Interprofessional Education in Multiprofessional Residency Programs in Health in Brazil: An integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13655

Keywords:

Interprofessional Education; Patient Assistance Team; Teaching-Care Integration Services; Non-medical boarding school.

Abstract

This study aimed to analyze the current scenario of interprofessional education in Multiprofessional Residencies in Brazil, with regard to the challenges, operationalization strategies and impacts of collaborative practices in the work process of multiprofessional health teams. An integrative review of descriptive character and qualitative approach was carried out, based on the analysis of articles published between 2015 and 2020, in the Virtual Health Library. The results showed that interprofessional education faces several operationalization challenges in Brazil, from the implementation of new guidelines in the curricula of health courses to professional practices characterized by the repression of changes and maintenance of the traditional care model, among other crossings. It was possible to conclude that the collaborative practices made possible by multiprofessional residency programs in health contribute to the development of a holistic awareness of each professional who is part of the multidisciplinary resident teams, since they reveal comprehensive knowledge and complement each other in the context of interprofessional education, favoring the integrality of care.

References

Adolpho, C. V. T., Dias, I. M. A. V., Aveiro, M. C. & Vasconcelos, C. F. de. (2015). A Percepção do Usuário sobre a Abordagem de uma Equipe de Residentes Multiprofissionais. Saúde debate, 39 (107), 1117-1126. doi.org/10.1590/0103-110420161070517.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal. https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/51

/CF88LivroEC912016.pdf.

Brasil. (1990). Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8080.htm.

Brasil. (2007). Portaria Interministerial nº 45, de 12 de janeiro de 2007. http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/residencia/portaria_45_2007.pdf.

Cardoso, A. C., Corralo, D. J., Krahl, M. & Alves, L. P. (2015). O Estímulo à Prática da Interprofissionalidade e do Multiprofissionalismo: a extensão universitária como uma estratégia para a educação interprofissional. Revista da Abeno, 15(2), 12-19. http://revodonto.bvsalud.org/pdf/abeno/v15n2/a03v15n2.

pdf.

Casanova, I. A., Batista, N. A., & Ruiz-Moreno, L. Formação para o Trabalho em Equipe na Residência Multiprofissional em Saúde. ABCS Health Sci, 40(3), 229-233. http://files.bvs.br/upload/S/23184965/2016/v40n3/a5351.pdf.

Casanova, I. A., Batista, N. A., & Ruiz-Moreno, L. (2018). A Educação Interprofissional e a prática compartilhada em programas de residência multiprofissional em Saúde. Interface, 22, 1325-1337. doi.org/10.1590/1807-57622017.0186.

Conselho Nacional de Educação & Câmara de Educação Superior. (2002). Resolução CNE/CES n.º 6 de 19 de fevereiro de 2002. Diário Oficial da União: Seção 1, 12. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES062002.pdf.

Costa, A. C. S., & Azevedo, C. C. d. (2016). A Integração ensino-serviço e a residência multiprofissional em saúde: um relato de experiência numa Unidade Básica de Saúde. Tempus, 10(4), 265-282. https://www. tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/view/2013.

Costa, M. V. d. (2016). A educação interprofissional no contexto brasileiro: algumas reflexões. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20(56), 197-198. doi.org/10.1590/1807-57622015.0311.

Dominguez, B. (2020). Alerta global: novo coronavírus é a sexta emergência em saúde pública de importância internacional declarada pela OMS. RADIS: Comunicação e Saúde, (210), 14-21. https://www.arca.fiocruz.br/ bitstream/icict/40590/2/Radis210BrunoDominguez.pdf.

Köche, J.C. (2011). Fundamentos de metodologia científica. Petrópolis: Vozes.

Lago, L. P. d. M., Matumoto, S., Silva, S. S. d., Mestriner, S. F., & Mishima, S. M. (2018). A Análise de práticas profissionais como dispositivo para a formação na residência multiprofissional. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22(Supl. 2), 1625-1634. doi.org/10.1590/1807-57622017.0687.

Lewgoy, A., Kuplich, N., Machado, R., Faber, T., & Fagundes, M. (2019). A perspectiva interprofissional na residência integrada multiprofissional em saúde hospitalar. Clinical & Biomedical Research, 39(1). https://seer.ufrgs.br/hcpa/article/view/87747.

Mello, A. L., Terra, M. G., Nietsche, E. A., Siqueira, D. F., Canabarro, J. L., & Amemann, C. T. (2018). Formação de residentes multiprofissionais em saúde: limites e contribuições para a integração ensino-serviço. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 27(8), e25017. doi.org/10.19175/recom.v8i0.2567.

Mendes, L. Z., & Gomes, A. Q. (2018). A saúde como direito fundamental no Brasil: da reforma sanitária à implementação do SUS. Revista Digital Estudios Historicos, (20), 13. http://estudioshistoricos.org/20/eh2013.pdf.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. d. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, 17(4), 758-764. https://scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf

Menicucci, T. M. G. (2014). História da reforma sanitária brasileira e do Sistema Único de Saúde: mudanças, continuidades e a agenda atual. História, Ciência e Saúde, 21(1), 77-92. https://www.scielo.br/pdf/hcsm/v21n1/0104-5970-hcsm-21-1-00077.pdf

Miranda Neto, M. V. d., Leonello, V. M., & Oliveira, M. A. d. C. (2015). Residências multiprofissionais em saúde: análise documental de projetos político-pedagógicos. Revista Brasileira de Enfermagem, 68(4), 586-593. doi.org/10.1590/0034-7167.2015680403i.

Organização Mundial da Saúde. (2010). Marco para ação em educação interprofissional e prática colaborativa. Genebra: OMS. https://www.paho.org/bra/images/stories/documentos/marco_para_acao.pdf%20.

Paim, J. S. (2008). Reforma sanitária brasileira: contribuição para a compreensão e crítica. Salvador: Edufba; Rio de Janeiro: Fiocruz. https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/10376/1/5555555555.pdf

Paim, J. S., Travassos, C. M. d. R., Almeida, C. M. d., Bahia, L., & Macinko, J. (2011). O sistema de saúde brasileiro: história, avanços e desafios. The Lancet, 377(9779), 11-31. https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/39643

Paiva, M. R. F.; Parente, I. R. B.; & Queiroz, A. H. B. (2016). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. Sanare, 15(2),145-153. https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1049.

Peduzzi, M.; Norman, I. J.; Germani, A. C. C. G.; Silva, J. A. M. d.; & Souza, G. C. d. (2013). Educação Interprofissional: formação de profissionais de saúde para o trabalho em equipe com foco nos usuários. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 47(4), 977-983. doi.org/10.1590/S0080-623420130000400029.

Perego, M. G.; & Batista, N. A. (2016). Aprendizagens compartilhadas na residência multiprofissional em saúde. Tempus, Brasília, 10(4), 39-51. https://www.tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/view/2239

Ribeiro, K. R. B.; & Prado, M. L. (2013). A Prática Educativa dos Preceptores nas Residências em Saúde: um estudo de reflexão. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, 35(1), 161-165. doi.org/10.1590/1983-1447.2014.01.43731.

Salvador, A. de S.; Medeiros, C. da S.; Cavalcanti, P. B.; & Carvalho, R. N. d. (2011). Construindo a multiprofissionalidade: um olhar sobre a residência multiprofissional em saúde da família e comunidade. Revista Brasileira de Ciência e Saúde, 15(3), 329-338. https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/articl

e/view/10834

Souza, M. T.; Silva, M. D. d.; & Carvalho, R. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Revista Einstein, 8(1), 102-106. https://www.scielo.br/pdf/ei

ns/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.pdf.

Vazquez, D. A. (2016). O plano Temer/Meireles contra o povo: o desmonte social proposto pela PEC 241. Plataforma Política Social, 2016. https://plataformapoliticasocial.com.br/wp-content/uploads/2016/07/DesmonteSocialPlanoTemer.pdf.

Published

31/03/2021

How to Cite

NASCIMENTO, A. C. B. do; OMENA, K. V. M. de. Interprofessional Education in Multiprofessional Residency Programs in Health in Brazil: An integrative review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e8010413655, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.13655. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13655. Acesso em: 11 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences