Analysis of the factors that determine the perception of a good quality in the public attendance service

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15456

Keywords:

Attendance; Public service; Citizen.

Abstract

Public administration is a grouping of organs, services and agents of the State whose precepts are to satisfy the will of society, such as education, culture, security, health and etc. Their integration is through the public servant, who is the one who works for the public administration, thus receiving their earnings. The purpose of this article is to analyze and verify the methods of Brazilian public management, which determine a good perception, of providing a service to the public, based on bibliographic analyzes, in scientific articles, dissertations, theses, decrees and laws. In the referred research, a deductive approach was used, which starts from “the theories and laws”, the research has a bibliographic nature, since it is supported by “a collection of works hitherto already carried out”, it is still characterized by a qualitative and comparative. It is concluded that, the objective was reaching, when analyzing and verifying the practices used in the management of public attendance, in which it was verified the collection of several benefits that to a good perception in the attendance to the public, among which stand out: payment and / or use of technologies and applications with the public administration; The use of the Call Center that plays a strategic role within an organization; Training of people, so that they feel pleasure in serving and that they feel motivated by the constant challenge of solving the problems and / or doubts of customers / users.

References

Andrade, G. R. B. (2010). Metodologia de elaboração do índice de responsividade do serviço (IRS). Cad. Saúde Pública,.26(3),523-534.

Barbosa, A. F. (2008). Governo Eletrônico: Dimensões da avaliação de desempenho na perspectiva do cidadão. Tese de Doutorado (Administração de Empresas). Fundação Getúlio Vargas, Escola de Administração de São Paulo, SP.

Batista, F. B. (2012). Modelo de gestão do conhecimento para a administração pública brasileira: como implementar a gestão do conhecimento para produzir resultados em benefício do cidadão. IPEA.

Brasil (2006). Constituição da República Federativa do Brasil. Saraiva.

Bresser, P. L. C. (2002). Reforma da nova gestão pública: agora na agenda da América Latina, no entanto.... Revista do Serviço Público, 53(1), 5-27.

Boyatzis, R. J. W. (1982). The competent manager: A model for effective performance. John Wiley & Sons.

Carvalho, Marly Monteiro de, Paladini, Edson Pacheco (2012). Gestão da Qualidade: Teoria e Casos. ABEPRO.

Cunha, L. F. F. (2010). Atendimento ao cliente com ênfase na gestão pública. TCC (Pós-graduação) - Curso de Atendimento Ao Cliente Com ênfase na Gestão Pública, Faculdade Albert Einstein, Brasília.

Coutinho, L. G., & Ferraz, J. C. F. (1994). Estudo da Competitividade da Indústria Brasileira. http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ci000105.pdf

Dallari, A. A. (1989). O que é funcionário público. Brasiliense.

Deming, E W. (1990). Qualidade: a revolução na produtividade. Marques Saraiva.

Desiderio, R. Z. (1997). Gestão da qualidade como gestão de negócios. Fundação Getúlio Vargas.

Filho, F. M. G. (2000). Curso de direito constitucional. Saraiva.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (2009). Métodos de pesquisa. Plageder UFRGS.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. Editora Atlas SA.

Gurgel Júnior, G. D., & Vieira, M. M. F. (2002). Qualidade total e administração hospitalar: explorando disjunções conceituais. Ciênc. saúde coletiva [online], 7(2), 325-334.

Inojosa. R. M., & Farran, N. (1994). Qualidade em serviços públicos: um caso de mudança. Revista De Administração Pública, 28(4), 76-96.

Madruga, R. (2015). A História do Telemarketing e Call Center: da fase artesanal ao canal de relacionamento. https://blog.guiacontato.com.br/historia-do-telemarketing-e-call-center/

Marconi, M. D. A., & Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica. Atlas.

Martins, H. F. (1997). A ética do patrimonialismo e a modernização da administração pública brasileira. In: Motta, F. C. P., Caldas, M. P. (Org.). Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Atlas.

Mainardes, E.W., Lourenço, L., & Tontini, G. (2010). Percepções dos Conceitos de Qualidade e Gestão pela Qualidade Total: estudo de caso na universidade. Revista Eletrõnica de Gestão Organizacional, 8(2), 279-297.

Meirelles, H. L. (2008). Direito administrativo brasileiro. Malheiros Editores.

Milet, E. B. (1997). Qualidade em serviços: princípio para gestão contemporânea das organizações. Ediouro.

Mozzicafreddo, J. (2001). Modernização da administração pública e poder político. In: Juan Mozzicafreddo e João Sales Gomes (Org.), Administração e Política – Perspectivas de reforma de reforma da administração pública na Europa e nos Estados Unidos, Oeiras, Celta Editora.

Paladini, E. P. (2004). Gestão da Qualidade: Teoria e Prática. Atlas.

Pereira, L.C. Bresser, SPINK, Peter. (2006). Reforma do Estado e administração pública gerencial. FGV.

Prado, D. I. (2006). O foco é no cidadão e o atendente como fica? contexto de atendimento presencial custo humano da atividade e qualidade de vida no trabalho. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília.

Rocha, D. J. R. (2012) Análise da Experiência do Governo de Minas na implantação de um modelo de gestão do relacionamento com os cidadãos Belo Horizonte. Especialização de Gestão Estratégica, Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Fundação João Pinheiro.

Rutkowski, J. (1998). Clientes ou cidadãos? qualidade e eficiência no serviço público. Dissertação Mestrado, PPGEP-EE/UFMG.

Schneider, S., & Schimitt, C. J. (1998). O uso do método comparativo nas Ciências Sociais. Cadernos de Sociologia, 9(1), 47-87.

Published

21/05/2021

How to Cite

VANZINI, P. R. .; AGUILERA, R. C. .; BISPO, A. L. L. .; SANTOS, R. L. dos .; PEREIRA, A. G. .; SILVA, R. L. da . Analysis of the factors that determine the perception of a good quality in the public attendance service. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e8410615456, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15456. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15456. Acesso em: 18 jun. 2021.

Issue

Section

Review Article