Overview of waste in lowland santista and its use in renewable energy generation

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i12.18703

Keywords:

Trash; Renewable energy; Biogas; RMBS.

Abstract

This studs aims to present an overview of the situation of garbage in the Santos region, as well as its generation, treatment and destination, as well as to present how its use can be beneficial in the generation of non-renewable energy, not only for the energy issue but mainly as a solution for the destination of the generated urban waste.  Exploratory descriptive research. In view of the existing problems with garbage in the RMBS, some alternatives for the use of garbage as renewable energy are suggested, such as the resumption of the ELBAS Project and the example of the DELTA Landfill, in addition to the installation of companies that concentrate the organic waste produced by municipalities in a centralized manner, not only reduces the areas of deposition, but also transforms the cost of destination into remuneration for needy communities in these regions. Despite the management of urban waste in these municipalities complying with the legislation, their costs and environmental risks involved until their proper destination, not only burden their economies but raise criticisms about the environmental risks involved. The resumption of projects for the collection of biogas, together with the implementation of actions that value waste, generate a reduction in socio-environmental and financial impacts for the cities of the Lowland Santista Metropolitan Region.

References

Abreu, F. V., Avelino, M. R., & Monaco, D. P. (2011). Estudo Técnico, Econômico e Ambiental da geração de energia através do biogás de lixo – o caso do aterro sanitário de Gramacho. Cadernos unifoa, 6 (2). http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/cadernos/article/view/1056/922.

Barbosa, G. G. (2014). Recursos Naturais Renováveis e Produção de Energia. Revista Política Hoje, 23(1), 193-215. https://periodicos.ufpe.br/revistas/politicahoje/article/view/3760/3064.

Brasil (2010). Lei Federal nº 12.305 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências, Brasília, DF: Presidência da República. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm.

Boff, S. O. & Boff, V. A. (2017). Inovação tecnológica em energias renováveis no Brasil como imperativo da solidariedade intergeracional. Revista de Direito Econômico e Socioambiental, 8(2), 282-302. https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6172798.

Carriço, J. M., & Saleme, E. R. (2018). Dos planos municipais ao plano de desenvolvimento urbano integrado: a aprovação do plano de desenvolvimento urbano integrado pela região metropolitana da baixada santista. Brasil Metropolitano em Foco: desafios à implementação do Estatuto da Metrópole. http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8686.

CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. (2018). Inventário Estadual de Resíduos Urbanos. https://cetesb.sp.gov.br/residuossolidos/wp-content/uploads/sites/26/2019/06/Invent%C3%A1rio-Estadual-de-Res%C3%ADduos-S%C3%B3lidos-Urbanos-2018.pdf.

Crovador, M. I. C., Schirmer, W. N., Martins, K. G., Franqueto, R., & Jucá, J. F. T. (2018). Estimativa da produção de biogás em aterro sanitário subtropical brasileiro. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, 11(1). http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2018v11n1p227-251.

Cunha, C. M. L., & Oliveira, R. C. (2015) Baixada Santista - Uma contribuição à análise socioambiental. Editora UNESP. https://cetesb.sp.gov.br/escolasuperior/wp-content/uploads/sites/30/2016/06/Vinicius-Travalini_Cap3-Livro_Baixada-Santista_Uma-contribui%C3%A7%C3%A3o-%C3%A0-an%C3%A1lise-geoambiental.pdf.

Ensinas, A. V. (2003). Estudo da geração de biogás no aterro sanitário delta em Campinas – SP. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP. http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/264904.

Flick, U. (2009). Introdução a pesquisa qualitativa. (3a ed.). Artmed. http://www2.fct.unesp.br/docentes/geo/necio_turra/PPGG%20-%20PE SQUISA %20QUALI%20PAR A%20GEOGRAFIA/flick%20-%20introducao%20a%20pesq%20quali.pdf.

Gehm, S. C. (2016). Estudo da capacidade de geração de energia elétrica a partir do biogás produzido através do lixo doméstico do município de Ijuí – RS, Universidade do Noroeste do Rio Grande do Sul, UNIJUI. http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/4132.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. (6ª ed.). Atlas. https://ayanrafael.files.wordpress.com/2011/08/gil-a-c-mc3a9todos-e-tc3a9cnicas-de-pesquisa-social.pdf.

Instituto de pesquisas tecnológicas. (2018). Plano Regional de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Baixada Santista PRGIRS/BS, Minuta para Audiência Pública. https://www.ipt.br/download.php?filename=1617-PRGIRS_BS.pdf.

Marques, M. S. (2019). Qualidade ambiental e estudo da produção e aproveitamento energético do biogás produzido pelo aterro sanitário de Palmas – TO. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal do Tocantins, Palmas, TO. http://hdl.handle.net/11612/1059.

Martins, L. O. S., Silva, L. T., & Carneiro, R. A. F. (2017). Análise da viabilidade econômica e financeira da implantação de usina de geração de energia a partir de resíduos sólidos urbanos no município de Santo Antônio de Jesus. Revista Livre de Sustentabilidade e Empreendedorismo. 2 (2), 142-166. http://relise.eco.br/index.php/relise/article/view/76/59.

Michaelis, Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. (2021). Lixo. https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/lixo.

Nascimento, M. C. B., Freire, E. P., Dantas, F. de A. S., & Giansante, M. B. (2019) Estado da arte dos aterros de resíduos sólidos urbanos que aproveitam o biogás para geração de energia elétrica e biometano no Brasil, Revista Engenharia Sanitária Ambiental, 24 (1). https://doi.org/10.1590/S1413-41522019171125.

Oliveira, A. P. M., Fuganholi, N. S., Cunha, P. H. S., Barelli, V. A., Bunel, M. P. M., & Novazzi, L. F. (2018). Análise Técnica e Econômica de fontes de energia renováveis. The Journal of Engineering and Exact Sciences – JCEC, 04 (1). https://periodicos.ufv.br/jcec/article/view/2502/1053.

Pedroso, L. L. A. Silva, F. F., Silva, F. F., Melo, Á. M., Junior, M. E., Shimoya, A., Matias, Í. O., & Souza, C. L. M. (2018). Demandas atuais e futuras da biomassa e da energia renovável no Brasil e no mundo. Brazilian Journal of Development, 04 (5), 1980-1996. https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/231.

São Paulo. Lei nº 12.300/2006. Institui a Política Estadual de Resíduos Sólidos e define princípios e diretrizes. Assembleia Legislativa de São Paulo. https://www.al.sp.gov.br/norma/61778.

São Paulo. Decreto 54.645/2009 - Regulamenta dispositivos da Lei n° 12.300 de 2006, que institui a Política Estadual de Resíduos Sólidos, e altera o inciso I do artigo 74 do Regulamento da Lei n° 997, de 1976, aprovado pelo Decreto n° 8.468, de 1976. Assembleia Legislativa de São Paulo. https://www.al.sp.gov.br/norma/157206.

São Paulo. (2008). Região Metropolitana da Baixada Santista. Assembleia Legislativa de São Paulo. https://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=258811.

Published

29/09/2021

How to Cite

RIDELENSKY, M. da C.; SANTOS, A. R. Overview of waste in lowland santista and its use in renewable energy generation. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 12, p. e524101218703, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i12.18703. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18703. Acesso em: 3 mar. 2024.

Issue

Section

Exact and Earth Sciences