Prenatal nursing care: Experience report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18140

Keywords:

Prenata; Nursing Care; Primary health care.

Abstract

Objective: Prenatal care is a health care for pregnant women, and it becomes a powerful strategy to reduce maternal and neonatal mortality. In this sense, the study will describe the experience lived as a nursing student, given the role of nurses in care to pregnant women at the basic health unit in a municipality in the interior of Bahia. Method: This is a descriptive study of an experience report type about the experience in the Supervised Internship, on the role of nurses during prenatal care in the city of Irecê-BA. Results: In this sense, it was possible to observe the role of nurses in low-risk prenatal consultations. Where anamnesis and physical examination were carried out during the consultations, in addition to the prescription and interpretation of exams, prescription of medications, health education through general guidance on pregnancy, the consultations were alternated between the nurse and the doctor. Assistance was provided in a humane way, providing early detection of possible problems that may occur during pregnancy. Conclusion: It is necessary to pay attention to the prenatal consultation in a complete way due to the wide range of information to be recorded in various forms that involve this consultation.

References

Andreucci, C. B. & Cecatti, J. G. (2011). Desempenho de indicadores de processo do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento no Brasil: uma revisão sistemática. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 27(6):1053-64.

Brasil. (2020). Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. – Brasília: Ministério da Saúde, 2020. 248 p. : il.

Brasil. Ministério da Saúde. (2013). Secretaria de atenção à saúde. Departamento de atenção básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Ministério da Saúde.

Costa, C. S. C., Vila, V. S. C., Rodrigues, F. M., Martins, C. A. & Pinho, L. M. O. (2013). Características do atendimento pré-natal na Rede Básica de Saúde. Rev. Eletr. Enf. 15(2), 516-22.

Cunha, A. C., Lacerda, J. C., Alcauza, M. T. R. &. Natal, S. (2019). Avaliação da atenção ao pré-natal na Atenção Básica no Brasil. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant., Recife, 19 (2): 459-470 abr. / jun.

Cavalcante, K. O. R., Santos, A. A., Lúcio, I. M. L., Silva, J. M. O., Melo, D. S. A. & Jacintho, K. S. (2016). Exames de rotina no pré-natal: solução ou problema? Rev enferm UFPE on line., Recife, 10(Supl. 3):1415-22.

Corrêa, M. C., Tsunechiro, M. A. T., Lima, M. O. P. & Bonadio, I. C. B. (2014). Avaliação da assistência pré-natal em unidade com estratégia saúde da família. Rev Esc Enferm USP 48(Esp):24-32.

Gil, A. C. (2010). Como Elaborar Projetos de Pesquisa. Atlas.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Panorama da cidade de Irecê na Bahia.

Lima, L. F. C., Davim, R. M. B., Silva, R. A. R., Costa, D. A. R. S. & Mendonça, A. E. O. (2014). Importância do Exame Físico da Gestante na Consulta do Enfermeiro. Rev enferm UFPE on line., Recife, 8(6):1502-9.

Louzeiro, E. M., Queiroz, R. C. C. S., Souza, I. B. J., Carvalho, L. K. C. A. A., Carvalho, M. L. & Araújo, T. M. E. (2014). A importância da vacinação em gestantes: uma revisão sistemática da literatura no período de 2003 a 2012. R. Interd. v. 7, n. 1, p. 193-203.

Martinelli, K. G., Neto, E. T. S., Gama, S. G. N. & Oliveira, A. E. (2014). Adequação do processo da assistência pré-natal segundo os critérios do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento e Rede Cegonha. Rev Bras Ginecol Obstet. 36(2):56-64.

Mendes, R. B. M., Santos, J. M. J., Prado, D. S., Gurge, R. Q., Bezerra, F. D. &. Gurgel, R. Q. (2020). Avaliação da qualidade do pré-natal a partir das recomendações do Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento. Ciência & Saúde Coletiva, 25(3):793-804.

Nunes, J. T., Gomes, K. R. O., Rodrigues, M. T. P. &. Mascarenhas, M. D. M. (2016). Qualidade da assistência pré-natal no Brasil: revisão de artigos publicados de 2005 a 2015. Cad. Saúde Colet. Rio de Janeiro, 24 (2): 252-261.

Oliveira, E. C., Barbosa., S. M. &. Melo, S. E. P. (2016). A importância do acompanhamento pré-natal realizado por enfermeiros. Revista Científica FacMais, Volume VII, Número 3. 2º Semestre. ISSN 2238-8427.

Tomasi, E., Fernandes, P. A. A., Fischer, T., Siqueira, F. C. V., Silveira, D. S., Thumé, E., Duro, S. M. S., Saes, M. O., Nunes, B. P., Fassa, A. G. &. Facchini, L. A. (2017). Qualidade da atenção pré-natal na rede básica de saúde do Brasil: indicadores e desigualdades sociais. Cad. Saúde Pública; 33(3):e00195815. doi: 10.1590/0102-311X00195815.

Suto, C. S. S., Silva, D. L., Almeida, E. S., Costa, Laura E. L. & Evangelista T. J. (2016). Assistência pré-natal a gestante com diagnóstico de sífilis. Rev Enferm Atenção Saúde [Online]. Ago/Dez; 5(2):18-33.

Published

28/07/2021

How to Cite

DOURADO, G. G. .; CARVALHO, B. da R. .; DUARTE , I. A. .; ROCHA , T. R.; VIEIRA , N. N. .; OLIVEIRA, M. M. de; MATOS, I. G. de A. .; BARBOSA , J. P. .; ROCHA, G. A. .; PONTES, A. M. . Prenatal nursing care: Experience report. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e34110918140, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18140. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18140. Acesso em: 20 sep. 2021.

Issue

Section

Health Sciences