Evaluation of access and quality of dental care in basic care of Patos-PB from the perspective of users

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18343

Keywords:

Dentistry; Health assessment; Basic care; User satisfaction.

Abstract

The object of the research was to assess the access and quality of dental care in primary care in the city of Patos-PB. An interview was conducted with users of dental services of the Basic Family Health Units (UBS) in the city. To collect the information, an instrument formulated from the aggregation of previously validated questionnaires was used: QASSaB, demographic data and data on self-perception of oral health and demand for oral health services. Data were analyzed using the SPSS statistical program and the chi-square test (95% CI) assessed the association between variables. 211 users were interviewed, 61.6% were female and the majority (27%) were between 31-40 years old. 65.4% declared a monthly family income of 1-3 minimum wages, 60.7% never had a toothache and 70.1% considered their oral health to be good. 38.9% considered it “easy” to get a place for dental treatment at the UBS, 32.2% rated the waiting time as short and 71.1% had their health problems resolved. 47.4% reported being “satisfied” with the dental treatment and 53.1% rated the physical structure of the UBSs as “comfortable”. Most reported that they rarely receive guidance on oral health (60.7%) and the most sought after procedures were extractions (28.8%) and restorations (32.2%). The location of the UBS showed a significant relationship with the quality of services (p=0.0015). Users of UBSs in Patos-PB are relatively satisfied with the dental care provided in primary care, and their complaints in general are promptly attended to by professionals.

References

Backes, D. S., Souza, M. H. T., Marchiori, M. T. C., Colome, J. S., Backes, M. T. S., & Lunardi Filho, W. D. (2014). O Sistema Único de Saúde idealizado versus o realizado: contribuições da Enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 22 (6), 1026-1033.

Bahia, L. (2018). Trinta anos de Sistema Único de Saúde (SUS): uma transição necessária, mas insuficiente. Cadernos de Saúde Pública, 24 (7), 1-16.

Barbosa Junior, A. J., Callefi, M. H. B. M., & Chiroli, D. M. G. (2018). Avaliação da qualidade do atendimento em uma unidade básica de saúde em Maringá/PR. Latin American Journal of Business Management, 9(1), 28-44.

Brandão, A. L. R. B. S., Giovanella, L., & Campos, C. E. A. (2013). Avaliação da atenção básica pela perspectiva dos usuários: adaptação do instrumento EUROPEP para grandes centros urbanos brasileiros. Ciência & Saúde Coletiva, 18(1), 103-114.

Brasil. (2008). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde Bucal / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica.

Brasil. (2010). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização. Formação e intervenção / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização.

Brasil. (2010). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção em Saúde. Manual do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde: primary care assessment tool pcatool.

Brasil. (2012). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ): manual instrutivo.

Brasil. (2017). Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). http://www.bra-silsus.com.br/index.php/legislacoes/gabinete -do-ministro/16247-portaria-n-2-436-de-21-de-setem¬bro-de-2017

Brasil. (2021). Ministério da Saúde. Banco de dados do Sistema Único de Saúde-DATASUS. http://www.datasus.gov.br

Brunhauser, A. L., Magro, M. L., & Neves, M. (2013). Avaliação de serviço de saúde bucal: Um estudo comparativo. RFO UPF, 18(1), 24-31.

Campos, R. T. O., Ferrer, A. L., Gama, C. A. P., Campos, G. W. S., Trapé, T. L., & Dantas, D. V. (2014). Avaliação da qualidade do acesso na atenção primária de uma grande cidade brasileira na perspectiva dos usuários. Saúde Debate, 38, 252-264.

Echeverria, M. S., Dumith, S. C., & Silva, A. E. R. (2020). Prevalência e fatores associados a dor dentária – estudo de base populacional com adultos e idosos do sul do Brasil. Revista de Odontologia da UNESP, 49:e20200039, 1-9.

Fernandes, L. M. A. G. (2002). Validação de um instrumento para avaliação da satisfação dos usuários, com os serviços públicos de saúde bucal. Dissertação de doutorado, Faculdade de Odontologia do Pernambuco, Camaragibe, PE, Brasil.

Gomide, M. F. S., Pinto, I. C., Bulgarelli, A. F., Santos, A. L. P., & Gallardo, M. P. S. (2018). User satisfaction with primary health care: an analysis of access and care. Interface, 22(68), 387-398.

Guibu, I. A., Moraes, J. C., Guerra Junior, A. A., Costa, E. A., Acurcio, F. A., Costa, K. S., Karnikowski, M. G. O., Soeiro, O. M., Leite, S. N., & Alvares, J. (2017). Características principais dos usuários dos serviços de atenção primária à saúde no Brasil. Revista de Saúde Pública, 51, 1-13.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2000). Acesso e utilização de serviços de saúde: PNAD 1998. Rio de Janeiro: IBGE.

Magalhães, B. G., Oliveira, R. S., Goés, P. S. A., & Figueiredo, N. (2015). Avaliação da qualidade dos serviços prestados pelos Centros de Especialidade Odontológicas: Visão dos usuários. Cad. Saúde Colet, 23 (1), 76-85.

Moimaz, S. A. S., Rós, D. T., Bordin, D., Rovida, T. A. S., & Garbin, C. A.S. (2015). Satisfação e perfil de usuários do serviço odontológico no Sistema Único de Saúde. Rev. Odonto, 20(3), 334-339.

Moura, D. C. N., Pinto, J. R., & Aragão, A. E. A. (2016). Perfil dos profissionais atuantes na gestão em saúde frente ao novo modelo de reorganização do SUS: a regionalização. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 10(1), 75-93.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. 2018. Metodologia da pesquisa científica. Consultado em 10 de jul. de 2021. Disponível em https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Perez, L. G., Sheridan, J. D., Nicholls, A. Y., Mues, K. E., Saleme, P. S., Resende, J. C., Ferreira, J. A. G., & Leon, J. S. (2013). Professional and community satisfaction with the Brazilian family health strategy. Rev. Saúde Públ, 47(2), 403-413.

Pinho, E. C. C., Cunha, T. A. N., Lemos, M., Ferreira, G. R. O. N., Lourenção, L. G., Pinheiro, H. H. C., Botelho, E. P., & Cunha, C. L. F. (2020). Acesso e acessibilidade na atenção primária à saúde no Brasil. Enfermagem em Foco, 11 (2), 168-175.

Santiago, R. F., Mendes, A. C. G., Miranda, G. M. D., Duarte, P. O., Furtado, B. M. A. S. M., & Souza, W. V. (2013). Qualidade do atendimento nas Unidades de Saúde da Família no município de Recife: a percepção dos usuários. Ciência & Saúde Coletiva, 18(1), 35-44.

Shimizu, H. E., & Ramos, M. C. (2019). Evaluation of quality of the family health strategy in the Federal District. Revista Brasileira de Enfermagem, 72 (2), 367-374.

Todos os autores participaram de todas as etapas da pesquisa e tiveram igual contribuição na execução do projeto e redação do artigo.

Published

08/08/2021

How to Cite

SILVESTRE JUNIOR, R. A. .; BRAGA, M. L. de A.; COURA, T. L. A. S. .; BORGES, F. de S. Q. .; COSTA, L. E. D. .; FEITOSA, F. de S. Q. Evaluation of access and quality of dental care in basic care of Patos-PB from the perspective of users. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e197101018343, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18343. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18343. Acesso em: 21 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences