Anthropometric profile of elderly people assisted by primary health care in the city of Caicó – Pilot study to guide interventions by multidisciplinary health teams

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18048

Keywords:

Elderly population; Primary health care; Multiprofessional team; Basic Health Unit.

Abstract

Knowing the anthropometric profile of the elderly becomes important in multiprofessional health intervention, contributing to the reduction of morbidity and mortality rates, control and prevention of diseases associated with obesity. This study aims to describe the anthropometric profile of elderly people assisted by primary health care in Caicó. It is a pilot study, characterized as individual, observational and cross-sectional. Data were collected in Basic Health Units in Caicó from March to April 2020. In this study, 30 individuals aged 60 years or more participated, most of them female. Among the anthropometric variables presented by the sample are height, body weight, waist and hip circumference, body mass index and waist-hip ratio. The results of this research show the height varying between 1.33 and 1.70m; body weight between 36 and 91.7kg; waist circumference between 62 and 118 cm; hip circumference between 80 and 125 cm; the body mass index showed that 40% of the elderly are eutrophic, 40% are overweight and 20% are underweight; as for the waist-hip ratio, it was observed that in females there is a predominance of high risk, while in males a predominance of medium risk. The findings point to a tendency towards overweight, where most elderly people are above the anthropometric parameters recommended by the main health agencies, and that these data may contribute to the planning of strategies that can serve as a guide for interventions by multidisciplinary health teams that work in primary health care.

References

Araújo, C. A. H., Giehl, M. W. C., Danielewicz, A. L., Araújo, P. G., D’Orsi, E., Boing, A. F. (2018). Ambiente construído, renda contextual e obesidade em idosos: evidências de um estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública, 34(5):e00060217.

Cassou, A. C. N. et al. (2011). Barriers to physical activity among brazilian elderly women from different socioeconomic status: a focus-group study. Journal of physical activity and health. v. 8, p. 126 -132.

Carvalho, F. F. B., Nogueira, J. A. D. (2016). Práticas corporais e atividades físicas na perspectiva da promoção da saúde na atenção básica. Ciência & Saúde Coletiva. 21(6):1829-1838.

Charro, M. A., Figueira Júnior, A., Allegretti, J. G. (2020). Tratado de musculação. 1. Ed. São Paulo: Ed. Phorte.

Da Silva, V. S., Souza, I., Petroski, E. L., Silva, D. A. S. (2011). Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em idosos brasileiros. Rev Bras Ativ Fís Saúde, 16(4):289-94.

Eiras, S. B., Silva, W. H. A., Souza, D. L., Vendruscolo, R. (2010). Fatores de adesão e manutenção da prática de atividade física por parte de idosos. Revista brasileira de ciências do esporte. 31(2):75-89.

Gomes, I. K. (2021). Avaliação e Prescrição Clínica de Exercício Físico para Grupos Especiais. 1ª ed. São Paulo: Lura Editorial.

Hirvensalo, M., Lintunen, T. (2011). Life-course perspective for physical activity and sports participation. European Revew of Aging and Physical Activity. v. 8, p. 13-22.

IBGE. (2020). Estimativas populacionais para municípios brasileiros. Acesso em 2020 dez 20. Disponível em: http://www.ibge.gov.br.

IBGE. (2019). População idosa. Acesso em 2019 dez 20. Disponível em: http://www.ibge.gov.br.2019.

Knuth, A. G., Bielemann, R. M., Silva, S. G., Borges, T. T., Del Duca, G. F. (2009). Conhecimento de adultos sobre o papel da atividade física na prevenção e tratamento de diabetes e hipertensão: estudo de base populacional no sul do Brasil. Caderno de saúde pública. 25(3):513-20.

Krug, R. R. (2012). Idosas longevas inativas fisicamente: percepção das barreiras e facilitadores para a prática da atividade física. [Dissertação mestrado em ciências do movimento humano]. Florianópolis: UESC.

Lima, A. P., Delgado, E. I. (2017). A melhor idade do Brasil: aspectos biopsicossociais decorrentes do processo de envelhecimento. ACTA Brasileira do Movimento Humano.

López-benavente, Y., Arnau-sánchez, J., Ros-sánchez, T., Lidón-cerezuela, M. B., Serrano-noguera, A., Medina-abellán, M. D. (2018). Difficulties and motivations for physical exercise in women older than 65 years. A qualitative study. Revista Latino-americana de Enfermagem. 26, 1-10.

Lovato, S. S., Loch, M. R, Gonzávez, A. D & Lopes, M. L. S. (2015). Assiduidade a programas de atividade física oferecidas por unidades básicas de saúde: o discurso de participantes muito e pouco assíduos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. 20(2):184-192.

Malta, D. C., Andrade, S. C., Claro, R. M., Bernal, R. T. I., Monteiro, R. C. A. (2014). Evolução anual da prevalência de excesso de peso e obesidade em adultos nas capitais dos 26 estados brasileiros e no distrito federal entre 2006 e 2012. Revista Brasileira de Epidemiologia. 2014; 267-76.

Massetto, S. T. (2011). Manutenção da prática de atividades aquáticas: tempo de prática e alterações dos principais motivos, na percepção dos idosos. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. São Paulo. v. 10, n. 1, p. 76-88.

Matsudo, S. M. (2009). Envelhecimento, atividade física e saúde. Bol. Inst. Saúde. 47.

Moreira, A. J., Nicastro, H., Cordeiro, R. C. C., Coimbra, P., Frangella, V. S. (2009). Composição corporal de idosos segundo a antropometria. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., 12(2):201-213.

Moschny, A., Platen, P., Klaassen-mielke, R., Trampisch, U., Hinrichs, T. (2011). Barriers to physical activity in older adults in germany: a cross- -sectional study. Int J Behav Nutr Phys Act. 8(1):121.

OEA. (2015). Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos. Washington: OEA.

OPAS. (2019). Plano de ação sobre a Saúde dos Idosos, incluindo o envelhecimento ativo e saudável: Relatório Final. Washington: OPAS.

Sass, A., Marcon, S. S. (2015) Comparação de medidas antropométricas de idosos residentes em área urbana no sul do Brasil, segundo sexo e faixa etária. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 18(2):361-372.

Schwingel, V. (2011). Aderência de idosos no projeto de hidroginástica do projetar. 2011. 57f. [Monografia Bacharelado em Educação Física]. Porto Alegre: UFRS.

Silva, H. O., Carvalho, M. J. A. D., Lima, F. E. L. L., Rodrigues, L. V. (2011). Perfil epidemiológico de idosos frequentadores de grupos de convivência no município de Iguatu (CE). Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 14(1): 123-33.

Silva, L. C., Kraeski, D. (2010). Motivos de adesão e permanência em programas de atividade física por idosos. 2006. 10f. [Artigo Licenciatura em Educação Física - Centro de Ciências da Saúde e do Esporte]. Florianópolis: UESC.

Silva, V. S., Souza, I., Silva, D. A. S., Barbosa, A. R., Fonseca, M. J. M. (2018). Evolução e associação do IMC entre variáveis sociodemográficas e de condições de vida em idosos do Brasil: 2002/03-2008/09. Ciência & Saúde Coletiva. 23(3):891-901.

Siveira, E. A., Pagotto, V., Barbosa, L. S., Oliveira, C., Pena, G. G., Velasque-Melendez, G. (2020). Acurácia de pontos de corte de IMC e circunferência da cintura para a predição de obesidade em idosos. Ciência & Saúde Coletiva, 25(3):1073-1082.

Silveira, E. A, Kac, G., Barbosa, L. S. (2009). Prevalência e fatores associados à obesidade em idosos residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: classificação da obesidade segundo dois pontos de corte do índice de massa corporal. Cad Saúde Pública, 25(7):1569-77.

Veras, R. P. & Oliveira, M. (2018). Envelhecer no Brasil: a construção de um modelo de cuidado. Ciência & Saúde Coletiva. 23(6):1929-1936.

WHO. (2011). Global recommendations on physical activity for Health.

WHO. (2008). Waist circumference and waist-hip ratio. Report of a WHO expert consultation. Geneva.

WHO. (2000). Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO Consultation. Geneva: World Health Organization.

Published

29/07/2021

How to Cite

ARAÚJO, T. S. de .; SOUSA , A. C. P. de A. .; SOARES, D. D. .; LEITE, T. I. de A. .; PEREIRA, L. F. .; ARAÚJO , L. L. .; CAIANA, K. E. A. da S. . Anthropometric profile of elderly people assisted by primary health care in the city of Caicó – Pilot study to guide interventions by multidisciplinary health teams. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e42010918048, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18048. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18048. Acesso em: 20 sep. 2021.

Issue

Section

Health Sciences