Homeless person by the press eye

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14196

Keywords:

Homeless person; Social Vulnerability; Sociocultural Territory; Public Health Policies; Mass media.

Abstract

In view of the role of the press, which influences government agendas and public policies, it is important to understand its role in the construction of the social imaginary when publishing content related to the Homeless Population. Objective: to analyze the press speeches about the Homeless People in the media in the light of Perseu Abramo's Great Press Manipulation Standards. This is a documentary research with a qualitative approach that used in the data collection the search on the internet for the terms: homeless people, beggars and Population in Street Situation, with time delimitation from 2014 to 2019. 5 documents were identified that contained 9 terms, totaling 29 repetitions. The material was submitted to Bardin's content analysis, emerging the category "nomenclature for Homeless person and the use of psychoactive substances". The discussion identified a homogenizing discourse on the ways of living on the street, which links this group to the use of psychoactive substances, in a stigmatizing way, reinforcing social exclusion. It concludes by the need to rethink the involvement of the media in maintaining the neoliberal status quo, in perpetuating violence and making this diverse and complex group invisible.

References

Abramo, P. (2016). Padrões de Manipulação na Grande Imprensa. 2ª Edição. São Paulo: Fundação Perseu Abramo. http://biblioteca.clacso.edu.ar/Brasil/fpa/20170912055155/pdf_1475.pdf.

Abreu, A. A. (2002). A Modernização da Imprensa (1970-2000). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Bezerra, W. C., Firmino, G. C. S., Javarrotti, E. S., Melo, J. V. M., Calheiros, P. F. F. & Silva, R. G. L. B. (2015). O cotidiano de pessoas em situação de rua: rupturas, sociabilidades, desejos e possibilidades de intervenção da Terapia Ocupacional. Cad. Ter. Ocup 23(2). http://doi.editoracubo.com.br/10.4322/0104-4931.ctoAO0541.

Botti, N. C. L., Castro, C. G., Silva, A. K., Silva, M. F., Oliveira, L. C., Castro, A. C. H. O. A. & Fonseca, L. L. K. (2010). Padrão de uso de álcool entre homens adultos em situação de rua de Belo Horizonte. Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. 6 (Especial), 20. http://pepsic.bvsalud.org/pdf/smad/v6nspe/10.pdf.

Brasil. (2009). Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências [periódico na Internet]. Diário Oficial da União 2009. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D7053.htm.

Brasil. (2020). Nota Técnica N.º 5/2020/CGRIS/DEPEDH/SNPG/MMFDH, de 3 de abril de 2020. Orientações Gerais sobre Atendimento e Acolhimento Emergencial à população em situação de rua no contexto da pandemia do Covid-19. Brasília, DF. https://www.gov.br/mdh/pt- br/assuntos/noticias/2020-2/abril/ministerio-da-orientacoes-para-acolhimento-da-populacao- emsituacao-de-rua-durante-pandemia/SEI_MDHNotaTcnicaOrientaesPopRuaCovid19.pdf

Brasil. (2011). Portaria nº 2488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diário Oficial da União [portaria na Internet]. 2011. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2488_21_10_2011.html.

Brasil. (2012). Manual sobre o cuidado à saúde junto à População em Situação de Rua. 1ª ed [periódico na Internet] http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/manual_cuidado_populalcao_rua.pdf.

Brasil. (2010). Movimento Nacional da População de Rua. Cartilha de Formação do Movimento Nacional da População de Rua. [periódico na Internet]. 2010. http://www.direito.mppr.mp.br/arquivos/File/MNPR_Cartilha_Direitos_Conhecer_para_lutar.pdf.

Campos, L. C. M., Oliveira, J. F., Porcino, C., Reale, M. J. O. U., Santos, M. V. S. & Jesus, M. E. F. (2019). Representações Sociais De Pessoas Em Situação De Rua Sobre Morador De Rua Que Usa Drogas. Rev. Baiana Enferm. [periódico na Internet]. http://www.revenf.bvs.br/pdf/rbaen/v33/1984-0446-rbaen-33-e26778.pdf.

Carmo, M. E. & Guizardi, F. L. (2018). O conceito de vulnerabilidade e seus sentidos para as políticas públicas de saúde e assistência social. Cad. Saúde Pública 34(3). https://www.scielo.br/pdf/csp/v34n3/1678-4464-csp-34-03-e00101417.pdf.

Fonseca, F. (2011). Mídia, poder e democracia: teoria e práxis dos meios de comunicação. Revista Brasileira de Ciência Política, no 6. Brasília. http://www.scielo.br/pdf/rbcpol/n6/n6a03.pdf.

Foucault, M (1996). A ordem do discurso. 3ª ed. São Paulo: Edições Loyola [periódico na Internet]. https://moodle.ufsc.br/pluginfile.php/1867820/mod_resource/content/1/FOUCAULT%2C%20Michel%20-%20A%20ordem%20do%20discurso.pdf.

Koopmans, F. F., Daher, D. V., Acioli, S., Sabóia, V. M., Ribeiro, C. R. B. & Silva, C. S. S. L. (2018). Living on the streets: an integrative review about the care for homeless people. Rev. Bras. Enferm.; 72(1). https://www.scielo.br/pdf/reben/v72n1/0034-7167-reben-72-01-0211.pdf.

Marcos, L. R. Media power and public mental health policy. (1989). Am J. Psychiatry; 146(9). https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/2764177/.

Natalino, M. A. C. Nota Técnica nº 73: Estimativa da população e situação de rua no Brasil (setembro de 2012 a março de 2020). (2020). Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1100681.

O Globo [reportagem na Internet]. (2019); Cracolândia da UERJ cresce e toma canteiros e calçadas do Maracanã. https://oglobo.globo.com/rio/cracolandia-da-uerj-cresce-toma-canteiros-calcadas-do-maracana-23425696.

Oliveira, E. T. (2010). A linguagem tendenciosa na mídia impressa: um estudo de caso sobre a indução do leitor. Identidade Científica 1(2). http://www.unoeste.br/facopp/revista_facopp/IC2/IC25.pdf.

Paiva, I. K. S., Lira, C. D. G., Justino, J. M. R., Miranda, M. G. O. & Saraiva, A. K. M. (2016). Direito à saúde da população em situação de rua: reflexões sobre a problemática. Cien Saude Colet 21(8). http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n8/1413-8123-csc-21-08-2595.pdf.

Paixão, P. (2018). Linha editorial no jornalismo brasileiro: conceito, gênese e contradições entre a teoria e a prática. Revista Alterjor; 01(17). http://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/137224/137486.

Rios, A. G, Seixas, C. T, Cruz, K. T, Junior, H. S, Merhy, E. E & Santiago, S. M. (2020) A produção do comum como estratégia de cuidado para usuários complexos: Uma cartografia com mulheres em situação de rua. Cien Saude Colet. http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/a-producao-do-comum-como-estrategia-de-cuidado-para-usuarios-complexos-uma-cartografia-com-mulheres-em-situacao-de-rua/17665?id=17665.

Schuch, P. (2015). A legibilidade como gestão e inscrição política de populações: notas etnográficas sobre a política para pessoas em situação de rua no Brasil. In: Fonseca, C.; Machado, H., Ciência, identificação e tecnologias de governo. Porto Alegre: Editora da UFRGS/Cegov,

Scott, J. (1993). Homelessness and mental illness. Br J Psychiatry [serial on the Internet]; 162. https://www.cambridge.org/core/journals/the-british-journal-of-psychiatry/article/abs/homelessness-and-mental-illness/96004FD276BC2033797FDCE694D8D3DB#access-block.

Shanks, N. J. Medical provision for the homeless in Manchester (1983). J Royal College Gen Pract; 33: [about 4 p.]. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1972614/pdf/jroyalcgprac00073-0042.pdf.

Taquette, S. R. & Minayo, M. C. (2016). Análise de estudos qualitativos conduzido por médicos publicados em periódicos científicos brasileiros entre 2004 e 2013. Physis Revista de Saúde Coletiva; 26(2). https://www.scielo.br/pdf/physis/v26n2/0103-7331-physis-26-02-00417.pdf.

Torossian, S. D., Torres, S. & Kveller, D. B. (2017). Descriminalização do cuidado: políticas, cenários e experiências em redução de danos. Porto Alegre: Rede Multicêntrica [periódico na Internet]. https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/159458/001023841.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Published

14/04/2021

How to Cite

SANTO, T. B. do E. .; GONÇALVES, L. P.; TEIXEIRA, N. E. G. .; SEIXAS, C. T.; PORTO, F. Homeless person by the press eye . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e38010414196, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14196. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14196. Acesso em: 7 may. 2021.

Issue

Section

Health Sciences