Influences of Early Weaning in Infants: A Reviewem

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15537

Keywords:

Breast feeding; Weaning; Infant; Allergy and immunology.

Abstract

Breastfeeding is extremely important in the first six months of life because it is a nutritionally complete food, with no supplementation necessary. The research aims to verify the influence of early weaning on infants. The articles were searched in electronic databases such as ScientificEletronic Library Online (Scielo) and Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (Lilacs). The descriptors "Breastfeeding", "Weaning Precocious", "Infants", "Allergy" and "Disease" were used, totaling 18 articles selected, in which it was pointed out in all studies that the samples of the researches obtained obtained less than 50 % relative to exclusive breastfeeding for the six-month cycle, as recommended by the Ministry of Health. The most recurrent factors for early weaning were the use of pacifiers, bottle feeding and maternal work outside the home, thus causing a possible disease and / or allergy, since there is evidence to affirm that children with breastfeeding less than six months are more likely to develop these changes in their health status. It is concluded that in the studies carried out from 2008 to 2018 it is possible to perceive that early weaning is still quite common in society. Another point observed in the research was the predominance of breastfeeding time, which was identified below the average indicated by the World Health Organization. Given these evidences, breastfeeding is recommended until the age of two, along with the gradual introduction of a complementary feeding from the sixth month of life.

References

Araújo, O. D., Cunha, A. L., Lustosa, L. R., Nery, I. S., Mendonça, R. C. M. & Campelo, S. M. A. (2008). Aleitamento materno: fatores que levam ao desmame precoce. Rev. Bras. Enfermagem, 61 (4), 488-92.

Alvarenga, S. C., Castro, D. S., Leite, F. M. C., Brandão, M. A. G., Zandonade, E. & Primo, C. C. (2017). Fatores que influenciam o desmame precoce. Aquichan, 17(1), 93-103.

Barbosa, M. B., Palmas, D., Domene, S. M. A., Taddei, J. A. C. &Lopes, F. A. (2009). Fatores de riscos associados ao desmame precoce e ao período de desmame em lactente matriculados em creches. Rev. Paul. Pediatria, 27 (3), 272-281. 2009.

Boccolini, C. S., Boccolini, P. M. M., Carvalho, M. L. & Oliveira, M. I. C. (2012). Padrões de Aleitamento Materno Exclusivo e internação por diarreia entre 1999 e 2008 em capitais brasileiras. Ciência & Saúde Coletiva, 17 (7), 1857-1863.

Brasil, Ministério da Saúde. Saúde da Criança: Nutrição Infantil - AMe Aleitamento Complementar. Departamento de Atenção Básica. Caderno de Atenção Básica. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_nutricao_aleitamento_ali mentacao.pdf.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Estratégia Nacional para Promoção do AMe Alimentação Complementar Saudável no Sistema Único de Saúde: manual de implementação / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Ministério da Saúde, 2015. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategia_nacional_promocao_aleitamento_materno.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. II Pesquisa de prevalência de AMnas capitais brasileiras e Distrito Federal. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_prevalencia_aleitamento_mat erno.pdf .

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de dezembro de 2012. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança : AMe alimentação complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. (2a ed.), Ministério da Saúde, 2015. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_aleitamento_materno_ca b23.pdf.

Campagnolo, P. D. B., Louzada, M. L. C., Silveira, E. L. & Vitolo, M. R. (2012) Práticas alimentares no primeiro ano de vida e fatores associados em amostra representativa da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Rev. Nutr., Campinas, 25 (4), 431-439.

Campos, A. M. S., Chaoul, C. O., Carmona, E. V., Higa, R. & Vale, I. N. (2015). Prática de Aleitamento Materno Exclusivo informado pela mãe e oferta de líquidos aos seus filhos. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 23 (2), 283-90.

Chizzotti, A. (2006). A pesquisa qualitativa e seus pensamentos filosóficos. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis: Vozes.

Ciampo, L. A. D., Junqueira, M. J. G., Ricco, R. G., Daneluzzi, J. C., Ferraz, I. S. & Junior, C. E. M. (2006). Tendência secular do Aleitamento Materno em uma unidade de atenção primaria à saúde materno-infantil em Ribeirão Preto, São Paulo. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, 6 (4), 391-6.

Figueredo, S. F., Mattar, M. J. G. & Abrão A. C. F. V (2013). Hospital Amigo da Criança: prevalência de Aleitamento Materno Exclusivo aos seis meses e fatores intervenientes. Rev. Esc. Enfer, 47 (6), 1291-7.

Franco, S. C., Nascimento, M. B. R., Reis, M. A. M., Issler, H. & Grisi, S. J. F. E. (2008). Aleitamento Materno Exclusivo em Lactente atendidos na rede pública do município de Joinville, Santa Catarina, Brasil. Rev. Bras. Saúde Materno Infantil, 8 (3), 291-297.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.), Atlas.

Leone, C. R., Sadeck, L. S. R. & Paulistana, P. R. P. M. (2012). Fatores de risco associados ao desmame em crianças até seis meses de idade no município de São Paulo. Rev. Paul. Pediatria, 30 (1), 21-26.

Martins, C. B. G., Santos, D. S., Lima, F. C. A. & Gaiva, M. A. M. (2014). Introdução de alimentos para Lactente considerados de risco ao nascimento. Epidemiol. Serv. Saúde, 23 (1), 79-90.

Parizotto, J. & Zorzi, N. T. (2008). Aleitamento Materno: fatores que levam ao desmame precoce no município de Passo Fundo,RS. Mundo saúde (Impr.), 32 (4), 466-474.

Ramos, C. V., Almeida, J. A. G., Alberto, N. S. M. C., Teles, J. B. M. & Saldiva, S. R. D. M. (2008). Diagnóstico da situação do Aleitamento Materno no Estado do Piauí, Brasil. Cad. Saúde Pública, 24 (8), 1753-1762.

Rocci, E. & Fernandes, R. A. Q. (2014). Dificuldades no Aleitamento Materno e influência no desmame precoce. Rev. Bras. Enferm, 67 (1), 22-27.

Sadeck, L. S. R. & Leone, C. R. (2013). Avaliação da situação do Aleitamento Materno em menores de um ano de idade no Município de São Paulo, Brasil, em 2008. Cad. Saúde Pública, 29 (2), 397-402.

Santos, F. S., Santos, L. H., Saldan, P. C., Santos, F. C. S., Leite, A. M. & Mello, D. F. (2016). Aleitamento Materno e diarreia aguda entre crianças cadastradas na estratégia saúde da família. Texto Contexto Enfermagem, 25 (1), 02-08.

Saldan, P. C., Venancio, S. I., Saldiva, S. R. D. M., Pina, J. C. & Mello, D. F. (2015). Práticas de Aleitamento Materno de crianças menores de dois anos de idade com base em indicadores da Organização Mundial da Saúde. Rev. Nutr., 28 (4), 409-420.

Salustiano, L. P. Q., Diniz, A. L. D., Abdallah, V. O. S. & Pinto, R. M. C. (2012). Fatores associados à duração do Aleitamento Materno em crianças menores de seis meses. Rev. Bras. Ginecol. Obstetrícia, 34 (1), 28-33.

Schincaglia, R. M., Oliveira, A. C., Sousa, L. M. & Martins, K. A. (2015). Práticas alimentares e fatores associados à introdução precoce da alimentação complementar entre crianças menores de seis meses na região noroeste de Goiânia. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 24 (3), 465-474.

Souza, E. L., Silva, L. R., Sá, A. C. S., Bastos, C. M., Diniz, A. B. & Mendes, C. M. C. (2008). Impacto da internação na prática do AMem hospital pediátrico de Salvador, Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública, 24 (5), 1062-1070.

Souza, S. N. D. H., Migoto, M. T., Rossetto, E. G. & Mello, D. F. (2012). Prevalência de AMe fatores associados no município de Londrina-PR*. Acta Paul Enferm, 25 (1), 29-35.

Published

20/05/2021

How to Cite

SOUZA, T. G. de .; BÔTO, E. G. .; FÉLIX, T. A. .; SANTOS, J. L. R. dos .; CARVALHO, P. Ítalo A. de .; ARAGÃO NETO, J. C.; SOUSA, L. A. de .; FERREIRA, F. V. Influences of Early Weaning in Infants: A Reviewem . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e5010615537, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15537. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15537. Acesso em: 18 jun. 2021.

Issue

Section

Review Article