Quality evaluation of oils and/or fats in the frying process in food services

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13739

Keywords:

Food Inspection; Food production; Meals Ready.

Abstract

Objective: to evaluate the quality of the oil and / or grease used in the frying process in SA. Methodology: This is a descriptive study, with a quantitative approach, based on the evaluation of frying oil in food services in the municipality of Santa Maria / RS. During the period from March to June 2019, on-site visits were carried out at the time of the frying procedures. A visual follow-up of this procedure was performed, a form was used to collect information and the saturation of the oil was verified through metering strips. The quantitative data were tabulated in Excel spreadsheet and analyzed using simple descriptive statistics. Results: More than 90% of the establishments conduct the daily frying process. The most used oil in this process is vegetable (96.3%). In 74.1% the oil and/or fat was restored when it was already reduced, also in 74.1% the frying process happened in a discontinuous way. In 81.5% there is no control of the temperature of the oil and/or fat during the frying process. Conclusion: Incorrectly use the oil and/or fat used in the frying process. This can lead to various health risks. It is important to emphasize the presence of nutrition professionals as a tool to promote best practices in this process, guaranteeing the population safe and nutritionally adequate food.

Author Biographies

Márcia Rejane Drescher , Universidade Franciscana

Nutricionista. Grupo de Pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (GESAN/CNPq).

Patrícia Arruda Scheffer, Universidade Franciscana

Nutricionista. Mestranda em Ciências da Saúde e da Vida – Universidade Franciscana. Grupo de Pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (GESAN/CNPq).

Fernanda Dineia Viera , Universidade Franciscana

Nutricionista. Mestranda em Ciências da Saúde e da Vida – Universidade Franciscana. Grupo de Pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (GESAN/CNPq).

Grazielle Castagna Cezimbra Weis , Universidade Federal de Santa Maria

Nutricionista. Mestre e Doutoranda em Ciência e Tecnologia em Alimentos. Professora Substituta no Departamento de Alimentos e Nutrição - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), campus Palmeira das Missões. 

Cátia Regina Storck, Universidade Franciscana

Docente no Curso de Nutrição - Universidade Franciscana (UFN). Grupo de Pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (GESAN/CNPq).

Ana Lúcia de Freitas Saccol, Universidade Franciscana

Docente no Curso de Nutrição e Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida -Universidade Franciscana (UFN). Grupo de Pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (GESAN/CNPq).

References

Álvarez, M. D. C. F., Hernández, E. F. M., Raya, J. C. H., & Morales, M. E. S. (2012). The Effect of Food Type (Fish Nuggets or French Fries) on Oil Blend Degradation during Repeated Frying. Journal of Food Science, 77(11), C1136–C1143. https://doi.org/10.1111/j.1750-3841.2012.02930.x

Amaral, D. A., Ferreira, V. F., Salvador, L. I. de S., & Ferreira, C. C. (2013). Degradação de Óleos e Gorduras de Fritura de Pastelarias da Região Centro-Sul de Belo Horizonte, MG. HU Revista. https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/2038/755

Ans, V. G., Mattos, E. de S., & Jorge, N. (1999). Avaliação da qualidade dos óleos de fritura usados em restaurantes, lanchonetes e similares. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 19(3), 413–419. https://doi.org/10.1590/s0101-20611999000300021

Baptista, P., & Linhares, M. (2005). Higiene e Segurança Alimentar na Restauração. Forvisão.

Bastos, L. C. S., & Pereira, P. A. de P. (2015). Estudo da formação de compostos carbonílicos, com ênfase em hidroxialdeídos α, β-insaturados, na fase líquida de óleo de soja aquecido e avaliação da influência de íons metálicos. Universidade Federal da Bahia.

Batista, A. P. A., Fernandes, L. T. M., & Lessa, N. M. V. (2010). Avaliação da quantidade de óleos e gorduras utilizados na preparação do cardápio semanal de uma unidade produtora de alimentos (UPA), o impacto à saúde do comensal e verificação do descarte adequado ao meio ambiente. Nutir Gerais, 624–636. https://silo.tips/download/ana-paula-arruda-batista-graduanda-em-nutriao-pelo-centro-universitario-do-leste

Bezerra, I. N., Souza, A. de M., Pereira, R. A., & Sichieri, R. (2013). Consumption of foods away from home in Brazil. Revista de Saúde Pública, 47, 200–211. https://doi.org/10.1590/S0034-89102013000700006

Borjes, L. C., Cecon, G., & Silva, A. P. B. da. (2014). Análise da degradação do óleo de fritura de restaurantes comerciais do centro de chapecó-sc. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 9(3), 833–848. https://doi.org/10.12957/demetra.2014.8516

Brasil (2004ª). Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Informe Técnico nº 11 de 5 de outubro de 2004. Óleos e gorduras utilizados em frituras.

Brasil (2004b). Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Cartilha sobre boas práticas para serviços de alimentação. 3 ed, Brasilia.

Cahill, L. E., Pan, A., Chiuve, S. E., Sun, Q., Willett, W. C., Hu, F. B., & Rimm, E. B. (2014). Fried-food consumption and risk of type 2 diabetes and coronary artery disease: A prospective study in 2 cohorts of US women and men. American Journal of Clinical Nutrition, 100(2), 667–675. https://doi.org/10.3945/ajcn.114.084129

Camilo, V. M. A., & Almeida, a D. T. (2007). avaliação do processamento de fritura por imersão em estabelecimentos comerciais da cidade do salvador – Bahia [Universidade Federal da Bahia]. http://www.livrosgratis.com.br

Filipe, R. A. A. D. (2013). Óleos de fritura nas unidades de alimentação de instituição militar – comparação na aplicação de testes e implementação da boa prática no processo de preparo. Segurança Alimentar e Nutricional, 80–95. https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634624/2545

Freire, P. C. M., Mancini-Filho, J., & Ferreira, T. A. P. de C. (2013). Principais alterações físico-químicas em óleos e gorduras submetidos ao processo de fritura por imersão: Regulamentação e efeitos na saúde. Revista de Nutricao, 26(3), 353–358. https://doi.org/10.1590/S1415-52732013000300010

Jorge, N., & Lopes, M. do R. V. (2003). Avaliação de óleos e gorduras de frituras coletados no comércio de São José do Rio Preto-SP. Alimentação e Nutrição, 14(2), 149–156. https://www.researchgate.net/publication/49600110_Avaliacao_de_oleos_e_gorduras_de_frituras_coletados_no_comercio_de_Sao_Jose_do_Rio_Preto-SP

Jorge, N. (2009). Química e Tecnologia de Óleos vegetais. São Paulo: Cultura Acadêmica.

Liu, C.-H., & Tsai, W.-S. (2010). The effects of service quality and lifestyle on consumer choice of channel types: The health food industry as an example. African Journal of Business Management, 1023–1039. https://www.researchgate.net/publication/265451830_The_effects_of_service_quality_and_lifestyle_on_consumer_choice_of_channel_types_The_health_food_industry_as_an_example

Lourenço, M. S; Carvalho, L. R. (2006). Segurança alimentar: utilização de ferramenta de qualidade para melhorias em um restaurante comercial. XIII SIMPEP. Bauru, São Paulo.

Marques, A. Y. C., Valente, T. B., & da Rosa, C. S. (2009). Formação de toxinas durante o processamento de alimentos e as possíveis conseqüências para o organismo humano. Revista de Nutricao, 22(2), 283–293. https://doi.org/10.1590/S1415-52732009000200010

Martins, D. M. ., Broilo, M. ., & Zani, V. . (2014). Óleos e gorduras: utilização no processo produtivo de restaurantes comerciais de Porto Alegre. Nutrire: Rev. Soc. Bras. Alimm. Nutr., 39(1), 25–39. https://doi.org/10.4322/nutrire.2014.004

Mattos, E. S.; Ans, V. G.; Jorge, N. (2000). Utilização do Kit Oil Test para avaliação da alteração dos óleos de fritura. Higiene Alimentar, (11).

Mellema, M. (2003). Mechanism and reduction of fat uptake in deep-fat fried foods. Trends in Food Science and Technology, 14(9), 364–373. https://doi.org/10.1016/S0924-2244(03)00050-5

Melo, M. T. S. M., Santos, G. M. dos, Macêdo, M. C. F., Silva, B. L. dos S., Ripardo, S. R. P., Torres, B. L. M., Moura, A. C. C., Nunes, I. F. de O. C., Barreto, S. C. S., Paz, S. M. R. S. da, & Carvalho, C. M. R. G. de. (2020). Segurança sanitária na produção de refeições em restaurantes de um mercado público no nordeste brasileiro. Research, Society and Development, 9(12), e2191210481. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i12.10481

Mendonça, M. A., Borgo, L. A., Araújo, W. M. C., & Novaes, M. R. C. G. (2008). Alterações físico-químicas em óleos de soja submetidos ao processo de fritura em unidades de produção de refeição no Distrito Federal. Com Ciências Saúde, 115–122.

Oliveira, M. S. (2006). Gestão de restaurante: uma prática de hospitalidade. Dissertação de Mestrado. Universidade Anhembi-Morumbi, São Paulo.

Osawa, C. C., Gonçalves, L. A. G., & Mendes F. M. (2010). Avaliação dos óleos e gorduras de fritura de estabelecimentos comerciais da cidade de Campinas/ SP. As boas práticas de fritura estão sendo atendidas? Alimentos e Nutrição Araraquara, 21(1), 47–56.

Pinto, A. S. O., Franco, T. C. M., Souza, J. M., & Caldas, R. N. A. (2016). Avaliação da qualidade de óleos de fritura no preparo de alimentos comercializados em universidades de belém-pa. XXV Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos.

Powell, L. M., Nguyen, B. T., & Han, E. (2012). Energy intake from restaurants: Demographics and socioeconomics, 2003-2008. American Journal of Preventive Medicine, 43(5), 498–504. https://doi.org/10.1016/j.amepre.2012.07.041

Prodanov, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do Trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. (2ed.). Universidade Feevale. www.feevale.br/editora

Rabelo, A. R.; Ferreira, M. O. (2008). Coleta seletiva de óleo residual de fritura para aproveitamento industrial. Universidade Católica de Góias, Goiana.

Rio Grande Do Sul (2009). Secretaria da Saúde. Portaria nº 78 de 28 de janeiro de 2009. Aprova a Lista de Verificação em Boas Práticas para Serviços de Alimentação, aprova Normas para Cursos de Capacitação em Boas Práticas para Serviços de Alimentação e dá outras providências. Diário Oficial da União. Porto Alegre.

Rosa, P. T., & Guelbe, T. F. (2015). Implantação do manual de Boas Práticas de Manipulação em cozinha pedagógica de uma instituição de ensino na cidade de campo mourão – PR. In Universidade Tecnológica Federal do Paraná- Departamento Acadêmico de Alimentos.

Saccol, A. L. de F., Rubim, B. de A., Mesquita, M. O., & Welter, L. (2006). Importância de treinamento de manipuladores em boas práticas. Disc. Scientia. Série: Ciências Da Saúde. https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/disciplinarumS/article/view/906/850

Saksena, M.J et al. ( 2018). America's eating habits: food away from home. Economic Research Service. Disponvel em: < https://www.ers.usda.gov/publications/pub-details/?pubid=90227>

Sanibal, E. A. A., & Mancini Filho, J. (2004). Perfil de ácidos graxos trans de óleo e gordura hidrogenada de soja no processo de fritura. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 24(1), 27–31. https://doi.org/10.1590/s0101-20612004000100006

Shinohara, N. K. S., Almeida, A. Â. M. de, Nunes, C. G. P. da S., Lima, G. S. de, & Padilha, M. do R. de F. (2016). BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: não conformidade. Revista Diálogos Acadêmicos, 10, 79–91. http://www.semar.edu.br/revista

Silva, I. B. R. A, Araujo, R. A, & Ferreira, N. A. (2014). Efeito da peroxidação de óleos utilizados em frituras na saúde humana effect of peroxidation used oil in frying on human health. In Faculdades Integradas ICESP/Promove de Brasília.

Soares, A., Dorlivete, P., Shitsuka, M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa cientifica .

Souza, A. O., Passos, E. V. B., Gonçalves, M. I. A., Coelho, R. L. L., & Silva, C. de S. (2021). Perfil higiênico-sanitário de um restaurante comercial no interior baiano. Research, Society and Development, 10(2). https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11870/11490

Sun, Y., Liu, B., Snetselaar, L. G., Robinson, J. G., Wallace, R. B., Peterson, L. L., & Bao, W. (2019). Association of fried food consumption with all cause, cardiovascular, and cancer mortality: Prospective cohort study. BMJ (Online), 364. https://doi.org/10.1136/bmj.k5420

Viero, M. G., & Blümke, A. C. (2016). A sociabilidade exercida em torno do comer: um estudo entre universitários. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 11(4). https://doi.org/10.12957/demetra.2016.15726

Zanini, R. de V., Muniz, L. C., Schneider, B. C., Tassitano, R. M., Feitosa, W. M. do N., & González-Chica, D. A. (2013). Consumo diário de refrigerantes, doces e frituras em adolescentes do Nordeste brasileiro. Ciencia e Saude Coletiva, 18(12), 3739–3750. https://doi.org/10.1590/S1413-81232013001200030

Published

26/03/2021

How to Cite

DRESCHER , M. R.; SCHEFFER, P. A.; VIERA , F. D.; WEIS , G. C. C. .; STORCK, C. R.; SACCOL, A. L. de F. Quality evaluation of oils and/or fats in the frying process in food services. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e55510313739, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13739. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13739. Acesso em: 16 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences