The daily life of nursing technicians in the Family Health Strategy

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21095

Keywords:

Primary health care; Primary health care; Family health strategy; Licensed practical nurses; Nurse´s role; Qualitative research; Family health strategy; Licensed practical nurses; Nurse´s role; Qualitative research.

Abstract

The aim of the study is to understand the work process of nursing technicians who work in the Family Health Strategy teams. The case study has a qualitative approach, based on symbolic interactionism, carried out with eight nursing technicians from the Family Health Strategy of a medium-sized Brazilian municipality. Data were collected through semi-structured interviews and analyzed according to thematic content analysis. The research was approved by the Research Ethics Committee. Participants identify that the Family Health Strategy basically performs curative actions and have daily attributions: pre-consultation, post-consultation and nursing procedures. Relational technologies were identified as the main working tool. As the purpose of the work, they stated that it is to meet spontaneous demand. It appears that the work process of nursing technicians is predominantly focused on curative actions at the individual level, which reinforces the care model centered on the disease. Continuing education is suggested to give new meaning to the work of these professionals. Finally, it emphasizes the need to rethink the training of nursing technicians, so that they develop skills expected to work in primary health care services that meet the health needs of the population, from the perspective of comprehensiveness of health care and for the establishment of work processes that consider the determinants, risks and damages to health.

Author Biographies

Vanessa Aparecida Júlio, Universidade Dom Alberto

Enfermeira, Pós graduanda Enfermagem/Oncologia. Universidade Dom Alberto, Santa Cruz do Sul, Brasil

Joseane da Silva, Secretaria Municipal de Saúde

Enfermeira, Secretaria Municipal de Saúde, Divinópolis, Brasil

Maria Marta Amancio Amorim, Universidade Aberta de Lisboa

Centro de estudos em migrações e relações interculturais da Universidade Aberta de Lisboa, Portugal

Juliana Ferreira da Silva, Secretaria Municipal de Saúde

Enfermeira, Secretaria Municipal de Saúde, Congonhas, Brasil

Edna Mara Mendonça, Instituto René Rachou

Terapeuta ocupacional. Doutoranda  em Saúde Coletiva do Instituto René Rachou, Belo Horizonte, Brasil

Maria Helena Trindade Engela, Secretaria Municipal da Saúde

Enfermeira, Secretaria Municipal da Saúde, Onça do Pitangui, Brasil

Fernanda Moura Lanza, Universidade Federal de São João del Rei

Docente Universidade Federal de São João del Rei, Divinópolis, Brasil

References

Abreu, T. F. K., Amendola, F., & Trovo, M. M. (2017). Relational technologies as instruments of care in the Family Health Strategy. Rev. Bras. Enferm.,70(5), 981-987.

Blumer, H. (1969). Symbolic Interactionism: Perspective and Method. University of California Press.

Bomfim, E. S., Oliveira, B. G., Rosa, R. S., Almeida, M. V. G., Silva, S. S, & Araújo, I. G. (2017). Educação permanente no cotidiano das equipes de saúde da família: utopia, intenção ou realidade? J. Res. Fundam. Care Online, 9(2), 526-35.

Brasil. (2013). Conselho Nacional de Saúde. Resolução 466/2012. Publicada no DOU nº 12, quinta-feira, 13 de junho de 2013. Seção 1, Página 59. https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf.

Brasil. (2016). Conselho Nacional de Saúde. Resolução 510/2016. Publicada no DOU nº 98, terça-feira, 24 de maio de 2016, seção 1, páginas 44, 45, 46. http://www.conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso510.pdf.

Brasil. (2017). Ministério da Saúde. Portaria 2436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de atenção Básica. Diário Oficial da União, Brasília. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html.

Brasil. (2018). Conselho Nacional de Saúde. Resolução 580/2018. Publicada DOU nº 135, segunda-feira, 16 de julho de 2018, seção 1, página 55. Recuperado de http://www.conselho.saude.gov.br/resolucoes/2018/Reso580.pdf. Acesso em 20 out 2020.

Brito, G. E. G., Mendes, A. C. G., & Neto Santos, P. M. (2018). O objeto de trabalho na Estratégia Saúde da Família. Interface, 22(64): 77-86.

Cardoso, T. Z., Pereira, M. J. B., Campos, L. V. O., Matumoto, S., Mishima, S. M., & Fortuna, C. M. et al. (2011). Processo de trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem na atenção básica à saúde. Rev. bras. Enferm, 64(6), 1087-1093.

Coutinho, A. F., Medeiros, H. A., Andrade, L. D. F., & Ribeiro, L. C. S. (2019). Gestão em enfermagem de pessoal na estratégia saúde da família. J Nurs UFPE on line, 13(1), 137-47.

Evangelista, M. J. O., Guimarães, A. M. A. N., Dourado, E. M. R., Vale, F. L. B., Lins, M. Z. S., & Matos, M. A. B. et al. (2019). O Planejamento e a construção das Redes de Atenção à Saúde no DF, Brasil. Ciênc. saúde coletiva, 24(6), 2115-2124.

Ferreira, A.S., & Abrahão, A.L. (2020). Comunicação como dispositivo de interação entre enfermeiros: controle socioclínica institucional na estratégia de saúde da família. Revista Brasileira de Pós Graduação, 16(35), 1-12.

Figueiredo, D. S., Heidmann, I. T. S. B., Fernandes, G. S. M., Arawaka, A. M., Oliveira, L. S., & Magagnin, A. B. (2019). Promoção da saúde articulada aos determinantes sociais: possibilidade para a equidade. J Nurs UFPE on line, 13(4), 943-951.

Garcia, G. P. A, & Marziale, M. H. P. (2018). Indicadores de esgotamento profissional em trabalhadores da Atenção Primária à Saúde. Rev Bras Enferm, 71(suppl 5):2469-2478.

Kessler, M., Lima, S. B. S., Weiller, T. H., Lopes, L. F. D., Ferraz, L, & Eberhardt, T. D. et al. (2019). Longitudinalidade do cuidado na atenção primária: avaliação na perspectiva dos usuários. Acta paul. Enferm, 32(2), Epub June 10.

Lima, L., Pires, D. E. P., Forte, E. C. N., & Medeiros. F. (2014). Satisfação e insatisfação no trabalho de profissionais de saúde da atenção básica. Esc. Anna Nery, 18(1), 17-24.

Mendonça, E. M., & Lanza, F. M. (2020). Perpectivas da intersetorialiade no cotidiano da Atenção Primária à Saúde à Saúde no Brasil: uma reflexão teórica. Research, Society and Development, 9(1), e2549119834.

Minayo, M. C. S. (Org.) et al. Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. (32a ed.). Vozes.

Morosini, M. V. G. C., & Fonseca, A. F. (2017). Revisão da Política Nacional de Atenção Básica numa hora dessas? Cd. Saúde Pública, 33(1), e00206316.

Paim, J. S. (2018). Sistema Único de Saúde (SUS) aos 30 anos. Ciênc. saúde coletiva, 23(6), 1723-1728.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica, UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstrea m/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Santos, D. S., Mishima, S. M., & Merhy, E. E. (2018). Processo de trabalho na Estratégia de Saúde da Família: potencialidades da subjetividade do cuidado para reconfiguração do modelo de atenção. Ciênc. saúde coletiva, 23(3), 861-870.

Santos, L. C., Andrade, J., & Spiri, W. C. (2019). Dimensionamento de profissionais de enfermagem: implicações para o processo de trabalho na estratégia saúde da família. Esc. Anna Nery, 23(3).

Seixas, C. T., Merhy, E. E., Baduy, R. S., & Slomp Junior, H. (2016). Integrality in the health care perspective: na experience of the United Health System in Brazil. Salud Colectiva, 12(1), 113-123.

Stewart, M., Brown, J. B., McWilliam, C. L.,Freeman, T. R., & Weston, W. W. (2017). O primeiro componente: explorando a saúde, a doença e a experiência da doença. In: Stewart, M.; Brown, J. B., Weston, W. W,; McWhinney, I. R., McWilliam, C. L., Freeman, T. R. Medicina centrada na pessoa. (3a ed.).

Published

10/10/2021

How to Cite

JÚLIO, V. A.; SILVA, J. da .; AMORIM, M. M. A. .; SILVA, J. F. da .; MENDONÇA, E. M.; ENGELA, M. H. T. .; LANZA, F. M. . The daily life of nursing technicians in the Family Health Strategy. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e214101321095, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21095. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21095. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences