Spirituality, religion and well-being facing colorectal cancer: a case study

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18604

Keywords:

Spirituality; Religion; Personal satisfaction; Oncology.

Abstract

Cancer is a dzsease that disrupts people's lives and their projects and perspectives for the future. Topics such as spirituality and religion have been increasingly studied in patients with serious illnesses. Thus, the aim of this study was to understand the perception of spirituality and religion of a patient diagnosed with colorectal cancer. This is a unique case study whose methodology was chosen for its ability to allow us to present a detailed description of a life experience. From a content analysis, three categories were found: diagnosis disclosure, coping strategies and feelings towards the cure. Being spiritual and religious is part of the interviewee's personal identity. She claims that she is charitable, kind and loving to all people and declares that her faith in Our Lady of Caravaggio is a story of devotion. She believes that this helped her to cope with the disease and influenced her well-being during and after treatment. After being cured of cancer, she thanks the blessings received and paid the promise she had made to the Saint for having cured her of the disease. She says that her faith helped her to overcome her illness, to give her more tranquility in life and not to be afraid to face difficult moments and death. The study allowed us to better understand the meanings of spirituality and religion as a supporting psycho-emotional apparatus in coping with the disease.

References

Aquino, V. V. & Zago, M. M. F. (2007). O significado das crenças religiosas para um grupo de pacientes oncológicos em reabilitação. Revista Latino- Americana de Enfermagem, 15(1):42-47.

Balboni, M. J, Puchalski, C. M & Peteet, J. R. (2014). A relação entre medicina, espiritualidade e religião: três modelos de integração. Journal of Religion & Health, 53(5).

Bardin, L. Análise de conteúdo. (2011). Edição 70.

Borba, P. F. & Weissheimer, A. M. (2011). A influência da espiritualidade na saúde e na qualidade de vida dos indivíduos. In 31ª Semana Científica do HCPA. (pp. 48). Porto Alegre, RS. Anais de Resumos [...].HCPA.

Cascais, A. F. M. V., Martini, J. G. & Almeida, P. J. S. (2007). O impacto da ostomia no processo de viver humano. Texto e Contexto: Enfermagem, 16(1):163-167.

Costa, J. M., Finco, G. M., Souza, R. L. G., Medeiros, W. C. M. & Melo, M. C. M. (2016). Repercussões biopsicossociais do diagnóstico de câncer colorretal para pacientes oncológicos. Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar, 19(2):5-23.

Delgado-Guay & Marvin, O. (2014). Espiritualidade e religiosidade nos cuidados de suporte e paliativos. Revista de Enfermagem UFPE Online, 8(3):308-313. Duarte-Franco, E & Franco, E. L. (2004). Epidemiologia e fatores de risco em câncer colorretal. In Rossi, B. M. et al. Câncer de cólon, reto e ânus. (pp. 3-21). Lemar e Tecmedd Editora.

Gifford, W., Thomas, O., Thomas, R., Grandpierre, V. & Ukagwu, C. (2019). Spirituality in cancer survivorship with First Nations people in Canada. Support Care Cancer, 27(8):2969-2976.

Instituto Nacional do Câncer – INCA. (2014). O que é câncer? INCA.

Leme, R. C. P., Pereira, K. G., Coutinho, F. G., Assis, B. R. & Leme, M. B. P. L. (2007). Existe diferença no estadiamento entre doentes operados de câncer colorretal no sistema previdenciário e na clínica privada? Revista Brasileira do Colégio de Cirurgiões, 34(3):166-169.

Lima, C. P. & Machado, M. A. (2018). Cuidadores Principais Ante a Experiência da Morte: Seus Sentidos e Significados. Psicologia: Ciência e Profissão,38(1):88-101.

Moreira-Almeida, A, Lotufo Neto, F. & Koenighg, H. G. (2006). Religiosidade e saúde mental: uma revisão. Revista Brasileira de Psiquiatria, 28(3):242-250.

Oliveira, M., Oliveira, T. & Schnaider, T. (2012). Autoestima, espiritualidade e depressão em pacientes portadores de neoplasia colorretal. Revista do Médico Residente, 14(4):1-10.

Penna, T. L. M. (2004). Dinâmica psicossocial de família de pacientes com câncer. In Mello Filho, J. & Burd, M. (orgs). Doença e família. São Paulo, SP: Casa do psicólogo.

Pinto, S, Caldeira, S. & Martins, J. C. (2012). A espiritualidade nos pacientes com câncer em quimioterapia. CuidArte Enferm, 6(1):8-14.

Porto, A. O. (2004). Pacientes oncológicos: respostas emocionais frente a doença. Monografia (Graduação em Psicologia) - Centro Universitário de João Pessoa. João Pessoa, PB.

Salazar, O. M. & Motta, N. W. D. (2001). Tumores Avançados: Epidemiologia, etiopatogenia, diagnóstico e estadiamento clínico. In: 1º Seminário em Radiologia. (pp. 117-146). Angra dos Reis, RJ. Anais [...].INCA.

Silva, P. L. N. D., Ruas, P. R., Barbosa, H. A., Soares, L. M. & Rocha, G. G. D. (2013). O significado do câncer: percepção de pacientes. Revista de Enfermagem UFPE online, 7(12):6828-6833.

Siqueira, H. D., Cecagno, D., Medeiros, A. C. D., Sampaio, A. D. & Rangel, R. F. (2017). Espiritualidade no processo saúde-doença-cuidado do usuário oncológico: olhar do enfermeiro. Revista de Enfermagem UFPE online, 11(8):2996-3004.

Szaflarski, M. (2013). Espiritualidade e religião entre indivíduos infectados pelo HIV. HIV/AIDS atual. Reports, 10(4).

Turke, K. C., Canonaco, J. S., Artioli, T., Lima, M. S. D. S., Batle, A. R. et al. (2020). Depressão, ansiedade e espiritualidade em pacientes oncológicos.Revista da Associação Medica Brasileira, 66(7):960-965.

Vasconcelos, E. M. (2010). A associação entre vida religiosa e saúde: uma breve revisão de estudos quantitativos. Revista Eletrônica de Comunicação Informação & Inovação em Saúde, 4(3):12-18.

Venâncio, J. L. (2004). Importância da atuação no tratamento de mulheres com câncer de mama. Revista brasileira de cancerologia, 50(1):55-63. Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos. (2a ed.), Bookman.

Ventura, M.M. (2007). O Estudo de Caso como Modalidade de Pesquisa. Rev SOCERJ. 20(5):383-386

Published

09/08/2021

How to Cite

BERTAZZO, L. U.; VIEIRA, A. G. .; SOMMER, J. P. . Spirituality, religion and well-being facing colorectal cancer: a case study. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e226101018604, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18604. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18604. Acesso em: 18 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences