Gymnastics workshop of the University Open to the Elderly: Reports and experiences

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15879

Keywords:

Extension monitoring; Universities; Exercise; Aged; Aging.

Abstract

This study aims to report the experience arising from the extension project “Gymnastics Workshop of the University Open to the Elderly”, conducted by students of the Physical Education Degree course at the State University of Bahia, Campus X. This is a qualitative descriptive study, carried out through content analysis method. The present investigation was carried out between March and December 2018. The classes of the project were subdivided into three moments, including warm up and stretching activities, main activities and cool down phase. Thirty elderly women participated in the gymnastics workshop activities, reporting that their participation in the extension project contributed to the improvement in quality of life in aspects related to physical, mental, social and emotional health. It was possible to verify the contentment of the participants when they rediscovered the pleasure of performing tasks that involved dances, games, dialogues and reflections. It was also observed that it is necessary to raise awareness among older men about the importance of physical activity for improving health. The experience obtained by the student monitors enabled greater proximity between teacher and students, strengthening the existing bonds, culminating in the present research. This intellectual colaboration reinforces the role of the Brazilian Public University to provide its students with teaching, research and extension activities in an articulated way, contributing to the formation of autonomous professionals who are able to intervene in the society.

Author Biographies

Eliane da Assunção Conceição, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda do curso de Educação Física – Licenciatura pela Universidade do Estado da Bahia, Campus X.

Luanda Souza Alves, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda do curso de Educação Física – Licenciatura pela Universidade do Estado da Bahia, Campus X.

Mayume Alves Santos, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda do curso de Educação Física – Licenciatura pela Universidade do Estado da Bahia, Campus X.

Brandel José Pacheco Lopes Filho, Universidade do Estado de Minas Gerais

Doutor em Gerontologia Biomédica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestre em Gerontologia Biomédica pela PUCRS. Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ESEFID/UFRGS). Professor do Ensino Superior nos cursos de Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Presidente do Núcleo Docente Estruturante do curso de Educação Física - Bacharelado da UEMG.

Bruno de Freitas Camilo, Universidade do Estado de Minas Gerais

Doutor em Atenção à Saúde pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Especialista em Supervisão, Orientação e Inspeção Escolar pelo Centro Universitário Tupy (CUT). Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade de Itaúna (UIT).

References

Almeida, R.F.F. & Reis, A.O.A. (2016). Análise da produção científica no Brasil sobre envelhecimento e quedas. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, 2(13), 242-253.

Araújo, G.H.C., Tolosa, L.B. & Zanella, A.L. (2015). Benefícios da musculação sobre a qualidade de vida na terceira idade. Lecturas: Educación Física y Deportes, 20(205), 1.

Bardin, L. (2000). Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Batista, A.M., Telles, J.D. & Sarraceni, J.M. (2016). Efeitos do exercício físico sobre a qualidade de vida de idosos do projeto melhor idade: estudo comparativo. Revista Científica do Unisalesiano, 7(15), 399-411.

Blay, S., Andreoli, S., Fillenbaum, G. & Gastal, F.L. (2007). Depression morbidity in later life: prevalence and correlates in a developing country. The American Journal of Geriatric Psychiatry, 15(9), 790-799.

Borges, G.M., Campos, M.B., Castro e Silva, L.G. (2015) Transição da estrutura etária no Brasil: oportunidades e desafios para a sociedade nas próximas décadas. In Mudança demográfica no Brasil no início do século XXI: subsídios para as projeções da população (pp. 138-151). Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Camboim, F.E.F., Nóbrega, M.O., Davim, R.M.B., Camboim, J.C.A., Nunes, R.M.V. & Oliveira, S.X. (2017). Benefícios da atividade física na terceira idade para a qualidade de vida. Revista de Enfermagem da UFPE on line, 11(6), 2415-2422.

Camilo, B. F. (2019). Sentar-se menos e mover-se mais: o papel da atividade física na prevenção da obesidade. Arquivos de Ciências do Esporte, 7(3), 100.

Camilo, B.F., Meneguci, J., Tribess, S., Virtuoso Júnior, J.S. & Damião, R. (2019). Associação combinada e independente do comportamento sedentário e atividade física com sobrepeso e obesidade em idosos. Revista Iberoamericana de Psicología del Ejercicio y el Deporte, 15(1), 19–25.

Camilo, B. F. (2021). Atividade física, comportamento sedentário e excesso de peso em idosos: um estudo longitudinal. Tese de doutorado, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba. MG, Brasil. http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/373?locale=en.

Conselho Universitário. (2016). Resolução CONSU nº 1.196/2016: Aprova as alterações no Regulamento do Programa de Bolsas de Extensão (PROBEX). Estado da Bahia. https://portal.uneb.br/proex/wp-content/uploads/sites/62/2017/10/1196-consu-Res.-Aprova-Regulamento-PROBEX-2.pdf

Cunha, A. C. N. P., Cunha, N. N. P. & Barbosa, M. T. (2016). Geriatric teaching in Brazilian medical schools in 2013 and considerations regarding adjustment to demographic and epidemiological transition. Revista da Associação Médica Brasileira, 2 (62), 179-183.

Cunningham, C., O’ Sullivan, R., Caserotti, P., & Tully, M. A. (2020). Consequences of physical inactivity in older adults: A systematic review of reviews and meta‐analyses. Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, 30(5), 816–827.

Garcia, M.C.C., Vale, M.M., Ribeiro, J.C.T. & Biagini, A.P. (2020). Experiências vivenciadas no programa de extensão “Atividade física funcional e recreativa para terceira idade” por discentes do curso de fisioterapia. Em Extensão, 19(2), 125-136.

Haimov, I. & Shatil, E. (2013). Cognitive Training Improves Sleep Quality and Cognitive Function among Older Adults with Insomnia. Plos One, 8(4), 1-17.

Herdy, J.S. (2020). Envelhecimento: aposentadoria e velhice – fases da vida. GIGAPP Estudios Working Papers, 7(152), 242–260.

Lima, N. R. & Camilo, B. F. (2019). A influência da dança na qualidade de vida dos idosos: uma revisão sistemática. Arquivos de Ciências do Esporte, 7(3), 140–143.

Madeira, R. B. & Pacheco, L. F. (2011). Estudo comparativo entre treinamento resistido convencional e treinamento resistido funcional em idosos. Lecturas: Educación Física y Deportes, 16(159), 1.

Melo, A.C.F., Nakatani, A.Y.K., Pereira, L.V., Menezes, R.L. & Pagotto, V. (2017). Prevalência de doenças musculoesqueléticas autorreferidas segundo variáveis demográficas e de saúde: estudo transversal de idosos de Goiânia/GO. Cadernos Saúde Coletiva, 25(2), 138-143.

Menezes, G.R.S., Silva, A.S., Silvério, L.C., & Medeiros, A.C.T. (2020). Impacto da atividade física na qualidade de vida de idosos: Uma revisão integrativa. Brazilian Journal of Health Review, 3(2), 2490–2498.

Ministério da Educação. (2018). Resolução nº 7, de 18 de dezembro de 2018. Ministério da Educação. http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=104251-rces007-18&category_slug=dezembro-2018-pdf&Itemid=30192.

Moreno, N. L. & Tsukamoto, M.H.C. (2018). Influências da prática da Ginástica Para Todos para a saúde na velhice: percepções dos praticantes. Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde, 16(4)468-487.

Nascimento, E.F.A., Sonati, J.G., Martino, M.M.F. & Rodrigues, J. (2020). O sono no contexto da qualidade de vida de idosos. Revista Mineira de Enfermagem, 24(e-1285), 1-6.

Nozaki, J. M., Ferreira, L. A., & Hunger, D. A. C. F. (2015). Evidências formativas da extensão universitária na docência em Educação Física. Revista Eletrônica de Educação, 9(1), 228–241.

Paiva, T.A., Fagundes, R.R., Amaral, L.E.F. & Pacheco, L.F. (2014). Doença de Parkinson e Exercícios Físicos: Possíveis benefícios. Revista Movimenta, 7(2), 700-710.

Queiroz, G.V.R., Queiroz, T.Y.F.R., Souza, N.O., Nogueira, M.M., Santo, R.L.M., Silva, Y.G., Pereira, F.G. & Souza, C.S.P. (2020). A relevância das atividades físicas como instrumento para saúde mental dos idosos: um relato de experiência/The relevance of physical activities as an instrument for mental health of the elderly: an experience report. Brazilian Journal of Health Review, 3(6), 16944–16950.

Silva, M.A.M., Messias, J.M.O., Paixão, J.T.S., Sena, H.V.F.& Silva, Y.S. (2019). A influência da prática de ginástica localizada na qualidade de vida das pessoas idosas. Gep News, 2 (2), 82-89.

United Nations. (2020). World population ageing 2020 highlights: living arrangements of older persons. Department of Economic and Social Affairs, Population Division. https://www.un.org/development/desa/pd/sites/www.un.org.development.desa.pd/files/undesa_pd-2020_world_population_ageing_highlights.pdf.

Vala, J.A. (2003). Análise de Conteúdo. In Silva A. & Pinto, J. (Orgs.), A Metodologia das Ciências Sociais (101-128). Porto: Edições Afrontamento.

World Health Organization. (2017). Global strategy and action plan on ageing and health. World Health Organization. http://www.who.int/ageing/WHO-GSAP-2017.pdf?ua=1.

Yin, R.K. (2016). Pesquisa qualitativa do início ao fim. Porto Alegre, RS: Penso.

Published

21/05/2021

How to Cite

CONCEIÇÃO, E. da A. .; ALVES, L. S. .; SANTOS, M. A.; LOPES FILHO, B. J. P.; CAMILO, B. de F. Gymnastics workshop of the University Open to the Elderly: Reports and experiences. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e28010615879, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15879. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15879. Acesso em: 24 jun. 2021.

Issue

Section

Education Sciences