Hygienic-sanitary diagnosis of butchers and microbiological analysis of “in natura” beef (coxão mole) marketed in the municipalities of the Castanhal microregion, state of Pará

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13928

Keywords:

Hygienic - sanitary evaluation; Castanhal microregion; Microbiological evaluatin; Meat.

Abstract

Aimed to evaluate the sanitary conditions of establishments sellers of fresh beef from Castanhal microregion - Pará, as well as determine the microbial load of meat sold in the cities of the microregion. For this, hygienic - sanitary evaluation was held in 68 establishments of the cities of Bujarú, Castanhal, Inhangapí, Santa Izabel do Pará and Santo Antônio do Tauá through completion of check list made in accordance with Brazilian law. Analysis of positive Staphyloccoccus coagulase, 35°C and 45°C coliforms, and Salmonella spp. were performed in 63 samples collected in the establishments visited. The results of our study show that 88.8% of establishments had unsatisfactory hygienic condition, 6.4% of sites were considered fair and only 4.8% were considered satisfactory. The presence of Salmonella spp. was detected in only one sample collected in Santo Antônio do Tauá city and one sample collected in Inhangapi city. Meat samples analyzed 92% and 73% coliforms at 35°C and 45°C, greater than 1100 MPN/g, respectively, and positive Estaphylococcus coagulases counts ranged from <1.0 x 101 and 8.4 x 102 CFU/g. Under Brazilian law, is recommended only for Salmonella spp. being deemed unfit for human consumption, even when evidence of high levels of indicator microorganisms and failures in hygienic - sanitary commercial establishments. We conclude that establishments that sell beef "natural" condition of Castanhal microregion showed unsatisfactory sanitary conditions, confirmed by high counts of indicator microorganisms found in the samples studied.

References

Bada-Alambedji, R., Fofana, A., Seydi, M., & Akakpo, A. J. (2006). Antimicrobial resistance of Salmonella isolated from poultry carcasses in Dakar (Senegal). Brazilian Journal of Microbiology, 37(4).

Borowsky, L. M, Cardoso, M., & Schimidt, V. (2007). Estimation of most probable number of Salmonella in minced pork samples. Brazilian Journal of Microbiology, 38: 544-546.

Bosilevac, J. M., Guerini, M. N., Kalchayanand, N., & Koohmarai, M. (2009). Prevalence and Characterization of Salmonellae in Commercial Ground Beef in the United States. Applied and Environmental Microbiology, 75(7), 1892–1900.

Brasil. (1996). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Gabinete do Ministro, Portaria Nº304 de 22 de abril de 1996, Brasília, DF.

Brasil. (2001). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada nº. 12 - Regulamento Técnico sobre Padrões Microbiológicos para Alimentos. Brasília, DF.

Brasil. (2003). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária. Laboratório Nacional de Referência Animal: Métodos Analíticos Oficiais para Controle de Produtos de Origem Animal e Água. Instrução Normativa número 62, Brasília, DF.

Brasil. (2004). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada nº. 216 - Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação, Brasília, DF.

Donkor, E. S., Boniface, B., Kayang, B. B., Quaye J., & Akyeh, M. L. (2009). Application of the WHO Keys of Safer Food to Improve Food Handling Practices of Food Vendors in a Poor Resource Community in Ghana. International Journal of Environmental Research and Public Health, 6(11): 2833–2842.

Ercolini, D., Ferrocino, I., Nasi, A., Ndagijimana, M., Vernocchi, P., La Storia, A., Laghi, L., Mauriello, G., Guerzoni, M. E., Villani, F. (2011). Monitoring of microbial metabolites and bacterial diversity in beef stored under different packaging conditions. Applied and Environmental Microbiology, 77(20),7372–7381.

Ercolini, D., Russo, F., Nasi, A., Ferranti, P., & Villani, F. (2009). Mesophilic and Psychrotrophic bacteria from meat and their spoilage potential in vitro and in beef. Applied and Environmental Microbiology, 75(7), 1990–2001.

Figueredo, E. E. S., Imbelloni, M. F., Elesbão, H. S., & Santos, A. F. (2007). Avaliação das condições higiênico-sanitárias de manipulação e comercialização de produtos de origem animal nas feiras-livres do município de Cuiabá, MT. Revista Higiene Alimentar, 21(148), 38-41.

Fontoura, C. L. (2006). Estudo microbiológico em carcaças bovinas e influência da refrigeração sobre a microbiota contaminant. Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Dissertação (Mestrado), São Paulo, SP.

Góes, J. A. W., Silva, A. V., Fracalossi, L. M., & Kuwano, E. A. (2004). Condições de conservação de alimentos armazenados por refrigeração na cidade de Salvador, Bahia. Revista Higiene Alimentar, 18(125), 64-72.

Hofer, E., Zamora, M. R. N., Lopes, A. E., Moura, C. M. C., Araújo, H. L., Leite, J. D. D., Leite, M. D. D., & Silva Filho, S. J. (2000). Sorovares de Salmonella em carne de equídeos abatidos no nordeste do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira, 20(2), 80-84, 2000.

Hoffmann, F. L., & Romanelli, P. F. (1998). Análise microbiológica da carne de jacaré do pantanal (Caiman crocodilus yacare). Ciência e Tecnologia de Alimentos, 18(3), 258-264.

Lundgren, P. U., Silva, J. A., Maciel, J. F., & Fernandes, T. M. (2009). Profile of the hygienic-sanitary quality of bovine meat marketed at free markets and public markets of João Pessoa/PB-Brasil. Revista Alimentos Nutrição, 20(1), 113-119.

Mantese, F. D. G. (2004). Avaliação da qualidade da carne bovina comercializada no município de Porto Alegre, RS. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.

Mürmann, L., Mallmann, C. A., & Dilkin, P. (2005). Temperaturas de armazenamento de alimentos em estabelecimentos comerciais na cidade de Santa Maria, RS. Acta Scientiae Veterinariae, 33(641), 309-313.

Oliveira, R. B. A., Rolimb, M. B. Q., Moura, A. P. B. L., & Mota, R. A. (2008). Avaliação higiênico-sanitária dos boxes que comercializam carnes em dois mercados públicos da Cidade do Recife-PE/Brasil. Revista Medicina Veterinária, 2(4), 10-16.

OMS - Organização Mundial da Saúde. (2006). Cinco Chaves para uma alimentação mais segura: Manual. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, Portugal.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstrea m/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-PesquisaCientifica.pdf?sequence=1

Pereira, J. B. (2009). Avaliação das boas práticas em açougues no mercado municipal de Tailândia-PA. Universidade Castelo Branco. Instituto de Pós-Graduação em Medicina Veterinária. Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal. Belém.

Rocco, V., & Euclides Filho, K. (2000). Qualidade da carne. Embrapa Gado de Corte, 36.

Sá, E. M. F., & Moretto, E. (2004). Inspeção sanitária em minimercados e supermercados de Rio do Sul, SC. Revista Higiene Alimentar, 18(125), 36-40.

Santos, T. M., Martins, R. T., Santos, W. L. M., & Martins, N. E. (2008). Inspeção Visual e avaliações bacteriológica e físico-Química da carne de piramutaba (Brachyplatistoma vaillanti) congelada. Arquivo Brasileiro Medicina Veterinária Zootecnia. 60(6), 1538-1545.

Silva, L. F. (2006). Procedimento Operacional Padronizado de Higienização como Requisitos para Segurança Alimentar em Unidades de Alimentação. Santa Maria-RS. Disponível em: <http://jararaca.ufsm.br/websites/ppgcta/download/Lazaro.pdf>. Acesso em 20 mar 2010.

Soto, F. R. M., Cazzola, C. P. B., Oliveira, E., Sakaguti, E. H., Bernardi, F., Lúcio, D., Yamashita, N., Camargo, S. R., & Balian, S. C. (2009). Aplicação experimental de um modelo de conduta de inspeção sanitária no comércio varejista de alimentos. Revista Ciência Tecnologia de Alimentos, 29(2), 371-374.

Valente, D., & Passos, A. D. C. (2004). Avaliação higiênico-sanitária e físicoestrutural dos supermercados de uma cidade do sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, 7(1).

Vieira, A. C. P., Buainan, A. M., & Spers, E. E. (2010). A segurança do alimento e a necessidade da informação aos consumidores. Cadernos de Direito, 10(19), 21-37.

Xavier, V. G., & Joele, M. R. S. P. (2004). Avaliação das condições higiênicosanitárias da carne bovina in natura comercializada na cidade de Belém, PA. Revista Higiene Alimentar, 18(125), 64-72.

Zandonadi, R. P., Botelho, R. B. A., Sávio, K. E. O., & Akutsu, R. C. (2007). Atitudes de risco do consumidor em restaurantes de auto-serviço. Revista de Nutrição, 20(1):19-26.

Published

31/03/2021

How to Cite

DAMASCENO NETO, M. S.; MORAES, C. M. de .; OLIVEIRA, A. F. C. de .; SANTOS NETO, J. G. dos .; PANTOJA, L. S. G. .; SILVA, W. C. da . Hygienic-sanitary diagnosis of butchers and microbiological analysis of “in natura” beef (coxão mole) marketed in the municipalities of the Castanhal microregion, state of Pará. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e6810413928, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.13928. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13928. Acesso em: 20 apr. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences