Hygienic-sanitary conditions of school food and nutrition units

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18998

Keywords:

Good manufacturing practices; School meals; Food production; Quality control.

Abstract

The Food and Nutrition Units must contribute to maintaining, improving or restoring the health of the clientele served. However, poor hygiene conditions in these places can contribute to the occurrence of foodborne illnesses. This study aims to discuss the results of research on the hygienic-sanitary conditions of Food and Nutrition Units in Brazilian schools. This is an integrative review of articles published between 2017 and 2021, and indexed in LILACS, SciELO and Google Scholar databases. The terms: “good manufacturing practices”, “school feeding”, “food production” and “quality control” and their English versions were used. This review was based on eleven studies, which used the Good Practices checklist to assess and classify the health risk of the analyzed units. Most studies observed that the Food and Nutrition Units of schools in different regions of Brazil had partially adequate hygienic-sanitary conditions, according to the classification of the Resolution of the Collegiate Board No. 275/2002 of the National Health Surveillance Agency. Nonconformities in the locations occurred in all blocks assessed by the studies, being more frequent in buildings and facilities. There is a need for greater attention from health control agencies to the Food and Nutrition Units of schools, considering that the food offered in this environment must be of sanitary and nutritional quality, contributing to the health and academic performance of students.

References

Batista, A. S. S., & Vergara, C. M. A. C. (2017). Verificação das boas práticas e do risco sanitário em unidades de alimentação e nutrição escolares do município de Maracanaú, CE. Higiene Alimentar, 31(268/269), 51-55. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-837464

Brandão, T. B. C., Padilha, B. M., Campos, E. L. L., Severiano, G. M. L., & Torres, J. C. L. (2020). Adequação numérica de nutricionistas e condições higiênico-sanitárias de Unidades de Alimentação e Nutrição Escolares de Maceió, Alagoas. Segurança Alimentar e Nutricional, 27, e020026, 1-8. 10.20396/san.v27i0.8659559

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (2004). Resolução RDC n° 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Diário Oficial da União. Brasília: Anvisa. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2004/res021 6_15_09_2004.html

Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (2002). Resolução RDC n° 275, de 21 de outubro de 2002. Dispõe sobre o Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos e a Lista de Verificação das Boas Práticas de Fabricação em Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da União. Anvisa. http://portal.anvisa.gov.br/documents/10181/2718376/RDC_275_2002_COMP.pdf/fce9dac0-ae57-4de2-8cf9-e286a383f254

Celestino, A. F., Jr., Matos, E. C. O., Filocreão, B. L., Silva, C. C., Soares, M. I. S., & Costa, R. C. L. (2017). Riscos infecciosos no ambiente escolar: relato de experiência com escolares através de metodologia ativa. Saúde & Transformação Social, 8(2), 128-134. http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/view/3661/4992

Conselho Federal de Nutricionistas (CFN). (2018). Resolução CFN n° 600, de 25 de fevereiro de 2018. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, indica parâmetros numéricos mínimos de referência, por área de atuação, para a efetividade dos serviços prestados à sociedade e dá outras providências. Brasília: CFN. https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/resolucoes/Res_600_2018.htm.

Ferreira, C. A., Lima, V. S, & Aguiar, L. P. (2020). Condições higiênicos sanitárias dos serviços de alimentação no Brasil: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 9(10), e499108156. 10.33448/rsd-v9i10.8156

Ferrari, A. M., & Fonseca, R. V. (2019). Conhecimento de consumidores a respeito de doenças transmitidas por alimentos. UNESC em Revista, 3(1), 1-12. http://revista.unesc.br/ojs/index.php/revistaunesc/article/view/56

Ferro, L. L., Fialho, C. J., Pires, C. R. F., Teles, N. B., & Santos, V. F. (2018). Condições higiênico sanitárias de Unidades de Alimentação e Nutrição de escolas públicas do estado do Tocantins. Segurança Alimentar e Nutricional, 25(2),118-130. 10.20396/san.v25i2.8651815

Fortes, K. S. B., Brasil, C. C. B., Silva, J. P., Pontes, B. D., & Graupe, M. L. (2017). Condições higiênico-sanitárias de unidades de alimentação e nutrição de escolas de educação infantil de Palmeira das Missões – RS. Vigilância Sanitária em Debate, 5(3), 37-43. https://visaemdebate.incqs.fiocruz.br/index.php/visaemdebate/article/view/959

Freitas, A. A. M., Cunha, F. M. F., Machado, F. M., Silva, N. C., & Raghiante, F. (2017). Avaliação da segurança dos alimentos nas escolas infantis. Nutrição Brasil, 16(4), 243-249. 10.33233/nb.v16i4.1277

Gomes, N. A. A. A., Campos, M. R. H., & Monego, E. T. (2012). Aspectos higiênico-sanitários no processo produtivo dos alimentos em escolas públicas do Estado de Goiás, Brasil. Revista de Nutrição, 25(4), 473-485. 10.1590/S1415-52732012000400005

Goulart, J. L. P. (2019). Avaliação do risco higiênico-sanitário a partir da aplicação da ferramenta de boas práticas na alimentação escolar nas unidades de ensino de Ribeirão Preto, São Paulo (Dissertação de mestrado). Universidade de São Paulo-USP, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. https://teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-01062020-085343/pt-br.php

Kochansky, S., Pierozan, M. K., Mossi, A. J., Treichel, H., Cansian, R. L., Ghisleni, C. P., & Toniazzo, G. (2009). Avaliação das condições microbiológicas de uma unidade de alimentação e nutrição. Revista Alimentos e Nutrição, v.20(4), 663-668. http://serv-bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/ alimentos/article/viewFile/1264/873

Martins, M., & Spinelli, M. G. N. (2020). Avaliação de rendimento, custo e aceitação de carnes bovinas e suínas utilizadas em unidades de alimentação e nutrição. Revista Saber Científico, 9(1), 45-53. 10.22614/resc-v9-n1-1308

Mendes, T. I. L., Monteiro, M. L. S., Carvalho, L. M. F., & Bezerra, K. C. B. (2019). Condições higiênicas e sanitárias de unidades de alimentação e nutrição de escolas em tempo integral. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 31(Supl.), e1150. 10.25248/reas.e1150.2019

Moreira, B. G., Peder, L. D., & Silva, C. M. (2016). Prevalência de Staphylococcus aureus nos vestíbulos nasais e mãos de manipuladores de alimentos em um hospital do oeste do Paraná, Brasil. Revista UNINGA Review, 28(1), 51-55. http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/1846

Oliveira, A. G. D., Oliveira, C. F., Mallet, A. C. T., & Souza, H. L. S. (2020). O nutricionista como promotor de qualidade e lucratividade em unidades de alimentação e nutrição. Revista Episteme Transversalis, 11(3), 120-140. http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/episteme/article/view/2182/1338

Ramos, C. I., Valença, M. S., Peter, N. B., & Muniz, L. C. (2020). Avaliação das boas práticas em Unidades de Alimentação Escolar da zona rural do município de Pelotas, RS. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, 41(1), 67-74. 10.5433/1679-0367.2020v41n1p67

Rezer, D. S. (2015). Alimentação escolar: Recursos humanos e equipamentos em escolas públicas de Porto Alegre/RS (Trabalho de conclusão de curso). Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. https://lume.ufrgs.br/handle/10183/143718.

Ribeiro, J. A., Damaceno, K. J. L., Moura, K. D. L., Salvador, A. A., Rossetti, F. X., Tamasia, G. A., Bello, S. R. B., & Vicentini, M. S. (2018). Análise das condições higiênico sanitárias das unidades de alimentação e nutrição das escolas de um município no Vale do Ribeira, SP. Research, Society and Development, 7(8), e478327. 10.17648/rsd-v7i8.327

Rudakoff, L. C. S., Mouchreck, A. N., Frota, M. T. B. A., & Bastos, L. S. (2018). Qualidade e Segurança Alimentar em unidades de alimentação e nutrição escolares da rede municipal de educação de São Luís, Maranhão. Vigilância Sanitária em Debate, 6(3), 46-53. doi: 10.22239/2317-269x.01094

Santos, J. M., & Ferreira, L. C. (2019). Condições higiênico-sanitárias em uma escola pública do município de Januária-MG antes e após o treinamento dos manipuladores de alimentos. Caderno de Ciências Agrárias, 11, 1–7. 10.35699/2447-6218.2019.12285

Silva, L. M., Brasil, C. C. B., Marques, A. C., Silveira, J. T., Moura, F. A., Martini, C. S., & Schiavo, M. B. (2016). Avaliação das condições higiênicas de escolas de ensino infantil e fundamental por meio da aplicação de listas de verificação. Segurança Alimentar e Nutricional, 23(1), 837-848. 10.20396/san.v23i1.8642256

Soares, D. S. B., Henriques, P., Ferreira, D. M., Dias, P. C., Pereira, S., & Barbosa, R. M. S. (2018). Boas Práticas em Unidades de Alimentação e Nutrição Escolares de um município do estado do Rio de Janeiro – Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 23(12), 4077-4083. 10.1590/1413-812320182312.23992016

Sousa, A. A., Paz, F. A. M., Carvalho, L. M. F., Bezerra, K. C. B., & Landim, L. A. S. R. (2020). Condições higiênico-sanitárias em unidades produtoras de refeições: uma revisão. Research, Society and Development, 9(11), e46891110017. 10.33448/rsd-v9i11.10017

Stedefeldt, E., Cunha, D. T., Silva Júnior, E. A., Silva, S. M., & Oliveira, A. B. A. (2013). Instrumento de avaliação das Boas Práticas em Unidades de Alimentação e Nutrição Escolar: da concepção à validação. Ciência & Saúde Coletiva, 18(4), 947-953. 10.1590/S1413-81232013000400006

Wognski, A. C. P., Choma, C., Gava, G. R., Ferreira, B. G. C. S., Vieira, L. P., Oliveira, E. C., Santos, V. C., Mezzomo, T. R., & Stangarlin-Fiori, L. (2021). Good hygiene practices in school canteens: evaluation between types of schools and administration as well as presence of technical professional. Brazilian Journal of Food Technology, 24, e2019257. 10.1590/1981-6723.25719

Published

17/08/2021

How to Cite

ROCHA, G. da C.; VILARINHO, M. de F. S. B. .; GOMES, A. T. .; VIANA, V. M. O. .; ARAÚJO, D. A. M. .; VIEIRA, I. A. .; BEZERRA, D. K. G. de M. .; SILVA, L. P. T. da .; SOUSA, T. T. de .; BRITO , M. G. O. .; SANTOS , Ádilla M. da S. dos .; SALES , C. O. . Hygienic-sanitary conditions of school food and nutrition units. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e521101018998, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18998. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18998. Acesso em: 18 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences