Socioeconomic commercialization of cucurbits at the street markets in São Luís – MA

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15687

Keywords:

Curcubite sp; Marketer; Sale.

Abstract

The objective of the research was to characterize the commercialization of cucurbits in open markets in São Luís-MA, to provide information about the attributes of these vegetables and the limitations in their commercialization, and also to outline a socioeconomic profile of the marketers. The research was carried out in five open markets located in five neighborhoods of the city (Cidade Operária, Cohab, João Paulo, Angelim and Mangueirão), the data collection was carried out through semi-structured questionnaires. The data were tabulated using Microsoft Excel to analyze and interpret the results. From the results it was found that men have more participation (58%) in the sale of cucurbits and women (42%); in relation to income, 8% receive less than one minimum wage per month, 52% receive up to three wages and 10% more than three wages. With regard to production, it was found that 65% do not produce the cucurbits they sell, 40% being supplied by other states, despite Maranhão being self-sufficient in the production of most cucurbits consumed by its population. The most striking presence at the fairs were Cucumis anguria L. and Cucumis sativus var. sativus L. Most of them are exposed at fairs around 1 to 24 hours, after that period, when not sold, they can generate losses. Among the main problems in commercialization, the most cited was the competition that may be linked to the price and the low variety of products. He observed that 48% of marketers have low technical knowledge. It is necessary to invest in basic marketing courses for marketers in order to guide them in choosing the best marketing strategies and to break this limitation.

References

Álvares, V.S. Pré-resfriamento, embalagem e hidratação pós-colheita de salsinha. Dissertação (Doutorado em Fitotecnia). Viçosa, MG, 2006. 161p.

Alves, R. J. M., Souza, L. P. F., & Pontes, A. N. Perfil socioeconômico e satisfação dos consumidores de produtos hortifrutícolas do Complexo do Ver-o-Peso, Pará. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 10, n.19, p. 2912-2920, 2014

Amariz, A. Qualidade, compostos bioativos e atividade antioxidante de frutos de Jerimum de leite (Cucurbita moschata) pertencentes ao banco ativo de Germoplasma de cucurbitáceas da Embrapa Semiárido. Dissertação (mestrado em Fitotecnia). Universidade Federal Rural do Semiárido, p. 135, 2011.

Bisognin, D. A. Origin and evolution of cultivated Cucurbis, Ciência Rural, Santa Maria, v.32, n.5, p.715-723, 2002.

Brandão, A. A. Produção e comercialização de hortaliças em feiras livres na microrregião de Januária. (Dissertação). Dissertação em ciências agrárias. Universidade Federal de Minas Gerais, 2012.

Brandão, A. A. et al. Perfil socioeconômico dos consumidores de hortaliças em feiras livres na microrregião de Januária. Horticultura Brasileira, v. 33, n. 1, p. 119-124, 2015.

Campos, I. C. R. et al. Perfil e percepções dos feirantes em relação ao trabalho e segurança alimentar e nutricional nas feiras HU Revista, Juiz de Fora, v. 43, n. 2, p. 247-254, 2017

Coelho, J. D.; & Pinheiro, J. C. V. Grau de organização entre os feirantes e problemas por eles enfrentados nas feiras livres de Cascavel e de Ocara, no Ceará. In: Congresso de economia e sociologia rural - SOBER, 47, 2009.

Confort, A. M. A. S. et al. Perfil Socioeconômico de Agricultores Familiares do Município de Muniz Freire, Espírito Santo. Revista Guará, v. 1, n. 5, p. 119-128, jun. 2016.

Cordeiro, K. W. et al. A comercialização de hortaliças sob a ótica da economia dos custos de transação. XXVIII Encontro nacional de engenharia de produção, Rio de Janeiro – RJ. 2008.

Cotrim, D. (Org.). Desenvolvimento rural e agricultura familiar: produção acadêmica da Ascar. Porto Alegre, RS: Emater/RS-Ascar, 2014. (Coleção Desenvolvimento Rural, v. 3). 2014.

Duarte, R. L. R.; Andrade Júnior, A. S. de. Estudo da oferta e comercialização de melão na Ceasa-PI (1991-1996). Horticultura Brasileira, v. 21, n. 1, p. 127-131, 2003.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010. 184 p.

Godoy, W.I.; Anjos, F.S. O perfil dos feirantes ecológicos de Pelotas-RS. Revista Brasileira de Agroecologia, v.2, n.1, fev. 2007.

Helden, G.; Neitzke, R.; & Barbieri, R. L. Chave para a identificação das espécies de abóboras (Cucurbita, Cucurbitaceae) cultivadas no Brasil. Embrapa Clima Temperado. Pelotas, documento 197. 1ª ed. p. 31, 2007.

Hino Junior, J. R, Pasche, A., Jordan, E. N., & Cubas, S. A. III-390-gerenciamento de resíduos sólidos orgânicos de feiras-estudo de caso: secretaria municipal de abastecimento do município de curitiba. Congresso Abes, 2017.

Jacobi, K. K; Macrae, E. A.; & Hetherington, S. E. Effectsof hot airconditioningof ‘Kensington’ mango fruitonthe response to hot watertreatment, PostharvestBiologyand Technology, EUA, v.21 p.39-49, 2000.

Lima, D. B; Moraes, D. A. R; & Silva, J. S. Um olhar sobre as feiras de São Luís: uma visão a partir do contexto socio econômico da Feira da Cidade Operária. Anais. VII Congresso brasileiro de geógrafos. 2014.

Marion, A. A.; & Bona, A. N. A importância da mulher na agricultura familiar. Curso de Cooperativismo Solidário e Crédito Rural. Publica Cresol. Francisco Beltrão, p. 1-11, 2016.

Martins, V.A.; Margarido, M.A.; & Bueno, C.R.F. Alteração no perfil de compra de frutas, legumes e verduras nos supermercados e feiras livres na cidade de São Paulo. Informações Econômicas, São Paulo, v.37, n.2, p.1-8, 2007.

Queiroz, M. A. cucurbitáceas no semiárido do nordeste brasileiro: resgate, conservação e uso. CPATSA/EMBRAPA. Petrolina, PE, 1998.

Resende, G. M; Borges, R. M. E; & Gonçalves, N. P. Abóbora em diferentes densidades de plantio no Vale do São Francisco. Horticultura Brasileira vol.31, n.3, Vitoria da Conquista. 2013

Resende, G. M; Borges, R. M. E; & Gonçalves, N. P. S. Produtividade da cultura da abóbora em diferentes densidades de plantio no Vale do São Francisco. Horticultura Brasileira, v. 31, p. 504-508, 2013.

Rocha, C. H. et al. Perfil socioeconômico dos feirantes e consumidores da feira do produtor de Passo Fundo, RS. Ciência Rural, v. 40, n. 12, p. 2593-2597, dez. 2010.

SEBRAE. Horticultura - Desperdício de Alimentos é preocupação mundial, 2011. <http://www.sebrae.com.br/setor/horticultura>.

Sousa, A. N. S. et al. Perdas pós-colheita de hortaliças no mercado varejista de Chapadinha, Maranhão, Brasil. Revista Agrotrópica, v. 30, p. 127-134, 2018.

Silva, A. L. B. Culinária maranhense: A identidade alimentar na capital do Maranhão sob o olhar dos frequentadores das áreas turísticas. Dissertação (mestrado em Cultura e sociedade). Universidade Federal do Maranhão – UFMA, 115 p, 2014.

Silva, F. C. et al. Action of Potassium Permanganate on the Shelf-Life of Cucumis anguria Fruit. Acta Horticulturae, v. 1071, p. 105-111, 2015.

Silva, F. C. Crescimento e alterações fisiológicas pós-colheita em frutos de maxixe (Cucumis anguria). Tese (Doutorado) - Viçosa, MG, 2016.

Silveira, V. C. et al. Avaliação da importância das feiras livres e a forma de comercialização adotada pelos feirantes na cidade de Nova Andradina – MS. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 1, n. 1, 2017.

Sousa Filho, H. M. S.; & Bonfim, R. M. Oportunidades e desafios para a inserção de pequenos produtores em mercados modernos. In: centro de gestão e estudos estratégicos (CGEE). A pequena produção rural e as tendências do desenvolvimento agrário brasileiro: ganhar tempo é possível? Brasília: CGEE, 2013, cap. 3, p. 71-100. 2013

Published

27/05/2021

How to Cite

NASCIMENTO, A. S. M. do .; SANTOS, F. O. dos .; LIMA, N. da C. .; SANTOS, D. M. .; RAMOS, G. G. .; FREITAS , A. de L. .; LEITE, M. J. de H. Socioeconomic commercialization of cucurbits at the street markets in São Luís – MA. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e20010615687, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15687. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15687. Acesso em: 23 jun. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences