Incomplete data from the Hiperdia program in Primary Healthcare Centre in Marabá, Pará

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18040

Keywords:

Health Information Systems; Hypertension; Diabetes Mellitus; Unified Health System; Disease notification.

Abstract

The Hiperdia program is fundamental for the screening, prevention, treatment of Arterial Hypertension and Diabetes Mellitus in Brazil. For that, a registration form with data from the patient assisted by the program is used, which will be sent to the Ministry of Health. However, it is clear that some forms do not contain data filled in their entirety within the Primary Healthcare Centre (PHC). Therefore, the objective of this study is to analyze the incompleteness of the Hiperdia files in PHCs in the city of Marabá-PA. This is a cross-sectional observational study, carried out in three PHCs in Marabá in 2020. 305 registration forms were analyzed, checking their incompleteness index with the help of an online questionnaire for data collection. Then, the EpiInfo program was used to measure the degree of confidence and the data were tabulated using the Microsoft Excel program. The incompleteness of the categories that make up the registration form received classification criteria that ranged from “excellent” to “very poor”, being considered excellent those categories that had the lowest incompleteness index. It was found that most of the categories were classified as “poor” or “very poor”. This result shows that the use of the Hiperdia program presents weaknesses in the city of Marabá. As a result of, the population of the city that depends on the program ends up not having ideal access to health, since the incomplete transfer of their data to the Ministry of Health makes it difficult to create health strategies and reduces the supply of drugs to patients in the municipality.

Author Biographies

Matheus Sodré de Araújo, Universidade do Estado do Pará

Acadêmico de medicina da Universidade do Estado do Pará.

Nathália Lima Costa, Universidade do Estado do Pará

Acadêmica de medicina da Universidade do Estado do Pará.

Kellice Feitosa de Araújo , Universidade do Estado do Pará

Acadêmica de medicina da Universidade do Estado do Pará.

Ana Karoline Brito de Oliveira, Universidade do Estado do Pará

Acadêmica de medicina da Universidade do Estado do Pará.

Katiane da Costa Cunha, Universidade do Estado do Pará

Professora Doutora do curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará.

References

Alves, W., Valle, D. C., Santos, C., Luiz, A., Braga, D. S., Sc, M., Mary, A., Tinoco, M., Rosas, F., & Sc, D. (2011). Revisão Hiperdia , Sistema de Informação em Saúde , prática de enfermagem na Atenção Básica. Enfermagem Brasil, 10(June 2010), 119–125.

Correia, L. O. dos S., Padilha, B. M., & Vasconcelos, S. M. L. (2014). Completitude dos dados de cadastro de portadores de hipertensão arterial e diabetes mellitus registrados no Sistema Hiperdia em um estado do Nordeste do Brasil. Ciencia e Saude Coletiva, 19(6), 1685–1697. https://doi.org/10.1590/1413-81232014196.02842013

Dolzane, R. da S., & Schweickardt, J. C. (2020). Atenção básica no Amazonas: provimento, fixação e perfil profissional em contextos de difícil acesso. Trabalho, Educação e Saúde, 18(3). https://doi.org/10.1590/1981-7746-SOL00288

Evangelista, A. da S., Guimarães, M. C., & Leal, M. (2013). Fluxos de Informação no SisHiperDia: um estudo de caso . Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação Em Saúde, 7(4), 1–14. https://doi.org/10.3395/reciis.v7i4.873pt

Feitosa, I., & Pimentel, A. (2016). Hiperdia: Práticas de Cuidado em uma Unidade de Saúde de Belém, Pará. Revista Do NUFEN, 8(1), 13–30. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-25912016000100003

Henriques, O. (2020). SMS: Programa Hiperdia mantem entrega de medicamentos durante a pandemia - Prefeitura de Marabá - Pa. Prefeitura de Marabá. https://maraba.pa.gov.br/sms-programa-hiperdia-mantem-entrega-de-medicamentos-durante-a-pandemia/

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2019). IBGE - Cidades e Estados. IBGE. https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pa/maraba.html

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). Marabá (PA) - Cidades e Estados 2020. IBGE. https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pa/maraba.html

Lopes, R. D., & Harrington, R. A. (2015). Compreendendo a Pesquisa Clínica. In AMGH Editora (Issue 1).

Melo, G. B. T., & Valongueiro, S. (2015). Incompletude dos registros de óbitos por causas externas no Sistema de Informações sobre Mortalidade em Pernambuco, Brasil, 2000-2002 e 2008-2010*. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 24(4), 651–660. https://doi.org/10.5123/S1679-49742015000400007

Merhy, E. E., & Chakkour, M. (2002). Em busca de ferramentas analisadoras das tecnologias em saúde: a informação e o dia a dia de um serviço, interrogando e gerindo trabalho em saúde. In Agir em Saúde: um desafio para o público (pp. 130–150). https://digitalrepository.unm.edu/lasm_pt/326

Ministério da Saúde. (2008). Hiperdia – Sistema de Cadastramento e Acompanhamento de Hipertensos e Diabéticos. Ministério Da Saúde, 2, 1–104. http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/hiperdia/cnv/hddescr.htm#origem

Ministério da Saúde. (2017). Portaria No 2.436. Ministério Da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

Novaes, A. H., Duarte, F., Riveiro, L. O., & Santos, T. E. (2019). Metodologia Cientifica Teoria e aplicação na educação a distância. In Journal of Chemical Information and Modeling (Vol. 53, Issue 9). http://portais.univasf.edu.br/dacc/noticias/livro-univasf/metodologia-cientifica-teoria-e-aplicacao-na-educacao-a-distancia.pdf

Oliveira, C. A. de, & Palha, P. F. (2008). Sistema De Informações Hiperdia, 2002–2004, Adequacão Das Informações. Cogitare Enfermagem, 13(3). https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/12992

Prates, E. J. S., Souza, F. L. P. de, Prates, M. L. S., Moura, J. P. de, & Carmo, T. M. D. (2020). Perfil clínico-epidemiológico de portadores de diabetes e hipertensão arterial associada. Revista de Enfermagem UFPE on Line, 14. https://doi.org/10.5205/1981-8963.2020.244110

Reis, A. F. N., & Cesarino, C. B. (2016). Fatores de risco e complicações em usuários cadastrados no hiperdia de São José do Rio Preto/Risk factors and complications among patients registered in the hiperdia in São José do Rio Preto . Ciência, Cuidado e Saúde, 15(1), 118–124. https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v15i1.24235

Silva, P. A. B., Silva, L. B., Santos, J. F. G., & Soares, S. M. (2020). Brazilian public policy for chronic kidney disease prevention: challenges and perspectives. Revista de Saude Publica, 54, 86. https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2020054001708

Soeiro, V. M. da Si., Coimbra, L. C., Aquino, D. M. C. de, Goiabeira, Y. N. L. de A., Viana, L. D. S., & Ramos, É. L. D. A. (2019). Perfil dos pacientes acompanhados pelo SIS-HiperDia em um estado do nordeste brasileiro. Arquivos de Ciências Da Saúde, 26(1), 28. https://doi.org/10.17696/2318-3691.26.1.2019.1230

Sousa, A., & Costa, A. (2020). Hiperdia: Programa Para a Melhoria Do Controle Dos Pacientes Com Hipertensão Arterial E Diabetes Mellitus Da Estratégia Da Saúde Da Família Do “Santinho I E Ii” Em Barras-Piauí Hiperdia: Program To Improve the Control of Patients With Arterial Hypertensio. UNASUS.

Sousa, N., Lima, J., Teixeira, T., Linhares, C., Montes, J. V., & Marques, J. V. (2019). Fatores De Risco E Complicações Em Diabéticos/Hipertensos Cadastrados No Hiperdia. SANARE - Revista de Políticas Públicas, 18(1), 31–39. https://doi.org/10.36925/sanare.v18i1.1303

Zillmer, J. G. V., Schwartz, E., Muniz, R. M., & de Lima, L. M. (2010). Avaliação da completude das informações do Hiperdia em uma unidade básica do sul do Brasil. Revista Gaúcha de Enfermagem / EENFUFRGS, 31(2), 240–246. https://doi.org/10.1590/s1983-14472010000200006

Published

28/07/2021

How to Cite

ARAÚJO, M. S. de; COSTA, N. L.; ARAÚJO , K. F. de .; OLIVEIRA, A. K. B. de .; CUNHA, K. da C. . Incomplete data from the Hiperdia program in Primary Healthcare Centre in Marabá, Pará. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e37110918040, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18040. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18040. Acesso em: 20 sep. 2021.

Issue

Section

Health Sciences