Consumption of dietary supplements by physical activity participants in gyms

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18877

Keywords:

Fitness centers; Exercise; Performance-enhancing substances; Dietary supplements.

Abstract

The aim of this study was to verify the consumption of dietary supplements by gymgoers. To this end, 430 practitioners of physical activities of both genders, aged between 18 and 79 years old, attending all gyms in a municipality in Minas Gerais, participated. Data collection took place through the application of standardized questionnaires. Data tabulation was performed with Epi Info 7.2 and for data analysis the programs Excel® 2010 and BioEstat® 5.3 were used. It was found that 50.93% of practitioners used nutritional supplements, predominantly consumption among men (66.21%). Among users, 80.37% said they knew about food supplements. The most used supplements among men were those rich in proteins (59.62%) and creatine (35.68%) and among women were proteins (25.81%) and natural herbal medicines (13.36%). The majority (70%) of practitioners reported consuming supplements without guidance from a specialized professional. It is concluded that the consumption of food supplements is high, without adequate professional guidance, by gymgoers. Therefore, we see as essential the role of nutritionists in gyms, working together with Physical Education professionals, as they are qualified to prescribe and monitor the use of supplements, thus making their consumption effective and safe for practitioners of physical activity.

References

Albino, C. S., Campos, P. E. & Martins, R. L. (2009). Avaliação do consumo de suplementos nutricionais em academias de Lages, SC. Revista Digital, 14(134),1-12.

Almeida, S. G., de Almeida, A. G., dos Santos, A. L., & Silva, M. L. (2018). A Influência de uma Rede Social nos Padrões de Alimentação de Usuários e Profissionais de Saúde Seguidores de Perfis Fitness. Ensaios e Ciência C Biológicas Agrárias e da Saúde, 22(3), 194-200.

Araújo, M. F. & Navarro, F. (2008). Consumo de suplementos nutricionais por alunos de uma academia de ginástica, Linhares, Espírito Santo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 2(8), 46-54.

Bezerra, C. C. & Macêdo, E. M. C. D. (2013). Consumo de suplementos a base de proteína e o conhecimento sobre alimentos proteicos por praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 7(1), 224-232.

Borges, N. R., Silva, V. S. F. & Rodrigues, V. D. (2016). Consumo de suplementos alimentares em academias de Montes Claros/MG. Revista Multitexto, 4(1), 54- 59.

Bosquesi, R. M., Camisa, J., & dos Santos, F. C. (2016). Avaliação dos teores de proteínas e lipídios em barras protéicas. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 10(55), 24-30.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2013). Relatório de atividades 2012, Anvisa, 104 p.

Brasil. Ministério do Esporte. (2016). Diagnóstico nacional do esporte - Diesporte. Caderno 2. O Perfil do Sujeito Praticante ou não de Esportes e Atividades Físicas da População Brasileira.

Brito, D. S. & Liberali, R. (2012). Perfil do consumo de suplemento nutricional por praticantes de exercício físico nas academias de Vitória da Conquista-BA. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 6(31), 66-75.

Carvalho, J., Oliveira, B.N., Machado, A.A.N., Machado, E. P. & Oliveira B. N. (2018). Uso de suplementos alimentar na musculação: revisão integrativa da literatura brasileira. Conexões, 16(2), 213-255.

Cengiz, F. P., Cemil, B. C., Emiroglu N., Bahali, A. G. & Nahide, O. (2017). Acne located on the trunk, whey protein supplementation: Is there any association? Health Promot Perspect, 7(2), 106-108.

Chagas, B. L. F., do Nascimento, M. V. S., Barbosa, M. R., & de Souza Gomes, L. P. (2016). Utilização indiscriminada de suplementos alimentares: causas e consequências. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-SERGIPE, 3(2), 27-34.

Coluciuc, P. M., Macedo, Z. K., Navarro, F. & Liberali, R. (2011). Uso de suplementos em duas academias do Paraná. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 5(28), 298-304.

Conselho Federal De Nutrição. Resolução CFN N° 390/2006. Regulamenta a prescrição dietética de suplementos nutricionais pelo nutricionista e dá outras providências. Brasília, 2006.

Costa, D. C., Quintão, D. F. & Rocha, N. C. A. (2013). Prevalência do uso de suplementos alimentares entre praticantes de atividade física em academias de duas cidades do vale do Aço/MG: Fatores associados. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 7(41), 287-299.

Domingues, S. F. & Marins, J. C. B. (2007). Utilização de recursos ergogênicos e suplementos alimentares por praticantes de musculação em Belo Horizonte-MG. Fitness e Performance Journal, 6(4), 218-226.

Druker, I. & Edelsburg, A. G. (2017). Identifying and assessing views among physically- active adult gym members in Israel on dietary supplements. Journal of the International Society Of Sports Nutrition, 14(37), 1-10.

Fabrini, S., Hallak, A. & Peluzio, M. C. G. (2007). Avaliação do consumo de suplementos nutricionais em academias da zona sul de Belo Horizonte, MG, Brasil. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 1(2), 55-60.

Goston, J. L., Correira, M. I. & Toulson, D. (2009). Suplementos nutricionais: histórico, classificação, legislação e uso em ambiente esportivo. Revista Nutrição em Pauta, 17(98), 01-07.

Haskell, W. L., Lee, I. M., Pate, R. R., Powell, K. E., Blair, S. N., Franklin, M. C. A., Heath, G. W., Thompson, P. D. & Bauman, A. B. A. (2007). Physical activity and public health: updated recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Med Sci Sports Exerc, 39(1), 1423- 34.

Hernandes, A. J. & Nahas, R. M. (2009). Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista. Brasileira de Medicina do Esporte, 15(3), 2-12.

Hirschbruch, M.D., Fisberg, M. & Mochizuki, L. (2008). Consumo de suplementos por jovens frequentadores de academias de ginástica em São Paulo. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 14(6), 539-543.

Lima, T. A. M., Mazzoni, J. R. B., Amaral Gonçalves, R., Pereira, L. L. V., & de Godoy, M. F. (2019). Estudo da utilização de esteroides anabólicos androgênicos e suplementos alimentares por universitários em São José do Rio Preto-SP. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 13(79), 333-339.

Macedo, M. G. & Ferreira, J. C. S. (2021). Os riscos para a saúde associados ao consumo de suplementos alimentares sem orientação nutricional. Research, Society and Development, 10(3), 1-9.

Macedo, T. S., Sousa, A. L. & Fernandez, N. C. (2017). Suplementação e consumo alimentar em praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 11(68), 974-985.

Maximiano, C. M. B. F., & Santos, L. C. (2017). Consumo de suplementos por praticantes de atividade física em academias de ginásticas da cidade de Sete Lagoas-MG. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 11(61), 93-101.

Molin, T. R. D., Leal, G. C., Müller, L. S., Muratt, D. T., Marcon, G. Z., Carvalho, L. M. D., & Viana, C. (2019). Marco regulatório dos suplementos alimentares e o desafio à saúde pública. Revista de Saúde Pública, 53-90.

Mond, J., Mitchison, D., Latner, J., Hay, P.; Owen, C. & Rodgers, B. (2013). Quality of life impairment associated with body dissatisfaction in a general population sample of women. BMC Public Health, 13(920), 1-11.

Paschoarelli, L. C., Medola, F. O. & Bonfim, G. H. C. (2015).Características qualitativas, quantitativas e quali-quantitativas de abordagens científicas: estudos de caso na subárea do Desing Ergonômico. Revista de Desing, Tecnologia e Sociedade, 2(1)65-78.

Paoli, V. P. & de Araújo, M. C. (2019). Consumo e conhecimento de suplementos alimentares por atletas de alto rendimento de uma universidade da Grande Florianópolis. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 13(82), 954-963.

Pellegrini, A.R., Nogiri, F.S. & Barbosa, M.R. (2017). Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de musculação da cidade de São Carlos-SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 11(61), 59-73.

Pedrosa, F., de Souza, A. C. P. F., Leal, J. C., & Marques-Oliveira, G. (2019). Efeitos da suplementação de creatina conciliada a cafeína sob a força de praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 13(81), 739-748.

Prado, D. R. & Cezar, T. C. M. (2019). Consumo de suplementos alimentares e o nível de conhecimento desses produtos por praticantes de musculação em academias na cidade de Cascavel-PR. FAG. Journal Of Health (FJH), 1(1), 203-211.

Santos, E. A. & Pereira, F. B. (2017). Conhecimento sobre suplementos alimentares entre praticantes de exercício físico. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 11(62), 134-140.

Santos, H. V. D., Oliveira, C. C. P., Freitas. A. K. C. & Navarro, A. C. (2013). Consumo de suplementos alimentares por praticantes de exercício físico em academias de bairros nobres da cidade de Recife. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 7(1), 1-8.

Schuler, A. C. & Rocha, R. E. R. (2018). Fatores associados à utilização de suplementos alimentares por universitários. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 12(73), 590-597.

Silva, W. V., Silva M, I. A. G., Toscano, L. T., Oliveira, K. H. D., Lacerda, L. M. & Silva, A. S. (2014). Supplementation prevalence anda adverse effects in physical exercise practitioners. Nutr Hosp, 29(1), 158-165.

Soares, J. P., da Costa, A. C. P., de Araújo Costa, G., de Carvalho, L. M. F., & Landim, L. A. D. S. R. (2019). Conhecimento nutricional e uso de suplementos alimentares por frequentadores de academias de uma capital do nordeste. Nutrição Brasil, 18(2), 95-101.

Souza, W. C., Roza, I., Smolarek, A. D. C., & Mascarenhas, L. P. G. (2020). Suplementos Alimentares։ Qual O Conhecimento Entre Adolescentes? Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, 10(15), 66-74.

Sperandio, B. B., da Silva, L. D. S., Domingues, S. F., Ferreira, E. F., & de Oliveira, R. A. R. (2017). Consumo de suplementos alimentares e recursos ergogênicos por mulheres praticantes de musculação em Ubá-MG. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 11(62), 209-218.

Trog, S. D. & Teixeira, E. (2009). Uso de suplemento alimentar com proteínas e aminoácidos por praticantes de musculação do município de Irati-PR. Revista Cinergis, 10(1), 43-53.

Wagner, M. (2011). Avaliação do uso de suplementos nutricionais e outros recursos ergogênicos por praticantes de musculação em academias de um bairro de Florianópolis-SC. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 5(26), 130-134.

World Health Organization. (2003). Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. WHO Technical Report Series 916. Geneva.

Zamin, T. V. & Schimanoski, V. M. (2010) Avaliação de hábitos alimentares saudáveis e uso de suplementos alimentares entre frequentadores de academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 4(23), 410-419.

ZilchI, M. C, Soares, B. M., Bennemann, G. D., Sanches, F. L. F., Cavazzotto, T. G. & Santos S E. F. (2012). Analise da ingestão de proteínas e suplementação por praticantes de musculação nas academias centrais da cidade de Guarapuava-PR. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, 6(35), 381-388.

Published

14/08/2021

How to Cite

VIEIRA JÚNIOR, M. da C.; CAMBRAIA, R. P. .; PEREIRA JÚNIOR, A. do C. Consumption of dietary supplements by physical activity participants in gyms. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e374101018877, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18877. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18877. Acesso em: 20 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences