, J. C. V. D., & Oliveira, J. C. D. (2019). O esgotamento físico dos enfermeiros no setor de urgência e emergência: revisão integrativa. Nursing (Säo Paulo), 22(251), 2839-2843.

Paiva, K. C. M. D., Gomes, M. Â. D. N., & Helal, D. H. (2015). Estresse ocupacional e síndrome de burnout: proposição de um modelo integrativo e perspectivas de pesquisa junto a docentes do ensino superior. Gestão & Planejamento-G&P, 16(3), 285-309.

Parkman, A. (2016). The imposter phenomenon in higher education: Incidence and impact. Journal of Higher Education Theory and Practice, 16(1), 51-61.

Pêgo, F. P. L., & Pêgo, D. R. (2016). Síndrome de Burnout. Rev Bras Med Trab, 14(2), 171-176.

Pereira, M. D., Torres, E. C., Pereira, M. D., Antunes, P. F. S., & Costa, C. F. T. (2020). Sofrimento emocional dos Enfermeiros no contexto hospitalar frente à pandemia de COVID-19. Research, Society and Development, 9(8), e67985121-e67985121.

Perniciotti, P., Serrano Júnior, C. V., Guarita, R. V., Morales, R. J., & Romano, B. W. (2020). Síndrome de Burnout nos profissionais de saúde: atualização sobre definições, fatores de risco e estratégias de prevenção. Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar, 23(1), 35-52.

Ramos, C. E. B., Farias, J. A., Costa, M. B. D. S., & Fonseca, L. D. C. T. D. (2019). Impactos da Síndrome de Burnout na qualidade de vida dos profissionais de enfermagem da atenção básica à saúde. Rev. bras. ciênc. saúde, 23(3), 285-296.

Rodriguez, S. Y. S., Carlotto, M. S., & Câmara, S. G. (2017). Impacto da regulação de emoções no trabalho sobre as dimensões de Burnout em psicólogos: O papel moderador da autoeficácia. Análise psicológica, 35(2), 191-201.

Santana, R. E., & Tonon, T. C. A. (2020). Estresse ocupacional: desequilíbrio no exercício profissional de Enfermagem. Research, Society and Development, 9(8), e222985674-e222985674.

Sé, A. C. S., Machado, W. C. A., Passos, J. P., Gonçalves, R. C. S., Cruz, V. V., Bittencourt, L. P., ... & Figueiredo, N. M. A. (2020). Prevalência da síndrome de burnout em enfermeiros do atendimento pré-hospitalar. Research, Society and Development, 9(7), e940975265-e940975265.

Silva, N. C. D., Ferreira, J. V. B., Albuquerque, T. C., Rodrigues, M. R., & Medeiros, M. F. (2016). Transtornos à saúde mental relacionados à intensa rotina de trabalho do enfermeiro: uma revisão bibliográfica. Revista Eletrônica Estácio Saúde, 5(2), 107-122.

Silva, R. A. D. D., Araújo, B., Morais, C. C. A., Campos, S. L., Andrade, A. D. D., & Brandão, D. C. (2018). Síndrome de Burnout: realidade dos fisioterapeutas intensivistas?. Fisioterapia e Pesquisa, 25(4), 388-394.

Silva, S. M. F., & Oliveira, Á. D. F. (2019). Burnout em professores universitários do ensino particular. Psicologia Escolar e Educacional, 23, e187785.

Silveira, A. D., Colleta, T. C. D., Ono, H. R. B., Woitas, L. R., Soares, S. H., Andrade, V. L. A., & Araújo, L. D. (2016). Síndrome de Burnout: consequências e implicações de uma realidade cada vez mais prevalente na vida dos profissionais de saúde. Rev Bras Med Trab, 14(3), 275-84.

Simon, M., & Choi, Y. J. (2018). Using factor analysis to validate the Clance Impostor Phenomenon Scale in sample of science, technology, engineering and mathematics doctoral students. Personality and Individual Differences, 121, 173-175.

Tamayo, R. M. (1997). Relação entre a Síndrome de Burnout e os valores organizacionais no pessoal de Enfermagem de dois hospitais públicos. Dissertação de Mestrado não publicada. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Valério, R. L., Oliveira, E. B., Kestenberg, C. C. F., Paula, V. G., Dias, L. B. S., & Oliveira, T. S. (2020). Exaustão emocional em enfermeiros residentes de unidades especializadas em hospital universitário. Research, Society and Development, 9(2), e198922240-e198922240.

Published

18/03/2021

How to Cite

OLIVEIRA, A. R. de; BEZERRA, T. C. G.; OLIVEIRA, T. H. A.; REZENDE, A. T.; FIGUEIREDO, C. V. de; COSTA, T. S. Burnout’s Syndrome and Impostor Syndrome: a correlational study . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e34710313344, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13344. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13344. Acesso em: 16 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences