Effects of the use of gliricídia and phosphate rock on growth and N, P and K levels in okra and cucumber crops

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15939

Keywords:

Organic agriculture; Agroecology; Sustainability.

Abstract

The nutritional requirements of vegetables have caused losses to small and medium-sized family farmers in terms of reduced productivity and food security in society. In this sense, the objective was to evaluate the development of okra (Abelmoschus escurentes L.) and cucumber (Cucumis sativus L.) plants, using sheep manure associated with phosphate rock and gliricídia and the quantification of the levels of N, P and K in plant structures. The experiment was conducted at the Federal Institute of Science and Technology of Roraima - Campus Novo Paraíso, in a greenhouse, using pots with a capacity of 6 L-¹, filled with soil (Neosolo) collected from the 0-20 cm layer. The experimental design was a randomized block, with treatments arranged in a 2x2 factorial, composed of two levels of gliricídia (without gliricídia (S / G) and (with gliricídia (C / G) and two levels of phosphate rock (without rock) (S / R) and (with rock (C / R), with four repetitions, being distributed in the blocks in a completely randomized way. A dose of sheep manure, corresponding to 25 t ha-1, was added to the pots. The variables determined in the study were: plant height (cm), stem thickness (mm), number of leaves, fruit diameter (mm), fruit length (cm), fruit weight (g) and the contents of N, P and K in the plant and in the fruits The results found for the different treatments showed no differences It was observed that the standardization of the fertility of the pots directly interfered in the statistical results, this way, the farmers can renounce the use of the leaf of the gliricídia and of the rock phosphate, as long as he has sheep manure available.

References

Amaro, A. C. E., Macedo, A. C., Ramos, A. R. P., Goto, R., Ono, E. O., & Rodrigues, J. D. (2014). The use of grafting to improve the net photosynthesis of cucumber. Theoretical and Experimental Plant Physiology, v.26, (3), 241-249, 10.1007/s40626-014-0023-1.

Cardoso, A. I. I., & Silva, N. S. (2003). Avaliação de híbridos de pepino tipo japonês sob ambiente protegido em duas épocas de cultivo. Revista Horticultura Brasileira. 21: 171-176.

Carmo, D. L., & Silva, C. A. (2012). Métodos de quantificação de carbono e matéria orgânica em resíduos orgânicos. Revista Bras. Ciência do Solo. 36:1211-1220.

Cavalcante, L. F., Diniz, A. A., Santos, L. C. F., Rebequi, A. M., Nunes, J. C., & Brehm, M. A. D. S. (2010). Teores foliares de macronutrientes em quiabeiro cultivado sob diferentes fontes e níveis de matéria orgânica. Ciências Agrárias, Londrina, v. 31, (1), 19-28.

Costa, R. A. (2014). Cultura do quiabo submetida a lâminas de irrigação por gotejamento em função da evaporação em tanque classe A44f. Tese (Doutorado em Agronomia/Irrigação e Drenagem) - Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, Campus de Botucatu, Botucatu – SP.

Dias, V. P., & Fernandes, E. (2006). Fertilizantes: uma visão global sintética: BNDES Setorial. 138 p.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. (2017). Manual de métodos de análise de solo. (3ª ed.) Brasília/DF, 575p.

Ferreira, D. F. (2014). Sisvar: um guia dos seus procedimentos de comparações múltiplas Bootstrap. Ciência e Agrotecnologia, 38, (2), 109-112.

Filgueira, F. A. R. (2012). Novo manual de olericultura: Agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. (3ª ed.) Viçosa: UFV. 421 p.

Folini, E. F., & Zanin, C. W. (1993). Classificação dos frutos do quiabeiro em ensaios de competição de cultivares. Horticultura Brasileira. Brasília. 11: 162-170.

Galati, V. C., Filho, A. B. C., & Alves, A. U. (2013). Crescimento e acúmulo de nutrientes da cultura do quiabeiro. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, 34, (1), 191-199.

Gomes, G. C. (2018). Produção e qualidade de compostos orgânicos no sul do Estado de Roraima. Dissertação (Mestrado em Agroecologia), Universidade do Estado de Roraima – UERR, Boa Vista (RR), 59 p.

Kiehl, J. E. (1985). Fertilizantes orgânicos. Piracicaba: Agronômica Ceres, 492 p.

Machado, D. M., Schossler, T. R., Zuffo, A. M., Andrade, F. R., & Piauilino, A. C. (2012). Atividades microbianas e as transformações no ciclo dos elementos no solo. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, v.8, (15), 27 – 32.

Malavolta, E. (1989). Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. Piracicaba: Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato, 201p.

Maynard, D. N., & Hochmuth, G. J. (2007). Knott’s Handbook for Vegetable Growers. John Wiley & Sons, Inc: New Jersey.

Moltay, I., Soyergin, S., Surmeli, N., Genç, Ç., & Yurekturk, M. (1999). Determination of the nutrient status of greenhouse-grown cucumbers (Cucumis sativus L.) in the east Marmara region. Acta Horticulturae, v.492, (10), 237-243.

Mota, W. F., Finger, F. L., & Casali, V. W. D. (2000). Olericultura: Melhoramento Genético do Quiabeiro. Viçosa: UFV, 144 p.

Mota, W. F., Finger, F. L., Silva, D. J. H., Corrêa, P. C., Firme, L. P., & Neves, L. L. M. (2005). Caracterização físico-química de frutos de quatro cultivares de quiabo. Revista Horticultura Brasileira. v.23: 722-725.

Nascimento, J. P. S., Alves, R. N., Chaves, J. S., Matos, S. M., Soares, R. B., Silva, L. S., Leal, M. L. A., Silva, H. S., & Lima, F. S. (2021). Teores de macronutrientes e produção de biogás a partir da co-digestão de fontes orgânicas. In: Silva Sousa, C., Sousa, F. & Cotrim, S. (Org.). Agroecologia: Métodos e Técnicas para uma Agricultura Sustentável. (1ªed.): Editora Científica, 3, 30-42, 10.37885/210303486.

Neto, M. S., & Tischer, J. (2012). Avaliação da deficiência de macronutrientes em alface crespa. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias de Saúde. 16, (2), 43 – 57.

Novais, R. F., Smyth, T. J., & Nunes, F. N. Fósforo. In: Novais, R. F. et al (Ed.). (2007). Fertilidade do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p. 471-550.

Oliveira, A. P., Alves, A. U., Dornelas, C. S. M., Silva, J. A., Pôrto, M. L., & Alves, A.U. (2003). Rendimento de quiabo em função de doses de nitrogênio. Acta Scientiarum Agronomy, 25, (2), 265-268.

Paes, H. M. F., Esteves, B. D. S., & Souza, E. F. D. (2012). Determinação da demanda hídrica do quiabeiro em Campos dos Goytacazes, RJ. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, 43, (2), 256-261.

Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [free e-book]. Santa Maria/RS. Ed. UAB/NTE/UFSM.

Pereira, H. R., Alves, R. N., Chaves, J. S., Nascimento, J. P. S., Soares, R. B., & Souza, L. S. (2020). Compostagem de serragem e adubação da cultura da abóbora no Sul do estado de Roraima. Research, Society and Development, 9, 1-18, 10.33448/rsd-v9i11.9510.

Pimentel. A. A. M. P. (1985). Olericultura no trópico úmido. (1ª ed.): Editora Agronômica Ceres, 322p.

Raij, B. V., Cantarella, H., Quaggio, J. A., & Furlani, A. M. C. (1997. Recomendações de Adubação e Calagem para o Estado de São Paulo, (2ª ed.) rev. ampl. Campinas, Instituto Agronômico & Fundação IAC, 285 p. (Boletim Técnico, 100).

Ribeiro, A. C., Guimarães, P. T. G., & Alvarez, V. V. H. (eds.) (1999). Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais – 5a aproximação. Viçosa - Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 359 p.

Santi, A., Scaramuzza, W. L. M. P., Soares, D. M. J., Scaramuzza, J. F., Dallacort, R., Krause, W., & Tieppo, R. C. (2013). Desempenho e orientação do crescimento do pepino japonês em ambiente protegido. Horticultura Brasileira, 31: 649-653.

Santos, E. A., Vale, L. S. R., Oliveira, H. F. E. de., Miranda, T. M., Mello, C. E. L., Souza, A. D. V. de., & Leal, V. N. (2020). Quality of okra seeds produced under different irrigation depths. Research, Society and Development, [S. l.], 9, (11), 37 – 42, 10.33448/rsd-v9i11.10184.

Santos, J. B., Silveira, T. P., Coelho, P. S., Costa, O. G., Matta, P. M., Silva, M. B., & Drumond Neto, A. P. (2010). Interferência de plantas daninhas na cultura do quiabo. Revista Planta Daninha. 28: 255-262.

Silva, A. S., Silva, I. F., Silva Neto, L. F., & Souza, C. (2011). Semeadura direta na produção do milho em agricultura de sequeiro na região nordeste do Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, 41, (9), p. 1556-1562.

Silva, D. A. (2016). Estratégia de Agricultura de Precisão para Definição de Planos de Manejo Inteligente. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade de Santa Maria - Frederico Westphalen.

Solis, F. A. M. (1982). Concentração e extração de nutrientes e distúrbios nutricionais na cultura de pepino (Cucumis sativus L.) var. Aodai. (1982). 139f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba.

Taiz, L., Zeiger, E., Moller, I. M., & Murphy, A. (2017). Fisiologia e Desenvolvimento Vegetal. Artmed.

Vidal, M. C. (2011). Cultivo Orgânico de Hortaliças. In: Congresso Brasileiro de Olericultura, 51. Horticultura Brasileira 29. Viçosa: MG.

Zárate, N. A. H., & Vieira, M. C. (Org.). (2018). Hortas: conhecimentos básicos. (1ª. ed.) - Dourados, MS: Seriema, 298 p.

Published

08/06/2021

How to Cite

MATOS, S. M. de .; ALVES, R. N. .; CHAVES, J. da S.; SOARES, R. B. .; NASCIMENTO, J. P. S. do . .; SILVA, L. S. da .; LEAL, M. L. de A. .; MARZANO, I. M. .; MORAES, G. S. C.; SOUZA, F. G. de . Effects of the use of gliricídia and phosphate rock on growth and N, P and K levels in okra and cucumber crops. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e50810615939, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15939. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15939. Acesso em: 24 jun. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences