Use of medicinal plants by teachers, students and their families during the COVID-19 pandemic: an experience report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.19071

Keywords:

Acute respiratory infections; Medicinal plants; Phytotherapy; COVID-19.

Abstract

This article aims to report the experience of an extension project carried out by teachers and students at the Federal University of Campina Grande in a school community in the city of São Mamede, Paraíba. The project aimed to raise community awareness about the use of medicinal plants used to control acute respiratory infections during the COVID-19 pandemic. The target audience were teachers, students and their families from Escola Cidadã Integral Técnica Serafico Nóbrega, in the city of São Mamede/PB. Initially, there were synchronous meetings with participants and supervisors for the planning and elaboration of activities that would be developed during the period of validity of the project. Subsequently, extension workers carried out a research based on the literature on medicinal plants, with ten plants capable of helping in the treatment or prevention of acute respiratory infections being selected. Afterwards, materials such as pamphlets, texts and videos about the theme were prepared, being posted on the Google Classroom® platform, and lectures were given through the Google Meet® platform. A profile on social networks (Instagram®) was also developed, which allowed for a greater reach of information. Therefore, the project was successful in its conduct since the target audience was educated and participated in the activities, which enabled the assimilation of knowledge in relation to the use of medicinal plants, uniting popular and scientific knowledge.

Author Biography

Aleson Pereira de Sousa, Universidade Federal da Paraíba

Biomédico especialista em Citologia Clínica - Faculdades Integradas de Patos (FIP)

Mestre em Biologia Celular e Molecular - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Doutorando em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica de Medicamentos (UFPB)

References

Alves, L. F (2013). Produção de Fitoterápicos no Brasil: História, Problemas e Perspectivas. Revista Virtual de Química, 5 (3), 450-513. doi: 10.5935/1984-6835.20130038.

Antunes, A. S. V. (2019). Plantas e Produtos Vegetais com ação no Aparelho Respiratório. 2019. 50f. Dissertação (Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas). Universidade de Lisboa, 2019.

Araújo, I. F. M., Souza, L. F., Guarçoni, E. A. E., & Firmo, W. C. A. (2015). O comércio de plantas com propriedades medicinais na cidade de Bacabal, Maranhão, Brasil. Natureza on line, 13 (3), 111-116. http://www.naturezaonline.com.br/natureza/conteudo/pdf/AraujoIFMetal_111-116.pdf.

Argenta, S. C., Argenta, L. C., Giacomelli, S. R., & Cezarotto, V. S. (2011). Plantas medicinais: cultura popular versus ciência. Vivências, 7 (12), 51-60. https://www.ufpb.br/nephf/contents/documentos/artigos/fitoterapia/plantas-medicinais-cultural-popular-versus-ciencia.pdf.

Badke, M. R. Budó, M. L. D., Silva, F. M., & Ressel, L. B. (2011). Plantas medicinais: o saber sustentado na prática do cotidiano popular. Revista de Enfermagem, 15 (1), 132-139. doi: 10.1590/S1414-81452011000100019.

Batista, F. T., Lacerda, G. D., Silva., J. R. S., Rodrigues, L. P. T., Feitosa, T. P., & Mustafa, V. S. (2017). O uso de plantas medicinais na Medicina Veterinária – riscos e benefícios. REVET - Revista Científica do Curso de Medicina Veterinária, 4 (2), 62-74. http://revista.faciplac.edu.br/index.php/Revet/article/view/337.

Braga, C. M. (2011). Histórico da utilização de plantas medicinais. 2011. 24 f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) - Consórcio Setentrional de Educação a distância, Universidade de Brasília/ Universidade Estadual do Goiás, Brasília.

Bruning, M. C. R., Mosegui, G. B. G., & Viana, C. M. M. (2012). A utilização da fitoterapia e de plantas medicinais em unidades básicas de saúde nos municípios de Cascavel e Foz do Iguaçu-Paraná: a visão dos profissionais de saúde. Ciência e Saúde coletiva, 17 (10), 2.675-2.685. doi: 10.1590/S1413-81232012001000017.

Cavalcanti, I. M. F. (2020). Plantas medicinais e seus possíveis benefícios no enfrentamento da Covid-19. Belém: RFB Editora.

Gordillo, E. V. (2018). Intervenção Educativa sobre Infecção Respiratória Aguda em crianças de 0 a 12 anos atendidas na UBS Bela Vista no Município de Guairá, Paraná. (2018). 36 f. Monografia (Especialização Multiprofissional na Atenção Básica). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Leite, I. A. Moraes, A. M., Do Ó, K. D. S., Carneiro, R. G., & Leite, C. A. (2015). A Etnobotânica de plantas medicinais no município de São José de Espinharas, Paraíba, Brasil. Biodiversidade, 14 (1), 22-30. https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/biodiversidade/article/view/2249.

Lima, R. D. C. S., Xavier, J. M. V., Olinda, R. A., Torquato, S. C., Querino, L. A. L., Baía, S. R. D., Veiga, D. K. E., Araújo, J. M., Costa, W. K. A., & Figueiredo, R. A. N. (2021). Avaliação da influência do estado nutricional na ocorrência de infecção respiratória aguda em menores de dois anos. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 13 (4), 01-09. doi: 10.25248/reas.e6494.2021.

Melo, M. C. S., Vilar, M. S. A., Confessor, M. V. A., & Vilar, D. A. (2017). Plantas medicinais no tratamento de doenças respiratórias. Anais do II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde. Campina Grande, Realize Editora.

Monteiro, S. C., & Brandelli, C. L. L. (2017). Farmacobotânica: Aspectos teóricos e aplicação. Porto Alegre: Artmed.

Moreski, D. A. B., Leite-Mello, E. V. S., & Bueno, F. G. (2018). Ação cicatrizante de plantas medicinais: um estudo de revisão. Arquivos de Ciências da Saúde, 22 (1), 63-69. doi: 10.25110/arqsaude.v22i1.2018.6300.

Negrini, K. L., & Silva, M. M. O. (2016). Prevenção das infecções respiratórias agudas em crianças de 0-5 anos em uma unidade de saúde da família. Anais do 12º Congresso Internacional da Rede Unida. 2 (1).

Organização Panamericana de Saúde. (2020) Ongoing Living Update of Potential COVID-19 Therapeutics: summary of rapid systematic reviews. www.paho.org/en/documents/ongoing-living-update-potential-covid-19-therapeutics-summary-rapid-systematic-reviews.

Silva Filho, E. B., Silva, A. L., Santos, A. O., Dall’acqua, D. S. V., & Souza, L. F. B. (2017). Infecções Respiratórias de Importância Clínica: uma Revisão Sistemática. Revista FIMCA, 4 (1), 07-16.

Xavier, A. R., Silva, J. S., Almeida, J. P. C. L., Conceição, J. F. F., Lacerda, G. S., Kanaan, S. (2020). COVID-19: manifestações clínicas e laboratoriais na infecção pelo novo coronavírus. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, 56, 01-09. doi: 10.5935/1676-2444.20200049.

Zago, L. M. S. (2018). Vinte e dois anos de pesquisa sobre plantas medicinais: uma análise cienciométrica. Tecnia, 3(1). http://revistas.ifg.edu.br/tecnia/article/view/220/76#.

Published

20/08/2021

How to Cite

LUSTOSA, E. A. .; NÓBREGA, E. de K. .; SILVA, L. de B. .; MARINHO, M. C. P. .; ARAÚJO, O. S. M. de .; ALVES, Y. R. de A. .; ARAÚJO, D. S. de .; SOUSA, A. P. de .; BRITO JUNIOR, L. de .; OLIVEIRA FILHO, A. A. de .; ALMEIDA, M. das G. V. M. de . Use of medicinal plants by teachers, students and their families during the COVID-19 pandemic: an experience report. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e336101019071, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.19071. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19071. Acesso em: 24 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences