The inclusion of men in their partners' prenatal consultations in Primary Health Care services

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15768

Keywords:

Nursing; Parent-child relations; Obstetric nursing.

Abstract

Objective: To understand and review the importance of including men in the prenatal care of their partners in Primary Health Care services. Methods: This is an integrative literature review, carried out between September 2020 and March 2021, through search for articles in the following databases: Scientific Eletronic Library Online (Scielo), Virtual Health Library (VHL), Google Scholar, National Center for Biotechnology Information (PubMed), Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences ( Lilacs), Nursing Journals. The inclusion criteria were articles in Portuguese, English and Spanish, covering the years 2007 to 2021. The exclusion criteria are studies based on monetary reward, and materials that have no relevance to the proposed theme. Results: It is evident that it is not only the woman's role to perform exams in the prenatal period, so the policy called “male prenatal care” aims to encourage the father to attend the Health Service in a preventive manner, in addition to stimulating the bond affective relationship between father, wife and child. Final considerations: This study demonstrated that health professionals must be able to expand the male public's access to Primary Health Care services, offering welcoming, integration into existing programs, ease of care, and development of strategies specific to this group population, as well as the inclusion of men in the prenatal care of their partners, enabling the creation of a bond between father and son since pregnancy, in addition to the opportunity to carry out tests and check the vaccination situation.

References

Benazzi, A. S. T., et al. (2011). Pré – natal masculino: um novo olhar sobre a presença do homem. Revista de Políticas Públicas, 15(2), 327-333.

Benefield, L. E. (2003). Implementing evidence-based practice in home care. Home Healthc Nurse. 21(12):804-811.

Cardoso, V. E. P. S., Junior, A. J. S., Bonatti, A. F., Santos, W. S., & Ribeiro, T. A. N. (2018). A participação do parceiro na rotina pré-natal sob a perspectiva da mulher gestante, Rev Fund Care Online, 10(3), 856-862.

Duarte, G. (2007). Extensão da assistência pré-natal ao parceiro como estratégia de aumento da adesão ao pré-natal e redução da transmissão vertical de infecções. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. 29(4): 171-4.

Ferreira, T. N., et al. (2014). A importância da participação paterna durante o pré-natal: percepção da gestante e do pai no município de Cáceres – MT. Revista Eletrônica Gestão e Saúde, 5(2), 337-345.

Figueiredo, W. (2005). Assistência à saúde dos homens: um desafio para os serviços de atenção primária. Ciência & Saúde Coletiva.

Gomes, R. et al. (2007). Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior. Cadernos de Saúde Pública. 23(3), 565-74.

Henz, G. S., et al. (2017). A inclusão paterna durante o pré-natal. Revista de Enfermagem da Atenção à Saúde (online).

Ministério da Saúde (BR), (2010). Secretaria Executiva, Subsecretaria de Planejamento e Orçamento. Sistema de Planejamento do SUS: Uma construção coletiva: Plano Nacional de Saúde (PNS) 2008/2009-2011. Ministério Da Saúde.

Moreira, M. A., & Carvalho, C. N. (2016). Atenção integral à saúde do homem: estratégias utilizadas por enfermeiras(os) nas unidades de saúde da família no interior da Bahia. Saúde & Transformação Social, 7(3), 121-32.

Pereira, V. A., & Neves, G. M. C. (2014). A participação do homem/pai na vida da mulher e do filho no período do puerpério. In: 9º Seminário Internacional Fazendo Gênero - Diásporas, Diversidades, Deslocamentos; UFSC. 1–8.

Pesamosca, L. G., et al. (2008). Percepção de gestantes acerca da importância do envolvimento paterno nas consultas pré-natal: um olhar de gênero. REME – Revista Mineira de Enfermagem. 12(2): 182-88.

Polit, D. F., & Beck, C. T. (2006). Using research in evidence-based nursing practice. In: Polit, D. F., Beck, C. T., editors. Essentials of nursing research. Methods, appraisal and utilization. Philadelphia (USA): Lippincott Williams & Wilkins. 457-94.

Reberte, L. M., & Hoga, L. A. K. (2010). A experiência de pais participantes de um grupo de educação para saúde no pré-natal. Revista Ciência y Enfermería 16(1): 105-14.

Ribeiro, C. R., et al. (2017). Encontros e desencontros entre a saúde do homem, a promoção da paternidade participativa e a saúde sexual e reprodutiva na atenção básica. Physis Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro. 27 [1]: 41-60.

Schraiber, L.B., et al. (2005). Homens e saúde na pauta da saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva. 2005; 10(1):717.

Silva, F. C. B., & Brito, R. S. Percepção de gestantes acerca das atitudes do companheiro diante da sua ausência no pré-natal. Rev. RENE. [Internet]. 2012; 11(3): 95–102.

Silva, F. C. B., & Brito, R. S. (2012). Percepção de gestantes acerca das atitudes do companheiro diante da sua ausência no pré-natal. Rev. RENE. [Internet]. 11(3): 95–102.

Sousa, A. R., et al. (2016). Homens nos Serviços de Atenção Básica à Saúde: repercussões da construção social das masculinidades, Revista Baiana de Enfermagem. 30(3), 1-10.

Vieira, K. L. D., et al. (2013). Atendimento da população masculina em unidade básica saúde da família: motivos para a (não) procura. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. 17(1), 120-7.

Vieira, M. M. F., & Zouain, D. M. (2005). Pesquisa qualitativa em administração: teoria e prática. Editora FGV.

Published

08/06/2021

How to Cite

ALVES, R. S. S.; SILVA, L. da C.; LEITE, A. C.; SILVA, E. R. da; PEREIRA, B. L.; BARBOSA, T. C.; SANTOS, R. C. A.; SANTOS, S. F. dos; CUNHA, J. A.; SALES, D. F. da S.; SILVA, J. K. A. da; ALMEIDA , L. F. de. The inclusion of men in their partners’ prenatal consultations in Primary Health Care services. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e55810615768, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15768. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15768. Acesso em: 18 jun. 2021.

Issue

Section

Health Sciences