Ozone therapy in pressure injuries as na alternative to nursig care

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13777

Keywords:

Ozone therapy; Pressure injury; Nursing; Assistance.

Abstract

Currently, ozone therapy has been a practice of worldwide interest. It is an alternative in the treatment of pressure injuries given its antioxidant and bactericidal effects that directly influence biochemical factors of metabolism and cell regeneration. In Brazil, this practice is part of the National Policy for Integrative and Complementary Practices in Health, of the Unified Health System, through Ordinance No. 702 of March 21, 2018 from the Ministry of Health. The objective of this study is to identify the methods for use ozone therapy in the treatment with Pressure Injury (LPP) and describe the benefits of using ozone therapy in the treatment with pressure injury by nursing care. This is a bibliographic review based on national and international articles, with electronic scientific research such as: Virtual Health Library (VHL), Scielo and Google Scholar, as Brazilian technical- scientific references in nursing. And the results found indicate the importance of using this practice as an assistance option with      obtaining excellent rates of improvement.

Author Biographies

Marisol Soares Gomes de Oliveira, Centro Universitário IBMR

Nursing Student Nursing technician graduated from ETEHJ/FAETEC-State Technical School of Health Herbert José de Souza (2020)

Karina dos Remédios Silva, Centro Universitário IBMR

Nursing Student

Caroline dos Santos Bezerra de Melo, Centro Universitário IBMR

Nursing Student

Allan Carlos Mazzoni Lemos , Centro Universitário IBMR

Nurse. PhD student, UNIRIO. Master, UNIGRANRIO. Specialist. Adjunct Professor 1, IBMR University Center

References

Adamczyk, S. P.,Castro E. C. L. S., Freitas, T. M., Santos, W. B., Marques, F. R. & Kutzke, J. L. (2017) Métodos utilizados pela enfermagem na identificação da lesão por pressão: uma revisão sistemática da literatura. Revista Gestão & Saúde.17:1-9.

Anichini, R., Bellis, A., Butelli, L., Gioffredi, M., Gori, R., Picciafuochi, et al. Ozone-therapy in treatment of diabetic foot ulcers: a suggestive approach in wound bed preparation. Eur J Clin Invest. 2003; 33(1):46-7

Associação Brasileira de Ozonioterapia. (2016). Ministério da Saúde vai criar grupo para estudar ozonioterapia. http://www.aboz.org.br/noticias/ministerio-da-saude-vai-criar-grupo-para-estudar-ozonioterapia/49/.

Bearzatto, A., Vaiano, F. & Franzini, M. (2003) O2 –O3 -therapy of nonhealing foot and leg ulcers in diabetic patients. Eur J Clin Invest 33 (1):44-6. Bocci, V.( 1994) Autohaemotherapy After Treatment Of Blood With Ozone. A Repraissal. J. Int. Med. Res., 22(12),11-14

Backes, D. S. (2005) A evolução de uma ferida aguda com o uso de carvão ativado e prata. Nursing (São Paulo),1(8):588- 592

Brasil. (2018). Ministério da Saúde. Portaria nº 702, de 21 de março de 2018. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Disponível em: http://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-702-de-21-de-marco-de-2018-7526446.

Conselho Federal de Enfermagem. (2020). Parecer Normativo nº 01/2020. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2020/02/PARECER- NORMATIVO-01-2020-1.pdf.

Declair, V.& Pinheiro, S.(1998) Novas considerações no tratamento de feridas. Rev. Paul. Enf. 17(1/3) ,25-38

Ferreira, A. M., Bogamil, D. D. D., & Tormera, P. C. (2008) O enfermeiro e o tratamento de feridas: Em busca da autonomia do cuidado. Arq Ciênc Saúde , Três Lagoas 15(3)

Ferreira S., Mariano, Garcia Júnior I. R., & Pellizzer, E. P (2013). Ozonioterapia no controle da infecção em cirurgia oral. Rev. Odontol. Araçatuba; 34(1):368. Freire, A; Pantaleon, E. & Dantas, R.(2019) Sistema auxiliar em tempo real para prevenção de lesão por pressão . SAJEBTT, Rio Branco ,6(2),859-863

Furhr, M. B. & Bazi, R. S (2020) Efeito da ozonioterapia na cicatrização de feridas. Fisioter Bras ,21(5),281-8 Gil, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa (4º ed). São Paulo: Atlas, 2002.

Haddad, M. A.(2006) Efeitos da ozonioterapia sobre parâmetros clínicos, hematológicos e da bioquímica sanguínea em eqüinos.( Dissertação).Universidade Federal de Viçosa. Viçosa: atlas

Hernández, O. D., & González,R. C. (2001)Ozonoterapia en úlceras flebostáticas. Revista Cubana Cir, la Habbana, 40, 123-129.

Mel. V. L., Sá, S. P. C., Passos, M. B. P., Ferreira, J. B. S., Alóchio, K., Sardinha, M. T. M. U. & Christóvam, B. P. (2020). Ozonioterapia realizada pelo Enfermeiro na imunomodulação em pacientes com “ Crausose vulvar”: Relato de Experiência.

Morette, D. A. (2011). Principais aplicações terapêuticas da ozonioterapia (trabalho de conclusão de curso). Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatu. https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/120089/morette_da_tcc_botfmvz.pdf?sequence=1.

Lemos, C. S.; Rodrigues A. G. L; Queiroz, A. C. C. M; Galdino Júnior H., & Malaquias, S. G. (2018) Práticas integrativas e complementares em saúde no tratamento de feridas crônicas: revisão integrativa da literatura. Aquichan. 18(3), 327-342. 10.5294/aqui.2018.18.3

Ogata, A., & Naghata, H. (2000). Intramammary application of ozone therapy to acute clinical mastitis in dairy cows. Journal of Veterinary Medical Science, Japão. 62 : 681-686.

Oliveira, E. F. & Azulay, D. R.( 2006). Dermatologia Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 187-214. Atlas. Oliveira Júnior, J. O. & Veloso L. G.(2012) . Ozonioterapia em lombociatalgia. Revista Dor, 13, 2. Rev. Assoc. Med. Bras. 53(4). Atlas (2007)

Traina, A. A.(2011) Efeitos biológicos do ozônio diluído em água na reparação tecidual de feridas dérmicas em ratos [Tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo,. https://doi.org/10.11606/T.23.2008.tde-08042009-150340

Santigo, A. D. E; Gomes, V. L. V.; & Souza, W. L. (2016). O uso da ozonioterapia no tratamento de feridas: Uma revisão de literatura . Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no curso de Enfermagem - Centro Universitário Tiradentes – UNIT. Maceió: atlas.

Santos, R. P,; Nascimento C. A,; Andrade E. N.(2009). Use of high voltage electrical stimulation in healing of venous ulcers. Curitiba: Atlas Ramalho,C.(2020).Análise Econômico -financeira do Uso da Ozonioterapia como Parte do Tratamento de Patologias. Ozonioterapia.

Sampaio, S. A. P. & Rivitti, E. A. Dermatologia: Afecções ulcerosas. Artes Médicas. Atlas (2007)

Santos, G. M. G., Rocha R. R. S., Melo, A,F. S. & Passos, T. S. (2018). O enfermeiro frente à prevenção de lesão por pressão: revisão integrativa. Journal of Health Connections, 3(2):60-71.

Sousa, L. R. M., Bezerra, S. M. G., Mesquita. R. F., , Luz, M. H. B. A. & Moura, M. E. B. (2016).Análise da prevalência de desbridamento cirúrgico de úlcera por pressão em um hospital municipal. Revista de enfermagem cuidado é fundamental, 8(2):4186-4196 Research, Society and Development, 9(8), e762986153 (CC BY 4.0) http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.6153

Severo, P. C., Müller, F. & Carvalho, J. S. M. ,(2019)Ozonioterapia: Suas diversas aplicações clínicas e perspectivas para o tratamento da úlcera venosa. Departamento de Farmácia - União Metropolitana para Educação e Cultura-UNIME, Brasil, 215-225

Vieira C. P. B., & Araújo, T. M. E. (2018) Prevalence and factors associated with chronic wounds in older adults in primary care. Rev Esc Enferm USP.52, 03415. http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X201705130341

Published

27/03/2021

How to Cite

OLIVEIRA, M. S. G. de .; SILVA, K. dos R. .; MELO, C. dos S. B. de .; LEMOS , A. C. M. . Ozone therapy in pressure injuries as na alternative to nursig care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e58910313777, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13777. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13777. Acesso em: 13 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences