The insertion of the activities of the nutritionist within the scope of the PNAE in schoolchildren in the municipality of Picuí-PB

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13630

Keywords:

School feeding; Nutritional assessment; Acceptability test.

Abstract

Being one of the oldest public food complementation programs, the National School Feeding Program (PNAE) enjoys proposals such as supplementation of the daily needs of enrolled students, with the objective of ensuring Food and Nutrition Security (SAN) and collaborating for the formation of good eating habits. Obesity and/or overweight are associated with the quantity and quality of children's food intake, a phase where it is not totally independent and has no autonomy in its choices, including their preferences. The study aims to perform and analyze anthropometry to identify health problems related to children's diet. The same research also aimed to identify the percentages of acceptance of the menus, in order to recognize probable sensory inadequacies in the meals offered. The results obtained portrayed characteristics of the nutritional transition, which is marked by the increase in the overweight/obesity indicator, making it necessary to pay close to the fact that, even if the percentages of eutrophy have increased in comparison to the other classifications, the presence of children under or above the recommended weight and/or height should not be ruled out. The sensory evaluation showed that the preparation was not well accepted obtaining the average level of adesand similarly in the daycare center, it was not a good acceptability due to the well-marked characteristics of the dish served, one of which is the taste of the main ingredient of the meal. It is concluded that the students need actions aimed at nutritional education and the menu served should be rethought.

References

Avila, C., & Pinheiro, T. (2020). Aceitabilidade de preparações com cacau na alimentação escolar. Nutrição Brasil, 18(3), 127. doi: 10.33233/nb.v18i3.2159

Brasil. Ministério da Saúde. (2015). NutriSUS – Estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes (vitaminas e minerais) em pó: manual operacional. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/nutrisus_estrategia_fortificacao_alimentacao_infantil.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. (2011). Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional-SISVAN. http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/orientacoes_coleta_analise_dados_antropometricos.pdf

Cordeiro, M. C., Pereira, B. A. D., & Ibiapina, D. F. N. (2020). Hábito alimentar, consumo de ultraprocessados e sua correlação com o estado nutricional de escolares da rede privada. Research, Society and Development, 9(3), e21932300-e21932300. doi: 10.33448/rsd-v9i3.2300

Costa, M. C., Sousa, A. F., Nascimento Lima, J. T., Sousa, S. D. F., Ferreira, F. V., & Azevedo Marques, A. R. (2018). Estado nutricional, práticas alimentares e conhecimentos em nutrição de escolares. Revista de Atenção à Saúde, 16(56), 12-17. doi: 10.1590/S0103-05822010000300008

Facchini, A., & Campagnolo, P. D. B. (2020). Consumo da alimentação escolar e qualidade da dieta de escolares. Revista da Associação Brasileira de Nutrição - RASBRAN, 11(1), 115-127. https://doi.org/10.47320/rasbran.2020.1377

Ferreira, D. T. D. O. (2017). Condição de peso em crianças de creches participantes do Programa Escola com Saúde. Trabalho de conclusão de curso, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, Brasil. https://bdm.ufmt.br/handle/1/90

Ferreira, L. D., Dellandrea, S., Kormann, K., Vargas, D. M., & Azevedo, L. C. (2020). Um estudo sobre a eficiência da educação nutricional em adolescentes escolares. RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, 14(85), 199-206. http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1229

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Manual para aplicação dos testes de aceitabilidade no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). http://Teste%20de%20%20 Aceitabilidade%20_%202a%20edicao%202017.pdf

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE. (2020). Programa Nacional de Alimentação Escolar. Resolução Nº 06, De 08 De Maio De 2020. Recuperado de: https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/item/13511-resolu%C3%A7%C3%A3o-n%C2%BA-6,-de-08-de-maio-de-2020.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). Área Territorial Estimada. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Recuperado em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pb/picui.html?.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2019). Estimativa populacional. Recuperado de: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/picui/panorama.

LandimL. A. dos S. R., CordeiroM. C., BarbosaA. M., SeveroJ. S., IbiapinaD. F. N., & PereiraB. A. D. (2020). Avaliação nutricional, consumo alimentar e frequência de ultraprocessados em escolares da rede pública. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 12(5), e2427. https://doi.org/10.25248/reas.e2427.2020

Medeiros, M. S. (2016). Avaliação do estado nutricional dos pré-escolares de uma creche no município de Santa Cruz-RN (Bachelor's thesis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte). Recuperado de: https://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2374

Oliveira, T.C.; Albuquerque, I.Z.; Stringhini, M.L.F.; Mortoza, A.S.; Morais, B.A. (2017). Estado nutricional de crianças e adolescentes hospitalizados: comparação entre duas ferramentas de avaliação nutricional com parâmetros antropométricos. Revista Paulista de Pediatria, v. 35, n. 3, p. 273-280. https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2017;35;3;00006

OMS. Organização Mundial de Saúde. (2006;2007). Growth reference data for 0-5 and 5-19 years. Recuperado em: http://www.who.int/childgrowth/en/ e http://www.who.int/growthref/en/

Pedraza, D. F., & de Menezes, T. N. (2016). Caracterização dos estudos de avaliação antropométrica de crianças brasileiras assistidas em creches. Revista Paulista de Pediatria, 34(2), 216-224.

Pedraza, D. F., Silva, F. A., Melo, N. L. S. D., Araujo, E. M. N., & Sousa, C. P. D. C. (2017). Estado nutricional e hábitos alimentares de escolares de Campina Grande, Paraíba, Brasil. Ciência & saúde coletiva, 22, 469-477. Doi: 10.1590/1413-81232017222.26252015

Pereira, A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. AB/NTE/UFSM. Recuperado em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Prodanov, C. C., & de Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico-2ª Edição. Editora Feevale.

Rocha, NP, Filgueiras, MDS, Albuquerque, FM de, Milagres, LC, Castro, APP, Silva, MA, Costa, GD da, Priore, SE, & Novaes, JF de. (2018). Análise do programa nacional de alimentação escolar no município de Viçosa, estado de Minas Gerais. Revista De Saúde Pública , 52 , 16. https://doi.org/10.11606/S1518-8787.2018052007090

Rocha, T., & Etges, B. (2019). CONSUMO DE ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS E ESTADO NUTRICIONAL DE ESCOLARES. Biológicas & Saúde, 9(29). doi: 10.25242/886892920191402

Santos, A. F., Fernandes, C., Cardia, S., Fernandes, M., Bost, K. K., & Veríssimo, M. (2020). Concordância entre dados antropométricos reportados vs. medidos e relação com as práticas parentais alimentares em idade pré-escolar. Análise Psicológica, 38(1). Recuperado em : https://core.ac.uk/download/pdf/324203637.pdf

Silva, J. D. D., & Garcia, P. P. C. (2018). Avaliação e aceitabilidade do cardápio da alimentação escolar de uma creche pública no DF. Revista Científica. v. 1 n. 1 (2019). Recuperado em: http://189.112.117.16/index.php/revista-cientifica/article/view/175

Silva, T. F., & Vieira, V. B. R. (2019). Adesão e Aceitabilidade de Preparações do Cardápio de uma Escola Municipal do Interior do Estado de São Paulo/Sp. Revista Científica, 1(1). http://189.112.117.16/index.php/revista-cientifica/article/view/175

Souza, J., dos Santos, R. B., Cavalheiro, M. P., Soares, R. C., Sommer, R. M., & Dos Santos, L. P. (2017). Comparação da Classificação do Estado Nutricional Realizadas Manualmente e Utilizando o Anthro e Anthro Plus. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 9(2). Recuperado de https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/SIEPE/article/view/98816.

Souza, V. R., Ferreira, I., Leão, D. P., Barbosa, K. J. F., Guimarães, F. M. T., & Silva, A. R. A. (2020). Avaliação do Estado Nutricional de Escolares de uma Escola da Zona Leste da Cidade de Manaus. BIUS-Boletim Informativo Unimotrisaúde em Sociogerontologia, 16(10), 1-13. https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/BIUS/article/view/7168

Steil, W., & Poll, F. (2017). Estado nutricional, práticas e conhecimentos alimentares de escolares. Cinergis, 18(3), 226-232. doi: 10.17058/cinergis.v18i3.9385

Sturion, G. L. (2002). Programa de alimentação escolar: avaliação do desempenho em dez municípios brasileiros. Recuperado de: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254938

Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP - Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar da (CECANE). (2010). Manual para Aplicação dos Testes de Aceitabilidade no Programa Nacional de Alimentação Escolar–PNAE. Recuperado de: https://www.unifesp.br/campus/san7/images/cecane/manual_aplicacao_testes_aceitabilidade_programa_nacional_alimentacao_escolar.pdf

Viana, R., Fumagalli, L., & Ilha, P. (2020). Estado nutricional e fatores relacionados de escolares. Research, Society And Development, 9(1), 1-14. doi: 10.33448 / rsd-v9i1.1649

WHO. World Health Organization. (2008). child growth standards: training course on child growth assessment. Recuperado de https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/43601/9789241595070_B_eng.pdf.

Woyniak, R. P., & Ghisleni, C. P. (2012). Aceitação da proteína texturizada de soja em uma escola municipal rural de Barão de Cotegipe, RS. Recuperado em: https://www.uricer.edu.br/cursos/arq_trabalhos_usuario/3298.pdf

Published

26/03/2021

How to Cite

SEGUNDO, J. F. de L. .; SOUZA, M. L. A.; PONTES, A. A. D.; JERÔNIMO, H. M. Ângelo .; BARROS, J. C. de .; SANTOS, E. D. dos .; BARROS, A. F. . The insertion of the activities of the nutritionist within the scope of the PNAE in schoolchildren in the municipality of Picuí-PB. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e53710313630, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13630. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13630. Acesso em: 12 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences