The use of the Tik Tok social network: an interactive strategy to awaken reading

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21119

Keywords:

Teaching; Readers; Literary literacy.

Abstract

TICs have been well accepted by elementary school students, but the teacher is not always prepared to encourage and build this type of work. Faced with the difficulty of living with the new language, questions are raised about the theoretical basis and strength of the video tool to encourage text production. Today we are experiencing an opportune moment since the reference document, the Common National Curriculum Base - BNCC - guides and recommends an interactionist teaching and the use of TDICs, in addition to another reinforcement, the pandemic, which incited the teaching staff of basic education to relearn digital technologies and the media in the area of Languages and their Technologies. The objective, therefore, is to suggest to teachers one more option / tool for teaching Portuguese Language in which they can work with high school classes focusing on the dissemination of indications of books made by the students themselves, videos that they produce in a way dynamic that brings interest and awakens the reading through the recommendations made. The research is based on the qualitative methodology, of bibliographic nature, with theoretical support in BNCC (2018), Rojo (2009;2012;2016;2019), Antunes (2003,2007), Ana Elisa Ribeiro (2007;2013), among others that discuss the theme. The dialogues produced between teachers should contribute to better and productive days in the classroom at the elementary school.

References

Anjos. L M. (2012). A importância da leitura no processo de alfabetização e o uso da biblioteca como espaço de construção do encanto pelo ato de ler. IX Seminário Nacional de estudos e pesquisas “história, sociedade e educação no Brasil”. Universidade Federal da Paraíba – João Pessoa.

Antunes, I. (2003) Aula de português: encontro & interação. Parábola

Antunes, I. (2007) Uma análise de gramática muito aquém do texto. In: Antunes, I. Muito além da gramática: por um ensino de línguas sem pedras no caminho. Parábola.

Brasil. (2018). Ministério da Educação. Base nacional comum curricular. MEC. http://basenacionalcomum.mec.gov.br/.

Coenga, R. (2010.) Leitura e letramento literário: diálogos. Carlini & Caniato.

Freire, P. (1996) Pedagogia da Autonomia. Saberes Necessários à Prática Educativa. Paz e terra.

Godoy, A. S.(1995B.) Introdução a pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas. 35(2), 57-63.

Koch & Elias, V M. (2006). Ler e compreender: os sentidos do texto. Contexto.

Kleiman, A. (2009). Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Pontes.

Lajolo, M. (2005). Meus alunos não gostam de ler ... O que eu faço? Cefiel/IEL. UNICAMP.

Luckesi, C. (2000). O que é mesmo o ato de avaliar a aprendizagem. Revista Pátio, ano 3, n12.

Ludke, M.&Andre, M. E. D. A. (2013) Pesquisa em educação: uma abordagem qualitativa. (2a ed.), EPU.

Manguel, A. (1997). Uma história da leitura. Companhia da Letras.

Ribeiro, A. E. (2007) Ler na tela – letramento e novos suportes de leitura e escrita. In: Coscarelli, C. V.; Ribeiro, A. E. (org.). Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Ceale; Autêntica,

Ribeiro, A. E. (2013) Por que o computador on-line é bem-vindo no planejamento das nossas aulas? In: Ribeiro, A. E.; Novais, A. E. C. (Orgs.). Letramento digital em 15 cliques. Editora RHJ.

Rojo, R. (2009) Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. Parábola.

Rojo, R. (2012) Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: Rojo, R.; Moura, E. (orgs.). Multiletramentos na escola. Parábola.

Rojo, R. H. R. & Moura, E. (2012) Multiletramentos na escola. Parábola.

Rojo, R. (2016). Escol@ Conectada: os multiletramentos e as TICs. Parábola.

Rojo, Roxane; Moura, E (2019). Letramentos, mídias, linguagens. Parábola.

Silva, E. Lucia & Menezes, E. M. (2005) Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. (4a ed.), UFSC.

Silva, E. T (1987). O ato de ler: fundamentos psicológicos para uma nova pedagogia da leitura. Cortez.

Vieira, F. M S. & Silva, L. T. (2019) Redes Sociais: Possibilidades para o Desenvolvimento de Práticas Argumentativas. Editora Appris

Published

10/10/2021

How to Cite

POLICARPO, L. K. S. .; AZEVEDO, L. F. .; MATOS, S. R. . . The use of the Tik Tok social network: an interactive strategy to awaken reading . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e217101321119, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21119. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21119. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Review Article