Nursing assistance in the quality of life of patients after mastectomized: literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21087

Keywords:

Mastectomy; Quality of life; Nursing care.

Abstract

Breast neoplasm, and the superiority in incidence and, above all, for its psychosocial effects, becomes the most fearful in the female sex. Objetivo: Realizar uma revisão de literatura sobre o cuidado de enfermagem nas mulheres pós mastectomia. Methodology: Narrative literature review study selected 101 articles and we used 22, for the development of the study in the period between October 2018 and May 2019. Results: The multidisciplinary team, where they encompass a diversity of professionals, turning to the aspects of humanization of care. The emotional aspects of the patient and family should be seen in a special way, where the oncology unit is a stressful and exhausting environment in which the support of the nursing team is essential to ease the existing conflicts. Conclusion: However, it was observed the fundamental importance of the health care unit's involvement, as a whole, in material and personal aspects, in the reception and continuing education, in the way patients are conducted in unexpected events or incidents, which are common in care environments, and in the care of oncologic patients, considering it necessary to humanize care.

References

Almeida-Brasil, C. C., Silveira, M. R., Silva, K. R., Lima, M. G., Faria, C. D. C. de M., Cardoso, C. L., Menzel, H.-J. K., & Ceccato, M. das G. B. (2017). Qualidade de vida e características associadas: aplicação do WHOQOL-BREF no contexto da Atenção Primária à Saúde. Ciencia & saude coletiva, 22(5), 1705–1716.

Bergamasco, R. B., & Angelo, M. (2001). O sofrimento de descobrir-se com câncer de mama: como o diagnóstico é experienciado pela mulher. Revista Brasileira de Cancerologia, 47(3), 277-282.

Bertolo, B. L., & Pauli, L. T. S. (2008). O papel da enfermagem como cuidadora nas questões das fragilidades da mulher pós-mastectomia. Boletim da Saúde, 22(1).

Cabral, A. L. L. V., Giatti, L., Casale, C., & Cherchiglia, M. L. (2019). Vulnerabilidade social e câncer de mama: diferenciais no intervalo entre o diagnóstico e o tratamento em mulheres de diferentes perfis sociodemográficos. Ciencia & saude coletiva, 24(2), 613–622.

Cantinelli, F. S., Camacho, R. S., Smaletz, O., Gonsales, B. K., Braguittoni, É., & Rennó, J., Jr. (2006). A oncopsiquiatria no câncer de mama: considerações a respeito de questões do feminino. Revista de Psiquiatria Clinica, 33(3), 124–133.

Duarte, T. P., & Andrade, Â. N. de. (2003). Enfrentando a mastectomia: análise dos relatos de mulheres mastectomizadas sobre questões ligadas à sexualidade. Estudos de Psicologia, 8(1), 155–163.

Gil, A. C. (1994). Como elaborar projetos de pesquisa (3a ed.). Atlas.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). Atlas.

Gomes, I. S., & Caminha, I. D. O. (2013). Guia para estudos de revisão sistemática: uma opção metodológica para as ciências do movimento humano. Movimento (ESEFID/UFRGS), 20(1), 395.

Kluthcovsky, A. C. G. C., & Urbanetz, A. A. L. (2012). Qualidade de vida em pacientes sobreviventes de câncer de mama comparada à de mulheres saudáveis. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetricia: Revista Da Federacao Brasileira Das Sociedades de Ginecologia e Obstetricia, 34(10), 453–458.

Lago, E. D. A., Andrade, N. K. S., Nery, I. S., & Avelino, F. V. S. D. (2015). Sentimento de mulheres mastectomizadas acerca da autoimagem e alterações na vida diária. Ciência & Saúde, 8(1), 15.

Lopes, M. H. B. de M., Moura, A. A. de, Raso, S., Vedovato, T. G., & Ribeiro, M. A. S. (2013). Diagnósticos de enfermagem no pós-operatório de mastectomia. Escola Anna Nery, 17(2), 354–360.

Monteiro, C. R. A. V., & Paiva, A. R. B. (2018). Qualidade de vida em mulheres mastectomizadas. Revista de Investigação Biomédica, 10(1), 30.

Moura, F. M. de J. S. de P., Silva, M. G. da, Oliveira, S. C. de, & Moura, L. de J. S. P. de. (2010). Os sentimentos das mulheres pós-mastectomizadas. Escola Anna Nery, 14(3), 477–484.

Oliveira, P. P., Policarpo, A. G., Silva, L. M. da, Silveira, E. A. A. da, & Rodrigues, A. B. (2019). Vivências de mulheres com câncer de mama: uma pesquisa-cuidado. Online Brazilian Journal of Nursing, 17(1), 8.

Peiter, C., Caminha, M., Lanzoni, G., & Erdmann, A. (2016). Managing nursing care delivery to cancer patients in a general hospital: a Grounded Theory. Revista de Enfermagem Referência, IV Série(11), 61–69.

Pereira, G., Gomes, A., & Oliveira, R. (2017). Impacto do tratamento do câncer de mama na autoimagem e nos relacionamentos afetivos de mulheres mastectomizadas. Life Style, 4(1), 99–118.

Pereira, S. G., Rosenhein, D. P., Bulhosa, M. S., Lunardi, V. L., & Lunardi Filho, W. D. (2006). Vivências de cuidados da mulher mastectomizada: uma pesquisa bibliográfica. Revista Brasileira de Enfermagem, 59(6), 791–795.

Reis, A. P. A., Panobianco, M. S., & Gradim, C. V. C. (2019). Enfrentamento de mulheres que vivenciaram o câncer de mama. Revista de Enfermagem Do Centro-Oeste Mineiro, 9. https://doi.org/10.19175/recom.v9i0.2758.

Ribeiro, I. F. A., Sousa, R. D. F., Andrade, S. P., Brito, M. C. C., & Albuquerque, I. M. N. (2014). Grupo de autoajuda com mulheres mastectomizadas: trabalhando estratégias de educação em saúde. Sanare, 3(1), 35-40.

Rodrigues, N. S., Orsini, M. R. C. A., Machado, A. A., Montiel, J. M., Bartholomeu, D., & Tertuliano, I. W. (2017). Importância do acompanhamento psicológico em mulher mastectomizada: artigo de revisão. Arq. Catarin Med, 46(1), 164-172.

Sclowitz, M. L., Menezes, A. M. B., Gigante, D. P., & Tessaro, S. (2005). Condutas na prevenção secundária do câncer de mama e fatores associados. Revista de Saude Publica, 39(3), 340–349.

Selltz, C., Jahoda, M., Deutsch, M., Cook, S. (1967). Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: Ed. Herder.

Silva, F. C., Ferreira, L. J., Costa, C. M., & Pernambuco, A. P. (2018). Avaliação da qualidade de vida em mulheres com câncer de mama submetidas à intervenção cirúrgica. Fisioterapia Brasil, 19(4), 524–531.

Silva, L. C. da. (2008). Câncer de mama e sofrimento psicológico: aspectos relacionados ao feminino. Psicologia Em Estudo, 13(2), 231–237.

Thuler, L. C. (2003). Considerações sobre a prevenção do câncer de mama feminino. Revista Brasileira de Cancerologia, 49(4), 227–238.

Published

10/10/2021

How to Cite

MAIA, . M. R. .; CELESTE, L. E. N. .; SANTOS, M. P. .; SOUSA, E. O. de .; SILVA, L. da C. .; SILVA, A. de S. .; FERREIRA, H. B. .; MARQUES, V. G. P. da S. .; CERQUEIRA, D. B. B. . Nursing assistance in the quality of life of patients after mastectomized: literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e183101321087, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21087. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21087. Acesso em: 2 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences