Pharmaceutical interventions in patients using insulin analogues under judicial demand assisted at the Centro de Especialidades Médico Odontológica, in Belém, Pará

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14338

Keywords:

Pharmaceutical service; Pharmaceutical intervention; Judicialization; Analogous insulins; Diabetes mellitus.

Abstract

Objective: To present the pharmaceutical interventions offered to users using insulin analogues under judicial review, through pharmaceutical services available at the Centro de Especialidades Médico Odontológica, in Belém, Pará. Method: This is a prospective, descriptive, analytical study of a qualitative and quantitative nature, carried out in patients with Diabetes Mellitus in the age group between 50 and 59 years old, of both sexes and genders, using analogous insulins judicialization, through participatory observation, using convenience sampling carried out between August 2018 and June 2019. Results: 27 users, 15 female and 12 males, aged between 50 and 59 years, completed the 3 Pharmaceutical Consultations. 29.6% of users had some complication related to diabetes; among which, the prevalence of diabetic retinopathy at 50%. Casual capillary blood glucose decreased from 215.29 ± 80.56 mg / dL to 131 ± 34.74 mg / dL. Insulin glargine (Lantus®) was found in 94% of prescriptions. 85.2% self-reported having adhered to treatment. R $ 454.87 was the average monthly cost of treatment for users. 100.0% of users were classified as having a good quality of life. Conclusion: It is inferred that pharmaceutical interventions have been shown to be effective about pharmaceutical care and the quality of life of the user. It is proposed to reflect on the importance not only of accessibility to insulin analogues via the courts; but, fundamentally, the quality of access to the care services offered.

References

Almeida, J. S. & Almeida, J. M. (2018). A educação em saúde e o tratamento do diabetes mellitus tipo 2 em uma unidade de família. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. 20(1), 13-17. 10.23925/1984-4840.2018v20i1a4

Arruda, S. C. (2017). Análise sobre a judicialização da saúde no Estado de Mato Grosso no período de 2011-2012. Caderno Ibero-Americano de Direito Sanitário. 6(1), 86-111. http://dx.doi.org/10.17566/ciads.v6i1.308

Batista, A. V. A. & Braga, P. H. C. (2017). Perfil de utilização de medicamentos em discentes que utilizam o Serviço de Assistência Psicossocial da Universidade Federal do Pará. Belém. Graduação (Trabalho de Conclusão de Curso). Faculdade de Farmácia. Instituto de Ciências da Saúde. Universidade Federal do Pará. Pará. 2017. 75p.

Belém. (2015). Conselho Municipal de Saúde. Protocolo clínico para atendimento de análogos de insulina e antidiabéticos orais/injetáveis para utentes portadores de diabetes mellitus da rede pública de saúde do município de Belém, Pará. 21p.

Brandão, Y. H. C., Bormann, P. D. S., Queiroz, A. N. & Soler, O. (2021). Cumprimento do protocolo clínico para atendimento de utentes de análogos de insulina em portadores de Diabetes Mellitus via judicial em Belém, Pará. Research, Society and Development. 10(1), e31310111800, ISSN 2525-3409. DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i1.117800.

Brasil. (2012). Conselho Nacional de Saúde. Resolução n 466 de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília. Distrito Federal.

Brasil. (2014). Insulinas análogas de longa ação: diabetes melitus tipo II. Brasília: Ministério da Saúde. Relatório de Recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC – nº 103). Brasília. DF.

Brasil. (2014). Insulinas análogas para diabetes mellitus tipo I. Brasília; Ministério da Saúde: Relatório de Recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC – nº 114). Brasília. DF.

Brasil. (2014). Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Serviços farmacêuticos na atenção básica à saúde. Brasília, 108p. il. – (Cuidado farmacêutico na atenção básica ; caderno 1). ISBN 978-85-334-2196-7

Brasil. (2016). Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Síntese de evidências para políticas de saúde: adesão ao tratamento medicamentoso por utentes portadores de doenças crônicas. Brasília: Ministério da Saúde, 52p.

Brasil. (2016). Insulinas análogas de ação rápida para diabetes mellitus tipo I. Brasília; Ministério da Saúde: Relatório de Recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC). Brasília. DF.

Brasil. (2016). Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais cujos procedimentos metodológicos envolvam a utilização de dados diretamente obtidos com os participantes ou de informações identificáveis ou que possam acarretar riscos maiores o que os existentes na vida cotidiana. Brasília. Distrito Federal.

Brasil. (2019). Insulinas análogas de ação prolongada para o tratamento de diabetes mellitus tipo II. Brasília; Ministério da Saúde: Relatório de Recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC - nº 434). Brasília. DF.

Brasil. (2019). Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Portaria nº 11, de 25 de fevereiro de 2019. Torna pública a decisão de não incorporar as insulinas análogas de ação prolongada para o tratamento de diabetes mellitus tipo II, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Brasília. DF.

Brasil. (2020). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Promoção da Saúde. Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica: aplicação do método clínico – Brasília: Ministério da Saúde. Conteúdo: v. 1. O Cuidado farmacêutico no contexto do sistema de saúde. v. 2. Competências dos farmacêuticos para o Cuidado Farmacêutico. v. 3. Método clínico: acolhimento e coleta de dados. v. 4. Método clínico: avaliação e identificação dos problemas relacionados à farmacoterapia. v. 5. Método clínico: plano de cuidado, monitoramento e avaliação das metas estabelecidas.

Caires, E. S. (2016). Religião e espiritualidade de utentes internados na clínica médica do Hospital Renato Azeredo em Nanuque, Minas Gerais. Programa de Mestrado Profissional em Ciências da Religião. Faculdade Unida de Vitória. Dissertação (mestrado profissional). 117 p.

Conselho Federal de Farmácia (CFF). (2016). Programa de Suporte ao Cuidado Farmacêutico na Atenção à Saúde – PROFAR / Conselho Federal de Farmácia. – Brasília: Conselho Federal de Farmácia. 76 p. il. ISBN: 978-85-89924-18-4.

Corrêa, K., Gouvêa, G. R., Silva, M. A. V., Possobon, R. F., Barbosa, L. F. L. N., Pereira, A. C., Miranda, L. G. & Cortellazzi, K. L. (2017). Qualidade de vida e características dos utentes diabéticos. Ciência & Saúde Coletiva. 22(3), 921-930. https://doi.org/10.1590/1413-81232017223.24452015

Farias, E. B. O., Espinheira, M. J. C. L., Santana, N. R. S. & Rodrigues, R. L. A. (2019). Adesão terapêutica em utentes diabéticos em uso de medicamentos. Id on Line Rev. Mult. Psic. 13(43), 407-415. ISSN 1981-1179

Fleck, M. P. A., Louzada, S., Xavier, M., Chachamovich, E., Vieira, G., Santos, L. & Pinzon, V. (2000). Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida "WHOQOL-bref". Rev. Saúde Pública. 34(2), 178-183. https://doi.org/10.1590/S0034-89102000000200012

Freitas, P. S. (2016). Perfil de utentes com Diabetes Mellitus tipo 1 em tratamento com insulinas convencionais e avaliação da qualidade de vida. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (Dissertação). Setor de Ciências Biológicas e da Saúde. Departamento de Ciências Farmacêuticas. Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ponta Grossa, Mato Grosso do Sul.

Freitas, W. R. S. & Jabbour, C. J. C. (2011). Utilizando estudo de caso(s) como estratégia de pesquisa qualitativa: boas práticas e sugestões. Estudo & Debate. 18(2), 07-22. ISSN 1983-036X.

Fullerton, B., Siebenhofer, A., Jeitler, K., Horvath, K., Semlitsch, T., Berghold, A., Plank, J., Pieber, T. R. & Gerlach, F. M. (2016). Short-acting insulin analogues versus regular human insulin for adults with type 1 diabetes mellitus. Cochrane Database Syst Ver. 6:CD012161.

Gregg, E. W., Sattar N. & Ali, M. K. (2016). The changing face of diabetes complications. Lancet Diabetes Endocrinol. 4(6), 537-547. DOI: https://doi.org/10.1016/S2213-8587(16)30010-9

Liu, B. L., Yin, G. P., Li, F. F., Hu, Y., Wu, J., Chen, M., Ye, L., Su, X. & Ma, J. (2018). Comparison of Efficacy and Safety of Lispro and Aspart Evaluated by Continuous Glucose Monitoring System in Patients with Newly Diagnosed Type 2 Diabetes. International Journal of Endocrinology. 2018:2087960. DOI: 10.1155/2018/2087960.

Marc, E., Billings, L. K., Håkan-Bloch, J., Slothuus, U., Abrahamsen, T. J., Andersen, A. & Jansen, J. P. (2018) Uma comparação indireta do tratamento da eficácia da insulina degludec / liraglutida (IDegLira) e da insulina glargina / lixisenatida (iGlarLixi) em utentes com diabetes tipo 2 não controlada com insulina basal. Journal of Medical Economics. 21(4), 340-347. DOI: 10.1080 / 13696998.2017.1409228

Masmiquel, L., Leiter, L. A., Vidal, J., Bain, S., Petrie, J., Franek, E., Raz, I., Comlekci, A., Jacob, S., van Gaal, L., Baeres, F. M. M.; Marso, S. P. & Eriksson, M. (2016). Leader 5: prevalence and cardiometabolic impact of obesity in cardiovascular high-risk patients with type 2 diabetes mellitus: baseline global data from the Leader Trial. Cardiovasc Diabetol. 10,15-29. 10.1186/s12933-016-0341-5

Minayo, M. C. S. (2012). Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciênc. Saúde Coletiva. 17(3), 621-626. https://doi.org/10.1590/S1413-81232012000300007.

O'Neill, J. et al. (2013). Applying an equity lens to interventions: using PROGRESS ensures consideration of socially stratifying factors to illuminate inequities in health. Journal of Clinical Epidemiology. 67(1), 56 - 64. https://doi.org/10.1016/j.jclinepi.2013.08.005

Pará. (2016). Poder Judiciário. Tribunal Regional Federal da Primeira Região Seção Judiciária do Estado do Pará. Processo N° 0006454-87.2008.4.01.3900, de 05 de abril de 2016. Trata de ação civil pública com pedido de tutela antecipada para que o município forneça as insulinas análogas e de todos os insumos necessários à sua aplicação (seringas com agulha acoplada para aplicação de insulina, tiras reagentes de medida de glicemia capilar e lancetes para punção digital), desde que que comprovem a real necessidade do uso desses medicamentos. Belém, Pará.

Patel, D. K., Laloo, D. & Hemalatha, S. (2012). Natural medicines from plant source used for therapy of diabetes mellitus: An overview of its pharmacological aspects. Asian Pacific Journal of Tropical Disease. 2(3), 239-250. https://doi.org/10.1016/S2222-1808(12)60054-1

Prado, M. A. M. B., Francisco, P. M. S. B. & Barros, M. B A. (2016). Diabetes em idosos: uso de medicamentos e risco de interação medicamentosa. Ciênc. saúde coletiva. 21(11), 3447-3458. https://doi.org/10.1590/1413-812320152111.24462015

Ramos, R. S., Gomes, A. M. T., Guimarães, R. M. & Santos, E. I.. (2017). A judicialização da saúde contextualizada na dimensão prática das representações sociais dos profissionais de saúde. Revista de Direito Sanitário. 12(2), 18-38. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v18i2p18-38.

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). (2019). Diretrizes 2019-2020. Forti, A. C., et al. (Org.). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2019-2020. Copyright © 2019. Sociedade Brasileira de Diabetes. Clannad Ed. Cient. 489p.

Soler, O., Sinimbu, A. V., Figueredo, D. C. de, Vieira, H. K. dos S., Galucio, N. C. da R., Pinheiro, P. de N. Q., Sena, S. S. I., Silva, V. G.; Vieira, V. M. B., & Ledo, Y. (2018). A reorientação da assistência farmacêutica na secretaria municipal de saúde de Belém (PA): Relato de experiência. Revista Eletrônica de Farmácia. 14(4), 41-55. ISSN 1808-0804. https://doi.org/10.5216/ref.v14i4.45427

Thiollent, M. (2011). Metodologia da pesquisa-Ação. (18a ed.), Cortez.

Vieira, L. G. (2017). O uso de fitoterápicos e plantas medicinais por utentes diabéticos. Brasília. Graduação (Trabalho de Conclusão de Curso). Amato, A. A. (Orientadora). Universidade de Brasília. Saúde. Brasília. Distrito Federal.

Yin, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos. (5a ed.), Bookman. 320p.

Zhang, X., Zhang, X., Xu, B. et al. (2018). Comparative safety and efficacy of insulin degludec with insulin glargine in type 2 and type 1 diabetes: a meta-analysis of randomized controlled trials. Acta Diabetol. 55, 429–441. https://doi.org/10.1007/s00592-018-1107-1

Published

19/04/2021

How to Cite

BRANDÃO, Y. H. C.; VIEIRA, A. L. de O. .; SOLER, O. Pharmaceutical interventions in patients using insulin analogues under judicial demand assisted at the Centro de Especialidades Médico Odontológica, in Belém, Pará. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e49510414338, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14338. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14338. Acesso em: 8 may. 2021.

Issue

Section

Health Sciences