Evaluation of the consumption profile, storage and disposal of medicines by individuals who attend private pharmacies in Jaraguá do Sul - SC

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.17917

Keywords:

Medicines; Self-medication; Storage; Environment.

Abstract

The advancement of pharmaceutical technology demonstrated an increase in the manufacture of medicines, which has contributed to the increase in self-medication and inappropriate disposal. This study aimed to evaluate self-medication, storage and disposal of medicines in patients from private pharmacies in Jaraguá do Sul, SC. Therefore, a questionnaire was applied to customers who attend private pharmacies in the municipality. The questionnaire had 32 questions, divided into 4 stages: sociodemographic data, prevalence of self-medication and the profile of medication consumption, knowledge about the storage, validity and integrity of the drugs and knowledge about the correct disposal and the impact caused to the environment. With the results obtained from 120 patients, it was possible to observe that 91.7% of them are self-medicating. In addition, it was observed that 65% never received guidance on how to dispose of expired or out-of-use medications. For this reason, 58% of respondents discarded inappropriately, and studies show that when in contact with soil and water, these drugs can cause contamination, which even in a sewage treatment network is not completely eliminated. With the results of the present study, we concluded that the population has its share of responsibility and must also be informed and involved in the process of raising awareness of the use, storage and generation of residues derived from medicines, reinforcing the need for education strategies on the subject.

References

Aquino, D. S. (2008). Por que o uso racional de medicamentos deve ser uma prioridade? Ciência e Saúde Coletiva. 13, 733-6.

Arrais, P. S. D., Coelho, H. L. L., Batista, M. C. D. S., Carvalho, M. L., Righi R. E. & Arnau, J. M. (1997). Perfil da automedicação no Brasil. Rev. Saúde Pública. 31(1), 71-7.

Berwanger, E. K. & Júnior, C. D. A. (2018). Análise dos fatores que afetam a leitura é interpretação da bula em moradores do município de Cujubim-RO. Revista da Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA, Ariquemes. 9(ed esp), 484-90

Bila, D. M. & Dezotti, M. (2003). Fármacos no Meio Ambiente. Química Nova. 26 (4), 523-30

Boff, E. & Rigon, D. (2018). Descarte de medicamentos realizados pela população de Santa Helena, SC. Unoesc & Ciência. 9 (2), 139-46,

Dos Santos, E. C. & Ferreira, M. A. (2012). A indústria farmacêutica e a introdução de medicamentos genéricos no mercado brasileiro. Nexos Econ. 6 (2). 95-119.

Eickhoff, P. Heineck, I. & Seixas, L.J. (2009). Gerenciamento e destinação final de medicamentos: uma discussão sobre o problema. Revista Brasileira de Farmácia. 90 (1), 64-8.

Ely, L.S. Engroff, P., Guiselli, S. R., Cardoso, G. C., Morrone, F. B. & Carli G. A.(2015). Uso De Anti-inflamatórios e analgésicos por uma população de idosos atendida na Estratégia Saúde da Família. Revista Brasileira Geriatria e Gerontologia. 18 (3), 475 – 85.

Fernandes, M. R., Figueiredo, R. C. Silva, L. G. Rocha, R. S. & Baldoni A. O. (2020). Armazenamento e descarte dos medicamentos vencidos em farmácias caseiras: problemas emergentes para a saúde pública. Einstein.18, 1-6

Ferreira, W. A. Silva, M. E. S. T. Paula, A. C. C. F. & Resende, C. A. M. B. (2005). Avaliação da farmácia caseira no município de Divinópolis – MG por estudantes do curso de farmácia da UNIFENAS. Infarma. 17 (7/9), 84 -6.

Fonteles, M. M. F., Francelino, E. V., Santos, L. K. X., Silva, K. M., Siqueira, R., Viana, G. S. B., Vasconcelos, S. M. M., Sousa, F. C. F. & Monteiro, M. P. (2009). Reações adversas causadas por fármacos que atuam no sistema nervoso: análise de registros de um centro de farmacovigilância do Brasil. Rev Psiquiat Clin. 36(4), 137-44.

Girotto, E. Matos, D. B. S. & Oliveira, J. M. (2010). Perfil da automedicação em população residente de arapongas, Paraná. Revista espaço para a Saúde. Londrina. 11 (2), 29-38.

Hair, J.F. Babin, B. Money A.H. Samouel, P. (2005) Fundamentos De Metodos De Pesquisa Em Administracão. 1(ed).

Lessa M. A. & Bochner, R. (2008). Análise das internações hospitalares de crianças menores de um ano relacionadas a intoxicações e efeitos adversos de medicamentos no Brasil. Revista Bras. Epidemiol. 11 (4), 660–74.

Malta, D. C., Bernal, R. T. I., Lima M. G., Araújo, S. S. C., Silva, M. M. A. D., Freitas, M. I. F. & Barros, M. B. A. (2017). Noncommunicable diseases and the use of health services: analysis of the National Health Survey in Brazil. Rev Saúde Pública. 51, Supl 1:4s.

Marin, N. Castro, O. L. & Machado, S. C. G. S. (2003). Assistência farmacêutica para gerentes municipais. Rio de Janeiro (RJ): OPAS/OMS.

Medeiros, M. S. Moreira, L. M. & Lopes, C. C. (2014). Descarte de medicamentos: programas de recolhimento e novos desafios. Rev Cienc Farm Básica Apl. 35(4), 651-62.

Milanez, M. C. Stutz, E. Rosales, T. O. Penteado, A. J. Perez, E. Cruciol, J. M., Pereira, E. V. & Bovo F. (2013). Avaliação dos estoques domiciliares de medicamentos em uma cidade do Centro-Sul do Paraná. Rev Ciênc Méd Biol. 12(3), 283-9.

Moura, C. Acurcio, F. & Belo N. (2009). Drug-drug interactions associated with length of stay and cost of hospitalization. J Pharm Pharmaceut Sci. 12(3), 266-72.

Oliveira, J. C. Lima, L. O. M. Zan, L. B. Marcondes, G. I. M. Ilha, M. Marques, L. A. M. (2015). Implantação de postos de coleta para o descarte adequado de medicamentos e subsequente destinação final. Rev Inter Face HS- Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade. 10(1), 104-16.

Pinto, G. M. F. Silva, K. R. D. Pereira, R. D. F. A. B. & Sampaio, S. I. (2014). Estudo do descarte residencial de medicamentos vencidos na região de Paulínia (SP), Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental. 19 (3), 219-24.

Piveta, L. N. Silva, L. B. Guidoni, C. M. & Girotto E. (2015). Semina: Armazenamento e descarte de medicamentos por acadêmicos da área da saúde de uma universidade pública paranaense. Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina. 36 (1), 55-66.

Resolução CONAMA n. 358, de 29 de abril de 2005. (2005). Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Publicação DOU, n. 084, de 04 de maio de 2005, p. 63-65.

Resolução n. 306, de 07 de dezembro de 2004. (2004). Dispõe sobre o regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Ministério da Saúde.

Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. (2012). Conselho nacional de Saúde.

Ribeiro, T. A. Silva, A. M. Morais, F. V. Gadretborio, V. Araujo, A. N. Ebram, P. & Fernandes, W. S. (2019). Avaliação do descarte adequado de medicamentos vencidos e não utilizados no município de Jacareí-SP. Braz. J. Hea. Rev. 2 (5), 4876-82.

Santos, A. M., Carneiro L. S., Chaud, L. C. S., Urias, G. M. P. C. & Brum H. C. C. (2016). Estudo do perfil farmacoterapêutico de pacientes idosos portadores de diabetes tipo II, Pindamonhangaba, SP. Revista de Ciência e Saúde. 1(3), 24-33.

Santos, R. C. & Frizon, N. S. (2019). Descarte inadequado de medicamentos vencidos ou em desuso. R. gest. sust. ambient. 8(1), 290-300.

Santos, R. C. & Lopes, M. L. (2017). A farmácia domiciliar e a utilização de medicamentos em residências da zona rural do município de Ubá (MG). Rev Cient Faminas. 12(2), 27-36.

Santos, S. L. F. Nogueira, T. B. K. B. Silva, P. R. M. & Oliveira, F. R. A. M. (2016). Aspectos toxicológicos do descarte de Medicamentos: Uma questão de educação em saúde, 9(3), 7-20.

Schwingel, D. Souza, J. Simonetti, E. Rigo, M. P. Ely, L. S. Castro, L. C., Fernandes, C. & Kauffmann, C. (2015). Farmácia caseira x Uso racional de medicamentos. Rev Cad Pedagógico. 12(3), 117-30.

Serafim, E. O. P. Del Vecchio, A. Gomes, J. Miranda, A. Moreno, A.H. Loffredo, L.M.C. Salgado, H.R.N. & Chung M.C. (2007). Qualidade dos medicamentos contendo dipirona encontrados em residências de Araraquara e sua relação com a atenção farmacêutica. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. 43(1), 203-10.

Sharif, S. I., Abduelkarem, A. R., Bustami, H. A., Haddad, L. I. & Khalil, D. S. (2010). Trends of Home Drug Storage and Use in Different Regions across the Northern United Arab Emirates. Rev. Med. Princ.19, 355-8.

Vaz, K. V. Freitas, M. M. & Cirqueira, J. Z. (2011). Investigação sobre a forma de descarte de medicamentos vencidos. Cenarium Pharmacêutico. 4 (4), 17-20.

Published

22/07/2021

How to Cite

DOMBROVSKI, L. .; KUESTER, R. M. .; ROSA, P. B. da; SESTILE, C. C. .; TENFEN, A. .; NEIS, V. B. Evaluation of the consumption profile, storage and disposal of medicines by individuals who attend private pharmacies in Jaraguá do Sul - SC. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e13210917917, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.17917. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17917. Acesso em: 25 sep. 2021.

Issue

Section

Health Sciences