Quality analysis of the environmental impact report of a port terminal in the Municipality of Itacoatiara/AM

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18750

Keywords:

Environmental studies; Environmental impacts; Lay public.

Abstract

This study aimed to carry out a qualitative analysis of the environmental impact report (RIMA) of a port terminal located in the municipality of Itacoatiara/AM. The report was analyzed according to the minimum parameters established by Article 9 of CONAMA Resolution No. 01/1986, which provides for minimum criteria for preparing the RIMA. A general synthesis of the analyzed requirements was carried out. It was possible to observe that the report has several technical words that make understanding and clarity difficult. RIMA presents coherent objectives and justifications, with excellent quality. In this way, the alternatives and the environmental diagnosis of the project are mostly in accordance with the CONAMA Resolution. On the other hand, there is a deficiency in environmental impacts, which are not characterized in the installation and operation phases. The different situations and their alternatives were not considered, as well as the non-execution of the project. The mitigating measures are presented in a clear and objective way, but not enough programs were presented. Finally, the conclusion is not consistent with the reality of the project, as well as the multidisciplinary team, where there is not a variety of professionals. Overall, 60% of the requirements highlighted by the CONAMA Resolution were not in agreement, while 40% were relatively within the recommendations. Thus, this study presents data that show the quality of RIMA that, in the absence of this information, damage to the environment is possible, as well as a lack of understanding for the lay public.

References

Antaq. (2013). Indicadores do Transporte de Cargas: Tonelada Útil Transportada (T) d Tonelada Quilômetro Útil (TKU). Brasília: ANTAQ.

Bc port. (2016). Relatório de Impacto Ambiental da Implantação do Terminal Portuário de Turismo BC PORT. ACQUAPLAN Tecnologia e Consultoria Ambiental.

Bertoloto, R. F. & Mello, J. C. C. B. S. (2011). Eficiência de portos e terminais privados brasileiros com características distintas. Revista de Literatura dos Transportes, 5(2), 4-21.

Brasil. (2003). Lei no 10.650, de 16 de abril de 2003. Dispõe sobre o acesso público aos dados e informações existentes nos órgãos e entidades integrantes do Sisnama. Brasília, DF.

Cargill. (2018). Relatório de Impacto Ambiental Terminal Portuário De Uso Privado TUP Abaetetuba. Ambientare Soluções em Meio Ambiente.

Duarte, C. G. & Kakinami, S. H. (2018). Impactos ambientais: análise e medidas. São Paulo: Editora Senac.

Eletronuclear. (2005). Identificação e avaliação dos impactos ambientais/medidas mitigadoras e compensatórias. Recuperado de http://www.eletronuclear.gov.br/Sociedade-e-Meio-Ambiente/Documents/RIMA/07_identificacao.html

Guedes, L. E. M., Pena, R. C. M. & Guerreiro, A. S. (2008). Análise de Eficiência dos Terminais Portuários do Mercosul. In: XXII ANPET, 319-330.

Ibge. (2021). Censo 2010. Recuperado de https://censo2010.ibge.gov.br

Ldc. (2020). Relatório de Impacto Ambiental TUP LDC Rio Pará. ARCADIS Design & Consultancy.

Marconi, M. D. & Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos da metodologia científica. Atlas.

Mohee, R., Surroop, D., Mudhoo, A. & Rughooputh, B. K. (2012). Inventory of waste streams in an industrial port and planning for a port waste management system as per ISO14001. Ocean and Coastal Management, 61,10-19.

Monié, F. & Vidal, S. M. S. C. (2006). Cidades, portos e cidades portuárias na era da integração produtiva. Rio de Janeiro, Revista de Administração Pública, 40(6), 975-995.

Moura, D. A. & Botter, R. C. (2011). O transporte por cabotagem no Brasil - potencialidade para a intermodalidade visando a melhoria do fluxo logístico. Revista Produção Online, 11(2), 595-617.

Oliveira, C. M. (2015). Gestão ambiental portuária: uma análise sobre as políticas de mitigação e adaptação dos impactos socioambientais impostos às comunidades pesqueiras tradicionais. Monografia (Graduação em ciências econômicas) - Universidade Federal da Bahia, Salvador.

Oliveira, L. (2018). Análise da Qualidade dos Relatórios de Impactos Ambientais (RIMA´s) de Empreendimentos Rodoviários Federais. Monografia (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

Prodanov, C. C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale.

Petrobras. (2008). Estudo Prévio de Impacto Ambiental para Construção do Gasoduto Juruá/Urucu (Relatório de Impacto Ambiental). Piatam instituto.

Pinheiro, L. V. S., Penãloza, V., Monteiro, D. L. C. & Nascimento, J. C. H. B. (2014). Comportamento, crenças e valores ambientais: uma análise dos fatores que podem influenciar atitudes pró-ambientais de futuros administradores. Revista de Gestão Social e Ambiental, 8(1), 89-104.

Sakamoto, C. K. & Silveira, I. O. (2014). Como Fazer Projetos de Iniciação Científica. São Paulo: Paulus.

Sánchez, L. E. (2013). Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos.

Scheidecker, C. (2018). Participação pública e gestão de conflitos. São Paulo: Editora Senac, São Paulo.

Souza, B. A. (2017). EIA-RIMA: estrutura geral e relações. São Paulo: Editora Senac.

Tepor. (2014). Relatório de Impacto Ambiental do Terminal Portuário de Macaé. Masterplan Consultoria de Projetos e Meio Ambiente.

Terfron. (2005). Relatório de Impacto Ambiental para a Implantação do Terminal Portuário Graneleiro de Barcarena/Pará. PLANAVE S. A. Estudos e Projetos de Engenharia.

Tpnr. (2015). Relatório de Impacto Ambiental: Terminal Portuário Novo Remanso, AM. JGP Consultoria e Participações.

Published

08/08/2021

How to Cite

GUIMARÃES, G. dos A.; ALVES, R. C. Quality analysis of the environmental impact report of a port terminal in the Municipality of Itacoatiara/AM. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e205101018750, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18750. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18750. Acesso em: 27 oct. 2021.

Issue

Section

Engineerings