Dental care to the oncological patient after antineoplastic therapy

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15679

Keywords:

Chemotherapy; Radiotherapy; Cancer; Dental surgeon; Neoplasia.

Abstract

This study aimed to present dental care for oral manifestations that may occur after antineoplastic treatment. As a methodology, a search was carried out in the databases Pubmed, Lilacs and Bibliography of Brazilian Dentistry (BBO), in addition to book chapters and dissertations. Based on the studies analyzed, the most frequent oral changes were found and proposed some forms of dental treatment to support these individuals, who received antineoplastic therapy, in order to provide health professionals with therapeutic options that improve the quality of life of individuals with cancer, after analyzing the selected articles, we concluded that the participation of dental professionals in comprehensive cancer therapy is essential, the dental surgeon must be trained to care for cancer patients, when receiving it before the start of therapies, you should perform a clinical and radiographic evaluation of your mouth to identify and treat any and all outbreaks of infection at this stage.

References

Almeida, V. L. et al. (2005). Câncer e agentes antineoplásicos ciclo-celular específicos e ciclo-celular não específicos que interagem com o dna: uma introdução. Quim. Nova. 28(1), 118-129.

Almeida, R. C. C. et al. (2015). A importância do tratamento odontológico em pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Encontro de Extensão, Docência e Iniciação Científica – EEDIC – (Resumo). Centro Universitário Católica de Quixabá. Quixabá.

Albuquerque, A. R.; Morais; L. L. V. & Sobral, V. P. A. (2007). Protocolo de atendimento odontológico a pacientes oncológico pediátricos. RevOdontol UNESP. 36(3), 275-80.

Alves, V. T. E. et al. (2013). Aspectos relacionados ao câncer oral de interesse na periodontia. Braz J Periodontol, 23, 4.

Antunes, H. S. (2005). Low power laser therapy in the prevention of induced oral mucositis in bone marrow transplantion patients. São José dos Campos: Univap, 2005. Dissertação (Mestrado em Bioengenharia) Programa de Pós Graduação em Bioengenharia. Universidade do Vale do Paraíba.

Araújo, S. S. C.; Padilha, D. M. P. & BaldisserO, J. (2007). Saúde Bucal e Qualidade de Vida em Pacientes com Câncer de Cabeça e Pescoço. R. Fac. Odontol. Porto Alegre. 48(1/3), 73-76.

Aranega, A. M. et al. Qual a importância da odontologia hospitalar? Revista Brasileira odontologia, 69(1), 3-90.

Bento, A.V. (2018). Como fazer uma revisão de literatura: considerações teóricas e práticas. http://www3.uma.pt/bento/Repositorio/Revisaodaliteratura.pdf.

Bonan, P.R.F. et al. (2005). Aspectos clínicos, biológicos, histopatológicos e tratamentos propostos para mucosite oral induzida por radioterapia: revisão de literatura. Revista Brasileira de Cancerologia. 51(3), 235-242.

Brasil, Ministério da saúde. (2013). Manual de bases técnicas da oncologia: sistema de informações ambulatoriais. (14a ed.), Ministério da Saúde.

Brasil. (2008). Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer (INCA). Ações de enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço. (3a ed.), MS/INCA.

Cardoso, M. F. A. et al. (2005). Prevenção e controle das seqüelas bucais em pacientes irradiados por tumores de cabeça e pescoço. Radiol. Bras. 38(2), 107-115.

Carvalho, D. et al. (2004). Pesquisa Bibliográfica. Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia. Trabalho acadêmico realizado por alunos do 5º período de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. http://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.

Costa, P. & Leite, R. C. B. O. (2009). Estratégias de enfrentamento utilizadas pelos pacientes oncológicos submetidos a cirurgias mutiladoras. Revista Brasileira de Cancerologia. 55(4), 355-364.

Czlusniak, G. D.& Kroetz, F. M. (2004). Alterações bucais e condutas terapêuticas em pacientes infanto-juvenis submetidos a tratamentos anti-neoplásicos. UEPG Ci Biol Saúde. 9(2), 41-48.

Daniel, F.I. et al. (2006). Carcinoma de células escamosas em rebordo alveolar inferior: diagnóstico e tratamento odontológico de suporte. J Bras Patol Med Lab. 42(4), 279-283.

Devi, S. & Singh, N. (2014). Dental care during and after radiotherapy in head and neck cancer. National Journal of Maxillofacial Surgery. 5(2).

Faria, M. T. (2017). Atendimento odontológico ao paciente com câncer: Orientação para cirurgiões dentistas.

Fischer, D. J. & Epstein, J. B. (2008). Management of patients who have undergone head and neck cancer therapy. Dent Clin North Am. 52, 39-60.

Freitas, D. A. et al. (2011). Sequelas bucais da radioterapia de cabeça e pescoço. Rev. CEFAC. 13(6), 1103-8.

Fontes, C. A. S. & Alvim, N. A. P. (2008). A relação humana no cuidado de enfermagem junto ao cliente com câncer submetido à terapêutica antineoplásica. Acta Paul Enferm. 21, 77-83.

Ghelardi, I. R. et al. (2008). A necessidade da avaliação e tratamento odontológico préradioterapia. Prática Hospitalar. n.58.

Grimaldi, N. et al. (2005). Conduta do cirurgião dentista na prevenção e tratamento da osteorradionecrose: revisão de literatura. Revista Brasileira de Cancerologia. 51(4), 319-324.

Goursand, D. et al. (2006). Seqüelas bucais em crianças submetidas à terapia antineoplásica: causas e definição do papel do cirurgião dentista. Arquivos em Odontologia. 42(3), 161-256.

HespanhoL, F. L. et al. (2010). Manifestações bucais em pacientes submetidos à quimioterapia. Ciênc saúde coletiva. (15), 1085-1094.

.

Howell, R. E.; Wright, B. A. & Dewar, R. (2003). Trends in the incidence of oral cancer in Nova Scotia from 1983 to 1997. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod, 95(2), 205-12.

Instituto Nacional Do Câncer. (2001). Carcinoma epidermóide da cabeça e pescoço. Revista Brasileira Cancerologia, 47(4), 361-76.

Instituto Nacional Do Câncer José Alencar Gomes Da Silva. (2011). ABC do Câncer: abordagens básicas para o controle do câncer.

Jham, B. C. & Freire, A. R. S. (2006). Complicações bucais da radioterapia em cabeça e pescoço. Rev Bras Otorrinolaringol. 72(5).

Kujan, O. et al. (2006). Opinion and attitudes of the UK’s GDPs ans specialists in oral surgery, oral medicine and surgical dentistry on oral cancer screening. Oral Dis. 12(2), 194-99.

Lima, A.A.S. et al. (2005). Conhecimento de alunos universitários sobre câncer bucal. Rev Bras Cancerol. 51(4), 283-288.

Mendonça, E.F. (2005). Complicações bucais da quimioterapia e radioterapia no tratamento do câncer. Rev ABO Nac. 13(3), 151-7.

Morais, A. M. D. et al. (2017). Estudo das manifestações bucais de pacientes tratados com quimioterapia. Journal of orofacial investigation. 4(1). Faculdade de Ciência do Tocantins.

Morais, T. M. N. et al. (2006). A importância da atuação odontológica em pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Rev Bras de Ter Intensiva. 18(4),412-417.

National Cancer Institute. (2018). Oral complications of cancer and cancer therapy. http:// cancerweb.ncl.ac.uk/cancernet/302904.html.

Organización Mundial De La Salud. (2014) Centro de prensa. Cáncer. <http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs297/es/index.html>.

Paiva, M. D. E. B., et al. (2010). Complicações orais decorrentes da terapia antineoplásica - Oral complications of cancer therapy. Arquivos em Odontologia. 46(1).

Pereira, J. V. et al. (2008). Avaliação de Streptococcus Mutans e velocidade do fluxo salivar em pacientes com câncer de cabeça e pescoço submetidos à quimioterapia e radioterapia. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 8(3), 295-9.

Pereira, P. L.; Nunes, A. L. S.& Duarte, S. F. P. (2015). Qualidade de Vida e Consumo Alimentar de Pacientes Oncológicos. Revista Brasileira de Cancerologia. 3(61), 243-251.

Prado, B. N. & PassarellI, D. H. C. (2009). Uma nova visão sobre prevenção do câncer bucal no consultório odontológico. Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo. 21(1), 79-85.

Rosa, F. M.; Hammerschmitt, T. & Souza, H. P. (2005) Utilização do laser de baixa potência na prevenção e terapêutica da mucosite oral. Stomatos. 11(21), 41-47.

Salazar, M. V. F. et al. (2008). Efeitos e tratamento da radioterapia de cabeça e pescoço de interesse ao cirurgião dentista. Revista Odonto. 16(31), 62-68.

Santos, C. C. S. et al. (2013). Condutas práticas e efetivas recomendadas ao cirurgião dentista no tratamento pré, trans e pós do câncer bucal. Curso de Odontologia da Universidade Paulista.

Santos, L. C. O.; Batista, O. M. & Cangussu, M. C. T. (2010) Characterization of oral cancer diagnostic delay in the state of Alagoas. Braz J Otorhinolaryngol. 76(4), 416 - 422.

Sera, E.A.R. et al. (2013). Avaliação dos cuidados odontológicos pré e trans tratamento radioterápico. Braz J Periodontol. 23(3), 30 - 38.

Silva, L.C.F. (2004). Avaliação dos fatores de risco dentais e de malignidade em radioterapia da cabeça e do pescoço. Rev. de Cirug. eTraum. Buco-maxilo-facial. 3(4), 187-95.

Silva, J. L. F.& Arruda, F. F. (2006). Radioterapia nos tumores de cabeça e pescoço: spectos gerais. In: Guimarães, J. R. Manual de Oncologia.

Simino, G. P. R.; Santos, C. B. & Mishima, S. M. (2010). O Follow-up of Cancer Patients by Family Health Workers. Rev Latino-Am Enfermagem.

Tolentino, E. S. et al. (2011). Oral adverse effects of head and neck radiotherapy: care guideline for irradiated patients. J Appl Oral Sci. 5(19), 448-54.

Veit, M. T. & Carvalho, V. A. (2010). Psico-Oncologia: um novo olhar para o câncer. O Mundo da Saúde. 34(4), 526-530.

Vissink, A. et al. (2003). Oral Sequelae of head and neck radiotherapy. Crit Rev Oral Biol Med. 14(3), 199-212.

Vieira, A. C. F. & Lopes, F. F. (2006). Mucosite oral: efeito adverso da terapia antineoplásica. Revista de Ciências Médicas e Biológicas. 5(3), 268-274.

Vilar, C. M. C. & Martins, I. M. (2012). Princípios de cirurgia oncológica. In: Vieira, S. C. et al. Oncologia Básica. Teresina: Fundação Quixote.

Published

31/05/2021

How to Cite

BRASILEIRO, M. M. M. de S.; SILVA , H. F. V. da; TORRES, B. O. .; PAULINO, M. R. .; BATISTA, M. I. H. de M. . Dental care to the oncological patient after antineoplastic therapy. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e33210615679, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15679. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15679. Acesso em: 24 jun. 2021.

Issue

Section

Health Sciences