Risks caused by the indiscriminate use of slimming drugs

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.19147

Keywords:

Obesity; Risks; Weight Loss; Anorexigenic.

Abstract

Objective: To describe the risks and adverse effects caused by the indiscriminate use of slimming drugs used to treat overweight/obesity. Methods: This is a systematic review, based on studies on obesity and its treatment, focusing on the adverse factors described in these studies. This search was carried out on scientific bases such as SciELO, PubMed, Google Scholar, Bireme, CAPES Platform and Lilacs. Results: From the total of articles found (80,600 articles) which analyze different drugs used for the treatment of obesity, 14 were selected to compose this systematic literature review. Conclusion: there are cases in which drug treatment is necessary, and this being well oriented, prescribed and supervised, the benefits will be greater than the losses caused by the adverse effects. However, in reality, most of the times, this well-guided and prescribed treatment is a utopia, so these adverse effects take on greater proportions, outweighing the benefits.

References

ABESO, (2016). Diretrizes brasileiras de obesidade: 2016. Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). São Paulo.

Alarcón-Sotelo, A. et al. (2018).Actualidadeseneltratamiento farmacológico a largo plazo de laobesidad.¿ Una opciónterapéutica?. Medicina interna de México. 34(6), 946-958.

Andrade, T.B. et al.(2019). O Farmacêutico Frente aos Riscos do Uso de Inibidores de Apetite: A Sibutramina. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, 10(1),81-92.

De Alencar, F.V.R.S. et al.(2019). O uso de medicamentos fitoterápicos como emagrecedores em uma cidade do Maranhão.Research, Society and Development, 9(2),e135922096.

De Oliveira A.V. et al. (2016) IInfluência da mídia na construção da autoimagem de jovens na sociedade pós-moderna: A busca do corpo perfeito. Revista Científica da FEPI-Revista Científic@ Universitas.

De Menezes T.S.B. et al. (2021) Representação Social da obesidade: análise com estudantes do ensino médio e universitários.Ciencias Psicológicas.

Dias P.C. et al. (2017) Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cadernos de Saúde Pública, 33, e00006016.

Franco R.R. et al. (2014) The effect of sibutramine on weight loss in obese adolescents. Arquivos brasileiros de endocrinologia e metabologia.

Lima A.F. et al. (2013). A ideologia do corpo feminino perfeito: questões com o real. Psicologia em Estudo, 18(1),49-59.

Londoño-Lemos M.E. (2012). Tratamiento farmacológico contra laobesidad. Revista Colombiana de Ciencias Químico-Farmacéuticas, 41(2), 217-261.

López-López J.et al. (2016). ¿ Existe unespacio para los análogos de laincretina como terapia para el sobrepeso, laobesidad y laprevención de laenfermedadcardio-metabólica?. Revista Colombiana de Cardiología, 23(3), 200-209.

Mota D.M. et al. (2014).Are there irrationalities in the consumption of anti-obesity drugsin Brazil? apharmaco-econometric analysis of panel datasets.Ciencia&saude coletiva, 19(5), 1389-1400.

Naccarato M.C. & De Oliveira Lago E.M. (2014). Uso dos anorexígenos anfepramona e sibutramina: Benefício ou prejuízo à saúde?.Revista Saúde-UNG-Ser, 8(1-2), 66-72.

Paim M.B. & Kovaleski D.F. (2020).Análise das diretrizes brasileiras de obesidade: patologização do corpo gordo, abordagem focada na perda de peso e gordofobia.Saúde e Sociedade, 29, e190227.

Paumgartten F.J.R. (2017). The return of amphetamine-like anorectics: a backward step in the practice of evidence-based medicine in Brazil.Cadernos de saudepublica, 33, e00124817.

Radaelli M. et al. (2016). Farmacoterapia da Obesidade: Benefícios e Riscos. Saúde e Desenvolvimento Humano, 4(1), 101-115.

Lucema B.B. et al.. (2020). Ninguém é tão perfeito que não precise ser editado: fetiche e busca do corpo ideal. Psicologia USP, 31.

Silva B.L. & Cantisani J.R. (2018). Interfaces entre a gordofobia e a formação acadêmica em nutrição: um debate necessário. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 13(2), 363-380.

Silva E.S.et al. (2020). O Uso Farmacológico De Anfepramona e Sibutramina no Tratamento Coadjuvante da Obesidade. Congresso Brasileiro de Ciência da Saúde.

Silca N.C.S.et al. (2017). Análise da utilização de medicamentos emagrecedores dispensados em farmácias de manipulação de Ipatinga-MG.Única Cadernos Acadêmicas, 3(1).

Tarozo M. & Pessa R.P. (2020). Impacto das consequências psicossociais do estigma do peso no tratamento da obesidade: uma revisão integrativa da literatura.Psicologia: Ciência e Profissão, 40.

Tylka T.L. et al. (2014). The weight-inclusive versus weight-normative approach to health: Evaluating the evidence for prioritizing well-being over weight loss.Journalofobesity, 2014.

Verrengia E.C. et al. (2013). Medicamentos Fitoterápicos no tratamento da obesidade.Uniciência, 17(1).

Zubaran C. & Lazzaretti R. (2013). Uso de moderadores de apetite entre estudantes da área da saúde na Região Sul do Brasil. Einstein (São Paulo)11(1), 47-52.

Published

17/08/2021

How to Cite

PORTO, G. B. de C. .; PADILHA, H. S. C. V. .; SANTOS, G. B. . Risks caused by the indiscriminate use of slimming drugs. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e535101019147, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.19147. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19147. Acesso em: 25 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences