The scarcity of industrial designs register that come from fashion in Pernambuco

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21002

Keywords:

Innovation; Entrepreneurship; Intellectual Property; Industrial design; Fashion design.

Abstract

Objective: to analyse the dissemination of industrial designs protection that derives from the professional practices of the fashion designer in institutions that foster emerging companies of creative economy in the graduation of Design and Fashion design from Pernambuco. Materials and Methods: it was delimited as an applied, qualitative, exploratory, bibliographic and documental study. The time cutting was the last 5 years (2016 – 2020).  It was analysed 2 pedagogical projects of bachelor courses in Design that there are fashion disciplines and 5 Technological courses of Fashion design. It was shown professional points of support and development to original fashion brands and there were 5 events of dissemination of Intellectual Property. Results: there was a scarcity of events that address the protection of industrial designs asset to original fashion brands, and still the lack of these contents in graduation courses.

Author Biographies

Pedro Henrique Sobral de Souza Azevedo Mayrinck, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2016) e atualmente cursa Mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação/PROFNIT no ponto focal UFPE. É membro da Comissão de Propriedade Intelectual da OAB/PE desde 2019. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Propriedade Intelectual.

Danielle Silva Simões-Borgiani, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (2006), mestrado em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (2010) e doutorado em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (2014). É professora do Adjunta de Design Têxtil no Núcleo de Design e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco. Atua no Programa de Pós Graduação em Propriedade Intelectual e Transferências de Tecnologia para Inovação (PROFNIT), mestrado profissional em rede nacional e no Curso de Design (graduação) no Campus do Agreste. É líder no grupo de pesquisa Viés ? Moda & Design e coordena o grupo de estudos em Planejamento e Desenvolvimento Estratégico de produtos do vestuário. Integra ainda os grupos de pesquisa Inova+ Reserch Labs e o Design para Multiplicidade (Design +), com pesquisas nas linhas de inovação e disseminação à proteção da propriedade intelectual de ativos oriundos da pratica profissional do designer, respectivamente. Atuou como coordenadora de curso de graduação em Design de Moda na Faculdade Senac Pernambuco, graduação em Design na Universidade Federal de Pernambuco e vice coordenadora da graduação em Design de Moda na Faculdade Boa Viagem. Suas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação abrangem as seguintes áreas: gestão estratégica de coleções do vestuário; sustentabilidade aplicada a moda; desenvolvimento de produtos do vestuário; inovação e disseminação de Propriedade Intelectual para designers.

References

Barbosa, D. B. (2010). Uma Introdução À Propriedade Intelectual. 2ª Ed. http://www.Denisbarbosa.Addr.Com/Arquivos/Livros/ Umaintro2.Pdf.

Barbosa, D. B. (2017). Tratado Da Propriedade Intelectual: Tomo I. 2ªed. – Rio De Janeiro: Lumen Juris.

Brasil. (2017). Governo De Pernambuco. Estratégia De Ciência, Tecnologia E Inovação Para Pernambuco. Secretaria De Ciência, Tecnologia E Inovação. Recife.

Brasil. (2020). Grupo Interministerial De Propriedade Intelectual (Gipi). Secretaria Executiva Do Gipi: Ministério Da Economia. Estratégia Nacional De Propriedade Intelectual. Brasília, 2020.

Brasil. (1996). Lei Nº 9.279, De 14 De Maio De 1996. Regula Direitos E Obrigações Relativos À Propriedade Industrial. Brasília, 14 De Maio De 1996. Http://Www.Planalto.Gov.Br/Ccivil_03/Leis/L9279.Htm.

Brasil. (2004). Resolução Nº 5, De 8 De Março De 2004. Aprova As Diretrizes Curriculares Nacionais Do Curso De Graduação Em Design E Dá Outras Providências. Brasilia, 8 De Mar;O De 2004. Http://Portal.Mec.Gov.Br/Cne/Arquivos/Pdf/Rces05_04.Pdf.

Brasil. (2016). Lei Nº 13.243, De 11 De Janeiro De 2016. Http://Www.Planalto.Gov.Br/Ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Lei/L13243.Htm.

Cerqueira, João Da Gama. (1930). Privilégios de Invenção e Marcas de Fábrica e de Commercio: Comentário ao Decreto N. 16.264, De 19 De Dezembro De 1923. São Paulo, Revista Dos Tribunaes.

Farias, L. L. N. De.; Vasconcelos, C. B. De.; Simões-Borgiani, D. S. & Da Silva, J. B. P. (2021). Sondagem Com Designers Em Formação Sobre Conhecimento Do Registro De Marcas E Interferências Na Criação. In: Anais. XI PROSPECT&I. V Congresso Internacional do PROFNIT – Autonomia Tecnológica, Produtiva e Sustentável.

Instituto Nacional Da Propriedade Industrial. (2018) Relatório De Atividades Inpi 2018. Http://Antigo.Inpi.Gov.Br/Noticias/Inpi-Divulga-Relatorio-De-Atividades-De-2018-No-Seu-Aniversario.

Jungmann, D. M. & Bonetti, E. A. (2010). A Caminho Da Inovação: Proteção E Negócios Com Bens De Propriedade Intelectual: Guia Para O Empresário. Brasília: Iel, 2010.

Patrocínio, G. (2018). Políticas De Design E A Propriedade Intelectual: Demandas Para Uma Nova Era. Brasília: Sebrae.

Patrocínio, G. (2013). The Impact Of European Design Polices And Their Implications In The Development Of A Framework To Support Future Brazilian Design Polices. Tese. Bedfordshire: Cranfield University

Ramos, A. S. C. & Guterres, T. M. (2016). Lei Da Propriedade Industrial Comentada: Lei 9.279, De Maio De 1996 –Salvador: Ed. Juspodvim..

Silva, E. L. Da & Menezes, E. M. (2011). Metodologia Da Pesquisa E Elaboração De Dissertação. 4. Ed. Florianópolis: Ufsc.

Silveira, C. F.; Nascimento, J. B. do & Cardoso, H. S. P.. (2020). A theoretical-practical view of the diffusion of innovation and Intellectual Property. Research, Society and Development, 9(11), e71491110440. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.10440.

Simões-Borgiani, D. S. (2021). A Formação Em Design E O Desconhecimento Da Proteção À Propriedade Intelectual. In: Barros, C.B.F.; Marinho, C. T. Nascimento, B. R. Do. (Org). De(S)Colonizando O Design: Resumo Expandidos. Fortaleza: Editora Nadifúndio.

Simões-Borgiani, D. S., Mayrinck, P. H. S. S. A. (2021). Desenhos Industriais E Moda Em Pernambuco: Uma Análise Da Formação De Design E Algumas Ações De Disseminação Em Propriedade Intelectual No Setor. In: Anais. VII Congresso Internacional De Propriedade Intelectual, Gestão Da Inovação E Desenvolvimento - Propriedade Intelectual, Inovações Disruptivas E Sustentabilidade. Imed, Passo Fundo (On-Line).

Universidade Cornell, Insead E Ompi (2020). Índice Global De Inovação 2020: Quem Financiará A Inovação? Ithaca, Fontainebleau E Genebra.

Vasconcelos, C. B. De.; Simões-Borgiani, D. S.; Mayrinck, P. H. S. D. S. A.; De Amorim, C. R. F. (2021). Applied Study on Visual Identity Configuration Allied to Intellectual Property Protection In Pernambuco: Guidelines For Designers. International Journal of Advanced Engineering Research and Science, V. 8, P. 491-496.

Published

04/10/2021

How to Cite

MAYRINCK, P. H. S. de S. A.; SIMÕES-BORGIANI, D. S. . The scarcity of industrial designs register that come from fashion in Pernambuco. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e51101321002, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21002. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21002. Acesso em: 3 dec. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences