Potential drug interactions and profile of antimicrobials prescribed for outpatient use in the interior of Bahia

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14250

Keywords:

Drug interactions; Drug prescriptions; Anti-infective agents.

Abstract

This study aimed to analyze the profile of antimicrobials and potential drug interactions, involving these drugs, prescribed for outpatient use in the interior of Bahia. This is a cross-sectional study, carried out based on the analysis of 404 antimicrobial prescriptions listed in the DRC no. 20/2011, made available by the store of a chain of pharmacies, referring to the period of May 2018. The analysis of drug interactions (IM) was made using the MICROMEDEX® version 2.0 database (2011). The most prescribed class of antimicrobials was that of β-lactams (27.7%), followed by macrolides (25.3%) and fluoroquinolones (18.3%). As for the drugs prescribed in combination, there was a predominance of non-steroidal anti-inflammatory drugs (23.3%) and analgesics (19.8%). A total of 20 different drug interactions were observed, involving antimicrobials, most frequently for ciprofloxacin. After analyzing the interactions, it was possible to verify the risks related to drug associations that can be minimized with the analysis of the prescription by a pharmaceutical professional and alert systems in electronic prescription.

References

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Bulário eletrônico: Cloridrato de Ciprofloxacino. Acesso em 25 de marc 2021a. Disponível em: https://consultas.anvisa.gov.br/#/bulario/q/?nomeProduto=CLORIDRATO%20DE%20CIPROFLOXACINO

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Bulário eletrônico: Farmanguinhos Sulfato Ferroso. Acesso em 25 de marc 2021b. Disponível em: https://consultas.anvisa.gov.br/#/bulario/q/?nomeProduto=FARMANGUINHOS%20SULFATO%20FERROSO

Alves, C. D. S., Santos, R. G. & Lemos, G. S. (2017). Análise da completude das prescrições médicas de (antimicrobianos dispensadas em farmácia comunitária de Jequié, Bahia. Rev. Baiana Saúde Pública, 41(11), 29:44.

Alvim, M. M., Silva, L. A., Leite, I. C. & Silvério, M. S. (2015). Eventos adversos por interações medicamentosas potenciais em unidade de terapia intensiva de um hospital de ensino. Rev Bras Ter Intensiva, 27(4), 353-359.

Araújo, C. B. B., Silva, P. R., Bezerra, M. C. R., Paulo, P. T. C., Leite, J. M. S., Moura, A. K. O. & Teixeira, A. (2020). Interações medicamentosas relacionadas ao uso de antimicrobiano em hospitais. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, 16(1), 17-29.

Bandeira, V. A. C., Herrman, C. T. S., Siqueira, C. M. & Oliveira, K. R. (2015). Análise das prescrições dispensadas em uma unidade básica de saúde do município de Ijuí – RS. Rev Saúde (Santa Maria), 41(1), 229:238.

Bibiana, B. G., Floriano, S. R., Borges, M. S.. (2019). Avaliação das interações medicamentosas em prontuários de pacientes de uma unidade básica de saúde. Journal of Applied Pharmaceutical Sciences, (6): 9-27.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Bulário Eletrônico. Disponível em: https://consultas.anvisa.gov.br/#/bulario/

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n. 3.916, de 30 de outubro de 1998. Aprova a Política Nacional de Medicamentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 1998 outubro 31.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Formulário terapêutico nacional. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.

Brasil. Ministério da Saúde. Formulário terapêutico nacional. 2.ed. Brasília, 2010. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/formulario_terapeutico_ nacional_2010.pdf>. Acesso em: 11 de março de 2020.

Brasil. Ministério da Saúde. Resolução RDC n. 20, de 5 de maio de 2011. Dispõe sobre o controle de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição, isoladas ou em associação. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília; 2011 maio 9.

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos do Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasilia. 2013a.

Brasil. Ministério da Saúde. Resolução RDC n. 471, de 23 de fevereiro de 2021. Dispõe sobre os critérios para a prescrição, dispensação, controle, embalagem e rotulagem de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, listadas em Instrução Normativa específica. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília; 2021 fevereiro 24.

Chaves A. C. T., Costa G. M., Queiroz R. F. (2017). Estudo Comparativo da Atividade Antibacteriana de Azitromicina em Medicamentos de Referência, Genérico e Similar. Rev. Saúde.Com; 13(2), 842-849.

Conselho Federal de Farmácia (CFF). Resolução nº 585, de 29 de agosto de 2013. Regulamenta as atribuições clínicas do farmacêutico e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, v. 25, p. 186, 2013.

Corrêa, R. A., Costa, A. N., Lundgren, F., Michelin, L., Figueiredo, M. R., Holanda, M., Gomes, M., Teixeira, P. J. Z., Martins, R., Silva, R., Athanazio, R. A., Silva, R. M. & Pereira, M. C. (2018). Recomendações para o manejo da pneumonia adquirida na comunidade 2018. J Bras Pneumol, 44(5), 405-424.

Costa, F. G. M. (2016). Identificação e avaliação de potenciais interações medicamentosas em pacientes da unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário Alcides Carneiro. 2016. 60 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Farmácia, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité, Paraíba, Brasil.

Dutra, A. P.; Lemos, R. L. M. A. & Damascena, R. S. (2019). Avaliação do Perfil das Interações Medicamentosas e os Fatores Associados em Prescrições Médicas de Pacientes Internados em Unidade de Terapia Intensiva. Rev. Mult. Psic. 13(43), 543-558.

Folgosa, A. L. C., Lestingi, J. P., Meira, M. L. G. T., Diegues, S. N., Orsi, I. M. E., Silva, R. B. V., Silva, R. E. & Santos, G. B. (2021). Interações Medicamentosas em pacientes renais crônicos em hemodiálise. Research, Society and Development, 10(2), e44510212789.

Gonçalves, S. S., Rodrigues, H. M. S., Jesus, I. S., Carneiro, J. A. O., & Lemos, G. S. (2016). Ocorrência clínica de interações medicamentosas em prescrições de pacientes com suspeita de reação adversa internados em um hospital no interior da Bahia. Revista de Atenção à Saúde, 14(48), 32-39.

Júnior, A. G. (2016). Análise das prescrições de antimicrobianos dispensados em uma drogaria da cidade de Colider-MT. Facider Rev Cient., 1(8).

Khan, Q., Ismail, M., Haider, I. & Ali, Z. (2019). Prevalence of the risk factors for QT prolongation and associated drug–drug interactions in a cohort of medical inpatients. Journal of the Formosan Medical Association, 118(1), 109-115.

Leite, J. M. D. S., Moura, A. K. O., Alves, L. P., Rêgo, R. I. A. & Teixeira, A. (2017). Interações Medicamentosas Relacionadas ao Uso de Antibióticos no Setor de Infectologia de um Hospital Universitário. Anais II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde.

Marques, G. F. & Oliveira, F. S. (2021). Prescrição de Antimicrobianos no Município de Nova Floresta/PB. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, 17(1).

Mehralian, H. A. & Moghaddasi J., Rafiei H. (2019). "The prevalence of potentially beneficial and harmful drug-drug interactions in intensive care units" Drug Metabolism and Personalized Therapy, 34(1).

Micromedex® 2.0 Healthcare Series [on line]. Thomson Reuters: 1974-2011. Disponível em: http://www.periodicos. capes.gov.br.

Morais, V. D., Comarella, L. & Morais, J. D. (2017). Avaliação da qualidade das prescrições medicamentosas dispensadas em uma unidade de saúde da família no município de João Pessoa, Paraíba. Rev. Eletr. Farm., 14(4), 17-27.

Neiva, L. D. B.; Oliveira, M. A. C., Neto, M. P. L.; Silva, F. V. F.; Santos, M. C.; Santos, P. N.; Costa, E. M., Oliveira, F. M.; Holanda, J. N. P.; Silva, G. P. & Próspero, D. F. A. (2019). Interações medicamentosas em pacientes nefrológicos em um Hospital de Referência do Nordeste Brasileiro. REAS/EJCH |29, e949.

Neri, E. D. R., Gadelha, P. G. C., Maia, S.G., Pereira, A. G. S., Almeida, P. C., Rodrigues, C. R. M., Portela, M. P. & Fonteles, M. M. F.. (2011). Erros de prescrição de medicamentos em um hospital Brasileiro. Revista Associação Médica Brasileira, 57(3), 306-316.

Neto, L. M. R., Junior, V. L. C. & Crozara, M. A. (2017). Interações medicamentosas potenciais em pacientes ambulatoriais. O Mundo da Saúde, 1(1), 107-115.

Nogueira, A. G., Moraes, E. V., Toledo, O. R., Oliveira, C. C. & David, F. L. (2015). Falhas na prescrição e dispensação de antimicrobianos em uma farmácia básica na amazônia legal, Brasil. Rev da Univ Vale do Rio Verde, 13(1).

Pereira, J. Q., Silva, M. T., Galvão TF. (2018). Use of antibiotics by adults: a population-based cross-sectional study. São Paulo Medical Journal, 136(5), 407-413.

Piedade, D. V., Silva, L. A. F., Lemos, G. S., Valasques Júnior, G. L & Lemos, L. B. (2015). Interações medicamentosas potenciais em prescrição, contendo antimicrobianos de uso restrito, de pacientes internados em um hospital no interior da Bahia. Medicina (Ribeirão Preto), 48(3): 295-307.

Pires, A. O. M., Ferreira, M. B. G., Nascimento, K. G., Felix, M. M. S., Pires, O. S. & Barbosa, M. H. (2017). Elaboração e validação de Lista de Verificação de Segurança na Prescrição de Medicamentos. Rev Latino-Am. Enfermagem, 25(3), 21-29.

Santos, L. Q. (2019). Uso racional de antimicrobianos no ambiente hospitalar. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, 15(2), 122:132.

Santos, M. H. B. A (2017). Análise de interações medicamentosas potenciais e de eventos adversos a medicamentos em uma unidade de terapia intensiva. Tese de Doutorado. Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Silva, P. L. N., Alves, L. S., Fonseca, J. S., Espírito Santo, L. R. & Vaz, M. D. T. (2019). Análise de interação medicamentosa de prescrições médicas contendo antimicrobianos de uma drogaria privada de Minas Gerais. Journal of Management & Primary Health Care|, 10, e2.

Sírio-Libânes. Combinações erradas de medicamentos com suplementos ou alimentos podem interferir em seu efeito. Acesso em 7 de ago 2020. Disponível em: https://hospitalsiriolibanes.org.br/sua-saude/Paginas/combinacoes-erradas-edicamentos-suplementos-alimentos-podem-interferir-efeito.aspx.

Sociedade Brasileira de infectologia. Boletim: Quinolonas. Acesso em 9 de agos 2020 Dispinível em: <https://www.infectologia.org.br/admin/zcloud/principal/2019/02/ Boletim _SBI_Jan_2019.pdf>.

Trindade N. M., Cerdeira C. D., Santos G. B. (2017). Avaliação do Uso de Antimicrobianos e Perfil de Usuários de Uma Farmácia do Sul de Minas Gerais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 15(1), 755-762.

U.S. Department of Health and Human Services; U.S, Food and Drug Administration. Silver Spring, MD: FDA. FDA Drug Safety Communication: FDA advises restricting fluoroquinolone antibiotic use for certain uncomplicated infections; warns about disabling side effects that can occur together. [about 4 screens]. Disponível: https://www.fda.gov/Drugs/DrugSafety/ucm500143. Htm

Viana, M. G. (2012). Antimicrobianos: Análise de prescrições para pacientes de 0-18 anos em drogaria de Aparecida de Goiânia-Go. Pós-graduação em Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. Pontificia Universidade Católica de Goiás. Goiânia, GO.

WHO. World Health Organization. (2012). The evolving threat of antimicrobial resistance. Options for action. Geneva: WHO Library Cataloguing-in-Publication Data.

Published

17/04/2021

How to Cite

SANTOS, B. da S.; SILVA, M. S. da .; PEREIRA, I. O. e; LEMOS, L. B.; LEMOS, G. da S. . Potential drug interactions and profile of antimicrobials prescribed for outpatient use in the interior of Bahia. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e44210414250, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14250. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14250. Acesso em: 11 may. 2021.

Issue

Section

Health Sciences