Use of medicinal plants in teaching botany for the final years of Elementary School

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21196

Keywords:

Medicinal plants; Botany teaching; Elementary school.

Abstract

The teaching of botany is treated as something tiring, difficult and, at times, guided by an approach that promotes memorization. To overcome such barriers, enabling learning, it is necessary to contextualize teaching in order to foster a rapprochement between scientific knowledge and the student's daily life. With this in perspective, this study aimed to carry out a literature review with the identification of pedagogical practices that make use of medicinal plants as a strategy to provide a contextualization of the teaching of botany for the final years of Elementary School. To this end, we analyzed research published from 1989 to 2019. After applying the exclusion, 7 publications were selected, all of which were original articles. In a detailed study, we identified common characteristics in the methodological approaches used, prompting the creation of 5 categories, namely: practical classes, educational games, visual and audiovisual resources, texts, guided visitation and presentation. The analysis of the selected works showed that there are several possibilities to approach the teaching of botany through the theme of medicinal plants, bringing about a better contextualization of teaching. Thus, we conclude that the use of medicinal plants is an effective tool for promoting contextualization in the teaching of botany. Above all, we highlight the need to develop works that use this theme, promoting, in addition to a differentiated approach, a redefinition of learning, expanding the dialogue between school, student and community, contributing to the student to act as the protagonist of their own teaching process and learning.

Author Biographies

Ana Kerly Oliveira de Brito, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Univerdidade Estadual do Piauí (UESPI), especialista em Ensino de Ciências pelo Instituto Federal de Ciências e Tecnologia do Piauí (IFPI) e mestranda em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Ana Paula Apolinário da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em biotecnologia pela Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO).

Rothchild Sousa de Morais Carvalho Filho, Universidade Estadual do Piauí

Mestrando em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

Lidiane Assunção Araújo, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Patrícia Teixeira da Silva, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Antônia Flávia Silva Magalhães, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Maria Fabiana Araujo da Silva, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Douglas Lima de Oliveira, Universidade Estadual do Piauí

Graduado em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

Fernanda Meneses Amaral, Universidade Estadual do Piauí

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). 

João Xavier da Silva Neto, Universidade Estadual do Ceará

Doutor em Bioquímica pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

References

Barros, M. F., Farias, G. B., Silveira, E. S. M., Santiago, A. C. P. (2013). Análise da abordagem sobre pteridófitas em livros didáticos de ciências do Ensino Fundamental. Acta Scientiae, Canoas. 15 (2), 321-337.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. (1998). Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais. Brasília: MEC /SEF, 139.

Couto, C. A., Cavalcante, F. S. & Lima, R. A. (2018). Concepções sobre o ensino aa fotossíntese com alunos do ensino fundamental no município de Porto Velho-RO. C&D-Revista Eletrônica da FAINOR. Vitória da Conquista. 11 (3), 643-652.

Cunha, N. C., Rezende, J. L. P. & Saraiva, I. S. (2017). Análise do conteúdo de botânica nos livros didáticos do ensino fundamental. Argumentos Pró-Educação. Pouso Alegre. 2 (6), 493 – 513.

Cruz, L. P., Joaquim, W. M. & Furlan, M. R. (2011). O estudo de plantas medicinais no ensino fundamental: uma possibilidade para o ensino da botânica. Thesis, São Paulo. 15, 15.

Faria, R. L., Jacobucci, D. F. C., Oliveira R. C. (2011). Possibilidades de ensino de botânica em um espaço não-formal de educação na percepção de professoras de ciências. Rev. Ensaio. Belo Horizonte. 13 (1), 87-104.

Ferreira, A. L. S., Batista, C. A. S. & Pasa, M. C. (2014). Botânica experimental no Ensino De Jovens E Adultos (EJA): Uma abordagem etnobotânica. FLOVET. 1 (6).

Ferreira, G., Campos, M. G. P. A., Pereira, B. L. & Santos, G. B. (2017). Etnobotânica e o ensino de botânica do ensino fundamental: possibilidades metodológicas para uma prática contextualizada. FLOVET. 1 (9).

Kovalski, M. L. & Obara, A. T. (2013). O Estudo da Etnobotânica das Plantas Medicinais na escola. Ciência & Educação (Bauru). 19 (4), 911–927.

Lazzari, G. Z., Gonzatti, F., Scopel, J. M. & Scur, L. (2017). Trilha ecológica: um recurso pedagógico no ensino da Botânica. Scientia cum Industria. 5 (3), 161–167.

Lemos, J. R., Costa, R. M. V. & Rocha, L. D. A. (2015). Botânica: Dificuldades de aprendizado dos alunos de 7º ano em escolas da rede municipal de Santa Quitéria, Maranhão. Acta Tecnológica. 10 (1), 73–79.

Lima, R. A., Pinto, M. N., Mendoza, A. Y. G., Silva, D. R., Nascimento, F. A., Rodrigues, J. J. P., Almeida, K. P. C., Vieira, R. L. & Assis, S. N. S. (2019). A importância das plantas medicinais para a construção do conhecimento em botânica em uma escola pública no município de Benjamin Constant - Amazonas (Brasil). Revista Ensino de Ciências e Humanidades. 5 (2), 478-492.

Medeiros, E. T. O. & Crisostimo, A. L. (2013). A importância da aprendizagem das plantas medicinais no ensino da botânica. Cadernos PDE. Curitiba: SEED/PR., 1.

Melo, E. A., Abreu, F. F., Andrade, A. B. & Araujo, M. I. O. (2012). A aprendizagem de botânica no ensino fundamental: Dificuldades e desafios. Scientia Plena. 8 (10).

Menegazzo, R. C. S.; Stadler, R. C. L. (2012). Estratégia para despertar o interesse dos educandos para a botânica: construção de um herbário no ensino fundamental. Revista Ciências & Ideias. 4 (1).

Merhy, T.S. M. & Santos, M. G. (2017). A Etnobotânica na escola: interagindo saberes no ensino fundamental. Revista Práxis. 9 (17).

Moher, D., Shamseer, L., Clarke, M., Ghersi, D., Liberati, A., Petticrew, M., Shekelle, P., Stewart, L. A. & PRISMA-P Group (2015). Preferred reporting items for systematic review and meta-analysis protocols (PRISMA-P) 2015 statement. Systematic Reviews. 4, 1-9.

Moitinho, L. & Marisco, G. (2015). A importância da abordagem de plantas medicinais na escola. Scientia Amazonia. 4 (5).

Moura, L. F. W. M. G., Silva Neto, J. X., Lopes, T. D. P., Benjamin, S. R., Brito, F. C., Magalhães, F. E. A., Florean, E. O. P. T., Sousa, D. O. B. & Guedes, M. I. F. (2019). Ethnobotanic, phytochemical uses and ethnopharmacological profile of genus Cnidoscolus spp. (Euphorbiaceae): A comprehensive overview. Biomedicine & Pharmacotherapy. 109, 1670-1679.

Navarro, D. F., Marcondes, N. S. P., Volpato, A. M. M., Farago. P. V., Serenato, T., Moreira, E. E. M., Costa, R. G. & Machado, W. M. (2007). Utilização de plantas medicinais e aromaterapia como ferramenta no ensino fundamental das ciências. Revista Conexão UEPG. 3 (1), 62-67.

Santos, C. J. S., Brasileiro, S. G. S., Maciel, C. M. L. A., & Souza, R. D. (2015). Ensino de Ciências: Novas abordagens metodológicas para o ensino fundamental. Revista Monografias Ambientais. 14, 217-227

Silva, W. J. & Castro, M. M. (2019). Conhecimento quilombola e plantas medicinais: recursos didáticos para o ensino de ciências. Revista ODEERE. 4 (8).

Silva, A. F., Ferreira, J. H. & Vieira, C. A. (2017). O ensino de ciências no Ensino fundamental e médio: reflexões e perspectivas sobre a educação transformadora. Revista Exitus. Santarém/PA. 7 (2), 283-304.

Silva, J. & Ghilardi-Lopes, N. (2014). Botânica no Ensino Fundamental: diagnósticos de dificuldades no ensino e da percepção e representação da biodiversidade vegetal por estudantes de escolas da região metropolitana de São Paulo. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. 13, 115–136.

Silva, D. F.; Santos, M. G. (2017). Plantas medicinais, conhecimento local e ensino de botânica: uma experiência no ensino fundamental. Revista Ciências & Ideias. 8 (2).

Silva, A. F., Santos, A. P. & Rabelo, M. F. R. (2010). Identificação botânica das plantas medicinais. Informe Agropecuário. Belo Horizonte. 31 (255), 77- xx.

Published

17/10/2021

How to Cite

BRITO, A. K. O. de; SILVA, A. P. A. da .; CARVALHO FILHO, R. S. de M. .; ARAÚJO, L. A. .; SILVA, P. T. da .; MAGALHÃES, A. F. S. .; SILVA, M. F. A. da .; OLIVEIRA, D. L. de .; AMARAL, F. M. .; SILVA NETO, J. X. da . Use of medicinal plants in teaching botany for the final years of Elementary School. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e408101321196, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21196. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21196. Acesso em: 3 dec. 2021.

Issue

Section

Review Article