Prenatal care prenatal care for the partner: conceptions, practices and difficulties faced by nurses

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15872

Keywords:

Prenatal care; Basic care; Paternity; Men's health; Prenatal care.

Abstract

Objective: to investigate how nurses from Basic Health Units (UBS) in the municipality of Cáceres-MT perform prenatal care for their partner, what their conceptions are and the main challenges encountered in caring for men. Method: this is a descriptive field study with a qualitative approach, carried out in July 2019, with professional nurses who work in Basic Health Units (UBS) in the municipality of Cáceres-MT. For data analysis, the content analysis technique, described by Minayo (2013), was used. Results: of the eleven nurses interviewed, only four stated that they perform the partner's prenatal care, the following actions / procedures were evidenced: request for exams, vaccination and guidance. Conclusion: it was found that the performance of the partner's prenatal care is still a poorly consolidated strategy in the health services of the municipality of Cáceres-MT. Professionals have knowledge about the partner's prenatal care and recognize the benefits of this strategy, however they find it difficult to carry it out.

References

Almeida, D.F. de, Licar, J.M. D., Machado, L.M., et al. (2021). Manual do pré-natal do parceiro. [recurso eletrônico]. Uniceuma.

Almeida, D. C. S., Donaduzzi, D. S. da S., Fettermann, F. A., Cortes, L. F., & Sehnem, G. D. (2020). Potentialities and weaknesses related to the participation of the father/partner in prenatal care in the perception of nurses. Research, Society and Development, 9(8), e183985434. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5434

Arpini, D. M., Cúnico, S. D., & Alves, A. P. (2016). Paternidade: o ponto de vista de profissionais que atuam em varas de família. Pensando familias, 20(1), 29-42.

Benczik, E.B.P. (2011). A importância da figura paterna para o desenvolvimento infantil. Revista Psicopedagogia, 28(85), 67-75. Recuperado em 05 de maio de 2021, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862011000100007&lng=pt&tlng=p

Braide, A. S. G., Brilhante, A. V., Arruda, C. N. D., Mendonça, F. A. D. C., Caldas, J. M. P., Nations, M. K., ... & Amorin, R. F. D. (2019). Sou homem e pai sim! (Re) construindo a identidade masculina a partir da participação no parto. Revista Panamericana de Salud Pública, 42, e190.

Brasil (1986). Decreto nº 94.406, de 08 de junho de 1987. Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências. http://www.portalcofen.gov.br/sitenovo/node/4173

Brasil. Ministério da Saúde (2009). Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes. bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_atencao_homem.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (2014). Educação permanente em saúde.

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/folder/educacao_permanente_saude.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (2012). Atenção ao pré-natal de baixo risco. bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (2016). Guia do Pré-Natal do Parceiro Para Profissionais da Saúde. https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/agosto/11/guia_PreNatal.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (2020). Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf

Caldeira LA, Ayres LFA, Oliveira LVA, Henriques BD. A visão das gestantes acerca da participação do homem no processo gestacional. 2017;7:e1417. https://doi.org/10.19175/recom.v7i0.1417

Cardoso, V. E. P. S., Silva Junior, A. J. D., Bonatti, A. F., Santos, G. W. S. D., & Ribeiro, T. A. N. (2018). A participação do parceiro na rotina pré-natal sob a perspectiva da mulher gestante. Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online), 856-862.

Cavalcanti, T. R. L., & Holanda, V. R. D. (2019). Participação paterna no ciclo gravídico-puerperal e seus efeitos sob a saúde da mulher. Enferm. foco (Brasília), 93-98.

Climaco, L. C. C., Vilela, A. B. A., Boery, E. N., & Yarid, S. D. (2020). Pré-natal masculino: um relato de experiência no contexto da educação em saúde. Enferm. Foco (Brasilia), 11(2), 198-203.

Cofen (2017). Consulta Pré-Natal do Parceiro é incluida nos precedimentos do SUS. http://www.cofen.gov.br/consulta-pre-natal-do-parceiro-e-incluida-nos-precedimentos-do-sus_55712.html

Cortez, M. B., Machado, N. M., Trindade, Z. A., & Souza, L. G. S. (2016). Profissionais de saúde e o (não) atendimento ao homem-pai: análise em representações sociais. Psicologia em Estudo, 21(1), 53-63.

Costa, S. F. D., & Taquette, S. R. (2017). Atenção à gestante adolescente na rede SUS-o acolhimento do parceiro no pré-natal. Rev. enferm. UFPE on line, 2067-2074.

da Fonseca Pinto, K. R. T., Martins, J. R., Campana, M. C., Quintamilha, T. D. F., Zani, A. V., & Bernardy, C. C. F. (2018). Dificuldades na amamentação: sentimentos e percepções paternas. Journal of Nursing and Health, 8(1).

de Oliveira, S. C., Ferreira, J. G., da Silva, P. M. P., Ferreira, J. M., de Almeida Seabra, R., & Fernando, V. C. N. (2009). A participação do homem/pai no acompanhamento da assistência pré-natal. Cogitare Enfermagem, 14(1), 73-78.

de Matos, M.G, Magalhães, A.S., Féres-Carneiro, T. Terezinha, Machado., R.N. (2017). Construindo o Vínculo Pai-Bebê: A Experiência dos Pais. Psico-USF , 22 (2), 261-271. https://doi.org/10.1590/1413-82712017220206

Forte, E.C.N., & de Pires, D.E.P. (2017). ENFERMEIRAS NA ATENÇÃO BÁSICA: ENTRE A SATISFAÇÃO E A INSATISFAÇÃO NO TRABALHO. Trabalho, Educação e Saúde, 15(3), 709-724. https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00083

Ganga, GM D.; Soma, TS e Hoh, GD (2012). Trabalho de conclusão de curso (TCC) em engenharia de produção. Atlas.

Gonçalves Camacho, K., Muniz da Costa, O.V., & Progianti, J.M., & Spíndola., Thelma (2010). VIVENCIANDO REPERCUSSÕES E TRANSFORMAÇÕES DE UMA GESTAÇÃO: PERSPECTIVAS DE GESTANTES. Ciencia y Enfermería, XVI (2), 115-125. [Fecha de Consulta 5 de Mayo de 2021]. ISSN: 0717-2079. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=370441805012

Holanda, S. M., Castro, R. C. M. B., Aquin, P. D. S., Pinheiro, A. K. B., Lopes, L. G., & Martins, E. S. (2018). Influência da participação do companheiro no pré-natal: satisfação de primíparas quanto ao apoio no parto. Texto & Contexto-Enfermagem, 27(2).

Lamy, Z. C., Rocha, L. J. L. F., de Lima, J. R., & da Silva, E. L. C. (2013). Paternidade em tempos de mudança: uma breve revisão da literatura/fatherhood in times of change: a brief review of the literature. Revista de Pesquisa em Saúde, 13(2).

Lima, V. K. D. S., Hollanda, G. S. E. D., Oliveira, B. M. M. D., Oliveira, I. G. D., Santos, L. V. F. D., & Carvalho, C. M. D. L. (2019). Educação em saúde para gestantes: a busca pelo empoderamento materno no ciclo gravídico-puerperal. Rev. pesqui. cuid. fundam.(Online), 968-975.

Mendes, S., & Santos, K. C. (2019). Pré-natal masculino: a importância da participação do pai nas consultas de pré-natal. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 16(29).

Minayo. M.CS, Gomes, SFDR (2013). Pesquisa social teoria, método e criatividade.

Moreira, R.L S. F., Fontes, Wilma Dias de, & Barboza, T. M.. (2014). Dificuldades de inserção do homem na atenção básica a saúde: a fala dos enfermeiros. Escola Anna Nery, 18(4), 615-621. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20140087

Oliveira, B. C. L. de ., Araújo, A. D. F. de ., Maciel, M. R. ., Klayn, B. P. S. da S., Ribeiro, C. R. ., & Lemos, A. . (2021). Health actions for men-fathers and promotion of fatherhood in prenatal care: Integrative review. Research, Society and Development, 10(4), e59310414460. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14460

Santana, L. A., & da Silva Gonçalves, B. D. (2020). A participação do parceiro na rotina pré-natal da mulher gestante: estudo em uma unidade básica de saúde. Humanidades e tecnologia (FINOM), 20(1), 312-327.

Silva, W. C., Wanderley, R. R., Markus, G. W. S., Pereira, R. A., do Couto, G. B. F., & Dias, A. K. (2020). PRÉ-NATAL DO PARCEIRO: DESAFIOS PARA O ENFERMEIRO. Revista Extensão, 4(2), 127-137.

Sousa, L. P. D., & Guedes, D. R. (2016). A desigual divisão sexual do trabalho: um olhar sobre a última década. Estudos avançados, 30(87), 123-139.

Sousa, S. C. de., Oliveira, F. B. M. de, Sousa, F. das C. A. ., Silva, S. S., Silva, W. C. da ., Lima, K. L. A., Mendes, R. C. ., Hernandes, L. F., Miranda, L. S. C., & Silva, R. A. da . (2021). Prenatal assistance: father’s participation in healthy pregnancy. Research, Society and Development, 10(1), e14710111330. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11330

Published

06/06/2021

How to Cite

LIMA, N. G.; OLIVEIRA, F. S. de; SILVA, A. de S.; FERREIRA, R. T.; RIBEIRO, A. D. do N.; SILVESTRE, G. C. S. B.; ROCHA , R. P. S. . Prenatal care prenatal care for the partner: conceptions, practices and difficulties faced by nurses. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e43110615872, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15872. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15872. Acesso em: 15 jun. 2021.

Issue

Section

Health Sciences