Cariogenic potential of medicines, medications and drugs: A review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13906

Keywords:

Caries; Drugs; Xerostomy.

Abstract

Objective: to characterize the etiology of dental caries, citing agents with cariogenic potential, clarifying the involved mechanisms and actions to prevent their development. Methodology: A bibliographic review was carried out on the basis of data: Scientific Electronic Library Online (SciElo), Google Scholar and PubMed. Articles, monographs, dissertations and thesis were selected, closed between 2005 and 2020, in Portuguese and English. The search was carried out through descriptors: medicines, drugs, physiopathology and dental caries. Duplicate and incomplete articles were excluded from research. Results: once the concept and etiology of dental caries has been clarified, knowledge about the cariogenic potential of drugs, drugs and drugs, and the involved, deepened mechanisms, evidencing broad actions, which depend on specific situations to reveal it caries of drugs, the consecuencia. Also note that the main prevention is through the transfer of information through a multidisciplinary team. Conclusion: It is suggested that the substances discussed here have cariogenic potential due to the presence of fermentable sugars in their composition, due to their adverse effect, xerostomy and even direct corrosive action on the teeth.

References

Alves, V. F. et al. (2016). Efeito sobre a morfologia do esmalte dental e análise físico-química de medicamentos utilizados por pacientes pediátricos com paralisia cerebral. Revista de Odontologia da UNESP, 45(4), 201–205.

Alegrias, P. M. P. (2019). Planeamento de um estudo da xerostomia em indivíduos saudáveis e polimedicados com aplicação de um estimulador salivar. 2019. Dissertação (Mestrado em Medicina Dentária) - Instituto Universitário Egas Moniz.

Abrantes, J. P. M. de. (2014). A xerostomia no idoso. Dissertação (Mestrado integrado em medicina dentária) – Universidade Porto.

Bretas, L. P. et al. (2008). Fluxo salivar e capacidade tamponante da saliva como indicadores de susceptibilidade à doença cárie. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, 8 (3), 289-293.

Bittencourt, S. C.; Caponi, S., & Maluf, S. (2013) Farmacologia no século XX: a ciência dos medicamentos a partir da análise do livro de Goodman e Gilman. História, Ciências, Saúde, 20 (2), 499-519.

Campos, J. Á. D. B. et al. (2006) Correlação entre a prevalência de cárie e a utilização de medicamentos em pacientes com necessidades especiais institucionalizados e não institucionalizados. Salusvita, 25 (1), 35–42.

Coimbra, F. Xerostomia. Etiologia e Tratamento. (2009). Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial, 50 (3).

Cabral, B. M. M. (2018). Importância do farmacêutico no diagnóstico e tratamento da xerostomia. Dissertação. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias - Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde, Lisboa.

Freitas, A. I, J. (2015) A abordagem do médico dentista ao doente diabético. 2015. Dissertação (Mestrado em Medicina Dentária) – Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz.

Freitas, M. P. R. et al. (2016). Conhecimento dos pediatras sobre os efeitos dos medicamentos na cavidade bucal. Arquivos Catarinenses de Medicina, 45 (4), 67–77.

Goursand, D. et al. (2006). Sequelas bucais em crianças submetidas à terapia antineoplásica: causas e definição do papel do cirurgião dentista. Arquivos em Odontologia, 42 (3), 180–189.

Gomes, Viviane Elisângela & Silva, Débora Dias da. (2010). A importância do controle de placa dental na clínica odontológica. Arquivos em Odontologia, 46l (1).

Jacob, S.; & Iwasaki, K. K. (2014). A influência do antibiótico na cárie infantil. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research -BJSCR, 8(2), 68–74.

Leal, W. M. S. et al. (2015). Entendendo a relação entre medicamentos de uso pediátrico e cárie dentária. Revista de Pediatria SOPERJ, 15(2), 16–21.

Lima, J, E, O. (2007). Cárie dentária: um novo conceito. R. Dental Press Ortodon Ortop Facial, 12 (6), 119-130.

Marques, L, A, R, V. et al. (2015) Abuso de drogas e suas consequências na saúde oral: uma revisão de literatura. Arquivo Brasileiro de Odontologia, 11 (1).

Neves, B. G.; Pierro, V. S. S. & Maia, L. C. (2007) Percepções e atitudes de responsáveis por crianças frente ao uso de medicamentos infantis e sua relação com cárie e erosão dentária. Ciência & Saúde Coletiva, 12 (5), 1295–1300.

Passos, I. A; Freitas, C. H. S. M.; & Sampaio, F. C. (2008) Potencial cariogênico de medicamentos pediátricos - papel na etiologia da cárie dentária. Revista do Instituto de Ciências da Saúde, 125–129.

Pires, W. R. (2016). Efeito da antibioticoterapia sistêmica com amoxicilina e tetraciclina no processo de reparo da injúria de luxação extrusiva. Dissertação (Mestrado em Odontologia) Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba.

Silva, A. S. M. da. (2016). Microbioma oral: o seu papel na saúde e na doença. Dissertação (Mestre em ciências farmacêuticas) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias- Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde.

Sousa, R. I. M. et al. (2010). Potencial erosivo e cariogênico de anti-histamínicos de uso infantil. Revista da Faculdade de Odontologia, 15 (3), 255–260.

Spezzia, S. (2018). Repercussões bucais do uso de drogas na adolescência. Rev Ciênc Med. 27 (2), 93-100.

Tayebati, S. K., et al. (2017). Identification of World Health Organisation ship’s medicine chest contents by Anatomical Therapeutic Chemical (ATC) classification codes. International Maritime Health, 68 (1), 39–45.

Published

02/04/2021

How to Cite

SILVA, A. C.; BRITO, M. G. A. .; ROCHA, G. M. de M. .; SILVA, M. do A.; REZENDE JÚNIOR, L. M.; OLIVEIRA, G. A. L. de. Cariogenic potential of medicines, medications and drugs: A review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e13610413906, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.13906. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13906. Acesso em: 11 apr. 2021.

Issue

Section

Health Sciences