Faraday’s Laws and the Flipped Classroom: A proposal for distance learning

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18118

Keywords:

Flipped classroom; Electrolysis; Faraday’s laws.

Abstract

The present article describes a proposal for teaching Faraday’s Laws, within electrolysis content, using the Flipped Classroom methodology. This proposal was developed in completely distance learning lessons, in Chemistry, with two High School classes in the third year. In addition, this article conducts a bibliographic mapping of the presence of previous works with the methodology and contents discussed. The mapping of articles was important to reveal a gap in the literature regarding the presence of studies involving Faraday’s Laws and the Flipped Classroom. With the absence of previous articles, this article developed a pioneering proposal in the field, where the Flipped Classroom highlighted the development of conceptual contents about Faraday’s Laws and stimulated the active participation of students in distance learning. Finally, with the work developed, the potential of the Flipped Classroom as a methodology to be used in Chemistry Teaching was noted, mainly in the teaching of Faraday’s Laws in electrochemistry.

References

Assai, N. D. S., Arrigo, V., & Broietti, F. C. D. (2018). Uma proposta de mapeamento em periódicos nacionais da área de ensino de ciências. REPPE-Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, 2(1), 150-166. http://seer.uenp.edu.br/index.php/reppe/article/view/1380/675

Barão, G. C. (2007). Ensino de Química em ambientes virtuais. In: Paraná. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense. SEED/PR. http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/ conteudo.php?conteudo=616.

Bergmann, J., & Sams, A. (2012) Flip your Classroom: Reach Every Student in Every Class Every Day. ISTE, ASCD.

Braga, M. B. S. (2019). Ensino de Eletroquímica no Ensino Médio em uma abordagem CTS. [Course Conclusion Paper, Institute of Chemistry, University of Brasília]. Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente. https://bdm.unb.br/handle/10483/22460

Carvalho, L. H. P., & Candeias, C. N. B. (2016). O uso de videoaulas como ferramenta no processo de ensino e aprendizagem em química. Paper presented in the 7º Simpósio Internacional de Educação e Comunicação-SIMEDUC. Aracaju, Sergipe. https://eventos.set.edu.br/simeduc/article/view/3306

Costa, S. L. R., Obara, C. E., & Broietti, F. C. D. (2020). Critical thinking in Science education and Mathematics education: research trends of 2010-2019. Research, Society and Development, 9(9), 1-30. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6706

Ennis, R. H. (1985). A logical basis for measuring critical thinking skills. Educational leadership, 43(2), 44-48.

Fiori, R., & Goi, M. E. J. (2020). O Ensino de Química na plataforma digital em tempos de Coronavírus. Revista Thema, 18, 218-242. https://doi.org/10.15536/thema.V18.Especial.2020.218-242.1807

Giordan, M. (2008). Computadores e linguagens nas aulas de ciências: uma perspectiva sociocultural para compreender a construção de significados. Editora Unijuí.

Leite, B. S. (2017). Sala de aula invertida: uma análise das contribuições e de perspectivas para o Ensino de Química. Paper presented in the X Congreso Internacional dobre Investigaciónen Didáctica de Las Ciencias. Sevilla, Spain. https://raco.cat/index.php/Ensenanza/article/view/337101/427970

Lopes, S. F. S. F., Gouveia, L. M. B., & da Cunha Reis, P. A. (2020). O método MaCAIES: uma proposta metodológica para a implementação da sala de aula invertida no Ensino Superior. Research, Society and Development, 9(1), 1-17. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1921

Mello, I. C. (2009) O ensino de química em ambientes virtuais. EdUFMT.

Melo, E. S. N., & Melo, J. R. F. (2005) Softwares de simulação no Ensino de Química: Uma Representação Social na Prática Docente. Educação Temática Digital, 6(2), 51-63.

Merçon, F, Souza, C. M. S. V., Pereira, J. A. S., Silva, J. A. S., & Conceição, R. E. (2012). Estratégias Didáticas no Ensino de Química. e-Mosaicos - Revista Multidisciplinar de Ensino Pesquisa e Cultura (CAp - UERJ), 1(1), 78-93. https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2012.4386

Moran, K., & Milsom, A. (2015). The Flipped Classroom in Counselor Education. Counselor Education and Supervision, 54(1), 32–43. https://doi.org/10.1002/j.1556-6978.2015.00068.x

Neder, M. L. C. (2009). Planejando o Texto Didático Específico ou o Guia Didático para a EaD. In: Possari, L.H. V., Neder, M. L.C. Material Didático para a EaD: Processo de Produção. Cuiabá: EdUFMT.

Oliveira, E. S., Reis, N. A., & Silva, E. L. (2018). Contextualização histórica dos estudos de faraday sobre eletricidade e matéria: contribuições para o Ensino de Ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 9(3), 87-105. https://doi.org/10.26843/rencima.v9i3.1527

Pinto, M. F. (2018). Da eletricidade nos séculos XVII e XVIIII às Leis Eletroquímicas de Michael Faraday. [Dissertation, Federal University of Juiz de Fora]. Juiz de Fora. Repositório Institucional UFJF. https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/7244

Rodrigues, N. C., Souza, N. R., Patias, S. G. O., Carvalho, E. T., Carbo, L. & Santos, A. F. S. (2021). Recursos didáticos digitais para o ensino de Química durante a pandemia da Covid-19. Research, Society and Development, 10(4), 1-17. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13978

Schmitz, E. X. S. (2016). Sala de Aula Invertida: Uma abordagem para combinar metodologias ativas e engajar alunos no processo de ensino-aprendizagem. [Dissertation, Federal University of Santa Maria], Santa Maria. Manancial Repositório Digital da UFSM. https://repositorio.ufsm.br/handle/1/12043

Schultz, D., Duffield, S., Rasmussen, S. C., & Wageman, J. (2014). Effects of the flipped classroom model on student performance for advanced placement high school chemistry students. Journal of chemical education, 91(9), 1334-1339. https://doi.org/10.1021/ed400868x

Silva, C. R. F. Santos, A. L. B. S. & Silva, G. N. (2019). Possibilidades de uso de Artigos Acadêmicos em Curso de Licenciatura em Química à Distância. In C. L. Voigt (Ed.). O Ensino de Química (pp. 213-226). Atena Editora.

Valente, J. A. (2018). A sala de aula invertida e a possibilidade do ensino personalizado: uma experiência com a graduação em midialogia. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 26-44.

Vieira, L. M. & Guimarães, R. L. (2015). Jogos no Ensino de Química: desenvolvimento de jogos didáticos no Ensino de Química Orgânica para o Ensino Médio. Paper presented in the XXXIII CONIC, VII CONITI, IV ENIC.

Vieira, W. E. S., Melo, H. D. F. & Viana, K. S. L. (2018). Estratégias Didáticas no Ensino de Química: Concepções e Práticas do Profissional da Educação e Suas Relações com a Aprendizagem de Conceitos. Paper presented in the V CONEDU - Congresso Nacional de Educação, Olinda, Pernambuco. https://editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA1_ID565_08092018234209.pdf

Downloads

Published

01/08/2021

How to Cite

CABRAL, T. L. G. .; ASSAI , N. D. de S. .; COSTA, S. L. R. . Faraday’s Laws and the Flipped Classroom: A proposal for distance learning. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e50410918118, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18118. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18118. Acesso em: 20 sep. 2021.

Issue

Section

Exact and Earth Sciences