Parasitic contamination of public squares in the City of João Pessoa, Paraíba

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18643

Keywords:

Ancylostomiasis; Toxocariasis; Public health; Soil.

Abstract

Animals can attend public places such as beaches, public squares and parks, which can result in public health problems. The soil contaminated by helminth eggs and larvae is a way of transmission, serving as an important indicator of the occurrence of cutaneous and visceral larva migrans. The aim of this study was to evaluate the potencial of zoonotic contamination of parasites in public squares sands of the city of João Pessoa, Paraíba - Brazil. Therefore, sand samples and feces were collected from dogs and/or cats 40 public squares, and subsequently analyzed. In the results, 95% (38/40) of the public squares analyzed were contaminated. Using the methods already mentioned, a total of 456 samples of feces and sand were analyzed and 208 were positive for helminthes. Of these 208 positive samples, 45.9% (200/436) were sand and 47.5% (8/17) were feces. In this study were found the eggs (62.4%) and larvae (30.9%) of Ancylostoma spp., eggs (0.26%) and larvae (5.5%) of Strongyloides spp., and eggs of Toxocara spp. (0.59%) and Dipylidium caninum (0.19%). The presence of different types of parasites have an important epidemiological significance, which indicates the existence of favorable environmental conditions for the development of these microorganisms, especially in relation to possible occurrence of cutaneous and visceral larva migrans. These results show that there is a risk to the health of the population that attends these environments without properly care.

References

Almeida, A. B.P.F.; Sousa, V. F. R.; Dalcin, L. & Justino, C. H. S. (2007). Contaminação por fezes caninas das praças públicas de Cuiabá, Mato Grosso. Brazilian Journal of Veterinary and Animal Science, 44 (2), 132-136.

Araújo, F. R. (1999). Contaminação de praças públicas de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, por ovos Toxocara e Ancylostoma em fezes de cães. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 32 (5), 581-583.

Araújo, F.R.; Werneck, M. R.; Górski, A. & Araújo, C. P. (2000). Larva migrans cutânea em crianças de uma escola em área do Centro-Oeste do Brasil. Revista Saúde Pública, 30 (1), 84-85. doi:10.1590/S0034-89102000000100015.

Bowman, D. D. (2006). Helmintos. In: Parasitologia Veterinária de Georgis. 8ª ed, São Paulo: Manole. 148-210.

Batista, S. P.; Silva, F. F.; Valêncio, B. A.; Carvalho, G. M. M.; Santos, A. S.; Costa, F. T. R.; Feitosa, T. F. &Vilela, V. L. R. (2019). Parasitos zoonóticos em solos de praças públicas no município de Sousa, Paraíba. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, 26 (3), 82-86. doi: 10.4322/rbcv.2019.015.

Campos Filho, P.C.; Barros, L. M.; Campos, J. O.; Braga, V. B.; Cazorla, I. M.; Albuquerque, G. R. & Carvalho, S. M. S. (2008). Parasitas zoonóticos em fezes de cães em praças públicas do município de Itabuna, Bahia, Brasil. Revista Brasileira Parasitologia Veterinária, 17 (4), 206-209. doi: 10.1590/S1984-29612008000400007.

Capuano, D. M. & Rocha, G. M. (2005). Environmantal contamination by Toxocara sp. eggs in Ribeirão Preto, São Paulo State, Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 47 (4), 223-226.

Capuano, D. M. & Rocha, G. M. (2006). Ocorrência de parasitas com potencial zoonótico em fezes de cães coletadas em áreas públicas do município de Ribeirão Preto, SP, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, 9 (1), 81-86.

Carvalho, S. M. S.; Gonçalves, F. A.; Costa, P. & Guimarães, E. M. (2005). Adaptação do método Rugai e colaboradores para análise de parasitas do solo. Revista da Sociedade Brasileira Medicina Tropical, 38 (3), 270-171. doi: 10.1590/S0037-86822005000300015.

Cassenote, A. J. F.; Pinto Neto, J. M.; Lima-Catelani, A. R. A. & Ferreira, A. W. (2011). Contaminação do solo por ovos de geo-helmintos com potencial zoonótico na municipalidade de Fernandópolis, Estado de São Paulo, entre 2007 e 2008. Revista da Sociedade Brasileira Medicina Tropical, 44 (3), 371-374. doi: 10.1590/S0037-86822011005000026.

Castro, J. M.; Santos, S. V. & Monteiro, N. A. (2005). Contaminação de canteiros da orla marítima do município de Praia Grande, São Paulo, por ovos de Ancylostoma spp. e Toxocara spp. em fezes de cães. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 38 (2), 199-201.

Cirne, F. S. L.; Silva, T.; Carvalho, A. C. F.; Dias, P. M.; Ramos, C. D. & Batista, L. C. S. O. (2017). Contaminação ambiental por ovos de Ancylostoma spp. e Toxocara spp. em áreas de seis raças públicas do município de Valença, estado do Rio de Janeiro. Acta Biomedica Brasiliensia, 8 (1), 35-42.

Costa-Cruz, J. M.; Nunes, R. S. & Buso, A.G. (1994). Presença de ovos Toxocara spp. em praças públicas da cidade de Uberlândia, MG, Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropica de São Paulo, 36 (1), 39-42.

Dias, J.S. (2005). O ambiente como fonte de contaminação para zoonoses parasitárias. 49 f. 2005. Monografia (Conclusão do Curso de Ciências Biológicas) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

Faust, E. C.; Sawitz, W.; Tobie, J.; Odom, V.; Peres, C. & Lincicome, D. R. (1939). Comparative efficiency of various technics for the diagnosis of protozoa and helminths in fezes. Journal of Parasitology, 25, 241-262. doi:10.2307/3272508.

Ferraz, A.; Evaristo, T. A.; Coelho, A. L. R.; Castro, T. A.; Mello, C. C. S.; Pappen, F. G.; Silva, S. S. & Nizolli, L. Q. (2019). Presença de parasitos com potencial zoonótico na areia de praças de recreação de escolas municipais de educação infantil do munícipio de Pelotas, RS, Brasil. Veterinária e Zootecnia, 26, 001-007.

Ferreira, F.P.; Dias, R. C. F.; Martins, T. A. & Constatino, C. (2013). Frequência de parasitas gastrointestinais em cães e gatos do município de Londrina, PR, com enfoque em saúde pública. Semina Ciências Agrárias, 34 (6), 3851-3858. doi: 10.5433/1679-0359.2013.

Figueiredo, M. I. O.; Wendt, E. W.; Santos, H. T. & Moreira, C. M. (2012). Levantamento sazonal de parasitos em caixas de areia nas escolas municipais de educação infantil em Uruguaiana, RS, Brasil. Revista de Patologia Tropical, 41 (1), 26-46.

Guimarães, A. M.; Alves, E. G. L.; Rodrigues, M. C. & Rezende, G. F. (2005). Ovos de Toxocara sp. e larvas de Ancylostoma sp.em praças públicas de Lavras, MG. Revista Saúde Pública, 39 (2), 293-295. doi: 10.1590/S0034-89102005000200022.

Gorgônio; S. A.; Sousa; D. L. C.; Bezerra, C. S.; Monteiro, G. D. F.; Paulo, F. S.; Costa, P. W. L.; Alexandre, J. A. F.; Silva, W. W.; Vilela, V. L. R.; Feitosa, T. F.; Alves, C. J.; Azevedo, S. S. & Santos, C. S. A. B. (2021). Agentes parasitários de importância em Saúde Única em solos de praças públicas em condições semiáridas Research, Society and Development, 10 (1), p. e51810111970. doi: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i1.119701. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11970.

Hotez, P. J; Bottazzi, M. E.; Franco-Paredes, C.; Ault, S. K. & Periago, M. R. (2008). The neglected tropical diseases of Latin America and the Caribbean: a review of disease burden and distribution and a roadmap for control and elimination. PLoS Neglected Tropical Diseases, 2 (9), e300. doi: 10.1371/journal.pntd.0000300.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE (2019). Panorama da cidade de João Pessoa. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/joao-pessoa/panorama.

Kazacos, K. R. (1983). Improved method for recovering ascarid and other helmintes eggs from soil associated with epizootics and during survey studies. American Journal Veterinary Research, 44, 896-900.

Lima, W.S.; Camargo, M.C. & Guimarães, M.P. (1984). Surto de larva migrans cutânea em uma creche de Belo Horizonte, Minas Gerais (Brasil). Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 26 (2), 122-124.

Lima, J. L.; Andrade, L. D.; Santos, A. M. A.; Alves, L. C. & Medeiros, Z. (2005). Contaminação por ovos de Toxocarasp.em solo no município de Moreno, Estado de Pernambuco, Brasil. Brazilian Journal of Veterinary Resarch and Animal Science, 42 (5), 339-346.

Marques, J. P.; Boas, A. V.; Guimarães, C. R. & Carnaúba, P. U. (2012). Contamination of public parks and squares from Guarulhos (São Paulo State, Brazil) by Toxocara spp. and Ancylostoma spp. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 54 (5), 267-271. doi: 10.1590/S0036-46652012000500006.

Mello, C. S.; Mucci, J. L. N. & Cutolo, S. A. (2011). Contaminação parasitária de solo em praças públicas da zona leste de São Paulo, SP - Brasil e a associação com variáveis metereológicas. Revista de Patologia Tropical, 40(3): 253-262.

Mentz, M. B.; Rott, M. B.; Jacobsen, S. I V.; Baldo, G. & Rodrigues-Júnior, V. (2004). Frequência de ovos Toxocara spp. em três parques públicos da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista de Patologia Tropical, 33 (1), 105-112. doi: 10.5 216/rpt.v33i1.3249.

Moura, M. Q.; Jeske, S.; Vieira, J. N.; Corrêa, T. G.; Berne, M. E. A. & Villela M. M. (2013). Frequência de geohelmintos em praças públicas de Pelotas, RS, Brasil. Revista de Brasileira de Parasitologia Veterinária, 22 (1), 175-178. doi: 10.1590/S1984-29612013000100034.

Organização Mundial da Saúde. (2012). Primeiro relatório da OMS sobre doenças tropicais negligenciadas: Trabalho para superar o impacto global das doenças tropicais negligenciadas. https://iris.paho.org/handle/10665.2/7680.

Organização Mundial da Saúde. (2019). Zoonoses. HealthTopics. http://www.who.int/topics/zoonoses/en/.

Peruca, L.C.B.; Lagoni, H. & Lucheis, S.B. (2009). Larva Migrans Visceral e Cutânea como zoonoses: Revisão de Literatura. Veterinária e Zootecnia. São Paulo, 16 (4), 501-616.

Prefeitura Municipal de João Pessoa (2013). Projetos e Atividades: projetos e ações iniciados em 2013. www.joaopessoa.pb.gov.br/secretarias/emlur/projetos-e-atividades/.

Prestes, L. F; Santos, C.; Jeske, S. & Gallo, M. C. (2015). Contaminação do solo por geohelmintos em áreas públicas de recreação em municípios do sul do Rio Grande do Sul (RS), Brasil. Revista de Patologia Tropical, 44 (2), 155-162. doi:10.5216/rpt.v44i2.36645.

Ribeiro, K. L.; Freitas, T. D.; Teixeira, M. C. C.; Araújo, F. A. P. & Mardini, L. B. L. F. (2013). Avaliação da ocorrência de formas parasitárias no solo de praças públicas no município de Esteio-RS. Revista Acadêmica: Ciências Agrárias e Ambientais, 11 (1), 59-54.

Rugai, E.; Mattos, T. & Brisola, A. (1954). Nova técnica para isolar larvas de nematoides das fezes - modificação do método de Baermann. Revista do Instituto Adolfo Lutz, 14, 5-8.

Santarém, V. A.; Sartor, I. F. & Bergamo, F. M. M. (1998). Contaminação por ovos de Toxocara spp., de parques e praças públicas de Botucatu, São Paulo, Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 31 (6), 529-532.

Santarém, V.A.; Giuffrida, R. & Zanin, G.A. (2004). Larva migrans cutânea: ocorrência de casos humanos e identificação de larvas de Ancylostoma spp. em parques públicos do município de Taciba, São Paulo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 37 (2), 179-181.

Santarém, V. A.; Dias, P. A.; Felix, A.; Rodenas, R. S. & Silva, A. V. (2010). Contaminação por ovos de Toxocara spp. em praças públicas das regiões central e periurbana de Mirante do Paranapanema, São Paulo, Brasil. Veterinária e Zootecnia, 17 (1), 47-53.

Scaini, C. J.; Navarrete, R. T.; Alix, M. D & Lovatel, R. (2003). Contaminação ambiental por ovos e larvas de helmintos em fezes de cães na área central do Balneário Cassino, Rio Grande do Sul. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 36 (5), 617-619. doi: 10.1590/S0037-86822003000500013.

Schantz, P. M. (1991). Parasitic zoonoses in perspective. International Journal for Parasitology, 21 (2), 161-170. Silva, J. P.; Santos, E. C. L & Marzochi, M. C. A. (1991). Avaliação da Contaminação Experimental de Areias de Praias por Enteroparasitas. Pesquisa de Ovos de Helmintos. Caderno de Saúde Pública, 7 (1), 90-99. doi: 10.1590/S0102-311X1991000100008.

Turato, E. R. (2005). Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. Revista de Saúde Pública, 39(3), 507-514. Uga, S. & Kataoka, N. (1995). Meansures to control Toxocara egg contamination in sandpits of public parks. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene., 52 (1), 21-24.

Xavier, G. A. (2006). Prevalência de endoparasitos em cães de companhia em Pelotas-RS e risco zoonótico. http://www2.ufpel.edu.br/prg/sisbi/bibct/acervo/biologia/2006/graciela_augusto_xavier_2006.pdf.

Zanetti, A. dos S.; Silva, B. L. S. da; Barros, L. F. de; Garcia, H. A.; Aguiar, D. M. de; Espinosa, O. A.; Malheiros, A. F. (2021). Investigação epidemiológica de parasitas gastrointestinais em cães de diferentes ambientes da região central do Brasil: implicações para a saúde humana - animal-ambiental. Research, Society and Development, 10 (1), p. e31210111751. doi: 10.33448/rsd-v10i1.11751. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11751.

Published

05/08/2021

How to Cite

SILVA, M. L. F. da .; MELO, V. S. P. de .; MILKEN, V. M. F.; SEIXAS, F. N. Parasitic contamination of public squares in the City of João Pessoa, Paraíba. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e74101018643, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18643. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18643. Acesso em: 25 oct. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences