Possible causes of acute diarrhea in preschool age children

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.19760

Keywords:

Diarrhea; Preschool children; Causes of diarrhea; Consequences of diarrhea; Pathogenic agents.

Abstract

Objective: to identify the causes related to diarrhea in preschool children and understand the consequences of the condition in the long term. Method: This is a descriptive study, of the literature review type, carried out in the form of a bibliographic research. Results: the main causes related to diarrhea in preschool-age children are: social conditions, food poisoning and pathogens, lack of basic sanitation, lack of immunization and food allergies and intolerances, and their consequences are related to impairments in physical development and cognitive of the child. Conclusion: the proposed objectives were achieved, as it was possible, through the bibliographical research in question, to point out the causes and possible consequences of acute diarrhea in children. The findings allowed the identification of social conditions, food poisoning and pathogens, lack of basic sanitation, lack of immunization and food allergies and intolerances as the main causes, and with this, the need to encourage prophylactic measures and emphasize the participation of parents is emphasized. and responsible for programs related to the prevention of possible infections, and encouragement of immunization.

References

Aguiar, K. C. G. D., Cohen, S. C., Maciel, E. M. G. D. S. & Kligerman, D. C. (2020). Fatores de risco para ocorrência de diarréia em crianças residentes na Ilha de Guaratiba (RJ). Saúde em Debate, 44, 205-220.

Ambrosini, V. A., & Carraro, E. (2012). Impacto da vacinação contra rotavírus no Brasil. Medicina (Ribeirão Preto), 45(4), 411-418.

Brasil.2015. Boas Práticas de Manipulação de Alimentos. http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/alimenatacao_escolar/manual_de_boas_praticas_2016.pdf.

Brasil. 2021. Doenças diarreicas agudas (DDA): causas, sinais e sintomas, tratamento e prevenção. https://bit.ly/3oSmIv1.

Brasil. 2007. Lei Nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11445.htm.

Bühler, H. F., Ignotti, E., Neves, S. M. A. D. S., & Hacon, S. S. (2014). Análise espacial de indicadores integrados determinantes da mortalidade por diarréia aguda em crianças menores de 1 ano em regiões geográficas. Ciência & Saúde Coletiva, 19, 4131-4140.

Camargo, S. D. (2011). Avaliação da condição higiênico-sanitária de centros educacionais infantis de São Paulo e estado nutricional de crianças.

Campos, G. D. J. D. V., Reis Filho, S. A. D., Silva, A. A. M. D., Novochadlo, M. A. D. S., Silva, R. A. D., & Galvão, C. E. (1995). Morbimortalidade infantil por diarréia aguda em área metropolitana da região Nordeste do Brasil, 1986-1989. Revista de Saúde Pública, 29, 132-139.

Carvalho, I. T. D. (2010). Técnico em alimentos: Microbiologia de alimentos. Recife, Pe: Ufrpe/codaihttp://pronatec.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2013/06/Microbiologia_dos_Alimentos.pdf.

Científico, C., & de Sadovsky, A. D. I. (2017). Diarreia aguda: diagnóstico e tratamento. Sociedade Brasileira de Pediatria-Departamento Científico de Gastroenterologia, (1).

Correia, J. A. D. S. (2020). Prevalência de alergia alimentar em pré-escolares de Limoeiro-PE (Master's thesis, Universidade Federal de Pernambuco).

Costa, M. C., de Sousa, A. F., do Nascimento Lima, J. T., de Sousa, S. D. F., Ferreira, F. V., & de Azevedo Marques, A. R. (2018). Estado nutricional, práticas alimentares e conhecimentos em nutrição de escolares. Revista de Atenção à Saúde (ISSN 2359-4330), 16(56), 12-17.

Da Silva, R. T., de Silva, A. T. P. F., de Oliveira, N. C., de Oliveira, M. V. L. & de Souza Mendonça, J. J. (2020). Alergias alimentares na infância: sistema imunológico e fatores envolvidos¹. Brazilian Journal of Development, 6(9), 66324-66342.

Dantas, R. O. (2004). Diarréia e Constipação Intestinal. Medicina (Ribeirao Preto. Online), 37(3/4), 262. https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v37i3/4p262-266

Estrela, C. (2018). Metodologia científica: ciência, ensino, pesquisa. Artes Médicas.

Fernando Pessoa, U. (2014). Tratamento da diarréia aguda. Retrieved from website: https://bdigital.ufp.pt/bitstream/10284/4866/1/PPG_26079.pdf

Gandra, Y. R. (1981). O pré-escolar de dois a seis anos de idade e o seu atendimento. Revista de Saúde Pública, 15, 3-8.

Gonçalves, A. G. V. (2012). Diarréia aguda de causa infecciosa: agentes etiológicos, patogénese, diagnóstico, terapêutica e profilaxia (Doctoral dissertation, 00500: Universidade de Coimbra).

Guerrant, DI, Moore, SR, Lima, AA, Patrick, PD, Schorling, JB e Guerrant, RL (1999). Associação de diarréia infantil e criptosporidiose com comprometimento da aptidão física e função cognitiva quatro a sete anos depois em uma comunidade urbana pobre no nordeste do Brasil. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 61 (5), 707-713.

Hayakawa, A. P. S., Sadowski, R. A., & Fernandes, M. I. M. (2010). Histórico sobre a vacina contra o Rotavírus. Revista Uningá Review, 1(1).

Kleina, C., & Rodrigues, K. S. B. (2014). Metodologia da pesquisa e do trabalho científico. Ed. Curitiba, PR: IESDE Brasil.

Linhares, A. C., & Villa, L. L. (2006). Vacinas contra rotavírus e papilomavírus humano (HPV). Jornal de Pediatria, 82, s25-s34.

Lorntz, B., Soares, A. M., Moore, S. R., Pinkerton, R., Gansneder, B., Bovbjerg, V. E., ... & Guerrant, R. L. (2006). Early childhood diarrhea predicts impaired school performance. The Pediatric infectious disease journal, 25(6), 513-520.

Maldotti, J., & Dalzochio, T. (2021). Parasitos intestinais em crianças no Brasil: Revisão Sistemática. Revista Cereus, 13(1), 62-73.

Marques, J. G. (2015). Alergia alimentar em crianças em idade pré-escolar (Doctoral dissertation).

Moraes, A. C., & Castro, F. M. (2014). Diarréia aguda. Journal of Moleular Biology, 102, 21-28.

Notermans, S., & Hoogenboom-Verdegaal, A. (1992). Existing and emerging foodborne diseases. International journal of food microbiology, 15(3-4), 197-205.

Oliveira, C. S. D., & Linhares, A. D. C. (1999). Rotavírus: Aspectos clínicos e prevenção.

Patrick, P. D., Oriá, R. B., Madhavan, V., Pinkerton, R. C., Lorntz, B., Lima, A. A., & Guerrant, R. L. (2005). Limitations in verbal fluency following heavy burdens of early childhood diarrhea in Brazilian shantytown children. Child Neuropsychology, 11(3), 233-244.

Paz, M. G. A. D., Almeida, M. F. D., & Günther, W. M. R. (2012). Prevalência de diarréia em crianças e condições de saneamento e moradia em áreas periurbanas de Guarulhos, SP. Revista Brasileira de Epidemiologia, 15, 188-197.

Pinheiro, A. C., Fidalgo, C., & Mendes, C. M. F. G. D. S. (2020). Estratégias de intervenção em ambiente escolar dirigida às crianças com alergia alimentar. Salutis Scientia-Revista de Ciências da Saúde da ESSCVP, 12, 18-24.

Pontual, J. P. D. S., Falbo, A. R., & Gouveia, J. D. S. (2006). Estudo etiológico da diarréia em crianças hospitalizadas no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP, em Recife, Pernambuco. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, 6, s11-s17.

Prodanov, C. C., & De Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico-2ª Edição. Editora Feevale.

Santos, R. B., Martins, P. A., & Sawaya, A. L. (2008). Estado nutricional, condições socioeconômicas, ambientais e de saúde de crianças moradoras em cortiços e favela. Revista de Nutrição, 21, 671-681.

Silva, L. R. (2000). Diagnóstico diferencial da diarréia na criança. Silva LR, Garcia DEMC, Mendonça DR. Pronto atendimento em pediatria. Rio de Janeiro: MEDSI, 1-38.

Silva, A. S. J., & Dantas, A. C. D. M. (2017). Capacitação em boas práticas para merendeiras e auxiliares que atuam na educação infantil. In VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade.

Sociedade Brasileira de Pediatria - SBP. 2021. Diarréias. https://bit.ly/3fh9iFD.

Souza, C. D. O., Melo, T. R. B., Melo, C. D. S. B., Menezes, Ê. M., Carvalho, A. C. D., & Monteiro, L. C. R. (2016). Escherichia coli enteropatogênica: uma categoria diarreiogênica versátil.

Soragni, L., Barnabe, A. S., & de Campos Mello, T. R. (2019). Doenças transmitidas por alimentos e participação da manipulação inadequada para sua ocorrência: uma revisão. Estação Científica (UNIFAP), 9(2), 19-31.

Szwarcwald, C. L., Leal, M. D. C., Castilho, E. A. D., & Andrade, C. L. (1997). Mortalidade infantil no Brasil: Belíndia ou Bulgária?.Cadernos de Saúde Pública, 13, 503-516.

Teixeira, A. F. M. (2010). Doenças microbianas de origem alimentar. Academia de Ciência e Tecnologia, 3, 1-8.

Vanderlei, L. C. D. M., Silva, G. A. P. D., & Braga, J. U. (2003). Fatores de risco para internamento por diarréia aguda em menores de dois anos: estudo de caso-controle. Cadernos de saúde pública, 19, 455-463.

Victora, C. G. (2009). Mortalidade por diarréia: o que o mundo pode aprender com o Brasil?. Jornal de Pediatria, 85(1), 3-5.

Published

22/10/2021

How to Cite

PÓVOA, K. C. C. .; PEREIRA, A. K. W. .; MORAIS, F. R. de .; GODOY, G. de .; MACEDO, A. dos S. .; VIDAL, M. Z. .; MIRANDA, L. A. D. .; COSTA, L. L. .; FERREIRA JUNIOR, S. M. .; FRANCO, R. C. .; CARDOSO, M. A. P. . Possible causes of acute diarrhea in preschool age children . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e575101319760, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.19760. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19760. Acesso em: 7 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences