Quality of nursing records in a hospital: audit

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18684

Keywords:

Nursing records; Quality; Non-compliance; Intervention; Control; Prescription.

Abstract

Objective to evaluate, through auditing, the effectiveness of nursing records in a public hospital in Goiás. Method This is a descriptive and analytical study, carried out on medical records of patients hospitalized in a public hospital in Goiás. hospital stay longer than five days in neonatal, pediatric and maternal intensive care units. For data analysis, we used the comparison of means of continuous variables through the Mann-Whitney test. Results it was verified that the inadequate filling of the medical records compromised the quality criteria, before and after the educational action. However, the means inherent to complete, incomplete and unfilled information in relation to medical records were significantly repaired after the educational action (p<0.05). The categories, identification data (PP=81.16%) and the execution of medical orders (PP=89.13%) had higher adequacy rates regarding complete records. The nursing prescription compromised the quality, regarding the incorrect filling of the records in (PP=6.76%). Conclusion nursing records do not meet the quality criteria, even after the educational action, considering that the effectiveness of the records underwent minor adjustments. It is recommended that educational actions be instituted in the hospital's health policies.

References

Barbosa, A.P., Eiras, F.C., Leão, E.C., Barnabé, A.S. (2015). Organização de processos na melhoria da qualidade de registros assistenciais de enfermagem. Rev. Raunp.; 2 (2):121-130.

Barbosa, S.F., Trochin DMR. (2015). Manual for monitoring the quality of nursing home care records. Rev Bras Enf; 68 (2): 253-60.

Barreto, J.A., Lima, G.G., Xavier, C.F. (2016). Inconsistências das Anotações de Enfermagem no Processo de Auditoria. Rev Cent O Min; 1 (6): 2081-2093.

Borges, F.F.D., Azevedo, C.T., Amorim, T.V., Figueiredo, M.A.G., Ribeiro, R.G.M. (2017). Importância das anotações de enfermagem segundo a equipe de enfermagem: implicações profissionais e institucionais. Rev. Enferm. Cent. Oest. Min; 1147 – 1154.

Camelo, S.H.H., Pinheiro, A., Campos, D., Oliveira, T.L. (2009). Auditoria de enfermagem e a qualidade da assistência à saúde: uma revisão da literatura. Ver. Eletr. Enf.; 11(4): 1018-25.

Cianciarullo, T.I., Fugulin, F.M.T., Andreoni, S. (1998). C&Q: A hemodiálise em questão – opção pela qualidade da assistência. São Paulo: Ícone.

Claudino, H.G., Gouveia, E.M.L., Santos, S.R., Santos, S.R., Lopes, M.E.L. (2013). Auditoria em registros de enfermagem: revisão integrativa da literatura. Rev. Enf.; 21 (3): 397-402.

Colaço, A., Rozado, M.F., Nascimento, E.R.P., Delacanal, L.D., Dair, B.A., Walnice, J. (2015). Registro da avaliação de enfermagem em terapia intensiva: Discurso do Sujeito Coletivo. Rev. Enf.; 5 (2): 257 – 266.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução 311/2007, de 08 de fevereiro de 2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2012/03/resolucao_311_anexo.pdf. Acesso em: 27/08/2017.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução 358/2009, de 15 de Outubro de 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados. Brasília, 2009. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html . Acesso em: 27/08/2017.

Conselho Federal de Enfermagem. COFEN. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências. Lei nº7.498/86, de 25 de junho de 1986.

Cordeiro, F. F., Dyniewicz, A.M. Kalinowski, L.C. (2011). Auditorship in nursing records at na intensive care unit. Rev. Enf. UFPE on line; 5(5): 1187-192.

Diniz, S.O.S., Silva, O.S., Figueiredo, N.M.A., Tonini, T. (2015). Qualidade dos registros de enfermagem: reflexões analíticas em suas formas e conteúdos. Rev. Enf. UFPE on line; 9 (10): 9616-23.

Haddad, M.C.L. (2004). Qualidade da assistência de enfermagem: o processo de avaliação em hospital universitário público. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, 201f.

Instefjord, M.H., Askjaer, K., Espehaug, B, Graverholt, B. (2014). Assessment of quality in psychiatric nursing documentation – a clinical audit. BMC nursing; 13 (32): 2-7.

Koche, J.C. (2011). Fundamentos de metodologia científica. Petrópolis: Vozes.

Maia, A.B.B., Barbosa, A.B., Silva, M.N.P., Branco, L.M.G.C., Rodrigues, L.M.C., Melo, T.T.C. (2017). Technical And Scientific Compilation About Audit And Quality Management: An Integrative Review. Rev. Enf. UFPE; 3 (3):1489-1494.

Mazieiro, V.G. (2013). Qualidade dos Registros dos Controles de Enfermagem em um hospital universitário. Ver. Min. Enf.; 17 (1):165-170.

Morais, C.G.X., Batista, S.E.M., Castro, J.F.L., Assunção, S.S., Castro, G.M.O. (2015). Registros de enfermagem em prontuário e suas implicações na qualidade assistencial segundo os padrões de acreditação hospitalar: um novo olhar da auditoria. Rev. Acred; 5 (9) 64-84.

Pissaia, L.F., Costa, A.E.K.C., Moreschi, C., Rempel, C. (2016). Sistematização da enfermagem: impacto da informática e os desafios na qualidade da assistência. Rev. Saúde Com.; 12 (4): 737-743.

Saranto, K., Kinnunen, U.M., Kivekas, E., Lappalainen, A.M., Liljamo, P., Rajalahti, E. (2014). Impacts of structuring nursing records: a systematic review. Scan. J. Caring. Sci.; 28: 629-647.

Seignemartin, B.A., Jesus, L.R., Vergílio, M.S.T.G., Silva, E.M.S. (2013). Avaliação da qualidade das anotações de enfermagem no pronto atendimento de um hospital escola. Rev. Rene; 14 (6): 1123-32.

Silva, J.A.S., Hinrichsen, S.L., Brayner, A.C., Vilella, T.A.S., Lemos, M.C. (2017). Glosas hospitalares e o uso de protocolos assistenciais: revisão integrativa da literatura. Rev.. Adm Saúde; 17 (66): 1-18.

Wiley, K.E., Steffens, M., Berry, N., Leasky, J. (2017). An audit of the quality of online immunization information available to Australian parents. BMC Public Health; 17 (76): 1-9.

World Health Organization. (2009). The conceptual framework forctheinternationalclassification for patientsafety. Final Technical Report. Chapter 3. The InternationalClassification for PatientSafety. Key ConceptsandPreferredTerms [Internet]. Geneva.

Published

11/08/2021

How to Cite

SILVA , L. C. S. .; PRADO, M. A. do .; CARNEIRO, L. C. .; MORAES FILHO, A. V. de .; COSTA, T. A. M. da .; RIBEIRO, D. P. O. e .; BEZERRA, A. L. Q. .; BARBOSA, M. A. . Quality of nursing records in a hospital: audit. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e229101018684, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18684. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18684. Acesso em: 18 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences